A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

No primeiro domingo de Advento Deus nos convidava a despertar. No segundo, a converter-nos. Hoje nos convida à alegria, à alegria messiânica. Este é.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "No primeiro domingo de Advento Deus nos convidava a despertar. No segundo, a converter-nos. Hoje nos convida à alegria, à alegria messiânica. Este é."— Transcrição da apresentação:

1

2

3 No primeiro domingo de Advento Deus nos convidava a despertar. No segundo, a converter-nos. Hoje nos convida à alegria, à alegria messiânica. Este é o domingo Gaudete, isto é, Alegrai-vos. A vida cristã deve ser vivida na alegria, mesmo entre dificuldades.

4 Este Cristo Salvador que chega no Natal nos encherá de sua alegria, pois Ele é a alegre notícia do Pai, e por isso o deserto e o descampado (do nosso coração) se alegrarão, e reflorescerá a terra árida (primeira leitura). Sim, haverá retrocessos, calamidades, dores de cabeça, mas o cristão deve escutar hoje a voz profética que o convida à esperança e à alegria, porque Deus entrou e entra na nossa história, na nossa vida.

5 E Ele é fiel (salmo). Fará que os coxos caminhem, que os mudos falem, que o deserto se converta em jardim, que os covardes sejam valentes. Sou um cristão de esperança alegre ou um cristão triste e pessimista? Diz o Papa Francisco: O grande risco do mundo atual, com a sua múltipla e avassaladora oferta de consumo, é uma tristeza individualista que brota do coração comodista e mesquinho, da busca desordenada de prazeres superficiais, da consciência isolada (Evangelii Gaudium n. 2).

6 Esta alegria recebida por Cristo no dia de sua Encarnação deve ser cultivada, regada, adubada com o esforço e a paciência, para que dê o precioso fruto (segunda leitura), como faz o bom agricultor. Caso contrário, se cansa e desiste. Não tenhamos medo às geadas, à neve, aos ventos e à chuva; todas essas coisas são necessárias para que minha vida floresça, porque Deus as permite.

7 Minha vida floresce ou está seca? Caso esteja seca, não será porque deixei de regar e adubar? Talvez esteja deixando de arrancar as ervas más do meu coração, e essas estão comendo a alegria da salvação que Jesus semeou no meu coração? Com Jesus Cristo, nasce e renasce sem cessar a alegria (Evangelii Gaudium, n. 1).

8 A alegria de João Batista, em quê e em quem se apoiava? (evangelho). Ele estava na prisão, porque sua pregação era clara, e convidava ao rei Herodes a converter-se, pois vivia no adultério. Não havia motivos para estar alegre; o pecado gera tristeza. Sua alegria tampouco consistia em coisas, pois vivia na austeridade e na pobreza.

9 A alegria de João Batista se fundava no encontro e na aceitação de Cristo na sua vida, e por isso dava testemunho valente de Cristo. Onde está minha alegria? O que faço para levar essa alegria de Cristo à minha casa, ao meu lugar de trabalho?

10 Consideremos neste domingo da alegria, a quem estamos transmitindo essa alegria que brota do nosso coração. E se essa alegria está morta por causa do pecado, aproximemo-nos nestes dias da confissão, para recuperar a alegria da salvação. Será o melhor modo de preparar-nos para o Natal. Porque não havemos de entrar, também nós, nesta torrente de alegria? (Evangelii Gaudium, n. 5)

11 Texto - Homilética: Terceiro domingo do Advento Comentário do Pe. Antonio Rivero, L.C. sobre a liturgia dominical Qualquer recomendação ou pergunta podem comunicar-se com o Pe. Antônio pelo seguinte Ano A Textos: Isaías 35,1-6.10; Tiago 5, 7-10; Mateus 11,2-11 Fonte – Zenit Imagem – Google Música – Felizes – Canção Nova Formatação - Graziela


Carregar ppt "No primeiro domingo de Advento Deus nos convidava a despertar. No segundo, a converter-nos. Hoje nos convida à alegria, à alegria messiânica. Este é."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google