A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

2º período Kamila Oliveira Maria Lucia Rangel Paula Moura Raquel Wainfas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "2º período Kamila Oliveira Maria Lucia Rangel Paula Moura Raquel Wainfas."— Transcrição da apresentação:

1 2º período Kamila Oliveira Maria Lucia Rangel Paula Moura Raquel Wainfas

2

3 É uma solução que atenua a variação dos valores de pH, mantendo-o aproximadamente constante. São formadas por um ácido fraco e um sal desse ácido ou por uma base fraca e um sal dessa base. Químicos utilizam tampões toda vez que necessitam manter o pH de uma solução em um nível constante e pré-determinado. No corpo humano as soluções tamponantes são responsáveis pelo funcionamento biológico que depende criticamente do pH. Em destaque, o sistema tamponante mais importante é o do SANGUE.

4 Permite a manutenção das trocas gasosas e das proteínas. Seu pH é 7,4 e o principal sistema tamponante é um equilíbrio entre o ácido carbônico (diluição de dióxido de carbono em água) e o bicarbonato (sal que juntamente a um catalisador de zinco, empregado pelo próprio corpo, facilita a respiração) que evita variações de 0,3 unidades de pH que poderiam trazer graves consequências ao ser humano. Uma anomalia em qualquer um destes mecanismos de controle do pH pode provocar duas importantes alterações no equilíbrio ácido-básico: a acidose e a alcalose.

5 Caracteriza-se pela diminuição do pH e pode ser respiratória ou metabólica. A acidose respiratória é a excessiva acidez do sangue causada por uma acumulação de anidrido carbônico no sangue devido a um fraco funcionamento pulmonar ou de uma respiração lenta. A acidose metabólica é uma acidez excessiva do sangue caracterizada por uma concentração anormalmente baixa de bicarbonato no sangue. Caracteriza-se por um aumento do pH e pode ser respiratória ou metabólica. A alcalose respiratória é uma situação em que o sangue é alcalino devido à respiração rápida ou profunda, hiperventilação, o que provoca uma eliminação excessiva de anidrido carbônico do sangue e tem como resultado uma baixa concentração de anidrido carbônico no sangue. A alcalose metabólica é uma situação em que o sangue é alcalino porque apresenta concentrações excessivamente elevadas de bicarbonato.

6

7

8

9 O sistema Hemoglobina é importante na realização do transporte de gases respiratórios. Ele evita que a concentração de íons H + varie de forma brusca, provocando variações de acidez prejudiciais ao organismo. Este efeito assegura que o pH do sangue venoso seja ligeiramente mais baixo que o do sangue arterial. HbH H + + Hb - Representa ¾ da capacidade tampão do organismo pois há uma concentração elevada das proteínas intracelulares e plasmáticas que formam um abundante grupo de moléculas protéicas. É a existência de grupos funcionais nos aminoácidos que constituem as proteínas que lhes conferem a capacidade tampão e esses grupos funcionais podem agir como ácidos ou bases fracas, permitindo o controle da concentração de H+.

10 As moléculas ricas em fosfatos, como o DNA, o RNA e o ATP, bem como os íons fosfato podem funcionar como tampões. Apesar de o par HPO 4 2- (base) / HPO 4 - (ácido fraco) constituir um importante e o principal sistema-tampão das células, onde se pretende que o pH seja ~ 7, a concentração de fosfatos e de moléculas contendo fosfato é fraca no líquido extracelular quando comparada com outros sistemas-tampão. A concentração de fosfato é maior nos líquidos tubulares dos rins e no meio intracelular.

11 Este sistema é um dos principais responsáveis pela manutenção do pH do sangue e do líquido intersticial, permitindo que o sangue arterial tenha um pH=7,4 e o sangue venoso tenha um pH=7,35. Depende de um equilíbrio rapidamente estabelecido entre o H 2 CO 3 (ácido fraco) e o H + e o bicarbonato - HCO 3 - (base). Neste sistema-tampão podem ocorrer duas situações distintas: - Quando são adicionadas substâncias ao organismo, como o CO 2 ou o ácido láctico (substâncias produzidas no aumento do metabolismo) o H + liga-se ao HCO 3 -, formando H 2 CO 3, ficando apenas uma pequena porção sobre a forma de H + livre. Isto desencadeia um aumento do pH; - Numa outra situação, se for removida uma grande quantidade de H + ao organismo, pela adição de uma base forte, as moléculas de H 2 CO 3 irão formar HCO 3 - e H +, diminuindo os valores do pH.

12


Carregar ppt "2º período Kamila Oliveira Maria Lucia Rangel Paula Moura Raquel Wainfas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google