A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Apostila de Mercado de Capitais Uninove Parte II O Mercado Financeiro.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Apostila de Mercado de Capitais Uninove Parte II O Mercado Financeiro."— Transcrição da apresentação:

1 Apostila de Mercado de Capitais Uninove Parte II O Mercado Financeiro

2 Mercados Financeiros Os mercados financeiros são o lócus no qual ocorrem as relações ou transações financeiras. –Essas transações consistem na transferência do comando de recursos monetários por parte de um agente econômico para outros agentes, tendo como contra-partida o reconhecimento de uma obrigação (e de seu serviço) por parte do beneficiário. –Portanto os mercados financeiro e de capitais, consistem no conjunto de agentes e instrumentos destinados a oferecer alternativas de aplicação e captação de recursos financeiros;

3 Mercados de Capitais Os mercados de capitais são um sub-conjunto dos mercados financeiros, caracterizando-se pela padronização dos contratos de transferência de recursos entre os agentes econômicos (títulos ou ações), em comparação ao caráter individualizado desses contratos nos mercados de crédito.

4 4 Os Agentes Econômicos Unidades econômicas superavitárias ou poupadores: apresentam desejo de investir inferior à capacidade de poupança, ou seja possuem recursos em excesso; Unidades econômicas deficitárias ou tomadores: apresentam desejo de investimento superior à sua capacidade de poupança, ou seja precisam de recursos; As unidades poupadoras tem o dilema de como aplicar seus recursos e assim aumentar a sua riqueza, do outro lado os tomadores pretendem ou aumentar a sua riqueza via novos investimentos ou manter o nível atual, via captação de recursos adicionais;

5 5 Os Agentes Econômicos Para atingir este objetivo os tomadores podem tomar uma ou mais das seguintes ações: –Utilizar a poupança acumulada anteriormente; –Vender ativos reais de sua propriedade; –Vender obrigações financeiras emitidas por terceiros e adquiridas posteriormente; –Colocar no mercado obrigações financeiras de sua própria emissão;

6 Função dos Mercados Financeiros Um dos pré-requisitos para o crescimento econômico é a acumulação de capital físico, ou seja, a compra de máquinas, equipamentos e instalações por parte das empresas. –Os bens de capital tem que ser comprados, ou seja, o empresário tem que ter dinheiro para poder comprar esses bens e assim implementar as suas decisões de investimento. –Como financiar essa compra?

7 Função dos Mercados Financeiros Nos estágios iniciais de desenvolvimento do capitalismo, o volume de recursos necessários para a abertura e a expansão de uma empresa era pequeno. –Nesse contexto, a expansão dos negócios podia ser feita fundamentalmente com base nos lucros retidos. As novas tecnologias desenvolvidas a partir da segunda metade do século XIX aumentaram o volume de capital necessário para a realização do processo produtivo. –Dessa forma, se fazia necessário aglomerar capitais dispersos entre um número muito grande de indivíduos para que então fosse possível o financiamento e a implementação dos projetos de investimento.

8 Função dos Mercados Financeiros Os mercados financeiros desempenham, ao menos, duas importantes funções numa economia capitalista: –Aglomeração de capitais. –Transferência de recursos das unidades superavitárias para as unidades deficitárias. No entanto, os mercados financeiros desempenham ainda duas outras funções importantes: a função seletiva e a função de monitoramento.

9 Função dos Mercados Financeiros Função seletiva: selecionar entre as alternativas disponíveis de utilização dos recursos, aquelas que são as melhores alternativas de utilização dos mesmos. Função de monitoramento: monitorar o comportamento dos tomadores para garantir que os recursos transferidos serão devolvidos aos seus proprietários originais acrescidos do retorno prometido pelo uso dos mesmos.

10 Função dos Mercados Financeiros Uma outra função importante dos mercados financeiros é transferir recursos daqueles indivíduos que possuem recursos excedentes, mas que não estão necessariamente na melhor posição para utilizar os mesmos, para aqueles indivíduos que não possuem esses recursos, mas que podem dar o melhor uso possível para os mesmos.

11 11 Função dos Mercados Financeiros Sumário –Estabelecer o contato entre os agentes superavitários e deficitários; –Ser um mecanismo eficiente de fixação de preços entre os ativos; –Proporcionar liquidez aos ativos; –Reduzir os prazos e os custos de intermediação;

12 12 O Mercado Financeiro Eficiência & Atratividade Os Preceitos da eficiência do Mercado Financeiro –Eficiência da distribuição, que se baseia no fato de que os recursos sejam direcionados aos setores que ofereçam maiores rendimentos ao investidor em função do risco suportado; –Eficiência operacional, que se refere a alocação dos recursos ao custo mais baixo possível; Atratividade do Mercado Financeiro: –Obtenção de financiamento a custo baixo; –Obtenção de ativos de alta rentabilidade; –Cobrir posições em dívidas ou em taxas de juros,gerados pelo funcionamento normal do negócio; –Complementação das estratégias de curto prazo na administração de ativos e passivos; –Opção de entrar diretamente num mercado de acesso difícil ou inacessível; –Finalidades de caráter especulativo, aproveitando sua boa qualificação ou posicionamento no mercado.

13 13 Estrutura do Mercado Financeiro Recursos Instituições Financeiras Créditos Curto, médio e longo prazo Consumo, investimentos Operações financeiras Pessoas Empresas Governo Pessoas Empresas Governo Disponíveis Transformados Distribuídos Fontes Intermediários Operações Tomadores Crédito

14 Classificação dos Mercados Os mercados financeiros se distinguem entre si com base nos seguintes atributos: –Forma de transferência desses recursos Empréstimos bancários. Venda de títulos. Venda de ações. –Tipo de obrigação gerada pela transação. Pagamento de juros. Pagamento de dividendos.

15 Caracteristicas dos Mercados Financeiros Institucional –Trânsparência de informações, havendo a possibilidade de obtê-las de forma fácil, barata e rápida –Liberdade para a entrada e saída de vendedores e compradores –Liberdade para negociar quantidades e prazos –Liberdade para formar preço Oferta e Demanda –Profundidade –Amplitude –Flexibilidade

16 Classificação dos Mercados Formas de Funcionamento –Busca Direta –Prestadores de serviço – Brokers –Mercado de Mediadores – Dealers –Mercado de Leillão Fase de Negociação –Mercado Primário –Mercado Secundário Prazo de Liquidação –Spot (a vista) –Futuro –Opções

17 Classificação dos Mercados Tipo de Ativos –Mercado Monetário Crédito Títulos –Mercado de Capitais Crédito a Longo Prazo –Empréstimos –Crédito Consignado –Leasing –Factoring –Hipotecas Valores –Bolsa –Balcão Ajuda Governamental – BNDES par

18 Classificação dos Mercados Tipo de Cliente –Crédito Constituído na sua essência pelos bancos comerciais e múltiplos; Seu objetivo é o de suprir as necessidades básicas dos agentes econômicos, através da concessão de créditos de curto e médio prazos, através de empréstimos a pessoas físicas e empresas; Os mercados de crédito admitem transações com prazos diferenciados de maturidade. –Crédito de curto-prazo: fornecido primordialmente pelos bancos comerciais; –Crédito de longo-prazo: no caso brasileiro é fornecido quase que unicamente pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

19 Classificação dos Mercados –Monetário Onde são realizadas as opaerações de curto e curtissimo prazos, que permitem o controle da liquidez monetária da eeconomia Neste mercado são negociados principalmente os títulos emitidos pelo Banco central destinados a execução da política monetária do governo; E os títulos emitidos pelo Tesouro Nacional, destinados a financiar as necessidades orçamentárias da União, além dos títulos dos estados e municípios; –Mercado de Câmbio Engloba as transações de compra e venda de moeda estrangeira conversível;

20 Classificação dos Mercados –Mercado de Capitais Consiste na grande fonte de recursos para investimentos na economia, possuindo portanto um papel bem relevante no desenvolvimento econômico; Tem um importante papel na ligação entre os agentes superavitários com capacidade de poupança e os investidores carentes de recursos de longo prazo; Sua atuação se processa por diversas modalidades de financiamentos a longo prazo para capital de giro e capital fixo; O mercado de capitais atua também com as chamadas operações de prazo indeterminado, tais como a emissão e a subscrição de ações;

21 Classificação dos Mercados Natureza da Transação –Mercado de crédito: As transações são feitas de forma individualizada, identificando-se as duas partes que realizam o empréstimo. Dessa transação resultam obrigações que são, em princípio, intransferíveis ou inegociáveis, pois os contratos são desenhados de modo a satisfazer as demandas específicas dos tomadores e dos emprestadores em termos de taxa de juros, prazos, garantias, etc. –Mercado de títulos: As transações obedecem a regras mais genéricas, desprezando-se as idiossincrasias de cada parte interessada. Os contratos resultantes podem ou não ser negociáveis (dependendo da existência de mercados secundários), mas obedecem a regras de padronização que tornam os títulos de natureza semelhante substitutos entre si.

22 Classificação dos Mercados –Mercados de Títulos Nos mercados de títulos são negociados papéis que se diferenciam não só com respeito a duração do contrato, como também papéis que correspondem a compromissos de natureza econômica ou jurídica diferenciada. –Tipos de mercados de títulos: Mercado de títulos de propriedade (ações). Mercado de títulos de dívida.

23 Classificação dos Mercados –Mercados de Títulos de Propriedade Nos mercados de títulos de propriedade o agente superavitário se torna sócio do agente deficitário como resultado do processo de financiamento. Como sócio, o agente superavitário não tem o direito de cobrar de volta dos recursos que cedeu, mas ganha, em troca, a possibilidade de compartilhar em pé de igualdade os resultados econômicos do empreendimento com que financiou.

24 Classificação dos Mercados Mercados de Títulos de Dívida –Nos mercados de títulos de dívida, o agente superavitário não se solidariza com o empreendimento sendo financiado. –A cessão de recursos se dá por um prazo determinado e é remunerada não por uma participação nos lucros, mas por uma taxa de juros que incide sobre o principal emprestado. A diferença dessa forma de endividamento para com o crédito bancário é que os títulos de dívida são contratos padronizados de dívida, ou seja, contratos que prevêem as mesmas condições de prazo, juros e garantias para todos os emprestadores.

25 25 A Intermediação Financeira Obrigações primárias: títulos emitidos pelo tomador de recursos com o objetivo de cobrir gastos de consumo ou investimento. –Exemplos: Notas promissórias; Debêntures; Ações; Obrigações Secundárias: são papeis emitidos pelo agente intermediário em nome próprio, geralmente emitidos por conta e risco destes agentes, que geralmente são os bancos comerciais, múltiplos e caixas econômicas;

26 26 O Mercado Financeiro Operações realizadas por intermediários Banco Comercial Financeira Leasing Depósitos a vista Tributos Depósitos a prazo Câmbio Repasses Recursos próprios Compulsório Empréstimos direcionados Empréstimos Livres Repasses Fontes/Captação Destinação/Aplicação Letras de Câmbio Recursos Próprios CDI Financiamentos CDI Depósitos a prazo Recursos externos Recursos próprios Operações de Arrendamento

27 27 O Mercado Financeiro Ativos e Passivos Financeiros Ativos Financeiros: consistem em direitos em relação a outra unidade econômica, mantido como reserva de valor em função do retorno que se espera obter. –Portanto consiste em todo título que representa dívida ou participação patrimonial, tal como ações, certificados de depósito, notas promissórias, debêntures, etc. Passivos Financeiros: representam as obrigações decorrentes dos ativos financeiros. –São portanto a contrapartida para aqueles que emitiram títulos;

28 Ativos e Passivos Financeiros Além dos ativos e passivos financeiros existem também os chamados Ativos Reais: –São Bens ou direitos que proporcionam serviços a seu possuidor, ou seja não representam, necessariamente reserva de valor, mas são mantidos em função do proveito que se espera obter ; –Podem ser por exemplo maquinas, prédios, equipamentos, patentes, marcas, etc.

29 29 O Mercado Financeiro Classificação dos Ativos Financeiros Ativos Títulos Privados Títulos Públicos Propriedade Crédito Federais Estaduais Municipais

30 30 Classificação dos Ativos Financeiros Títulos de Renda Fixa: prometem rendimento fixo, através de taxas pré-fixadas ou pós-fixadas; Títulos Patrimoniais: representam participações na propriedade das empresas e outros empreendimentos. Sua remuneração é realizada através de dividendos. Títulos Derivativos: seus rendimentos são determinados ou derivados dos preços de outros ativos, como por exemplo os contratos de opções e de futuros. Podem ser emitidos com base em moedas, mercadorias, ações, etc. Características dos ativos financeiros: –Liquidez; –Risco; –Rentabilidade;

31 Avaliação e Precificação dos Ativos Financeiros Avaliação –Função dos fluxos de caixa futuros esperados trazidos a valor presente –Estes fluxos de caixa são descontados a uma taxa que reflita a rentabilidade e risco destes ativos Precificação –O preço de um ativo financeiro pode ser definido através de Estimativa dos fluxos de caixa esperados Estimativa dp retorno esperado exigido


Carregar ppt "Apostila de Mercado de Capitais Uninove Parte II O Mercado Financeiro."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google