A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

CMMI – Gerência de Configuração Alexandre Filgueiras Costa Ary Alves Araújo Eduardo Silva Carrijo Roda Fabrício Baptista de Martino.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "CMMI – Gerência de Configuração Alexandre Filgueiras Costa Ary Alves Araújo Eduardo Silva Carrijo Roda Fabrício Baptista de Martino."— Transcrição da apresentação:

1 CMMI – Gerência de Configuração Alexandre Filgueiras Costa Ary Alves Araújo Eduardo Silva Carrijo Roda Fabrício Baptista de Martino

2 Definições Artefato: É toda e qualquer informação produzida, consumida ou modificada por um processo da Engenharia de Software, assim como algumas informações sobre estes itens. Os itens que forem colocados sob controle da gerência de configuração terão as suas modificações ao longo do processo controladas, além de possuírem também um histórico destas alterações e todas as versões salvas. Os Itens de Configuração são identificados de acordo com o projeto e podem ser hardware, firmware ou software.

3 Definições Uma Configuração de um sistema, é uma coleção de versões específicas de itens de configuração (hardware, firmware ou software) que são combinados de acordo com procedimentos específicos de construção para servir a uma finalidade particular.

4 Definições Gerência de Configuração é a disciplina de identificar a configuração de um sistema em diferentes pontos no tempo com a finalidade de controlar sistematicamente as mudanças realizadas, mantendo a integridade e rastreabilidade da configuração através do ciclo de vida do sistema

5 Definições Baseline é uma configuração formalmente aprovada para servir de referência para o desenvolvimento posterior do sistema. Itens de Configuração: São artefatos que devem ficar sob controle da gerência de configuração.

6 Atividades Relacionadas Identificação da configuração dos produtos de trabalho selecionados que compõem as baselines em um determinado ponto no tempo; Controle das mudanças nos itens de configuração; Construção ou fornecimento de especificações para construir produtos de trabalho a partir do sistema de gerenciamento de configuração; Manutenção da integridade das baselines; Fornecimento de dados precisos de status e configuração corrente a desenvolvedores, usuários finais e clientes.

7 Estrutura de Dados Item de Configuração –Produzido Por; –Sob responsabilidade de; –Aprovado por; –Tipo de item; –Descrição; –Versão; –Data Alteração; –Autor da Alteração; –Change Request ID.

8 Estrutura de Dados Change Request –Identificador; –Tipo (Document, Project, Content ); –Data; –Estado de Aprovação; –Descrição.

9 Estrutura de Dados Defeito (tipo de change request) Discrepância entre requisito indicado no baseline e a implementação do mesmo, podendo ter as seguintes causas: –Implementação incorreta; –Requisito levantado incorretamente; –Falta de identificação do requisito (O cliente não identificou); –Invalidez (não ser um defeito).

10 Processo Change Management Uma solicitação é enviada ao CCB (Change Control Board) CCB avalia inicialmente a solicitação e cria um Documento de CR O Documento de CR é enviado ao Gerente de Peojeto O Gerente de Projeto insere as informações do CR na base de controle de mudanças. O Estado do CR nesse momento é pendente. O Gerente de Projeto também pode definir a prioridade

11 Processo Change Management Um aviso de CR pendente é enviado ao Analista de Negocio, Lider de Projeto, Gerente de Teste e Desenvolvedor escolhido para avaliação técnica Analista de Negócio, Lider de Projeto e Desenvolvedor, e Gerente de Teste atualizam base do CR com dados iniciais de esforço (prazo) Uma notificação de finalização de avaliação técnica é enviada ao Gerente de Projeto – O Estado nesse momento é Análise Completa O Gerente de Projeto adiciona infomações de custo e cronograma.

12 Processo Change Management O Gerente de Projeto submete o CR para o CCB para aprovação final – O Estado é Pendente de Aprovação Final Caso CCB aprove o CR. O Estado é mudado para Aprovado e os prazos e custos são convertidos em tarefas. Caso o CCB não aprove o CR, é possível –O Estado é Rejeitado. Nenhuma tarefa é criada –O Estado é Para próxima release onde será feita uma nova avaliação de incluir o CR.


Carregar ppt "CMMI – Gerência de Configuração Alexandre Filgueiras Costa Ary Alves Araújo Eduardo Silva Carrijo Roda Fabrício Baptista de Martino."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google