A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Fernando Pessoa 13 DE JUNHO DE 1888 - 30 DE NOVEMBRO DE 1935.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Fernando Pessoa 13 DE JUNHO DE 1888 - 30 DE NOVEMBRO DE 1935."— Transcrição da apresentação:

1 Fernando Pessoa 13 DE JUNHO DE DE NOVEMBRO DE 1935

2 Biografia Fernando António Nogueira Pessoa (LISBOA, 13 DE JUNHO DE 1888 LISBOA, 30 DE NOVEMBRO DE 1935), MAIS CONHECIDO COMO FERNANDO PESSOA, FOI UM POETA E ESCRITOR PORTUGUÊS. (LISBOA, 13 DE JUNHO DE 1888 LISBOA, 30 DE NOVEMBRO DE 1935), MAIS CONHECIDO COMO FERNANDO PESSOA, FOI UM POETA E ESCRITOR PORTUGUÊS. É CONSIDERADO UM DOS MAIORES POETAS DE LÍNGUA PORTUGUESA TENDO SEU VALOR COMPARADO ADESTAQUE EM SUA VIDA, COM PESSOA TRADUZINDO, ESCREVENDO, TRABALHANDO, ESTUDANDO E ATÉ PENSANDO NO IDIOMA. TEVE UMA VIDA DISCRETA, EM QUE ATUOU NO JORNALISMO, NA PUBLICIDADE, NO COMÉRCIO E, PRINCIPALMENTE, NA LITERATURA, ONDE SE DESFEZ EM VÁRIAS OUTRAS PERSONALIDADES CONHECIDOS COMO HETERÓNIMOS. A FIGURA ENIGMÁTICA EM QUE SE TORNOU MOVIMENTA GRANDE PARTE DOS ESTUDOS SOBRE SUA VIDA E OBRA, ALÉM DE SER O MAIOR AUTOR DA HETERONÍMIA.O DE CAMÕES. O CRÍTICO LITERÁRIO HAROLD BLOOM CONSIDEROU-O, AO LADO DE PABLO NERUDA, O MAIS REPRESENTATIVO POETA DO SÉCULO XX. POR TER VIVIDO A MAIOR PARTE DE SUA JUVENTUDE NA ÁFRICA DO SUL, O INGLÊS TAMBÉM POSSUI. É CONSIDERADO UM DOS MAIORES POETAS DE LÍNGUA PORTUGUESA TENDO SEU VALOR COMPARADO ADESTAQUE EM SUA VIDA, COM PESSOA TRADUZINDO, ESCREVENDO, TRABALHANDO, ESTUDANDO E ATÉ PENSANDO NO IDIOMA. TEVE UMA VIDA DISCRETA, EM QUE ATUOU NO JORNALISMO, NA PUBLICIDADE, NO COMÉRCIO E, PRINCIPALMENTE, NA LITERATURA, ONDE SE DESFEZ EM VÁRIAS OUTRAS PERSONALIDADES CONHECIDOS COMO HETERÓNIMOS. A FIGURA ENIGMÁTICA EM QUE SE TORNOU MOVIMENTA GRANDE PARTE DOS ESTUDOS SOBRE SUA VIDA E OBRA, ALÉM DE SER O MAIOR AUTOR DA HETERONÍMIA.O DE CAMÕES. O CRÍTICO LITERÁRIO HAROLD BLOOM CONSIDEROU-O, AO LADO DE PABLO NERUDA, O MAIS REPRESENTATIVO POETA DO SÉCULO XX. POR TER VIVIDO A MAIOR PARTE DE SUA JUVENTUDE NA ÁFRICA DO SUL, O INGLÊS TAMBÉM POSSUI.

3 Nasceu em Lisboa, freguesia dos Mártires, no prédio n.º 4 do Largo de S. Carlos (hoje do Directório) em 13 de Junho de Nasceu em Lisboa, freguesia dos Mártires, no prédio n.º 4 do Largo de S. Carlos (hoje do Directório) em 13 de Junho de Após o falecimento de seu pai em 1893, sua mãe voltou a casar, em 1895, em segundas núpcias, com o Comandante João Miguel Rosa, Cônsul de Portugal em Durban, Natal, onde foi educado. Após o falecimento de seu pai em 1893, sua mãe voltou a casar, em 1895, em segundas núpcias, com o Comandante João Miguel Rosa, Cônsul de Portugal em Durban, Natal, onde foi educado. Ganhou o prémio Rainha Vitória de estilo inglês na Universidade do Cabo da Boa Esperança em 1903, no exame de admissão, aos 15 anos. Ganhou o prémio Rainha Vitória de estilo inglês na Universidade do Cabo da Boa Esperança em 1903, no exame de admissão, aos 15 anos. Inicia a sua actividade de ensaísta e crítico literário com a publicação, em 1912, na revista «Águia», do artigo «A nova poesia portuguesa sociologicamente considerada», a que se seguiriam outros. Inicia a sua actividade de ensaísta e crítico literário com a publicação, em 1912, na revista «Águia», do artigo «A nova poesia portuguesa sociologicamente considerada», a que se seguiriam outros. Profissão: A designação mais própria será "tradutor", a mais exacta a de «correspondente estrangeiro em casas comerciais». O ser poeta e escritor não constitui profissão, mas vocação Profissão: A designação mais própria será "tradutor", a mais exacta a de «correspondente estrangeiro em casas comerciais». O ser poeta e escritor não constitui profissão, mas vocação

4 A sua morte Em Agosto de 1907, morre a sua avó, deixando-lhe uma pequena herança. Com esse dinheiro, monta uma pequena tipografia, que rapidamente faliu, sob o nome de «Empresa Íbis Tipografia Editora Oficinas a Vapor». A partir de 1908, dedica-se à tradução de correspondência comercial, um trabalho que poderíamos chamar de "correspondente estrangeiro". Nessa profissão trabalha a vida toda, tendo uma modesta vida pública. Em Agosto de 1907, morre a sua avó, deixando-lhe uma pequena herança. Com esse dinheiro, monta uma pequena tipografia, que rapidamente faliu, sob o nome de «Empresa Íbis Tipografia Editora Oficinas a Vapor». A partir de 1908, dedica-se à tradução de correspondência comercial, um trabalho que poderíamos chamar de "correspondente estrangeiro". Nessa profissão trabalha a vida toda, tendo uma modesta vida pública. Pessoa é internado no dia 29 de Novembro de 1935, no Hospital de São Luís dos Franceses, com diagnóstico de "cólica hepática" (provavelmente uma colangite aguda causada por cálculo biliar), falecendo de suas complicações, possivelmente associada a uma cirrose hepática provocada pelo excesso de álcool ao longo da sua vida (a título de curiosidade acredita-se que era muito fiel à aguardente "Águia Real"). No dia 30 de Novembro morre aos 47 anos. Nos últimos momentos da sua vida pede os óculos e clama pelos seus heterónimos. A sua última frase é escrita no idioma no qual foi educado, o inglês: I know not what tomorrow will bring ("Eu não sei o que o amanhã trará"). Pessoa é internado no dia 29 de Novembro de 1935, no Hospital de São Luís dos Franceses, com diagnóstico de "cólica hepática" (provavelmente uma colangite aguda causada por cálculo biliar), falecendo de suas complicações, possivelmente associada a uma cirrose hepática provocada pelo excesso de álcool ao longo da sua vida (a título de curiosidade acredita-se que era muito fiel à aguardente "Águia Real"). No dia 30 de Novembro morre aos 47 anos. Nos últimos momentos da sua vida pede os óculos e clama pelos seus heterónimos. A sua última frase é escrita no idioma no qual foi educado, o inglês: I know not what tomorrow will bring ("Eu não sei o que o amanhã trará").

5 Poemas De Fernando Pessoa

6 Grandes mistérios habitam O que me dói não é O que me dói não é O que há no coração Mas essas coisas lindas Que nunca existirão... São as formas sem forma Que passam sem que a dor As possa conhecer Ou as sonhar o amor. São como se a tristeza Fosse árvore e, uma a uma, Caíssem suas folhas Entre o vestígio e a bruma. O que me dói não é O que há no coração Mas essas coisas lindas Que nunca existirão... São as formas sem forma Que passam sem que a dor As possa conhecer Ou as sonhar o amor. São como se a tristeza Fosse árvore e, uma a uma, Caíssem suas folhas Entre o vestígio e a bruma. Grandes mistérios habitam O limiar do meu ser, O limiar onde hesitam Grandes pássaros que fitam Meu transpor tardo de os ver. São aves cheias de abismo, Como nos sonhos as há. Hesito se sondo e cismo, E à minha alma é cataclismo O limiar onde está. Então desperto do sonho E sou alegre da luz, Inda que em dia tristonho; Porque o limiar é medonho E todo passo é uma cruz.

7 A Kiss Ai que prazer Não cumprir um dever. Ter um livro para ler E não o fazer! Ler é maçada, Estudar é nada. O sol doira sem literatura. O rio corre bem ou mal, Sem edição original. E a brisa, essa, de tão naturalmente matinal Como tem tempo, não tem pressa... Livros são papéis pintados com tinta. Estudar é uma coisa em que está indistinta A distinção entre nada e coisa nenhuma. Quanto melhor é quando há bruma. Esperar por D. Sebastião, Quer venha ou não! Grande é a poesia, a bondade e as danças... Mas o melhor do mundo são as crianças, Flores, música, o luar, e o sol que peca Só quando, em vez de criar, seca. E mais do que isto É Jesus Cristo, Que não sabia nada de finanças, Nem consta que tivesse biblioteca... Ai que prazer Não cumprir um dever. Ter um livro para ler E não o fazer! Ler é maçada, Estudar é nada. O sol doira sem literatura. O rio corre bem ou mal, Sem edição original. E a brisa, essa, de tão naturalmente matinal Como tem tempo, não tem pressa... Livros são papéis pintados com tinta. Estudar é uma coisa em que está indistinta A distinção entre nada e coisa nenhuma. Quanto melhor é quando há bruma. Esperar por D. Sebastião, Quer venha ou não! Grande é a poesia, a bondade e as danças... Mas o melhor do mundo são as crianças, Flores, música, o luar, e o sol que peca Só quando, em vez de criar, seca. E mais do que isto É Jesus Cristo, Que não sabia nada de finanças, Nem consta que tivesse biblioteca... "A kiss is more than a touch of lips - it is a touch of two hearts, of two souls, of two glowing portions of the life spirit." Liberdade

8 No site Podes encontrar muitos mais poemashttp://www.fpessoa.com.ar Fernando Pessoa

9 Este trabalho foi feito por: Cláudio Gomes nº7 Inês Limas nº12


Carregar ppt "Fernando Pessoa 13 DE JUNHO DE 1888 - 30 DE NOVEMBRO DE 1935."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google