A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Onde há distribuição igualitária, não há pobreza. Onde há harmonia, não há sub-população; e onde há estabilidade, não há golpes de Estado. Se você for.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Onde há distribuição igualitária, não há pobreza. Onde há harmonia, não há sub-população; e onde há estabilidade, não há golpes de Estado. Se você for."— Transcrição da apresentação:

1 Onde há distribuição igualitária, não há pobreza. Onde há harmonia, não há sub-população; e onde há estabilidade, não há golpes de Estado. Se você for impaciente, não atingirá seus objetivos. Se tiver em mente apenas pequenos ganhos, as grandes missões não serão cumpridas. Kung Fu Tse (Confúcio), Os Analectos, 500 a.C. Desenvolvimento é a única verdade objetiva. Deng Xiaoping, discurso, 1992 We will be second to none. Outdoor, Sítio de construção de megacomplexo residencial, Beijing, abril 2011

2 Termo de Cooperação 008/2010 Convênio SAE / UFRJ 1ª Linha de Ação TECNOLOGIA E COMPETITIVIDADE EM SETORES BÁSICOS DA INDÚSTRIA CHINESA ESTUDOS DE CASO | Adriano Proença | Cláudio Habert | | Maurício Aredes | Sérgio de Souza Camargo Jr. | COPPE/UFRJ – 25 de novembro de 2011

3 Roteiro Geral O projeto, o contexto e a inovação tecnológica na China Indústria Eletro-eletrônica: casos e considerações em Equipamentos de Geração Eólica e em Ultra-Alta Tensão Indústria Metal-mecânica: casos e considerações Indústria Química e de Alta Tecnologia: casos e considerações

4 Roteiro 1 O projeto, o contexto e a inovação tecnológica na China O projeto Contexto: República Popular da China: trajetória e inflexão Tecnologia e inovação na indústria chinesa: aspectos conceituais Gestão da Inovação : caso no setor de Eletrodomésticos Indústria, competitividade e tecnologia na China: considerações e sugestões

5 O projeto Contexto: República Popular da China: trajetória e inflexão Tecnologia e inovação na indústria chinesa: aspectos conceituais Gestão da Inovação : caso no setor de Eletrodomésticos Indústria, competitividade e tecnologia na China: considerações e sugestões Roteiro 1 O projeto, o contexto e a inovação tecnológica na China

6 Abordar prospectivamente casos selecionados, na China, em setores básicos para o Desenvolvimento: eletro-eletrônico, metal-mecânico e químico Analisar a dimensão tecnológica da competitividade de firmas chinesas Estabelecer constatações e proposições decorrentes do estudo realizado visando, mesmo que de modo ainda preliminar: - Iniciativas públicas e privadas no sentido de fortalecer a indústria brasileira - Ações de colaboração e intercâmbio China-Brasil Objetivos do Projeto

7 Definição dos setores-alvo, o foco na dimensão tecnológica da competitividade chinesa e a COPPE/UFRJ como agente do estudo Definição de partida, pela SAE, com base nos estudos de F. Fajnzylber, da CEPAL, dos três setores a serem estudados. Para além dos custos dos fatores e do contexto macro-econômico e regulatório: a dimensão tecnológica da competitividade chinesa o COPPE/UFRJ – Instituição de Pesquisas Avançadas em Engenharia o Centro China-Brasil – COPPE/UFRJ e Universidade de Tsinghua

8 Centro China-Brasil na Universidade de Tsinghua China – vasta e multifacetada - Setores industriais básicos: amplos e diversificados - Diferentes tipos de empresas chinesas - Diferentes entradas caso a caso Centro China Brasil na Universidade de Tsinghua - Concretiza expressão institucional da parceria estratégica China-Brasil - Rede de Contatos Institucionais / Guanxi - Universidade de Tsinghua como referência nacional: credibilidade para sessões de perguntas & respostas técnicas

9 O projeto em suas grandes etapas - 1 Concepção e preparação - Julho a Dezembro Entrevistas no Brasil - Visita da delegação chinesa do Centro China-Brasil da Universidade de Tsinghua à Coppe | Agosto de Inauguração Centro China-Brasil na Universidade de Tsinghua | Novembro 2010 Pesquisa no Brasil – Dezembro 2010 a Maio Definição final das empresas selecionadas juntamente com a SAE - Pesquisa bibliográfica - Entrevistas em empresas e instituições - Prospecção e preparação das Missões à China

10 O projeto em suas grandes etapas - 2 1ª missão à China – Janeiro Casos do setor Eletroeletrônico - Empresas brasileiras na China - Universidades e Instituições de pesquisa em tecnologia, estratégias tecnológicas e em políticas públicas Empresas visitadas: Embraco-Snowflake Guodian ; Himin Haier ; Huawei Shanghai Electric ; State Grid Tianwei ; WEG Universidades e outras Instituições visitadas: Univ. de Tsinghua – Engenharias e SEM Univ. de Zhejiang – NIIM Instituto de Gestão de Políticas Públicas da CAS Embaixada do Brasil

11 O projeto em suas grandes etapas - 2 2ª missão à China – Março-Abril Casos dos setores Químico e Metal-mecânico - Casos de empresas e laboratórios de alta tecnologia - Universidades e Instituições de pesquisa em tecnologia avançada Preparação do Relatório Final – Maio-Junho 2011 Empresas visitadas: Sany ; MCC ; ChemChina Nutrichem ; Desano Genius ; Mont Lighting Motimo ; Eurofilm ; Scinor Universidades e outras Instituições visitadas: Univ. de Tsinghua – Engenharias Univ. de Tianjing – Engenharia Química Laboratórios CAS – diversos Biobay – parque tecnológico Hangchow Water Treatment Institute

12 Roteiro 1 O projeto, o contexto e a inovação tecnológica na China O projeto Contexto: República Popular da China: trajetória e inflexão Tecnologia e inovação na indústria chinesa: aspectos conceituais Gestão da Inovação : caso no setor de Eletrodomésticos Indústria, competitividade e tecnologia na China: considerações e sugestões

13 Evolução do PIB em USD na RPC

14 Evolução dos gastos em PeD como percentual do PIB

15 Formação em Nível Superior na RPC

16 Evolução dos salários urbanos segundo propriedade da empresa e registro de moradia (em RMB, média anual, preços constantes de 2008)

17 Salários numa joint venture Estatal Chinesa – Multinacional no Distrito Industrial de Beijing – Janeiro 2011

18 A inflexão em curso: menos crescimento; mais desenvolvimento O Plano Nacional de Médio e Longo Prazo para o Desenvolvimento da Ciência e da Tecnologia Promover a zizhu chuangxin - em inglês, indigenous innovation Inovação nativa; inovação autóctone; inovação endógena; inovação autônoma Três naturezas: original; integração de tecnologias; re-inovação - Políticas públicas para C&T&I e projetos estratégicos O 12º Plano Quinquenal O crescimento harmonioso mudar o padrão do desenvolvimento chinês - Indústrias emergentes estratégicas transformação do modelo econômico

19 Sobre o Plano Quinquenal O processo de planejamento quinquenal vem evoluindo ao longo das décadas após a reforma & abertura Horizontes de mais longo prazo e perfil crescentemente indicativo Segue sendo sinalização central para a sociedade chinesa Culminância de um amplo e longo processo de debate Epicentro para desdobramento de Planejamento nos Ministérios, nas Províncias e nas Municipalidades Eco-sistema ou teia de políticas Espaço para experimentos (pontuais) e aprendizado Processo segue em evolução Por exemplo: buscando formas de ampliar a sinalização pelo mercado

20 Roteiro 1 O projeto, o contexto e a inovação tecnológica na China O projeto Contexto: República Popular da China: trajetória e inflexão Tecnologia e inovação na indústria chinesa: aspectos conceituais Gestão da Inovação : caso no setor de Eletrodomésticos Indústria, competitividade e tecnologia na China: considerações e sugestões

21 Tecnologia e Competitividade: aspectos conceituais Cópia x inovação primária - Inovação secundária (NIIM / Universidade de Zhejiang) Padrão e Avançada - Ciclos continuados acumulação de capacitações tecnológicas nas firmas - Trajetórias tecnológicas alternativas às consolidadas pelas firmas ocidentais Modularização e Arquitetura de Produto - Arquiteturas tornadas quase-abertas

22 Inovação Secundária Wu Xiaobo, Ma Rufei e Xu Guannan, 2009

23 Tecnologia e Competitividade: aspectos conceituais Cópia x inovação primária - Inovação secundária (NIIM / Universidade de Zhejiang) Padrão e Avançada - Ciclos continuados acumulação de capacitações tecnológicas nas firmas - Trajetórias tecnológicas alternativas às consolidadas pelas firmas ocidentais Modularização e Arquitetura de Produto - Arquiteturas tornadas quase-abertas

24 Roteiro 1 O projeto, o contexto e a inovação tecnológica na China O projeto Contexto: República Popular da China: trajetória e inflexão Tecnologia e inovação na indústria chinesa: aspectos conceituais Gestão da Inovação : caso no setor de Eletrodomésticos Indústria, competitividade e tecnologia na China: considerações e sugestões

25 Receitas 2008 – USD 17,5 bilhões, dos quais USD 4,5 bilhões fora da China Continental 3º maior market-share de linha branca no mundo (2010 – 6,9 %) Empresa diversificada; linha branca, linha marrom, conceitos para residências Lançamento sistemático de soluções criativas, a custos competitivos, para diversos segmentos de mercado Vários prêmios internacionais em Design Abril 2006: mais de 6000 patentes 2009: empregados, dos quais na China Continental e funcionários terceirizados Espalhada pelo mundo: 8 Centros de P&D & Design (dos quais 3 na China), mais 5 Centros de Design (todos fora da China), 16 parques industriais (dos quais 12 na China), e 29 instalações de produção (das quais 5 na China) Eletrodomésticos: Caso Haier

26 Empresa coletiva, nasce da Prefeitura; algumas divisões nos anos 90 com capital em bolsa Líder: Zhang Ruimin Trajetória: Estratégia da Empresa E apoio do Estado - Tecnologia ; Qualidade e Marca ; Distribuição e Serviço - Usa transferências de tecnologia segue acumulando capacitações tecnológicas inovadora secundária em setor maduro, cada vez mais avançada - Corrida para elevadas escalas de produção – forte apoio dos governos dos 3 níveis - Para ir para o exterior: 1º nicho depois, linha ampla Desenvolve Modelo de Gestão próprio para apoiar sua estratégia Haier: Histórico

27 Início: Ordem e TQC Início anos 90 : OEC o O: Overall o E: Everyone, Everyday, Everything o C : Control & Clarity OEC e a aquisição dos peixes aturdidos Final dos anos 90 : SST o Market-chain-based process reengineering o S – Suo Chou (recompensa); S - Suo Pei (compensação); T – Tiao Zha (salto sobre uma transação) o Todo mundo é uma Unidade Estratégica de Negócio Velocidade no inovar o 1º o mercado, depois produzir Haier: Modelo de Gestão

28 Roteiro 1 O projeto, o contexto e a inovação tecnológica na China O projeto Contexto: República Popular da China: trajetória e inflexão Tecnologia e inovação na indústria chinesa: aspectos conceituais Gestão da Inovação : caso no setor de Eletrodomésticos Indústria, competitividade e tecnologia na China: considerações e sugestões

29 Gestão e Planejamento Público O Sistema de Planejamento Chinês : alcance e potência Nele se destacam, entre outros: O pragmatismo e a objetividade dos sistemas de incentivo inerentes às políticas públicas O efeito construtivo da estabilização de referências ao longo do tempo por mecanismos institucionais, tais como os Planos Quinquenais O experimentalismo e o aprendizado partilhados de forma sistemática e coordenada entre diversos agentes do processo O papel estruturante de grandes agentes estatais É importante refletir e buscar mecanismos para planejamento governamental no Brasil inspirados no que se possa aprender com a China, reconhecendo a especificidade da história e do regime político chinês.

30 Indústria, competitividade e tecnologia - trajetórias A dinâmica de desenvolvimento da competitividade chinesa precisa ser estudada (sub-)setor a (sub-)setor. Inovação tecnológica, particularmente do tipo secundário, permeia o tecido industrial, no contexto de uma competição acirrada, em mercados amplos e dinâmicos A replicação do aprendido em contratos com multinacionais para produtos próprios - fornecedores chineses oferecem alternativas que combinam qualidade aceitável com baixo custo para outros integradores de produtos (montadores) Sólida articulação das empresas com Universidades favorece a inovação nas empresas Algumas das empresas chinesas vitoriosas no mercado internacional dominaram o projeto arquitetônico de produtos, e, algumas vezes, módulos particularmente estratégicos

31 Indústria, competitividade e tecnologia – momento atual Empresas chinesas estão profundamente engajadas em migrar de posições de baixo custo apoiadas em uma força de trabalho mais barata, para a oferta, a menor preço, de produtos e serviços com graus crescentes de sofisticação tecnológica Políticas públicas dos governos central, provinciais e locais, induzem e suportam o desenvolvimento tecnológico das firmas chinesas e sua internacionalização, e buscam fazer avançar o tecido em direção a inovações cada vez mais próximas de primárias

32 Indústria, competitividade e tecnologia - gestão Há certas linhas gerais de atuação em gestão tecnológica em algumas empresas chinesas bem sucedidas: - Forte interação com clientes para aprender e orientar esforços de inovação - Base própria de PeD sendo cultivada desde suas origens, já com perspectivas/ambições de inovação crescentemente autônoma - Estratégia e modelos de gestão tecnológica centrados em ciclos continuados de inovação secundária de crescente sofisticação, ambicionando um dia chegar a inovações primárias/originais - Transferências de Tecnologia contratadas e conduzidas com forte esforço de aprendizado e absorção - Articulação sólida do PeD empresarial com Universidades e Institutos de Pesquisa, de forma orientada pelas demandas identificadas nos mercados-clientes-alvo - Busca por trajetórias próprias no contexto da competição no setor - Perspectiva global da tecnologia e da competição em seu setor desde as origens Firmas brasileiras podem estudar estas trajetórias de catching up bem sucedido e nelas encontrar elementos relevantes para informar sua reflexão estratégica

33 Obrigado!

34 Roteiro Geral O projeto, o contexto e a inovação tecnológica na China Indústria Eletro-eletrônica: casos e considerações em Equipamentos de Geração Eólica e em Ultra-Alta Tensão Indústria Metal-mecânica: casos e considerações Indústria Química e de Alta Tecnologia: casos e considerações


Carregar ppt "Onde há distribuição igualitária, não há pobreza. Onde há harmonia, não há sub-população; e onde há estabilidade, não há golpes de Estado. Se você for."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google