A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PSICOLOGIA SOCIAL LICENCIATURA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Luis Miguel Neto 2012.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PSICOLOGIA SOCIAL LICENCIATURA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Luis Miguel Neto 2012."— Transcrição da apresentação:

1 PSICOLOGIA SOCIAL LICENCIATURA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Luis Miguel Neto 2012

2

3 ISCSP Psicologia Social Sumário 1ª AULA Unidade Curricular 27 Fevereiro 2012 Programa do módulo curricular, seus objectivos, avaliação e dinâmica(s): O que é um texto performativo? Recursos+pessoas+praticas (adaptado de Pearce, B., 1991): O que são a analise sistémica e a gestão coordenada do sentido adaptadas ao ensino e investigação em Psicologia Social? Laboratório experiencial 1(pares): Como descrevo um episódio de eu no meu melhor? Laboratório experiencial 2 (grupo): Como ter conhecimento de especialista sem ter aVerdade? (adaptado de Cottor et al. 2004). Como Testar os Paradigmas Científicos Experiencialmente (TPCEs)? Bens Produtos e Serviços Positivos (escolher), ou, YouTube (uma seleção internacional sobre Psicologia Social).

4 1, Perspectiva Histórica da Psicologia Social. Psicologia e Psicologia Social As Origens da Psicologia Social O campo de estudo da psicologia social. 2, Processos de Influência Social. Grupos e normas. Consenso e conformismo. Obediência. A influência das minorias. As expectativas sociais. 3. Desenvolvimento Social. A Vinculação. Socialização e Aprendizagem Social. O Desenvolvimento Social e Moral do Adulto.

5 4. As Atitudes. Formação de atitudes. Modelos de processamento deliberativo vs espontâneo. Atitudes e comportamentos. Comunicação, persuasão e mudança de atitudes. 5. Formação de Impressões e Atribuição Causal. A inferência social. Formação e mudança de impressões. Modelos clássicos de atribuição causal. A inferência espontânea de traços. 6. Julgamento na Incerteza e Tomada de Decisão. A racionalidade limitada do ser humano. Modelos cognitivos de funcionamento mental. As heurísticas mentais.

6 7. Identidade Social e Relações Intergrupais. A categorização social e identidade social. Enviesamento intergrupal e efeito da homogeneidade do exo-grupo A gestão da identidade e a mudança social. Estratégias de redução do conflito intergrupal. 8. Estereótipos Sociais. Estereótipos, preconceitos e discriminação. Estereótipos implícitos e o efeito pervasivo dos estereótipos. A mudança de estereótipos. A redução do preconceito e da discriminação. 9. Interacção Social e interdependência. O Dilema do Prisioneiro. Os dilemas sociais. Networking e Redes Sociais.

7 O método de avaliação é o que está definido no Regulamento aprovado pelo Conselho Pedagógico. A avaliação continua é baseada em trabalhos de cariz aplicado, com um peso de 50% para a componente individual e de 30% para a componente trabalho de grupo. Os restantes 20% incluem tarefas semanais e em aula. A avaliação não continua constitui-se por um exame escrito individual final.

8 CONTEUDOS TEMÁTICOS DA PSICOLOGIA SOCIAL A partir de McKinlay e Mcvittie (2008) 1.Identidade e self: identidades, conversacional, cultural, nacional, comunitária, masculina, feminina, outra, étnica, virtual. O que sãocrises de identidade? 2.Grupos: Grupos e representações sociais, coesão, estrutura, funções. Grupos e identidade pessoal, que coordenação? 1.Atração interpessoal e relações: familiares, amigos, colegas, vizinhos. O que são problemas de relação 2.Cognição social: Estados mentais, memória, atribuições, categorização, gestão de impressões. Mudança social e cognição, que relação?

9 5. Atitudes e persuasão: Como se processa a persuasão no dia a dia? 6. Preconceito: Discurso e preconceito, preconceito e etnia/raça, preconceito e género/sexo. Como as palavras podem fazer doer? 7. Agressão: conflitos na fala, responsabilidade e justificações da agressão, agressividade escondida. Discriminar a origem do mal, é útil? 8. A justiça e a lei: Psicologia social e investigação policial, testemunhos judiciais. Tratamento dos incriminados. Porque nunca se resolveu o crime? 9. Saúde: Grupos de apoio, interação profissionais/utentes, Estilo de vida e mudança de comportamento. Quanto pesa a psicologia social no orçamento da saúde? 10. Psicologia Social e organizações: Analise de discurso nas organizações, liderança e tomada de decisão, dificuldades no emprego. Organizações e sociedade. Como pode a gestão de recursos humanos aproveitar a psicologia social?

10 PSICOLOGIA SOCIAL 2012: ACRESCENTOS A BIBLIOGRAFIA 1. Historicos e paradigmáticos: É útil conhecer o passado para ir em direção ao futuro? Blumer, H. (1956). Sociological Analysis and the Variable, American Sociological Review, 21, 6, Gergen, K. (1973). Social Psychology as History, Journal of Personality and Social Psychology, 26, 2, Mckinlay, A. e Mcvittie, C. (2008). Social Psychology and Discourse. Reino Unido: John Wiley and Sons. Kruglanski, A. e Stroebe W., (2012). Handbook of the History of Social Psychology. Psychology Press: Nova Iorque. 2. Com objectivos práticos: Nada há tão teórico – =transformador - como uma boa pratica? Cottor, R., Asher, A., Levin, J., Weiser, C. (2004). Experiential Learning Exercises in Social Construction: A Field Book for Creating Change. EUA: TAOS Institute Publications. Lagemaat, Richard van de (2005). Theory of Knowledge for the IB Diploma. Cambridge, RU: Cambridge University Press.

11 Bibliografia Geral Gleitman, H. (2003). Psicologia. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian. Leyens, J.-P. & Yzerbyt, V. (1999). Psicologia Social. Lisboa: Edições 70. Lopes, M.P., Palma, P.J., Ribeiro, R.B., & Cunha, M.P. (Coord.) (2011). Psicologia Aplicada. Lisboa: RH Editora. Lopes, M.P., & Cunha, M.P. (2011). O Mundo é Pequeno. Lisboa: Actual Editora. Smith, E.R. & Mackie, D.M. (1995). Social Psychology. New York: Worth Publishers.

12 3. Ilustrando evoluções e adaptações da psicologia social: É evoluir pessoal e teoricamente? Zimbardo, P. (2007). The Lucifer Effect: How Good People Turn to Evil. EUA: Randon House Inc. Peterson, C. (2006). A Primer in Positive Psychology. Nova Iorque: Oxford University Press. 4. Pratas da casa: Teorias, adaptações e aplicações: Qual o sentido do sentido? Nobre, C. (2003). Aplicação do Modelo da Gestão Coordenada do Sentido (CMM) ao Estudo de Um Episódio em Contexto Terapêutico. Manuscrito não publicado. Neto, L.M., (2003). Dez questões sobre o Modelo Comunicacional da Gestão Coordenada do Sentido (CMM). Pensar Enfermagem, 7, 1,

13 ISCSP, PSICOLOGIA SOCIAL, 2012 LABORATORIO EXPERIENCIAL # Artigo publicado no jornal Arizona Republic em 16 de Janeiro de 1996 Por au Prince, Haiti. Residentes de uma aldeia isolada de pescadores levaram à morte 5 pessoas que diziam ser feiticeiros responsáveis pela morte de várias pessoas recentemente, relatou a policia na terça feira. O ataque foi feito na madrugada de Segunda-feira na aldeia de Corail. O investigador da policia Max Harry Isaac disse que a policia da cidade vizinha de Jeremie chegou ao local depois da multidão ter assassinado as 5 pessoas. Antes do ataque, os aldeões fecharam-se nas suas casas blindando portas e janelas para não permitir que os espíritos malévolos entrassem. I parte: Relato do que aconteceu na perspectiva de: A – Aldeões não diretamente implicados nos assassinatos; B- Multidão de agressores; C- Grupo de pessoas mortas, alegados feiticeiros; D- Policia; E- Espíritos malévolos.

14 Líderes de cada perspectiva: Exº Nos somos a policia e a nossa perspectiva do incidente é... II parte: Sub grupos permanecem intactos mas, agora, noutra perspectiva: F- Academia das ciências metafísicas (grupo interessado em pensamento abstracto sobre existência, causalidade e verdade); G- Missionários (interessados em transmitir religião); H- Antropólogos I – Investigadores forenses J- Club Bed (grupo com interesses em desenvol. turístico) III parte: (Re) formular o artigo inicial depois dos inputs das perspectivas A – J IV parte: Questões de reflexão e analise Como me senti ao longo das diferentes fases do laboratório? Mudei de opinião? A que inputs fui sensível? Qual a minha preferência final? O processo de grupo obteve resultados? Quais os stuck Points e como se conseguiram solucionar? Qual a utilidade pessoal e profissional genérica deste laboratório experiencial? Onde e como posso adapta-lo e torna-lo útil?

15 TPCEs Testar Paradigmas Científicos Experiencialmente # ainda que seja simples, não é fácil BEM, PRODUTO e/ou SERVIÇO POSITIVO (descrição breve 500 palavras); ou Seleção YOUTUBE vídeo sobre Psicologia Social, particularmente se efectuado por estudante(s). Comentário breve (500 palavras).


Carregar ppt "PSICOLOGIA SOCIAL LICENCIATURA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Luis Miguel Neto 2012."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google