A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Estrutura das tarifas de venda a clientes finais (SEP) Humberto Jorge MEEC Gestão de Energia em Edifícios e na Indústria.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Estrutura das tarifas de venda a clientes finais (SEP) Humberto Jorge MEEC Gestão de Energia em Edifícios e na Indústria."— Transcrição da apresentação:

1 Estrutura das tarifas de venda a clientes finais (SEP) Humberto Jorge MEEC Gestão de Energia em Edifícios e na Indústria

2 Tarifas de venda a clientes finais Os preços proporcionam aos distribuidores vinculados os seguintes proveitos : –Proveitos a recuperar aos fornecimentos de energia e potência, de uso global do sistema e de uso da rede de transporte –Proveitos permitidos nas actividades de Uso da Rede de Distribuição, de Comercialização de Redes e Comercialização no SEP

3 Tarifas de venda a clientes finais Estas tarifas resultam da adição das tarifas: –Energia e potência –Uso Global do Sistema –Uso da Rede de Transporte –Uso da Rede de Distribuição –De comercialização de Redes –De Comercialização no SEP

4 Decomposição do preço médio de venda a clientes finais em 2001 e 2002 valores nominais

5 Decomposição do preço médio de venda a clientes finais em 2001 e 2002 valores reais (const. 2001)

6 Estrutura geral das tarifas VCF Os preços podem ser diferenciados por: –Nível de tensão –Utilização da potência –Período tarifário

7 Níveis de Tensão BT - Baixa tensão –BTN - Baixa tensão com potência contratada inferior ou igual a 41,4 kW –BTE - Baixa tensão com potência contratada superior a 41,4 kW MT - Média tensão (superior a 1 kV e inferior a 45 kV) AT - Alta tensão (superior a 45 kV e inferior a 110 kV) MAT - Muita alta tensão (superior a 110 kV)

8 Utilização da Potência Curtas Utilizações Médias Utilizações Longas Utilizações

9 Períodos Tarifários Períodos trimestrais Período I … de 1 de Janeiro a 31 de Março Período II … de 1 de Abril a 30 de Junho Período III … de 1 de Julho a 30 de Setembro Período IV … de 1 de Outubro a 31 de Dezembro

10 Períodos Tarifários Períodos horários Horas fora de vazio Horas de ponta Horas cheias Horas de vazio Horas de Vazio normal Horas de super vazio Dois ciclos Ciclo semanal Ciclo diário

11 Estrutura geral das tarifas VCF Preços de contratação, leitura, facturação e cobrança Preços de potência contratada Preços de potência em horas de ponta Preços de energia activa Preços de energia reactiva

12 Potência contratada O valor da potência contratada é actualizado para a máxima potência activa média, registada em intervalo ininterrupto de 15 minutos, durante os 12 meses anteriores, incluindo o mês a que a factura respeita. Potência contratada em kW tem de ser maior ou igual a 50% da potência instalada medida em kVA

13 Potência em horas de ponta Potência activa média calculada de acordo com a seguinte fórmula: Pp = Ep/Hp Ep - Energia activa fornecida em horas de ponta Hp - número de horas de ponta.

14 Redução nos custos de P HP Por cada kWh deslocado para foras das horas de ponta corresponde a uma redução de: (1/120)* 7,770 = 0,0648 Euros(*) (*) Considerando a opção tarifária MT, MU, ciclo diário (2004)

15 Estrutura geral das opções tarifárias de BTN (PC < 41,4 kVA) Preços de potência contratada e de contratação, leitura, facturação e cobrança (termo fixo em Euros por mês) Preços de energia activa (em Euros por kWh)

16 Estrutura geral das opções tarifárias de MAT, AT, MT e BTE Preços de contratação, leitura, facturação e cobrança (termo fixo em Euros por mês) Preços de potência contratada (em Euros por kW por mês) Preços de potência em horas de ponta (em Euros por kW por mês) Preços de energia activa (em Euros por kWh) Preços de energia reactiva (em Euros por kvarh)

17 Tarifário e condicionamento da procura Objectivos principais ponto de vista da operadora: Reduzir ponta do diagrama Melhor factor de carga Reduzir custos dos sistemas Melhorar a fiabilidade do sistema ponto de vista do consumidor Reduzir encargos com a compra de EE

18 Factores penalizados pelas tarifas Consumo de energia activa Potência máxima pedida à rede Potência em horas de ponta Consumo de energia reactiva

19 Estímulos fornecidos pelo tarifário Redução de consumos Desvio de consumos Controlo de ponta Controlo dos consumo em horas de ponta Compensação do Factor de Potência

20 Facturação de Energia Reactiva Consumo de energia reactiva fora das de vazio que exceda 40% do consumo de energia activa do mesmo período (Cos > 0.93) (RC - 0.4(WC+WP)) * Taxa react. ind. Emissão de energia reactiva nos períodos de Vazio RV * Taxa reactit. Cap.

21 Alguns factores a analisar utilização da potência contratada compensação do factor de potência factor de carga do DC da instalação possibilidade de controlo dos consumo em horas de ponta redução dos consumos de energia activa (processos mais eficientes em termos energéticos; utilização do combustível mais eficiente; …) repartição dos consumos de energia nos diferentes períodos tarifários (por exemplo horas de ponta são só 4h = 16, 67% do dia)

22 Diagrama de Carga / Indicadores Wtotal= 1h*10kW + 4h*5kW + … + 2h*15kw= 1130kWh Pmédia = Wtotal / 24 horas = 47,08 kW Factor de carga= Pmédia / Pmáxima = 0,47 Utilização da potência máxima= Wtotal / Pmáx = 11,3 h

23 Facturação anual

24 Tarifa Bi-Horária

25 Consumo que anula a sobretaxa de potência Sendo: E V - Consumo de vazio a - Sobretaxa de potência b C - Taxa de energia em horas for a do vazio b V - Taxa de energia em horas de vazio


Carregar ppt "Estrutura das tarifas de venda a clientes finais (SEP) Humberto Jorge MEEC Gestão de Energia em Edifícios e na Indústria."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google