A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A DVENTO E O N ATAL. Í NDICE : Figuras do advento ( pág.4) Tradições natalícias e seu significado ( pág.5-6) Símbolos natalícios (pág.7-11) Uma história.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A DVENTO E O N ATAL. Í NDICE : Figuras do advento ( pág.4) Tradições natalícias e seu significado ( pág.5-6) Símbolos natalícios (pág.7-11) Uma história."— Transcrição da apresentação:

1 A DVENTO E O N ATAL

2 Í NDICE : Figuras do advento ( pág.4) Tradições natalícias e seu significado ( pág.5-6) Símbolos natalícios (pág.7-11) Uma história de Natal ( 12-14)

3 I NTRODUÇÃO : Este trabalho foi-nos proposto pelo professor José António, da disciplina de educação moral. Esperemos que gostem!

4 F IGURAS DO ADVENTO Maria Isabel Anjo Gabriel

5 T RADIÇÕES NATALÍCIAS E SEU SIGNIFICADO 1-Missa do Galo A Missa do Galo teve origem na província espanhola de Toledo. Cada lavrador matava um galo em memória daquele que cantou três vezes quando Pedro negou Jesus. A ave era levada para a igreja e oferecida aos pobres, a fim de terem um almoço melhorado no dia de Natal. Em algumas aldeias portuguesas e espanholas levava-se o galo vivo para a igreja para que ele cantasse durante a missa.

6 2 – Bolo Rei Diz a lenda que, quando os Reis Magos foram visitar Jesus com a intenção de lhe oferecerem presentes: ouro, incenso e mirra, a cerca de sete quilómetros do local onde o Menino se encontrava tiveram uma discussão: qual deles seria o primeiro a oferecer os presentes. A solução foi-lhes dada por um artífice, que assistindo à conversa, quis ajudar a encontrar uma saída para o problema que agradasse a todos. Ele faria um bolo cuja massa incorporaria uma fava. Depois repartiria uma fatia pelos Reis Magos e seria o primeiro a oferecer os presentes ao Menino Jesus, aquele em cuja a fatia se encontrasse a fava. Conhecido pelo nome de Bolo Rei feito para escolher um Rei, aquele doce passou a usar-se sobretudo no Natal. Mas ainda à outras lendas.

7 S ÍMBOLOS NATALÍCIOS

8 Á RVORE DE N ATAL Por ocasião do Natal, costuma-se usar como adorno das casas, o pinheiro. As suas folhas simbolizam a vida eterna. Jesus, como se sabe, veio dizer que tínhamos a vida em abundância. Tendo sido Cristo pendente da Cruz, o Pão vivo descido do céu, os medievais costumavam enfeitar a árvore do presépio com ofertas, símbolo da Eucaristia, como fruto do sacrifício da cruz. Daí o aparecimento da árvore do Natal, carregada de frutas e guloseimas que Jesus oferece às crianças. A tradição da Árvore de Natal é de origem germânica e data do tempo de São Bonifácio.

9 As luzes de natal representam Jesus Cristo que, para os cristãos, é a luz do mundo. Lembram as estrelas que iluminaram o céu na noite de Natal e a estrela de Belém que guiou os magos até ao presépio, na noite de nascimento de Jesus. A estrela de Belém também simboliza Cristo e é normalmente colocada no topo do presépio e da árvore de natal. Luzes de Natal

10 P RESENTES Dar presentes, já é uma tradição antiga, que as pessoas compram um mimo e oferecem às pessoas mais chegadas. O presente não está no objeto que recebemos, mas sim, na dedicação e no tempo que a pessoa teve para adquiri-lo.

11 P RESÉPIO A palavra presépio é de origem hebraica e significa manjedoura de animais. As representações do presépio sofreram um grande impulso a partir de 1223, quando São Francisco de Assis resolveu fazer um presépio ao vivo em Gréccio, na Itália, na noite de 24 para 25 de Dezembro. A partir daqui, começaram a vulgarizar-se representações com figuras esculpidas. O presépio, também é uma montagem com peças, que faz referência ao momento de nascimento de Jesus Cristo. Com o menino Jesus na manjedoura, no centro, o presépio apresenta o local e as personagens bíblicas que estavam presentes neste importante momento cristão.

12 H ISTÓRIA DE N ATAL O Atraso do Pai Natal Todos os anos, como já é costume, o Pai Natal vai a uma pequena aldeia levar os presentes às crianças. Mas este ano aconteceu uma desgraça: o Pai Natal atrasou-se, e as crianças da aldeia ficaram preocupadas, pois ainda não receberam os presentes. - Onde está o Pai Natal? – perguntou uma das crianças da aldeia aos seus amigos. - Não sabemos – disseram todas em coro – o Pai Natal ainda não foi à nossa casa! - O Pai Natal atrasou-se?! – perguntou uma das crianças. - Que estranho, o Pai Natal nunca se atrasa! – disse outra. - Vamos ter com ele ao Pólo Norte! – falou entusiasmada uma criança. - Boa ideia! – disseram todas – vamos a casa dele! Assim o disseram, assim o fizeram! Foram todos a casa do Pai Natal, e quando lá chegaram bateram à porta e disseram: - Pai Natal! Somos nós, as crianças da aldeia. O Pai Natal foi abrir a porta e disse:

13 - Entrem crianças, entrem. Desculpem-me, mas é que eu tenho uma rena doente e tive de ir arranjar outra, ia agora mesmo para a aldeia… - Pai Natal, nós não sabíamos o que tinha acontecido e ficámos preocupadas, mas agora já estamos mais descansados. – interromperam as crianças. - Agora podemos ir todos no meu trenó para a aldeia! – sugeriu o Pai Natal. - Sim! Nós íamos adorar. - Então vamos! Foram todos para a aldeia, mas quando lá chegaram encontraram as mães muito preocupadas com o desaparecimento dos seus filhos, e com o atraso do Pai Natal. - Ai, ai, esquecemo-nos de avisar as nossas mães, e elas agora estão preocupadas. - Olhem – disse uma das mães – não são os nossos filhos e o Pai Natal? Continuação

14 - São! Mas como é que os nossos filhos estão com o Pai Natal? - Pois não sabemos! Já era muito tarde, e já passava muito da hora de abrir os presentes. - Fomos ver o Pai Natal, porque ele estava atrasado e esquecemo- nos de vos avisar, desculpem! – disseram todas as crianças, envergonhadas. Uma das mães respondeu: - Não faz mal, o que importa é que todos estão bem. Vamos abrir as prendas? O Pai Natal deu então os presentes às crianças e prometeu nuca mais se atrasar. Continuação

15 C ONCLUSÃO Com este trabalho, adquirimos mais conhecimentos sobre a época natalícia. Esperemos que tenham gostado!

16 T RABALHO ELABORADO POR : Célia Nº6 Inês Nº9 Rita Nº17

17


Carregar ppt "A DVENTO E O N ATAL. Í NDICE : Figuras do advento ( pág.4) Tradições natalícias e seu significado ( pág.5-6) Símbolos natalícios (pág.7-11) Uma história."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google