A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Marcos Luis Martins Santos Descrição dos índices de qualidade de vida dos pacientes portadores de doença arterial obstrutiva periférica (DAOP) sintomáticos,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Marcos Luis Martins Santos Descrição dos índices de qualidade de vida dos pacientes portadores de doença arterial obstrutiva periférica (DAOP) sintomáticos,"— Transcrição da apresentação:

1 Marcos Luis Martins Santos Descrição dos índices de qualidade de vida dos pacientes portadores de doença arterial obstrutiva periférica (DAOP) sintomáticos, diabéticos e não diabéticos São Paulo Projeto de pesquisar apresentado a Universidade Federal de São Paulo/ Escola Paulista de Medicina para a obtenção do título de mestre em ciências.

2 1.2. Hipótese: Pacientes portadores de DAOP e diabéticos referem qualidade de vida inferior aos dos apenas portadores de DAOP. 1. RAZÕES E OBJETIVOS PARA PESQUISA:

3 1.3. Objetivo: Descrever e comparar os índices de qualidade de vida entre os pacientes portadores de doença arterial obstrutiva periférica, diabéticos e não-diabéticos, obtidos através do Medical Outcomes Study 36-item Short-Form Health Survey (MOS SF-36 Health Survey). 1. RAZÕES E OBJETIVOS PARA PESQUISA:

4 2.1. Tipo de estudo: Coorte prospectivo 2. PLANO DE TRABALHO E MÉTODOS:

5 2. 2. Local: Hospital Geral Roberto Santos, nível terciário, Secretaria de Saúde do Estado, em Salvador, Bahia. 2. PLANO DE TRABALHO E MÉTODOS: HGRS

6 2. PLANO DE TRABALHO E MÉTODOS: 2.3. Amostra: Critérios de inclusão: Portadores de Doença arterial obstrutiva periférica sintomática, Claudicantes, ( I TB< 0,7), diabéticos e não diabéticos, não submetidos a operações mutiladoras.

7 2. PLANO DE TRABALHO E MÉTODOS: 2.3. Amostra: Critérios de exclusão: Menores de 40 anos População índigena Portadores de arteriopatias não ateroscleróticas

8 2. PLANO DE TRABALHO E MÉTODOS: 2.3. Amostra: Amostragem: Índividuos acometidos por DAOP sintomática, portadores de diabete melito ou não, atendidos no Hospital geral Roberto Santos consecutivamente, não submetidos a operação mutiladora e submetidos ao questionário MOS SF-36 Health Survey.

9 QUESTIONÁRIO SF-36 1-Em geral você diria que sua saúde é: (circule uma) - Excelente 1 - Muito boa2 - Boa3 -Ruim4 - Muito ruim5 1.Comparada há um ano atrás, como você classificaria sua saúde em geral agora? (circule uma) - Muito melhor agora do que há um ano atrás 1 - Um pouco melhor agora do que há um ano atrás2 - Quase a mesma de um ano atrás3 - Um pouco pior agora do que há um ano atrás4 - Muito pior do que há um ano atrás5 2.Os seguintes itens são sobre atividades que você poderia fazer atualmente durante um dia comum. Devido a sua saúde, você tem dificuldade para fazer essas atividades? Neste caso quanto? (circular um numero em cada linha) Atividades Sim, dificulta muito.Sim, dificulta. Um pouco Não, não dificulta de modo algum. a) Atividades vigorosas, que exigem muito esforço.123 b) Atividades moderadas, tais como mover uma mesa, passar aspirador de pó, jogar bola, varrer a casa. 123 c) Levantar ou carregar mantimentos123 d) Subir vários lances de escada123 e) Subir um lance de escada123 f) Curvar-se, ajoelhar-se ou dobrar-se.123 g) Andar mais de um quilômetro123 h) Andar vários quilômetros123 i) Andar um quiôometro123 j) Tomar banho ou vestir-se123

10 ANEXO B- PONTUAÇÃO DO QUESTIONÁRIO SF-36 QuestãoPontuação 11= 5,0 2= 4,4 3= 3,4 4= 2,0 5= 1,0 2Soma Normal = 5,0 2= 4,0 3= 3,0 4= 2,0 5= 1,0 71= 6,0 2= 5,4 3= 4,2 4= 3,1 5= 2,2 6= 1,0 8Se 8= 1 e 7=1 então 8= 6 Se 8= 1 e 7= 2 a 6 então 8= 5 Se 8= 2 e 7= 2 a 6 então 8= 4 Se 8= 3 e 7= 2 a 6 então 8= 3 Se 8= 4 e 7= 2 a 6 então 8= 2 Se 8= 5 e 7= 2 a 6 então 8= 1 9a, d,e, h = valores contrário: 1= 6,0 2= 5,0 3= 4,0 4= 3,0 5= 2,0 6= 1,0 Vitalidade = a + e + g + i Saúde Mental = b + c + d + f + h 10Soma Normal 11a, c = valores normais b, d = valores contrários ( 1=5 2= 4 3= 3 4=2 5=1 )

11 2. PLANO DE TRABALHO E MÉTODOS: 2.3. Amostra: Termo de consetimento livre e esclarecido de acordo com a resolução 196/1996 do CNS, será solicitado a cada indivíduo pelo próprio pesquisador.

12 2. PLANO DE TRABALHO E MÉTODOS: 2.4. Variáveis: Primárias: Índice de qualidade de vida aferidos pelo questionário de saúde MOS SF-36 Health Survey

13 2. PLANO DE TRABALHO E MÉTODOS: 2.4. Variáveis: Variáveis secundárias: Tabagismo Tipo de Diabetes Estado nutricional Sexo Hipertensão arterial Dislipidemia

14 2. PLANO DE TRABALHO E MÉTODOS: 2.5. Método Estatístico: Tamanho da amostra definido arbitrariamente como 50 doentes P < 0,05 ou 5% como n í vel de rejeição da hipótese de nulidade Será calculado intervalo de confiança de 95% para cada ponto estudado.


Carregar ppt "Marcos Luis Martins Santos Descrição dos índices de qualidade de vida dos pacientes portadores de doença arterial obstrutiva periférica (DAOP) sintomáticos,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google