A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Antonio Leite de Vasconcelos Sobrinho PREVALÊNCIA E CLASSIFICAÇÃO CLÍNICA DA DOENÇA VARICOSA DOS MEMBROS INFERIORES NA GESTAÇÃO DE ALTO RISCO São Paulo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Antonio Leite de Vasconcelos Sobrinho PREVALÊNCIA E CLASSIFICAÇÃO CLÍNICA DA DOENÇA VARICOSA DOS MEMBROS INFERIORES NA GESTAÇÃO DE ALTO RISCO São Paulo."— Transcrição da apresentação:

1 Antonio Leite de Vasconcelos Sobrinho PREVALÊNCIA E CLASSIFICAÇÃO CLÍNICA DA DOENÇA VARICOSA DOS MEMBROS INFERIORES NA GESTAÇÃO DE ALTO RISCO São Paulo 2004 Projeto de pesquisa encaminhado à Universidade Federal de São Paulo / Escola Paulista de Medicina para obtenção de título de mestre em ciências.

2 A – Razões e objetivos da pesquisa 1 - Contexto 1 - Contexto –Teoria Mecânica –Teoria Hormonal –Predisposição Hereditária –Prevalência –Gestação de alto risco

3 2 - Hipótese A prevalência da doença varicosa nos membros inferiores na gestação de alto risco é de 75%. A prevalência da doença varicosa nos membros inferiores na gestação de alto risco é de 75%.

4 3 - Objetivo Determinar a prevalência da doença varicosa nos membros inferiores na gestação de alto risco e classificá-la segundo os critérios clínicos. Determinar a prevalência da doença varicosa nos membros inferiores na gestação de alto risco e classificá-la segundo os critérios clínicos.

5 B – Plano de trabalho e métodos 1 - Tipo do estudo 1 - Tipo do estudo –Estudo de prevalência 2 – Local 2 – Local –Ambulatório de pré-natal de alto risco do Hospital Dom Malan – Petrolina-PE.

6 3 - Amostra 3.1 Critério de inclusão 3.1 Critério de inclusão –Pacientes portadoras de gestação de alto risco, no terceiro trimestre de gestação. 3.2 Critério de exclusão 3.2 Critério de exclusão –Gestação de baixo risco. –Tromboflebite superficial –Trombose venosa profunda aguda –Antecedente de trombose venosa profunda –Cirurgia previa de varizes

7 2.3 - Amostra 3.3 Amostragem 3.3 Amostragem –Pacientes portadoras de gestação de alto risco, que procurem, de forma espontânea ou por encaminhamento, o ambulatório de pré-natal de alto risco de forma consecutiva, e que concordem em participar da pesquisa. 3.4 Consentimento livre e esclarecido 3.4 Consentimento livre e esclarecido –Após entregar o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido para ser lido pela paciente, o pesquisador fará a explicação e esclarecimentos de dúvidas.

8 4 - Variáveis estudadas 4.1 Variáveis Primárias 4.1 Variáveis Primárias – Doença varicosa em gestantes de alto risco. Exame clínico da doença varicosa, colocando a paciente em ortostatismo com exposição dos membros inferiores, em local com boa iluminação.Exame clínico da doença varicosa, colocando a paciente em ortostatismo com exposição dos membros inferiores, em local com boa iluminação. 4.2 Variáveis Secundárias 4.2 Variáveis Secundárias –Classificação clínica da gravidade doença varicosa nestas gestantes. Utilização da parte Clínica da Classificação CEAP e Classificação venosa do escore clínico de severidade de Rutherford.Utilização da parte Clínica da Classificação CEAP e Classificação venosa do escore clínico de severidade de Rutherford.

9 Parte clínica da Classificação CEAP Classe 0Sinais de doenças venosas não visíveis e não palpáveis Classe 1Telangiectasias ou veias reticulares Classe 2Veias varicosas Classe 3Edema Classe 4Alterações cutâneas: pigmentação, eczema, venoso, dermatoesclerose Classe 5Classe 4 + úlcera venosa cicatrizada Classe 6Classe 5 + úlcera venosa aberta

10 AtributoAusente=0Leve=1Moderada=2Severa=3 DorNãoOcasionalDiariamente Limita atividades VarizesNão Poucas, esparsas MultiplasExtensas Edema venoso Não Noturno, Tornozelo À Tarde, perna Manhã, perna PigmentaçãoNão Área limitada < 1/3 perna 1/3 perna 1/3 perna InflamaçãoNãoCeluliteCeluliteCelulite InduraçãoNão Focal (<5cm) < 1/3 perna Todo 1/3 inferior Número Úlcera 0123 Duração Úlcera Não <3 meses 3 meses a 1 ano > 1 ano Tamanho Úlcera Não<2cm 2-6 cm > 6 cm Terapia compressiva Não usa Uso intermitente Muitos dias Continuamente Escala de Gravidade Clínica da Doença Venosa Rutherford et al. J Vasc Surg 2000,31:

11 2.5 - Método estatístico 5.1 Tamanho da amostra 5.1 Tamanho da amostra –200 pacientes – Determinado de forma arbitrária 5.2 Análise estatística 5.2 Análise estatística –Qui-quadrado, Maun-Witney e Kruskal- Wolins, calcular intervalo de confiança de 95% para cada ponto estimado.


Carregar ppt "Antonio Leite de Vasconcelos Sobrinho PREVALÊNCIA E CLASSIFICAÇÃO CLÍNICA DA DOENÇA VARICOSA DOS MEMBROS INFERIORES NA GESTAÇÃO DE ALTO RISCO São Paulo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google