A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Demanda, Oferta e Equilíbrio de Mercado Pontifícia Universidade Católica de Campinas Disciplina: Introdução à Economia Curso: Ciências Contábeis- Primeiro.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Demanda, Oferta e Equilíbrio de Mercado Pontifícia Universidade Católica de Campinas Disciplina: Introdução à Economia Curso: Ciências Contábeis- Primeiro."— Transcrição da apresentação:

1 A Demanda, Oferta e Equilíbrio de Mercado Pontifícia Universidade Católica de Campinas Disciplina: Introdução à Economia Curso: Ciências Contábeis- Primeiro Período/Noturno Professora: Ana Karina Bueno Bibliografia: VASCONCELOS, M.A.S. & GARCIA, M.E. Fundamentos de Economia. São Paulo: Editora Saraiva Cap 5.

2 5.1 Introdução Breve Histórico Demanda de bens e serviços estão alicerçados no conceito subjetivo (aspectos psicológicos/preferênciais) de UTILIDADE (qualidade do bem/serviço em satisfazer a qualidade humana).

3 5.2 Demanda de Mercado Conceito A demanda ou procura pode ser definida como a quantidade de certo bem ou serviço que os consumidores desejam adquirir em determinado tempo.

4 5.2.1 Conceito A procura depende de variáveis que influenciam a escolha do consumidor. São elas: o preço do bem/serviço; o preço dos outros bens/serviços;Lei geral da demanda; A renda do consumidor; Gosto ou preferência do indivíduo,etc. Para estudar-se a influência isolada dessas variáveis utiliza-se a hipótese coeteris paribus, ou seja, considera-se cada uma dessas variáveis afetando separadamente as decisões do consumidor.

5 5.2.2 Relação entre quantidade procurada e o preço do bem: LEI GERAL DA DEMANDA LEI GERAL DA DEMANDA: Relação inversamente proporcional entre a quantidade procurada e o preço do bem, coeteris paribus. Essa relação quantidade procurada/preço do bem pode ser representada por uma escala de procura, curva de procura ou função demanda.

6 LEI GERAL DA DEMANDA: Escala de Procura Alternativa de preço ($)Quantidade demanda 1,00 3,00 6,00 8,00 10, Tabela 5.1 Escala de procura

7 LEI GERAL DA DEMANDA: Curva de procura do bem Figura 5.1 Curva de procura do bem X.

8 LEI GERAL DA DEMANDA: Curva de procura do bem A curva de demanda (procura) inclina-se de cima para baixo, no sentido da esquerda para a direita, refletindo o fato de que: a quantidade procurada de determinado produto varia inversamente com relação a seu preço, coeteris paribus.

9 LEI GERAL DA DEMANDA:função demanda Matematicamente, a relação entre quantidade demandada e o preço de um bem ou serviço pode ser expressada pela chamada função demanda ou equação da demanda: Qd=f (P) Qd= quantidade procurada de determinado bem ou serviço, num dado período de tempo; P= preço do bem ou serviço.

10 LEI GERAL DA DEMANDA:função demanda A expressão Qd= f (P) significa que a quantidade demandada Qd é uma função de f do preço P, isto é, DEPENDE do PREÇO. Se o PREÇO cai a quantidade demandada aumenta. Se o PREÇO sobe a quantidade demanda diminui.

11 Efeito Substituição; Efeito Renda A curva de demanda é negativamente inclinada devido ao efeito conjunto de dois fatores: o efeito substituição e o efeito renda. Se o preço de um bem aumenta a queda da quantidade demandada será provocada por esses dois efeitos somados.

12 Efeito Substituição Se um bem X possui um bem substituto Y, ou seja, outro bem similar que satisfaça a mesma necessidade, quando o preço do bem X aumenta, coeteris paribus, o consumidor passa a adquirir o bem substituto ( o bem Y) reduzindo assim a demanda do bem X e aumentando a demanda do bem Y. Exemplo: se o preço da caixa de fósforo subir demasiadamente, os consumidores passarão a demandar isqueiros, reduzindo assim sua demanda por fósforos;

13 Efeito Renda Quando aumenta o preço de um bem X, tudo o mais constante (renda e preço de outros produtos similares), o consumidor perde poder aquisitivo, e a demanda por esse produto (X) diminui. Assim, embora seu salário monetário não tenha sofrido nenhuma alteração, seu salário real, em termos de poder de compra foi corroído.

14 Outras variáveis que afetam a demanda de um bem Existe uma série de de outras variáveis, além do preço, que também afetam a procura de um bem. São elas: 1) Renda dos consumidores Se a demanda por um bem cai quando a renda cai, chamamos esse bem de bem normal. bens de inferioresSe o consumidor aumentar de renda, ficar mais rico diminuirá o consumo de carne de segunda para consumir carne de primeira; reduzirá o consumo de viagens de ônibus e aumentará a demanda por viagens de avião.Chamamos estes bens de inferiores, cuja demanda varia no sentido inverso às variações da renda. Bens superioresBens superiores são bens cujo o consumidor demandará mais produtos de maior qualidade ( ou mais caros) quanto mais rico, maior renda este auferir Bens saciadosBens saciados são aqueles que não são influenciados pela renda dos consumidores (arroz, farinha,sal).

15 Outras variáveis que afetam a demanda de um bem 2. Preço de outros bens e serviços Quando há uma relação direta entre preço de um bem e quantidade de outro, coeteris paribus. A queda no preço de um bem reduz a demanda por outro bem, dizemos que se trata de bens substitutos ou concorrentes. (Ex: cachorros-quente X hambúrguer; casaco X suéteres, carne X peixe).Um aumento do preço da carne, aumenta a demanda por peixe. Uma queda do preço do cachorro quente, reduz a demanda por hambúrguer. Quando existe uma relação inversa entre preço de um bem e quantidade demandada de outro bem, por exemplo, quando a queda no preço de um bem aumenta a demanda por outro bem, os bens são chamados complementares (Ex:cobertura de chocolate X sorvete; sanduíche X refrigerante).

16 Outras variáveis que afetam a demanda de um bem Hábitos; Preferências dos consumidores; Efeitos Sazonais; Localização; Condições de crédito; Perspectivas da economia.

17 Função Demanda do bem X Demanda do bem X=f (preço do bem X, Preço dos bens substitutos do bem X, renda dos consumidores, preferências dos consumidores).

18 Distinção entre demanda e quantidade demandada Por demanda entende-se toda a escala ou curva que relaciona os possíveis preços a determinadas quantidades. Por quantidade demandada devemos compreender um ponto específico da curva relacionando um preço a uma quantidade.

19 Alteração na quantidade demandada. Figura 5.2 Alteração na quantidade demandada. A demanda corresponde a reta inclinada D; já a quantidade procurada relacionada ao preço Po é Qo. Caso o preço do bem aumentasse para P1, haveria uma diminuição da quantidade (Q1) demandada e não da demanda. Ou seja, da quantidade demandada ocorrem ao longo da própria curva de demanda (reta D)

20 Alteração na demanda Antes do aumento da rendaApós o aumento da renda Ao preço P 0, o consumidor pode comprar Q 0 Ao preço P 1, o consumidor pode comprar Q 1 Ao mesmo preço P 0, o consumidor pode comprar Q 2 Ao mesmo preço P 1, o consumidor pode comprar Q 3 Figura 5.3 Alteração na demanda.

21 Quantidade Demandada, Demanda Deslocamentos da curva de demanda Variáveis que afetam a quantidade demandada Uma alteração nesta variável... Preço Representa um movimento ao longo da curva de demanda- Quantidade Demandada RendaDesloca a curva de demanda- Alteração da Demanda Preço dos bens relacionadosDesloca a curva de demanda- Alteração da Demanda Gostos / ExpectativasDesloca a curva de demanda Alteração da -Demanda Número de compradoresDesloca a curva de demanda- Alteração da Demanda Quantidade D3 D1 D2 Aumento da demanda Redução da demanda Preço

22 5.3-Oferta de Mercado A Oferta: as várias quantidades que os produtores desejam oferecer no mercado em determinado período de tempo. Há uma série de fatores determinantes da oferta de um bem ou serviço: – Preço do bem. Lei da oferta: tudo o mais mantido constante, a quantidade oferecida do bem aumenta quando seu preço aumenta. – Preço (custo) dos fatores de produção. A quantidade de um bem oferecida por uma empresa se relaciona negativamente com os preços dos insumos usados em sua fabricação. Tecnologia. Ao reduzir os custos da empresa, os avanços tecnológicos aumentam a quantidade oferecida de um bem. Número de empresas no mercado –Metas ou objetivos dos empresários.

23 5.3-Oferta de Mercado Preço ($)Quantidade ofertada 1,00 3,00 6,00 8,00 10, Tabela 5.2 Escala de oferta Podemos expressar uma escala de oferta de um bem X: dada uma série de peços, quais seriam as quantidades ofertadas a cada preço:

24 Curva de oferta: mostra a relação direta entre quantidade ofertada e nível de Preço, coeteris paribus. É a chamada Lei da Oferta. Figura 5.4 Curva de oferta do bem X. P Q Curva de oferta de um bem mostra como a quantidade ofertada do bem X varia à medida que seu preço se altera. Observa-se a lei da oferta em operação: tudo o mais mantido constante, a quantidade oferecida do bem aumenta quando seu o preço aumenta.

25 Função ou Equação da oferta Qo= f (P) Qo= quantidade ofertada de um bem ou serviço, num dado período; P=preço do bem ou serviço A relação direta entre a quantidade ofertada de um bem e o preço desse bem (representada pela curva positivametne inclinada) deve-se ao fato que, coeteris paribus, um aumento do preço de mercado estimula as empresas a elevar a produção; novas empresas serão atraídas, aumenando a quantidade ofertada do produto.

26 Relação inversa entre a oferta e o custo dos fatores de produção Um aumento dos salários ou do custo das matérias-primas deve provocar, coeteris paribus, uma retração da oferta de um produto.

27 Relação diretamente proporcional, do nível tecnológico e do número de empresas no mercado, em relação à quanidade ofertada. Melhorias tecnológicas promovem melhorias da produtividade no uso dos fatores de produção e, portanto, aumento da oferta. Também existe uma relação direta entre a oferta de um bem ou serviço e o número de empresas ofertantes do produto no setor.

28 Oferta do bem X= f (preço do bem X, custos dos fatores de produção, Nível de conhecimento tecnológico, número de empresas no mercado, metas e objetivos dos empresários) Função da Oferta do bem X

29 Oferta e quantidade ofertada A oferta refere-se à escala ( ou toda a curva) Enquanto a quantidade ofertada diz respeito a um ponto específico da curva de oferta.

30 Oferta e quantidade ofertada Figura 5.5 Alteração da quantidade ofertada e da oferta. Assim, um aumento no preço do bem provoca um aumento da quantidade ofertada, coeteris paribus (movimento ao longo da curva Alteração nas outras variáveis Desloca a curva de oferta.

31 Oferta Deslocamentos, Alteração da curva de oferta Variáveis que afetam a quantidade ofertada Uma alteração nesta variável... Preço Representa um movimento ao longo da curva de oferta- quantidade ofertada Preço dos insumosDesloca a curva de oferta- alteração na Oferta TecnologiaDesloca a curva de oferta- alteração na Oferta ExpectativasDesloca a curva de oferta- alteração na Oferta Número de produtoresDesloca a curva de oferta- alteração na Oferta Quantidade S1 Aumento da oferta Redução da oferta S2 S3 Preço

32 5.4- Equilíbrio de Mercado A lei da oferta e da procura: tendência ao equilíbrio A interação das curvas de demanda e da oferta determina o preço e a quantidade de equilíbrio de um bem ou serviço em um dado mercado.

33 Quantidade Quantidade demanda Procurada Ofertada Preço ($) 1,00 3,00 6,00 8,00 10, Excesso de procura (escassez de oferta) Equilíbrio entre oferta e procura Excesso de oferta (escassez de procura) Tabela 5.3 Oferta e demanda do bem X

34 Como de observa na Tabela 5.3 existe equilíbrio entre oferta e demanda do bem X quando o preço é igual a $6 unidades. Figura 5.6 Equilíbrio de mercado. Ponto E-equilíbrio entre Oferta e demanda Ponto A- escassez Ponto B-excesso de produção

35 5.4.2-Deslocamentos das curvas de Oferta e Demanda Figura 5.7 Deslocamento do ponto de equilíbrio.


Carregar ppt "A Demanda, Oferta e Equilíbrio de Mercado Pontifícia Universidade Católica de Campinas Disciplina: Introdução à Economia Curso: Ciências Contábeis- Primeiro."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google