A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SINTOMAS E QUALIDADE DE VIDA DAS DOENÇAS INTERSTICIAS DIFUSAS SINTOMAS E QUALIDADE DE VIDA DAS DOENÇAS INTERSTICIAS DIFUSAS TOSSE TOSSE Dr Adalberto Sperb.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SINTOMAS E QUALIDADE DE VIDA DAS DOENÇAS INTERSTICIAS DIFUSAS SINTOMAS E QUALIDADE DE VIDA DAS DOENÇAS INTERSTICIAS DIFUSAS TOSSE TOSSE Dr Adalberto Sperb."— Transcrição da apresentação:

1 SINTOMAS E QUALIDADE DE VIDA DAS DOENÇAS INTERSTICIAS DIFUSAS SINTOMAS E QUALIDADE DE VIDA DAS DOENÇAS INTERSTICIAS DIFUSAS TOSSE TOSSE Dr Adalberto Sperb Rubin Pavilhão Pereira Filho Santa Casa de Porto Alegre

2

3 FIP - UIP

4

5

6 Sobrevida média em pacientes com FIP (N=41/74) = 28.2 mo Tempo de início de sintomas (meses) Probabilidade de Sobrevida Schwartz DA et al. Am J Respir Crit Care Med. 1994;149:450. Curva de Sobrevida em Fibrose Pulmonar Idiopática

7

8

9 Tosse 73 % - 86 % dos casos

10

11

12 RECOMENDAÇÕES EM DIPs 1. Avaliar possíveis causas secundárias (RGE, HRB, PNSD) 2.Tratamento específico para doença em questão 3. Corticóide em FPI : análisar efeitos adversos

13 SUMÁRIO 1. Avaliar possíveis causas secundárias (RGE, HRB, PNSD) 2.Tratamento específico para doença em questão 3. Corticóide em FPI : análisar efeitos adversos Nível de evidências : baixo ou opinião de especialistas

14 Etiologia : terminações da tosse em pequenas vias aéreas processo inflamatório adjacente Tosse Crônica : 8 semanas Tratamento : doença específica corticóide : reduz sensibilidade do reflexo da tosse tratamento sintomático : codeina dextrometorfano

15 21 ILDs = 26 casos 1997 – casos multifatoriais

16 21 PIDs = 26 causas de tosse crônica

17 Sharma SK et al 106 casos 40 – 80 %

18 Tratamento : corticóide oral corticóide inalatório Nível de evidência : regular Grau de recomendação : 1

19

20 Reflexo da tosse acentuado à inalaçao capsaicina

21 Resposta Importante ao Corticóide

22 CONCLUSÕES Reflexo da tosse acentuada em FPI Maior sensibilidade dos receptores Up-regulation da inervação do trato respiratório Processo inflamatório pode afetar vias aéreas proximais Potencial ruptura do epitélio respiratório

23 Codeína : muito utilizado sem evidência de eficácia sem evidência de eficácia Opiáceos orais : empregados em tosse intratável end-stage disease end-stage disease

24 27 tosse crônica sulfato de morfina 5 mg BID 40 % redução da tosse

25

26

27

28

29

30 Grupo A(n=10)Grupo B (n=18) Idade média (anos)63,466 Sexo masculino, n (%)6 (60%)9(50%) Tempo de sintomas (anos)2,83,2 IMC (kg/cm 2 )29,9827,79 Tabagismo, n(%) tabagistas ativos ex-tabagistas não- tabagistas 0 4 (40%) 6(60% 0 12(66%) 6(33%) Etilismo, n (%) etilista ex- etilista não- etilista (90%) 1(5,5%) 16 (88%) Método diagnóstico: Critérios maiores e menores Biópsia e critérios maiores 3(30%) 7(70%) 8(44%) 10(55,5) Tratamento IPF % prednisona e azatioprina prednisona e ciclofosfamida prednisona isolada n acetilcisteína azatioprina ciclofosfamida usou tratamento sem tratamento 2(22%) 1(11%) 3(33%) 1(11%) 0 3 (33%) 1(5,5%) 4 (22%) 6(33%) 1(5,5%) 3 (16,6%) Tratamento anti-refluxo % inibidores de bomba de prótons outro 4 (40%)4(22%) Prevalência de Refluxo Gastroesofágico em Pacientes com Fibrose Pulmonar Idiopática Dra Cristiane Bandeira Pós-Graduação Ufrgs N = 28 UIP (Grupo A – PH neg / Grupo B – PH pos)

31 Provas de função pulmonar %Grupo AGrupo B VEF 1 70,9670,61 CVF66,3166,8 CPT61,1466,47 VR57,1470,04 D L CO43,3344,88 Prevalência de Refluxo Gastroesofágico em Pacientes com Fibrose Pulmonar Idiopática Dra Cristiane Bandeira Pós-Graduação Ufrgs

32

33

34 N = 11

35 Lista para TX Pulmonar - PPF Novembro Pacientes 10 FPI 2 FPI + ENFISEMA Sem tosse significativa Sem tosse significativa

36 JR, 65 anos, Masc., FPI em 2006, biópsia a céu aberto Neo pulmonar ressecada em 2007 Diabete mélito de difícil controle Insuf renal QP : tosse Caso Clinico

37 MR, 60 anos, fibrose pulmonar Tx Unilateral esquerdo Rx pré-op – Pulmão ressecado – Pós-op c/ CV de 90% do previsto

38 Epidemiology of IPF Estimated 83,000 Current Patients in the United States Estimated 31,000 New Patients per Year in the United States –5455–6465–7475+ Male Female –5455–6465–7475+ Male Female Weycker D, et al. Prevalence, Incidence, and Economic Costs of Idiopathic Pulmonary Fibrosis. Paper presented at: CHEST 2002, November 2-7, 2002; San Diego, California. Prevalence Incidence Per Hundred Thousand

39 INCIDENCE OF IDIOPATHIC PULMONARY FIBROSIS: A POPULATION-BASED STUDY Evans R. Fernandez-Perez, MD*, Craig E. Daniels, MD, Darrel Schroeder, Jennifer St. Sauver, PhD and Jay H. Ryu, MD Mayo Clinic, Rochester, MN Olmstead Conty, MN, USA 1997 – 2005 Incidência : 19,6 casos / hab Prevalência : 63 casos / hab Porto Alegre : hab Prevalência : 882 casos 50 pneumologistas 17,6 casos por pneumo / 12 com FPI com tosse

40 J Pneumol 2003, 29 (3): J Pneumol 2003, 29 (3):

41

42 Rubin AS. ERJ, 2000; 16(31): 572S

43 OBRIGADO !


Carregar ppt "SINTOMAS E QUALIDADE DE VIDA DAS DOENÇAS INTERSTICIAS DIFUSAS SINTOMAS E QUALIDADE DE VIDA DAS DOENÇAS INTERSTICIAS DIFUSAS TOSSE TOSSE Dr Adalberto Sperb."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google