A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

1 ABDA Associação Brasileira de Amasofia Apresenta.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "1 ABDA Associação Brasileira de Amasofia Apresenta."— Transcrição da apresentação:

1 1 ABDA Associação Brasileira de Amasofia Apresenta

2 2 Hierrarquias Interplanetárias do Sétimo Reino HAMNAS, o Reino Semente Por BEN DAIJIH (Luiz Gonzaga) - Curitiba (PR) – 03 set 2008 CONTATO Associação Centro Sul Paranaense de Ufologia e Espaço APOIO

3 3 Uma Cosmovisão Holística para o III Milênio Revelações do Espaço para a Transição Peixes - Aquário

4 4 TEMA DA EXPOSIÇÃO Hierarquias do Sétimo Reino, o Reino Semente (Hamnas) Manifestações no Plano Físico (Vaiála-Gih) (1) Gueberones (Abissais) (2) Rhói-Bíbis (Djinas = Humanóides) (3) Ió-Hamnas (Arquetípicos do Reino)

5 5 Na COSMOGONIA amasófica – pautada em 34 anos de compilações psíco- mediúnicas - a Creação começa e termina - continuada e ciclicamente - a partir de IÁ-OM, o alfa e ômega de TUDO, o Olho que tudo vê. Tudo o que há são CREATURAS e elas podem ser classificadas em sete grupos de complexidade, em Sete Reinos ou Sistemas Consciencionais,... em sete Rêi-Háb-Háh (= Coroamentos...)

6 6 IÁ-OM é um IONA, o IONA-MÃE, o IONA-RAIZ do COSMO, de tudo o que há. Tudo o que há são IONAS organizados de inumeráveis maneiras. Copiando-se a si mesmos a velocidades inimagináveis, geram a ONIPRESENÇA de IÁ-OM. IONAS são UNIDADES DE CONSCIÊNCIA em permanente interação. Tudo é CONSCIÊNCIA, Ciência de si mesmo a partir de recursos próprios e com finalidades próprias. Ciência do OUTRO e Ciência da UNIDADE e da FINALIDADE que a tudo subjaz. No meio deles e além deles, dos IONAS, mora o Inominável, o Inacessível, o Incognoscível, o Absoluto, o Transcendente, o Incomensurável ou... Aquele que É mas não tem Medida... Mora OÃ, o CREADOR e a sua OBRA.

7 7 Toda e qualquer creatura tem uma face voltada para a Creação e uma outra face, que ostenta em comum com todas as demais creaturas, voltada essa para o Creador, o Transcendente ou Inascessível: Cara e Coroa. As Caras são inúmeras, a Coroa é uma só! O Creador, no âmbito de Sua Obra, o COSMO,... que a tudo permeia em silêncio... Leva (Ele) em meu Coração o nome de RÁH, que quer dizer Aquilo que, entre Seus Filhos (as Creaturas) é tão evidente quanto oculto também o é. O Creador e sua Obra, no seu conjunto, vibra o nome OÃ, expressão mântrica ligada à idéia que temos da termo perplexidade ou, de uma certa forma, encantamento.

8 8 No princípio IONAS isolados se multiplicam a partir do incansável IÁ-OM. Depois de se apresentarem segundo sete níveis de velocidade de multiplicação (sete idades ou Vaiálas), IONAS aos pares começam a surgir entre os solitários, multiplicando-se também, agora também aos pares, a velocidades caleidoscópicas. Vencidos da mesma forma sete níveis de velocidade de multiplicação surgem, no meio dos solitários e das duplas ionádicas, IONAS organizados de três em três (trios)... E o processo se repete, até que no meio de tudo surgem IONAS em grupo de sete. IONAS isolados ou IONAS agrupados aos pares, de três em três, de quatro em quatro,... ou de sete em sete são ditos AIÔMNAS, que quer dizer mônadas, centelhas. Sete tipos de agrupamentos,... SETE REINOS. Mônadas formadas por um só IONA, são mônadas da mais simples das CREATURAS: o ESPAÇO. Mônadas formadas de sete IONAS, são mônadas da mais completa das CREATURAS, os HAMNAS, os HUMANOS, o REINO SEMENTE.

9 9 Mônadas formadas por IONAS organizados em cadeia ABERTA não são estáveis. Rompem- se ciclicamente. Mônadas estáveis são aquelas que conseguem fechar-se numa cadeia perfeita. A partir de então são mônadas definitivas (eternas), individuadas. Sete IONAS em cadeia fechada contem a fórmula, a equação do TODO. Fazem-se, assim, HAMNAS,...ou seja, SEMENTES.

10 10 O Reino dos Hamnas se manifesta no âmbito das sete idades (Vaiálas) ou planos cósmicos, todas com sub- divisões... Nos três níveis ou planos superiores (alta freqüência vibratória)... aonde IÁ-OM não cerra os olhos nem fecha a sua boca... os humanos são chamados AB-LÁH-ÓIS, o mesmo que ANJOS das tradições religiosas. O termo mântrico AB-LÁH-ÓIS quer dizer primeiros descendentes. A partícula Ói significa posicionados em larga escala (numerosamente...) em feixes ou falanges, na retaguarda. ANJOS (Ab-láh-Óis) numa interpretação simbólica da iconografia esotérica clássica...

11 11 Nos quatro níveis ou planos (Vaiálas) inferiores (ou planos manifestados...) os humanos (Hamnas) são ditos... Damói-síssis (invulneráveis), quando vibrando no plano Dhara-há (...Onde audível se faz o Silêncio); São ditos Elaianos (Eloins), quando viventes no plano Ellai (Humanos Áuricos ou Astrais). Ellai diz-se dos mundos Transparentes, onde não prevalece a neblina ou a penumbra... Pramains (espectrais, melodias que se desvanessem,... pura energia ou vibração), quando viventes no plano Fhi-há; e, Quando viventes no plano físico, ou seja, em Gih, são genericamente denominados de Ió-Hamnas ou Hamnas propriamente ditos.

12 12 Nº de IONAS na Mônada (= Nº de Chacras) Nome comum do REINOChave Mântrica Significado Aproximado O ESPAÇOÔU-MÁIACampos regados... O-O ATÔMICOARÊ-MAMISAriscos... O-O-O ESPÍRITO DAS PARTES ou ORGANIZADORES (Reino Mineral no Esoterismo) BABIÁS (Trídios)Inquietos (5 tipos) O-O-O-O ESPÍRITO DOS CORPOS CELESTES (Logos) LAMNASHóspedes... O-O-O-O-O VEGETAISLEIDDASSensíveis... O-O-O-O-O-O ANIMAISHUÍKISRuidosos... O-O-O-O-O-O-O HUMANOSHAMNASSementes... A quantidade de IONAS – de um a sete - o encadeamento aberto ou fechado, mais ou menos coeso, e a complexidade da organização caleidoscópica que revelam, são aspectos que garantem às MÔNADAS infinitas possibilidades de agenciamento e, assim, de creaturas. O processo é rico de disputas infindáveis em busca de Afinidades...

13 13 As Mônadas humanas que se diferenciam e demandam o plano ou dimensão física da existência (Vaiála-Gih) começam a a manifestar-se tão logo um determinado universo disponha de expressões físicas para os reinos anteriores, mais simples (espaço, átomos, trídios, lamnas, vegetais e animais) O Reino Humano ou reino dos Hamnas (Reino Semente) – particularmente em sua expressão física - é o produto mais elaborado e complexo da Creação. É uma síntese de tudo, a fórmula da totalidade, precisamente como uma semente de maçã é a fórmula (equação) de uma macieira.

14 14 Os Humanos, na sua quase totalidade, ao chegarem ao máximo de seus processos evolucionais, fundem-se aos Casais Cósmicos (Casais Raiz) dos quais se originaram. Dessa forma, perpetuam suas moradas, os universos dos quais são filhos. Uma diminuta fração estabelece uma parceria com seus respectivos Casais Raiz – enriquecendo a experiência em curso - enquanto uns poucos, muito poucos, rompem com suas origens e geram mais um outro Universo que, interessante,... podem ou não vingar...

15 15 Sim,... Não somos um ponto a caminhar. Somos uma linha, ou arco a partir de MARAMAIÃN, denominação do Casal-Raiz de nosso Universo. Dependuradas nessa linha (Existência) vão acontecendo nossas personalidades. Quando nos fazemos conscientes ao longo desse ARCO (Édenna) podemos projetar muitos apêndices, muitas personalidades, segundo nossa VONTADE, sempre em busca das questões que nos interessam resolver, nossas buscas, a infinita procura pela AUTO- REVELAÇÃO plena para que possamos chegar à condição de SEMENTE e, se for o caso, ir adiante...

16 16 Os Universos têm uma estrutura semelhante a de uma bolha de sabão. A partir do primeiro deles – o único que não se originou de uma SEMENTE, mas de IÁ-OM – inumeráveis outros já se formaram, aglutinados como uvas num cacho. O maior desses aglomerados denomina-se Kaom, expressão que quer dizer Cacho da Videira Celestial. O primeiro dos Universos é conhecido pela denominação de DARAMAR ou DARÃN- HAMMAR, o Universo Central, sede de IÁ-OM. Seu PRIMEIRO FILHO recolheu- se em IÁ-OM para perpetuar a Obra. Seu nome é OUDHAMÁ-MAEL, o Cristo Cósmico do Esoterismo.

17 17 A dimensão física ou Vaiála-Gih de qualquer um dos inumeráveis universos que já vibram suas realidades não passa de 3 a 4% do total. Nossos telescópios e radiotelescópios, portanto, só enxergam, no máximo, de 3 a 4% de tudo o que há. E já são inumeráveis os universos, todos aglutinados e, de alguma forma, interdependentes, muitos deles com dimensões físicas significativamente compartilhadas com vizinhos, formando uma teia incrível de estruturas espaciais de forma lenticular!

18 18 Uma dessas bolhas chama-se Aom-ki – Universo Ponte. A esse, três outros estão interligados, formando um curioso apêndice em Kaom: Maramaiãn, Admá-Aron e Kaamar (Goraiãn). Nossas realidades vibram em Maramaiãn. Esse é o nome de nossa Casa que, só em sua dimensão física – uma estrutura lenticular no fundo da bolha - abriga milhares de galáxias, dentre outras estruturas semelhantes. Seus espaços físicos se entrecruzam formando quadrantes em comum, estabilizados, e que servem de passagens físicas e não físicas entre uns e outros.

19 19 Aquele a quem conhecemos sob o nome de Jesus, o Cristo – Itza Omhábi e Madjilla- Súh entre os Espaciais - é uma manifestação da Identidade ILIÃN, individuada (individualizada) em AOM-KI, o Universo Ponte: Ninguem vai ao Pai / Mãe Cósmicos – Daramar, o Universo Central, onde vibra Iá-OM - senão através de Mim.

20 20 Sete sistemas sensórios ou sete corpos viabilizam os caminhos para todas as nossas relações, em todos os níveis ou Vaiálas. Corpos formados de creaturas mais simples,... Espaço, Átomos e Trídios,... e mantidos graças à existência dos demais, os Corpos Celestes, os Vegetais e os Animais. Vidas dentro de vidas... Um MILAGRE da organização sistêmica e caleidoscópica de IONAS. Sete IONAS em cadeia – uma mônada humana, portanto - atrai para si, organizadamente, numa disposição pré-formulada, tudo o que precisa para relacionar-se com o TODO e CONSIGO MESMA. Como IONAS são passagens para o CREADOR, nada, a rigor, é REAL. TUDO é um só VAZIO. O que há é a ILUSÃO da percepção!

21 21 A Creação é uma complexa realidade que diverge de si mesma e para si mesma converge, a partir de todos os seus pontos, de todos os IONAS ou passagens, continuada e concomitantemente. Esse processo, sempre em expansão e em contração, tem seus limites, razão da finitude do COSMO (Aoéh = O Grande Coração) Maramaiãn,... nossa Casa!

22 22 A expressão ou manifestação do Reino Humano na dimensão física integra três etapas, basicamente: a etapa dos GUEBERONES...

23 23... A etapa dos Rói-Bíbis ou Djínas (os Humanóides na Ufologia Científica)... Mônadas com sete IONAS, mas organizados em configurações instáveis (cadeia parcialmente abertas).

24 24... E a etapa arquetípica do Reino Humano, os Ió-Hamnas ou Hamna-náis (Humanos propriamente ditos).

25 25 (1) GUEBERONES Intras hermafroditas (2) RÓI-BÍBIS (Djínas) Intras hermafroditas, os Humanóides da Ufologia (3) IÓ-HAMNAS Arquétipos do Reino Humano

26 26 ILUSTRAÇÕES EXEMPLIFICATIVAS – 1 Desenhos de Rodval Matias para o livro Hierarquias Interplanetárias do 7º Reino – de Ben Daijih / Inédito

27 27 ILUSTRAÇÕES EXEMPLIFICATIVAS - 2

28 28 ILUSTRAÇÕES EXEMPLIFICATIVAS – 3 Arte final de Rodval Matias para Hierarquias Interplanetárias do 7º Reino, de Ben Daijih / Título Inédito

29 29 ILUSTRAÇÕES EXEMPLIFICATIVAS – 4 Arte final de Rodval Matias para Hierarquias Interplanetárias do 7º Reino, de Ben Daijih / Título Inédito

30 30 ILUSTRAÇÕES EXEMPLIFICATIVAS – 5 (Rói-Bíbis ou Djinas)

31 31 ILUSTRAÇÕES EXEMPLIFICATIVAS - 6

32 32 ILUSTRAÇÕES EXEMPLIFICATIVAS - 7

33 33 ILUSTRAÇÕES EXEMPLIFICATIVAS - 8 Esqueleto de propriedade do Museu de História Natural Wilson Estevanovic, de Uberaba (MG) e (lado direito), reconstituição feita pela TV Japonesa a partir de recursos computacionais.

34 34 Esqueleto exposto no Museu de História Natural Wilson Estevanovic, de Uberaba (MG). A densidade óssea é baixíssima quando comparada ao padrão humano terrestre. A creatura é normal dentro da sua conformação. É um adulto, em que pese seus 55 cm de altura, aproximadamente. É hermafrodita e não possui canal auditivo algum. As aparentes anomalias não são classificáveis. As órbitas de seus olhos são rasas e, juntamente com ele, foi encontrado uma pedra cuja natureza também não foi identificada. (CONTATO – Associação Centro Sul Paranaense de Ufologia e Espaço) Foto Edição Revista UFO – Nº 104 / Ano 20

35 35 O aspecto característico dos Rói-Bíbis (Djinas) populariza-se, particularmente através do cinema, em todo o mundo...

36 36 Ao longo de seu desenvolvimento intra-uterino o embrião humano reproduz todo o processo evolucional vivido pelos GUEBERONES e pelos DJINAS (Rói-Bíbis) para chegar aos IÓ-HAMNAS em sua etapa AMAIANA (Apartados, ou seja, sexuados).

37 37 A REALIDADE é um fenômeno rigorosamente CONSCIENCIONAL, da mesma forma como a VIDA. Não é você que passa por ELA, mas ELA, a VIDA, que passa por você. ABDA – ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE AMASOFIA

38 38 Gratíssimo pela oportunidade e pela atenção! Parabéns a todos pela organização deste evento! Ninguém, de fato, ensina o que quer que seja a outrem. Todos, sobre tudo o que houve, o que há e o que haverá um dia, por dentro e por fora, tudo sabem, o tempo todo. Assim, a rigor, nada há para aprender-se. O que alguém te pode fazer é ajudar-te na tarefa de destruir dentro de ti uma verdade que, embora possa ter sido (ela) um dia muito cara a ti, ou tenha sido (ela) de grande utilidade para ti, não te serve mais, a não ser para manter oculto em ti teu próximo nível de entendimento. Hámara Dídi (Dzariman), 28 de agosto de 1998 FIM

39 39 Gratos, também, à REDE AURORA MUNDIAL! Visite o site: FIM


Carregar ppt "1 ABDA Associação Brasileira de Amasofia Apresenta."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google