A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CÂNCER Aspectos Gerais PROF. VICTOR PESSOA. A denominação comum de câncer abrange mais de uma centena de enfermidades, já que cada tecido do organismo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CÂNCER Aspectos Gerais PROF. VICTOR PESSOA. A denominação comum de câncer abrange mais de uma centena de enfermidades, já que cada tecido do organismo."— Transcrição da apresentação:

1 CÂNCER Aspectos Gerais PROF. VICTOR PESSOA

2 A denominação comum de câncer abrange mais de uma centena de enfermidades, já que cada tecido do organismo humano pode desenvolver uma ou mais doenças malignas. Características comuns dessas doenças malignas: a)proliferação desordenada das células; b) capacidade que algumas têm de se desprender do bloco inicial e migrar até outro local, onde se implantam e geram novos focos (ou metástases); c) falhas no mecanismo de apoptose (morte celular programada).

3 CICLO DE DIVISÃO CELULAR

4

5 Células tumorais secretam fatores angiogênicos (atuam na formação de vasos sanguíneos)

6

7 Célula normal Célula cancerosa Segue uma instrução para replicarem-se Ignoram essa instrução, passando a se replicar indefinida e descontroladamente Acúmulo de mutações ao longo dos anos

8

9 GENES RESPONSÁVEIS PROTOONCOGENES GENES SUPRESSORES DE TUMOR Estimulam a divisão da célula Quando sofrem mutação, passam a ser chamados ONCOGENES Inibem o crescimento celular inapropriado Quando inativados por mutações, deixam de atuar no controle da divisão celular

10 Fator de crescimento Ligação a receptor específico na membrana da célula Ativação de proteínas no citoplasma (cascata de reações) Ativação de proteínas nucleares (fatores de transcrição) Ativação de genes que controlam o ciclo de divisão celular

11 OBSERVAÇÃO! Para se tornarem malignas, as células, além da proliferação acelerada, precisam ignorar os sinais inibitórios normalmente emitidos pelas proteínas produzidas pelos genes supressores de tumor (esses sinais estão inativos ou ausentes em muitos tipos de células cancerosas) perda do controle de parada da divisão ou, no caso de lesões do DNA, sem o tempo necessário para que ocorra o reparo dessas lesões (mutações do gene TP53).

12 TELÔMEROS Segmentos de DNA situados na extremidade dos cromossomos. Constituídos por seguências curtas e repetidas (TTAGGG). Manutenção da integridade do cromossomo (terminais cromossômicos desnudos são alvos fáceis de recombinação não esperadas e degradação), garantia da replicação completa do cromossomo (a sequência telomérica garante o anelamento da enzima telomerase) e define a estrutura tridimensional do núcleo celular (permite o ancoramento dos cromossomos na membrana nuclear / correta distribuição espacial dos cromossomos posicionamento cromossômico para a replicação celular).

13 1 – Molécula de DNA com fragmento neoformado com o seu terminal não duplicado. 2 – Destaque para a porção neoformada da nova molécula de DNA. 3 – Telomerase com sua porção de RNA complementar à porção telomérica. 4 – Telomerase ampliando a sequência telomérica da fita conservada. 5 – Com a ampliação do telômero na fita conservada, a DNA polimerase pode agora duplicar o segmento telomérico na fita recém-formada.

14 A telomerase encontra-se ativa nas células germinativas, progenitoras e tumorais, estando inativa nas células somáticas. Nestas, há uma contínua redução do tamanho do cromossomo, que acaba por levar a célula à senescência e, posteriormente, à morte.


Carregar ppt "CÂNCER Aspectos Gerais PROF. VICTOR PESSOA. A denominação comum de câncer abrange mais de uma centena de enfermidades, já que cada tecido do organismo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google