A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Nelson Siffert Chefe do Departamento de Energia Elétrica BNDES II Seminário Internacional: Reestruturação e Regulação do Setor de Energia Elétrica e Gás.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Nelson Siffert Chefe do Departamento de Energia Elétrica BNDES II Seminário Internacional: Reestruturação e Regulação do Setor de Energia Elétrica e Gás."— Transcrição da apresentação:

1 Nelson Siffert Chefe do Departamento de Energia Elétrica BNDES II Seminário Internacional: Reestruturação e Regulação do Setor de Energia Elétrica e Gás Natural Instituto de Economia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IE/UFRJ) A Atuação do BNDES no Setor Elétrico Rio de Janeiro,

2 BRASIL: NOVO CICLO DE INVESTIMENTOS Combinação única de condições macroeconômicas favoráveis ao investimento: Robustecimento da posição externa; Inflação baixa, pouco volátil e previsível a longo prazo; Responsabilidade fiscal; Melhora nos indicadores financeiros das empresas; Aceleração do Crescimento: previsões da ordem de 5% a.a de 2007 a 2010; Aumento do emprego e da renda.

3 BNDES – PRINCIPAL INSTRUMENTO DE POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO Maior banco de crédito do Brasil com 18% do mercado em 2006; Banco de longo prazo para investimentos em ativos fixos na indústria e infra-estrutura; O prazo médio dos financiamentos do BNDES às empresas em 2006 foi de 6,2 anos; Atuação complementar à dos bancos comerciais, mais voltados para operações de curto prazo.

4 DESEMBOLSOS

5 DESEMBOLSOS POR SETOR

6 APROVAÇÕESAPROVAÇÕES

7 DESAFIOS DO BNDES Viabilizar a expansão da infra-estrutura; Promover a expansão da indústria; Investir na inclusão sócio-econômica, reduzindo as disparidades regionais e sociais; Promover a modernização produtiva e tecnológica; Apoio a exportação de bens, produtos e serviços, com crescente integração da América do Sul; Ampliar a captação de recursos e viabilizar novos instrumentos de mercado.

8 DESEMBOLSOS DA ÁREA DE INFRA-ESTRUTURA – OPERAÇÕES DIRETAS R$ milhões Não incluídos desembolsos para o Programa Emergencial de Energia Elétrica Energia Elétrica Gás & Petróleo Logística Telecomunicações Renda Variável

9 DESEMBOLSOS ÁREA DE INFRA-ESTRUTURA Energia Elétrica R$ milhões Logística R$ 906 milhões Gás & Petróleo R$ milhões R$ milhões Telecomunicações R$ milhões

10 Matriz Elétrica Brasileira Fonte : MME (2005) Total: 100,348 MW 2% 3% 2% 10% 0% 8% 70% 2% 3% 2% 0% 8% 70% 5% Hidro – 70,323 MW Gas – 10,885 MW Óleo – 5,251 MW Carvão – 1,415 MW Nuclear – 2,007 MW Biomassa – 3,068 MW Eólica – 29 MW Importação – 8,170 MW

11 Parque Gerador 3º Parque Gerador hidrelétrico em potência instalada no mundo...

12 Sistema Interligado 4,000 km TL 230 kV : 37,322 km TL 345 kV : 9,215 km TL 440 kV : 7,003 km TL 500 kV : 25,223 km TL 600 cc : 1,612 km TL 750 kV : 2,683 km Total 81,610 km Fonte : MME (2005) Linhas de Transmissão (LT) Setor Elétrico Brasileiro

13 BNDES intensificou o apoio a projetos de investimentos voltados para os segmentos de geração, transmissão e distribuição, e o PAC melhorou as condições, notadamente para geração hídrica; Plano Decenal 2006/2015 prevê aumento de MW de expansão de capacidade de geração de energia elétrica, sendo que projetos na região Norte respondem por cerca de 30% ( MW); Perspectiva de se encerrar 2007 com cerca de 22% da expansão hídrica (em MW) prevista no Plano Decenal já aprovada pelo BNDES. A usina do Madeira (UHE Santo Antônio) agregaria mais 10% à implementação do Plano. ENERGIA ELÉTRICA

14 PROJETOS DE ENERGIA ELÉTRICA APROVADOS 2003 – JULHO 2007

15 REDUÇÃO DOS SPREADS FOCADA NOS OBJETIVOS DO PAC

16 EVOLUÇÃO DAS POLÍTICAS OPERACIONAIS PARA GERAÇÃO HÍDRICA

17 POLÍTICAS OPERACIONAIS PARA ENERGIA ELÉTRICA

18 PREVISÃO DE INVESTIMENTOS EM INFRA-ESTRUTURA PAC:

19 PROJETOS PAC NO BNDES Setor Nº Projetos Valor Financ. Invest. Total Geração UHE (7.597 MW) , ,7 Petróleo e Gás , ,9 Hidroviário34.774,65.305,1 PCH (692 MW) ,72.794,0 Linhas de Transmissão6994,61.961,6 Ferroviário21.088,74.710,6 Geração UTE (273 MW)5560,1645,0 Geração UEE (25 MW)196,5122,4 Saneamento ,12.274,5 Total , ,8 R$ milhões

20 PROJETOS DE USINAS HIDRELÉTRICAS NO PAC Distribuição de projetos por região

21 PROJETOS DE USINAS HIDRELÉTRICAS NO PAC Quantidade de projetos: 61 Incremento da capacidade instalada: ,3 MW Principais projetos: UHE Santo Antônio (3.150 MW); UHE Jirau (3.300 MW); UHE Belo Monte (5.681MW); UHE Estreito (1.087 MW); UHE Foz do Chapecó (855MW); UHE Serra Quebrada (1.328 MW) Investimento total previsto: R$ 76,4 bilhões

22 PROJETOS DE USINAS HIDRELÉTRICAS NO PAC Projetos do PAC em Trâmite no BNDES

23 Project Finance - Financiamento de um projeto específico e não de todos os negócios de uma empresa, segregando custos, receitas e riscos do projeto através de uma sociedade de propósito específico (SPE). Constituição dos Recebíveis como reserva de meio de pagamento e Cessão destes Recebíveis ao(s) Banco(s) Financiador(es). BNDES e Project Finance

24 O BNDES, optou por um conceito amplo de Project Finance voltado para: Setor de infra-estrutura Sociedade de Propósito Específico – (SPE) Análise baseada no fluxo de caixa Vinculação de receitas A MP do BEM alterou a Lei de Concessões, criando um novo direito real de garantia, a cessão fiduciária de recebíveis. BNDES e Project Finance

25 Quais são os requisitos para as operações de Project Finance? Capital próprio dos acionistas compatível com o risco do projeto; Exame da qualidade dos recebíveis; Seguro-Garantia (pacote de seguros); Aporte antecipado do equity (em alguns casos); ICSD maior ou igual a 1,2; TIR mínima do Projeto de 8% aa; Constituição de contrato EPC; e Participação agentes financeiros. BNDES e Project Finance

26 Como ficou a questão do limite de risco? Há um limite específico de 75% do ativo total da SPE; Análise do Rating corporativo da SPE; Possibilidade de dispensar garantias pessoais; e Project Finance não toma espaço no limite de crédito do controlador. BNDES e Project Finance

27 BNDES Área de Infra-Estrutura - AIE Departamento de Energia Elétrica Nelson Fontes Siffert Filho Chefe de Departamento Tel.: (021)


Carregar ppt "Nelson Siffert Chefe do Departamento de Energia Elétrica BNDES II Seminário Internacional: Reestruturação e Regulação do Setor de Energia Elétrica e Gás."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google