A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Capítulo IV do Evangelho Segundo o Espiritismo. Núcleo Espírita a Caminho da Luz.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Capítulo IV do Evangelho Segundo o Espiritismo. Núcleo Espírita a Caminho da Luz."— Transcrição da apresentação:

1 Capítulo IV do Evangelho Segundo o Espiritismo. Núcleo Espírita a Caminho da Luz

2 Os laços de família não são destruídos pela reencarnação e sim fortalecidos. AFEIÇÃO SIMPATIA INCLINAÇÃO

3 AS ÚNICAS AFEIÇÕES DURÁVEIS SÃO AS AFEIÇÕES DA ALMA, A ÚNICA QUE SOBREVIVE A DESTRUIÇÃO DO CORPO. AS AFEIÇÕES CARNAIS SE EXTINGUEM COM A CAUSA QUE AS FEZ NASCER. A ENCARNAÇÃO NO SEIO DE FAMILIARES QUE NOS SÃO ANTIPÁTICOS SERVE DE PROVAS PARA UNS E DE ADIANTAMENTO PARA OUTROS.

4 OS MAUS SE MELHORAM POUCO A POUCO AO CONTATO DOS BONS E PELOS CUIDADOS QUE DELES RECEBEM; SEU CARÁTER SE ABRANDA, SEUS COSTUMES SE DEPURAM E SUAS ANTIPATIAS SE APAGAM; É ASSIM QUE SE ESTABELECE A FUSÃO ENTRE AS DIFERENTES CATEGORIAS DE ESPÍRITOS, COMO OCORRE NA TERRA, ENTRE AS RAÇAS E OS POVOS.

5 TEMOR DO AUMENTO INDEFINIDO DA PARENTELA EGOÍSMO TEORIA NÃO REENCARNACIONISTA – A)NÃO HÁ LIGAÇÃO ENTRE AS ALMAS, QUE É CRIADA JUNTO COM O CORPO. INDIFERENÇA DAS RELAÇÕES COM ANCESTRAIS; B)OS LAÇOS DE FAMÍLA SÃO QUEBRADOS ETERNAMENTE COM A MORTE, UNS VÃO PARA O PARÁISO OUTROS PARA O INFERNO. A FIXAÇÃO DEFINITIVA DO DESTINO SEM CHANCES PARA O PROGRESSO.

6 Futuro de além-túmulo: 1ª) o nada, de acordo com a doutrina materialista; 2ª) a absorção no todo universal, de acordo com a doutrina panteísta; 3ª) a individualidade, com fixação definitiva da sorte, segundo a doutrina da Igreja; 4ª) a individualidade, com progressão indefinita, conforme a Doutrina Espírita. 1ª. e 2ª. - laços de família se rompem por ocasião da morte e nenhuma esperança resta às almas de se encontrarem futuramente; 3ª. – encotrar-se-ão desde que sigam para a mesma região – inferno ou paraíso; 4ª. - pluralidade das existências, certeza na continuidade das relações entre os que se amaram, e é isso o que constitui a verdadeira família.

7 QUAIS SÃO OS LIMITES DA ENCARNAÇÃO ? Conforme o mundo em que é levado a viver, o Espírito reveste o invólucro apropriado à natureza desse mundo. O próprio periespírito passa por transformações sucessivas. Torna- se cada vez mais etéreo, até à depuração completa, que é a condição dos puros Espíritos. Se se considerar do ponto de vista material a encarnação, tal como se verifica na Terra, poder-se-á dizer que ela se limita aos mundos inferiores. Depende, portanto, de o Espírito libertar-se dela mais ou menos rapidamente, trabalhando pela sua purificação. Deve também considerar-se que no estado de desencarnado, isto é, no intervalo das existências corporais, a situação do Espírito guarda relação com a natureza do mundo a que o liga o grau do seu adiantamento. Assim, na erraticidade, é ele mais ou menos ditoso, livre e esclarecido, conforme está mais ou menos desmaterializado.

8 É um castigo a encarnação e somente os Espíritos culpados estão sujeitos a sofrê-la? Encarnação – Necessária para o crescimento do Espírito; Todos têm o mesmo ponto de partida, a mesma obrigação a cumprir e a mesma liberdade de agir (livre arbítrio). ENCARNAÇÃO ESTADO TRANSITÓRIO – PROVA DE USO DO LIVRE ARBÍTRIO. Aqueles que se demoram têm a encarnação como castigo. Escola – a punição existe na necessidade de recomeço. Os Espíritos não poderiam se encarnar senão uma única vez em determinado globo e preencher em esferas diferentes suas diferentes existências? Semelhante modo de ver só seria admissível se, na Terra, todos os homens estivessem exatamente no mesmo nível intelectual e moral. Deus, cujas leis todas são soberanamente sábias, nada faz de inútil. Pela reencarnação no mesmo globo, quis ele que os mesmos Espíritos, pondo-se novamente em contacto, tivessem ensejo de reparar seus danos recíprocos. Por meio das suas relações anteriores, quis, além disso, estabelecer sobre base espiritual os laços de família e apoiar numa lei natural os princípios da solidariedade, da fraternidade e da igualdade.

9 -Já observei o gráfico referente ao organismo Físico que o nosso amigo receberá no futuro, verificando, de perto, as imagens da moléstia do coração que ele sofrerá na idade madura, como consequência da falta cometida no passado. - Pode informar se o meu modelo está pronto? -Creio que poderá procurá-lo amanhã, já fui observar o gráfico inicial e dou-lhe parabéns por haver aceitado a sugestão amorosa dos amigos bem orientados, sobre o defeito na perna. Certamente, lutará você com grades dificuldades nos princípios da nova luta, mas a resolução lhe fará grande bem. - Sim, preciso defender-me contra certas tentações de minha natureza inferior e a perna doente ser-me-á um antídoto à vaidade, uma sentinela contra a devastação do amor-próprio excessivo.


Carregar ppt "Capítulo IV do Evangelho Segundo o Espiritismo. Núcleo Espírita a Caminho da Luz."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google