A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Desligue o Telemóvel. LEITURA I - Ex 17, 3-7 Salmo 94 (95), 1-2.6-7.8-9 (R. cf. 8) LEITURA II - Rom 5, 1-2.5-8 EVANGELHO – Jo 4, 5-42.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Desligue o Telemóvel. LEITURA I - Ex 17, 3-7 Salmo 94 (95), 1-2.6-7.8-9 (R. cf. 8) LEITURA II - Rom 5, 1-2.5-8 EVANGELHO – Jo 4, 5-42."— Transcrição da apresentação:

1 Desligue o Telemóvel

2 LEITURA I - Ex 17, 3-7 Salmo 94 (95), (R. cf. 8) LEITURA II - Rom 5, EVANGELHO – Jo 4, 5-42

3 III Domingo da Quaresma Ano A

4 O povo de Deus no deserto andava Mas à sua frente alguém caminhava O povo de Deus era rico de nada Só tinha esperança e o pó da estrada Também sou teu povo Senhor E estou nessa estrada Somente a tua graça Me basta e mais nada (2x)

5 O povo de Deus, também vacilava, às vezes custava a crer no amor. O povo de Deus, chorando rezava, pedia perdão, e recomeçava. Também sou teu povo, Senhor, E estou nessa estrada. Perdoa-se às vezes, não creio em mais nada

6 Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amén! A graça de Nosso Senhor Jesus Cristo, o amor do Pai e a Comunhão do Espírito Santo estejam convosco. Bendito seja Deus que nos reuniu no amor de Cristo. Irmãos, para celebrar dignamente os Santos Mistérios reconheçamos que somos pecadores (momento de silêncio)

7 Confessemos os nossos pecados: Confesso a Deus Todo-Poderoso e a vós, irmãos, que pequei muitas vezes por pensamentos e palavras, atos e omissões, (batendo no peito) por minha culpa, minha tão grande culpa. E peço à Virgem Maria, aos Anjos e Santos, e a vós, irmãos, que rogueis por mim a Deus, Nosso Senhor. Deus Todo-Poderoso tenha compaixão de nós perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna. Ámen!

8 Senhor, tende piedade de nós. Cristo, tende piedade de nós. Senhor, tende piedade de nós.

9 ORAÇÃO COLECTA Deus, Pai de misericórdia e fonte de toda a bondade, que nos fizestes encontrar no jejum, na oração e no amor fraterno os remédios do pecado, olhai benigno para a confissão da nossa humildade, de modo que, abatidos pela consciência da culpa, sejamos confortados pela vossa misericórdia. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amén.

10 Ex 17, 3-7 «Dá-nos água para beber»

11 LEITURA I Ex 17, 3-7 Leitura do Livro do Êxodo Naqueles dias, o povo israelita, atormentado pela sede, começou a altercar com Moisés, dizendo: «Porque nos tiraste do Egipto? Para nos deixares morrer à sede, a nós, aos nossos filhos e aos nossos rebanhos?». Então Moisés clamou ao Senhor, dizendo: «Que hei-de fazer a este povo?

12 LEITURA I Ex 17, 3-7 Pouco falta para me apedrejarem». O Senhor respondeu a Moisés: «Passa para a frente do povo e leva contigo alguns anciãos de Israel. Toma na mão a vara com que fustigaste o Rio e põe- te a caminho. Eu estarei diante de ti, sobre o rochedo, no monte Horeb. Baterás no rochedo e dele sairá água; então o povo poderá beber».

13 LEITURA I Ex 17, 3-7 Moisés assim fez à vista dos anciãos de Israel. E chamou àquele lugar Massa e Meriba, por causa da altercação dos filhos de Israel e por terem tentado o Senhor, ao dizerem: «O Senhor está ou não no meio de nós?». Palavra do Senhor. Graças a Deus!

14

15 Salmo 94 (95), (R. cf. 8)Refrão: Se hoje ouvirdes a voz do Senhor, não fecheis os vossos corações. não fecheis os vossos corações.

16 Rom 5, «O amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado»

17 LEITURA II Rom 5, Leitura da Epístola do apóstolo São Paulo aos Romanos Irmãos: Tendo sido justificados pela fé, estamos em paz com Deus, por Nosso Senhor Jesus Cristo, pelo qual temos acesso, na fé, a esta graça em que permanecemos e nos gloriamos, apoiados na esperança da glória de Deus.

18 LEITURA II Rom 5, Ora, a esperança não engana, porque o amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado. Quando ainda éramos fracos, Cristo morreu pelos ímpios no tempo determinado. Dificilmente alguém morre por um justo; por um homem bom, talvez alguém tivesse a coragem de morrer.

19 LEITURA II Rom 5, Mas Deus prova assim o seu amor para connosco: Cristo morreu por nós, quando éramos ainda pecadores. Palavra do Senhor. Graças a Deus!

20 Senhor, Vós sois o Salvador do mundo: dai-nos a água viva, para não termos sede. Aclamação Senhor, Vós sois o Salvador do mundo: dai-nos a água viva, para não termos sede.

21 Jo 4, 5-42 «Fonte da água que jorra para a vida eterna»

22 O Senhor esteja convosco Ele está no meio de Nós. Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo segundo S. Mateus Gloria a Vós, Senhor!

23 EVANGELHO Jo 4, 5-42 Naquele tempo, chegou Jesus a uma cidade da Samaria, chamada Sicar, junto da propriedade que Jacob tinha dado a seu filho José, onde estava o poço de Jacob. Jesus, cansado da caminhada, sentou-Se à beira do poço. Era por volta do meio-dia. Veio uma mulher da Samaria para tirar água. Disse-lhe Jesus: «Dá-Me de beber».

24 EVANGELHO Jo 4, 5-42 Os discípulos tinham ido à cidade comprar alimentos. Respondeu-Lhe a samaritana: «Como é que Tu, sendo judeu, me pedes de beber, sendo eu samaritana?». De facto, os judeus não se dão com os samaritanos. Disse-lhe Jesus: «Se conhecesses o dom de Deus e quem é Aquele que te diz: Dá-Me de beber, tu é que Lhe pedirias e Ele te daria água viva».

25 EVANGELHO Jo 4, 5-42 Respondeu-Lhe a mulher: «Senhor, Tu nem sequer tens um balde, e o poço é fundo: donde Te vem a água viva? Serás Tu maior do que o nosso pai Jacob, que nos deu este poço, do qual ele mesmo bebeu, com os seus filhos e os seus rebanhos?». Disse-Lhe Jesus: «Todo aquele que bebe desta água voltará a ter sede.

26 EVANGELHO Jo 4, 5-42 Mas aquele que beber da água que Eu lhe der nunca mais terá sede: a água que Eu lhe der tornar-se-á nele uma nascente que jorra para a vida eterna». «Senhor, – suplicou a mulher – dá-me dessa água, para que eu não sinta mais sede e não tenha de vir aqui buscá-la». Disse-lhe Jesus: «Vai chamar o teu marido e volta aqui». Respondeu-lhe a mulher:

27 EVANGELHO Jo 4, 5-42 «Não tenho marido». Jesus replicou: «Disseste bem que não tens marido, pois tiveste cinco e aquele que tens agora não é teu marido. Neste ponto falaste verdade». Disse-lhe a mulher: «Senhor, vejo que és profeta. Os nossos antepassados adoraram neste monte, e vós dizeis que é em Jerusalém que se deve adorar». Disse-lhe Jesus:

28 EVANGELHO Jo 4, 5-42 «Mulher, acredita em Mim: Vai chegar a hora em que nem neste monte nem em Jerusalém adorareis o Pai. Vós adorais o que não conheceis; nós adoramos o que conhecemos, porque a salvação vem dos judeus. Mas vai chegar a hora – e já chegou – em que os verdadeiros adoradores hão-de adorar o Pai em espírito e verdade, pois são esses os

29 EVANGELHO Jo 4, 5-42 adoradores que o Pai deseja. Deus é espírito e os seus adoradores devem adorá-lO em espírito e verdade». Disse- Lhe a mulher: «Eu sei que há-de vir o Messias, isto é, Aquele que chamam Cristo. Quando vier, há-de anunciar-nos todas as coisas». Respondeu-lhe Jesus: «Sou Eu, que estou a falar contigo».

30 EVANGELHO Jo 4, 5-42 Nisto, chegaram os discípulos e ficaram admirados por Ele estar a falar com aquela mulher, mas nenhum deles Lhe perguntou: «Que pretendes?», ou então: «Porque falas com ela?». A mulher deixou a bilha, correu à cidade e falou a todos: «Vinde ver um homem que me disse tudo o que eu fiz. Não será Ele o Messias?». Eles saíram da cidade e vieram ter com Jesus.

31 EVANGELHO Jo 4, 5-42 Entretanto, os discípulos insistiam com Ele, dizendo: «Mestre, come». Mas Ele respondeu-lhes: «Eu tenho um alimento para comer que vós não conheceis». Os discípulos perguntavam uns aos outros: «Porventura alguém Lhe trouxe de comer?». Disse-lhes Jesus: «O meu alimento é fazer a vontade dAquele que Me enviou e realizar a sua obra.

32 EVANGELHO Jo 4, 5-42 Não dizeis vós que dentro de quatro meses chegará o tempo da colheita? Pois bem, Eu digo-vos: Erguei os olhos e vede os campos, que já estão loiros para a ceifa. Já o ceifeiro recebe o salário e recolhe o fruto para a vida eterna e, deste modo, se alegra o semeador juntamente com o ceifeiro. Nisto se verifica o ditado: Um é o que semeia e outro o que ceifa.

33 EVANGELHO Jo 4, 5-42 Eu mandei-vos ceifar o que não trabalhastes. Outros trabalharam e vós aproveitais-vos do seu trabalho». Muitos samaritanos daquela cidade acreditaram em Jesus, por causa da palavra da mulher, que testemunhava: «Ele disse-me tudo o que eu fiz». Por isso os samaritanos, quando vieram ao encontro de Jesus, pediram-Lhe que ficasse com eles.

34 EVANGELHO Jo 4, 5-42 E ficou lá dois dias. Ao ouvi-lO, muitos acreditaram e diziam à mulher: «Já não é por causa das tuas palavras que acreditamos. Nós próprios ouvimos e sabemos que Ele é realmente o Salvador do mundo». Palavra da salvação. Gloria a Vós Senhor!

35

36 Jesus tinha que passar pela Samaria; do ponto da vista geográfico não era obrigado a passar por ali, estava no Jordão e teria sido mais simples subir ao longo do rio Jordão. O poço de que fala o evangelho de hoje existe ainda, tem mais de três mil anos, é muito profundo com cerca de 32 metros, e dá ainda água boa e fresca como no tempo de Jesus. Quando Jesus e os apóstolos chegaram ao poço era meio-dia,

37 estava muito calor e Jesus tinha sede e estava cansado. Encontra ali uma mulher samaritana. Ela não tem nome nem é dito de onde vem. Ela, provavelmente tinha sido expulsa do poço comum na cidade de Sicar pelas outras mulheres, por causa do seu comportamento imoral. Foi a esta mulher que Jesus pediu água. É curiosa a razão que o evangelista apresenta para os deixar sós, Jesus e a mulher,

38 indo todos os discípulos á cidade para comprar alimentos. Quando Jesus lhe fez perguntas pessoais acerca dos cinco homens que tinha tido, a Samaritana desviou deliberadamente o rumo da conversa para a religião. Não queria que Jesus se tornasse pessoal, mas ficou admirada e chamou-Lhe profeta.

39 Para ela, tudo mudou naquele dia, sentiu- se liberta, restaurada e encontrou o Messias esperado há tantos séculos. Os Apóstolos, quando foram chamados, deixaram as redes, a Samaritana deixou o seu cântaro e foi anunciar o Evangelho antes mesmo dos apóstolos. Maria Madalena foi a primeira mulher a fazer o anúncio da ressurreição do Senhor: a Samaritana, prefigura a Maria Madalena.

40 Este é o único relato em que encontramos Jesus esgotado pela viagem. O antigo testamento refere muitas vezes o povo Israel como a esposa infiel e o Senhor sempre em procura dela com afeto indefectível. Por este motivo Jesus deixou o mais alto dos céus e veio á terra, desceu ao abismo, até ao mais profundo. O que deve fazer mais para salvar um pecador?

41 No evangelho de São João encontramos a mulher adúltera salva por Jesus. A samaritana também vivia no pecado. A primeira aparição, a seguir à ressurreição, foi a outra mulher reputação duvidosa, Maria Madalena. Todos foram convertidos porque tiveram uma experiencia diferente e especial. Sempre que nos cansemos -no trabalho, no estudo, na tarefa apostólica– sempre que no horizonte haja trevas,

42 então é preciso olhar Cristo que Se cansou, passou fome, teve sede e chorou. O que importa é a luta. A mulher samaritana vivia uma existência insatisfeita, tinha tido cinco maridos e, naquele momento, convivia com outro homem. O povo samaritano misturou-se com os pagãos e perdeu a qualidade de judeu e ainda mais, adorava um deus pagão.

43 Jesus revela à Samaritana o seu pecado e fá-la reflectir sobre sua vida e promete-lhe a água viva. Jesus olha às vítimas de abuso sexual e da separação e oferece a sua compaixão. Como naquele meio-dia em Samaria, Jesus aproxima-se da nossa vida, na metade do nosso caminho quaresmal. Jesus insiste com a Samaritana e connosco também: Se conhecesses o dom de Deus, e quem é que te diz:

44 Dá-me de beber, certamente lhe pedirias tu mesma e ele te daria uma água viva. Jesus é o único que tem poder de enviar o Espírito Santo. Comecemos a pensar em fazer uma confissão bem-feita neste tempo da quaresma e receber a água viva que é o Espirito Santo. Assim Seja!

45 Em ti jamais terei sede!

46

47 Creio em um só Deus, Pai todo-poderoso, Criador do céu e da terra De todas as coisas visíveis e invisíveis. Creio em um só Senhor, Jesus Cristo, Filho Unigénito de Deus, nascido do Pai antes de todos os séculos: Deus de Deus, Luz da Luz, Deus verdadeiro de Deus verdadeiro; Gerado, não criado, consubstancial ao Pai. Por Ele todas as coisas foram feitas. E por nós, homens, e para nossa salvação

48 desceu dos céus (Faz-se inclinação) E encarnou pelo Espírito Santo, no seio da Virgem Maria. e Se fez homem. Também por nós foi crucificado sob Pôncio Pilatos; padeceu e foi sepultado. Ressuscitou ao terceiro dia, conforme as Escrituras; e subiu aos céus, onde está sentado à direita do Pai.

49 De novo há-de vir em sua glória, para julgar os vivos e os mortos; e o seu reino não terá fim. Creio no Espírito Santo. Senhor que dá a vida, e procede do Pai e do Filho; e com o Pai e o Filho é adorado e glorificado: Ele que falou pelos Profetas.

50 Creio na Igreja una, santa, católica e apostólica. Professo um só batismo Para remissão dos pecados. E espero a ressurreição dos mortos, e vida do mundo que há-de vir. Amén.

51

52 I rmãs e irmãos em Cristo: Com o ardor da nossa sede de Deus, peçamos a Jesus Cristo que dê à sua Igreja e ao mundo inteiro a água viva que jorra para a eternidade, dizendo confiadamente: Cristo, ouvi-nos. Cristo, atendei-nos. Pela Igreja, por esta Diocese de Lisboa e suas comunidades, para que o Senhor lhes dê a água viva e as torne fonte de graça e de perdão, oremos, irmãos. Cristo, ouvi-nos. Cristo, atendei-nos.

53 Pelos responsáveis e governantes deste mundo, para que o Senhor lhes dê a água viva e faça deles homens de paz e de justiça, oremos, irmãos. Cristo, ouvi-nos. Cristo, atendei-nos. Pelos órfãos, as viúvas e todos os que sofrem, para que o Senhor lhes dê a água viva, os proteja, lhes dê alívio e os conforte, oremos, irmãos. Cristo, ouvi-nos. Cristo, atendei-nos.

54 Pelos catecúmenos que caminham para a Páscoa, para que o Senhor lhes dê a água viva e os ensine a perdoar e a repartir, oremos, irmãos. Cristo, ouvi-nos. Cristo, atendei-nos. Por todos nós aqui reunidos em assembleia, para que o Senhor nos dê a água viva e não deixe que fechemos os nossos corações, oremos, irmãos. Cristo, ouvi-nos. Cristo, atendei-nos. (Outras intenções: Cáritas nacional e diocesana; crianças que têm fome...).

55 Senhor, nosso Deus e nosso Pai, fazei- nos encontrar em Jesus Cristo a fonte da água viva, onde a nossa sede de justiça e de santidade se pode saciar em plenitude. Ele que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amén.

56

57 Eu te peço desta água que tu tens É água viva meu senhor Tenho sede, tenho fome de amor E acredito desta fonte de onde vens Vens de Deus, estás em Deus, também és Deus e Deus contigo faz um só Eu, porém, que vim da Terra e volto ao pó quero viver eternamente ao lado Teu! És água viva, És vida nova e todo dia me batizas outras vez Me fazes renascer, me fazes reviver e quero água desta fonte de onde vens

58 Orai, Irmãos para que o meu e vosso sacrifício seja aceite por Deus Pai todo-poderoso. Todos: receba o Senhor por tuas mãos este sacrifício, para honra e glória do seu nome, para nosso bem e de toda a santa Igreja

59 (Todos de pé) ORAÇÃO SOBRE AS OBLATAS Concedei, Senhor, por este sacrifício, que, ao pedirmos o perdão dos nossos pecados, perdoemos também aos nossos irmãos. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amén.

60 Prefácio V. O Senhor esteja convosco. R. Ele está no meio de nós. V. Corações ao alto. R. O nosso coração está em Deus. V. Dêmos graças ao Senhor nosso Deus. R. É nosso dever, é nossa salvação.

61 Senhor, Pai santo, Deus eterno e omnipotente, é verdadeiramente nosso dever, é nossa salvação dar-Vos graças, sempre e em toda a parte, por Cristo nosso Senhor. Quando Ele pediu à samaritana água para beber, já lhe tinha concedido o dom da fé e da sua fé teve uma sede tão viva que acendeu nela o fogo do amor divino.

62 Por isso, com os Anjos e os Santos, proclamamos a vossa glória, cantando numa só voz: Santo, Santo, Santo.

63

64 Sac: Vós, Senhor, sois verdadeiramente santo, sois a fonte de toda a santidade. Reunidos na vossa presença, em comunhão com toda a Igreja, ao celebrarmos o primeiro dia da semana, em que Nosso Senhor Jesus Cristo ressuscitou dos mortos, humildemente Vos suplicamos: (Todos ajoelham) Santificai estes dons, derramando sobre eles o Vosso Espírito, de modo a que se convertam para nós, no Corpo e Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo.

65 Na hora em que Ele Se entregava, para voluntariamente sofrer a morte, tomou o pão e, dando graças, partiu-o e deu-o aos seus discípulos, dizendo: Tomai, todos, e comei: isto é o meu Corpo que será entregue por vós.

66 De igual modo, no fim da Ceia, tomou o cálice e, dando graças, deu-o aos seus discípulos, dizendo: Tomai, todos, e bebei: este é o cálice do meu Sangue o Sangue da nova e eterna aliança, que será derramado por vós e por todos, para remissão dos pecados. Fazei isto em memória de mim.

67 Mistério da Fé! Anunciamos, Senhor, a vossa morte, proclamamos a vossa ressurreição. Vinde, Senhor Jesus!

68 Sac. Celebrando agora, Senhor, o memorial da morte e ressurreição de vosso Filho nós Vos oferecemos o pão da vida e o cálice da salvação e Vos damos graças porque nos admitistes à vossa presença para Vos servir nestes santos mistérios. Humildemente Vos suplicamos que, participando no Corpo e Sangue de Cristo, sejamos reunidos, pelo Espírito Santo, num só corpo.

69 Lembrai-Vos, Senhor, da vossa Igreja, dispersa por toda a terra, e tornai-a perfeita na caridade em comunhão com o Papa Francisco, e o nosso Patriarca Manuel, os bispos auxiliares e todos aqueles que estão ao serviço do vosso povo. Lembrai-Vos também dos nossos irmãos que adormeceram na esperança da ressurreição, e de todos aqueles que na vossa misericórdia partiram deste mundo:

70 admiti-os na luz da vossa presença. Tende misericórdia de nós, Senhor, e dai- nos a graça de participar na vida eterna, com a Virgem Maria, Mãe de Deus, São José seu esposo, os bem-aventurados Apóstolos e todos os Santos que desde o princípio do mundo viveram na vossa amizade, para cantarmos os vossos louvores, por Jesus Cristo, vosso Filho.

71 Por Cristo, com Cristo, em Cristo, a Vós, Deus Pai todo-poderoso, na unidade do Espírito Santo, toda a honra e toda a glória agora e para sempre… Amén.

72

73 Pai Nosso, que estais nos céus, santificado seja o Vosso nome. Venha a nós o Vosso Reino. Seja feita a Vossa vontade, assim na Terra como no Céu. O pão nosso de cada dia nos dai hoje. Perdoai-nos as nossas ofensas assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido. E não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal.

74 Sac. Livrai-nos de todo o mal, Senhor, e dai ao mundo a paz em nossos dias, para que, ajudados pela vossa misericórdia, sejamos sempre livres do pecado e de toda a perturbação, enquanto esperamos a vinda gloriosa de Jesus Cristo nosso Salvador. Vosso é o reino e o poder e a glória para sempre.

75 Sac. Senhor Jesus Cristo, que dissestes aos vossos Apóstolos. Deixo-vos a paz, dou-vos a minha paz: não olheis aos nossos pecados mas à Fé da vossa Igreja e dai-lhe a união e a paz, segundo a Vossa vontade. Vós que sois Deus com o Pai na unidade do Espírito Santo. Amén. A paz do Senhor esteja sempre convosco. O amor de Cristo nos uniu.

76

77 CORDEIRO DE DEUS, QUE TIRAIS O PECADO DO MUNDO. TENDE PIEDADE DE NÓS, CORDEIRO DE DEUS, QUE TIRAIS O PECADO DO MUNDO. TENDE PIEDADE DE NÓS, CORDEIRO DE DEUS, QUE TIRAIS O PECADO DO MUNDO. DAI-NOS A PAZ,

78 Sac. Felizes os convidados para a Ceia do Senhor. Eis o Cordeiro de Deus, que tira os pecados do mundo. Senhor, eu não sou digno de que entreis em minha morada, mas dizei uma só palavra e serei salvo

79

80 1. Bendito, bendito sejas, Cristo meu Senhor, pela Eucaristia. (2x) És força no caminhar, luz no entardecer, estrela que nos guia. (2x) 2. A Ti vão matar a sede, fonte de água viva, para a vida eterna. (2x) Os pobres e oprimidos encontram em Cristo a sua cisterna. (2x)

81 3. Quem bebe de qualquer fonte sempre terá sede no seu caminhar. (2x) Quem bebe de Jesus Cristo torna-se nascente pra sempre a jorrar. (2x) 4. Vós todos que tendes sede, vinde às águas puras mesmo sem pagar. (2x) Jesus quis morrer na Cruz para a todo o homem de graça salvar. (2x)

82 Jesus, a fonte da água viva. GRUPO DE JOVENS GRUPO DE JOVENS SEGUINDO TEUS PASSOS …

83 Senhor e meu amigo Tal como o povo de Israel no deserto, eu tenho sede. Como a mulher samaritana, também Te peço dessa água… Tenho sede da vida, tenho sede de alegria, tenho sede de felicidade e paz, tenho sede até de não ter sede. Procuro então, em vão, saciar-me tantas vezes em cisternas vazias… Oremos em Conjunto:

84 Dá-me da Tua água Dá-me da Tua água viva, que mata a sede para sempre. Ensina-me o caminho para a fonte onde brota a água que liberta, que dá paz e pão, que dá dignidade e verdade, que dá amor e esperança, que dá justiça e fraternidade.

85 Amigo, Tu que és fonte de água viva, faz brotar em mim sentimentos vivos de partilha, que me façam levar aos outros também, o Dom da Tua àgua. Amém

86 Manifesta a Tua Santidade em mim Toma-me de entre a minha dispersão Recolhe-me de onde me perdi Enche-me de novo o coração! Tu és a água viva Tu és a água pura Inunda-me, inunda-me E tudo se transformará em Mim.

87 Minha terra se abrirá de chuva As minhas pedras não farão mal a ninguém. Meus montes serão caminho para todos Meu pasto abundante cura será Para todo o que coma de mim Eu serei a terra que emana leite e mel. Tu és a água viva Tu és a água pura Inunda-me, inunda-me E tudo se transformará em Mim.

88 Oração depois da comunhão Recebemos, Senhor nosso Deus, o penhor da glória eterna e, vivendo ainda na terra, fomos saciados com o pão do Céu. Nós Vos pedimos humildemente a graça de manifestar na vida o que celebramos neste sacramento. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo. Amén.

89 No final da Missa será exibido as crianças da Catequese o filme de animação As parábolas de Jesus As parábolas de Jesus Pelas 21:00 exibição da 1ª Parte do filme O Evangelho segundo São João Dia 25 Anunciação do Senhor (S) Oração por crianças vitimas de aborto

90 Inscrições estão abertas a Peregrinação Terra Santa, que decorrerá nos dias 4 a 11 de Julho. Visitaremos Basílica de anunciação, Ein Karen-local onde vivia Zacarias, Casa de Nossa Senhora, Basílica de Natividade, Campo dos Pastores Rio Jordão, Monte das tentações, Monte Tabor, Monte Sinai, Lago de Tiberiades, Monte das bem-aventuranças, Cafarnaum,

91 Igreja da Multiplicação dos pães e dos peixes, Mar Morto, Igreja de Paster Noster, Cenáculo, Monte das Oliveiras, Gruta de Traição, Getsémani, Calvário, Igreja da Dormição, Tumulo de Rei David, Muro das lamentações etc

92 Sac. O Senhor esteja convosco. Ele está no meio de nós. Sac. Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amén. Sac. Ide em paz e o Senhor vos acompanhe. Graças a Deus.

93 Fortes na fé, anunciamos o poder da vida Fortes na fé, anunciamos que Jesus é Deus Fortes na fé, Fortes na fé, acreditamos que Ele reinará(3x)

94

95 Ficha técnica: Eucaristia Celebrada por: Fr.Jacob Puthiyaparampil Animada por: Grupo Jovens Seguindo teus Passos Projetada por: Duarte Moreira Realização : A. Alberto Sousa Imagens recolhidas: Via Google Projeção disponível :www.mcccastanheira.blogspot.ptwww.mcccastanheira

96


Carregar ppt "Desligue o Telemóvel. LEITURA I - Ex 17, 3-7 Salmo 94 (95), 1-2.6-7.8-9 (R. cf. 8) LEITURA II - Rom 5, 1-2.5-8 EVANGELHO – Jo 4, 5-42."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google