A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Tema : Pé Diabético Prof. Mauro Monteiro Correia.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Tema : Pé Diabético Prof. Mauro Monteiro Correia."— Transcrição da apresentação:

1 Tema : Pé Diabético Prof. Mauro Monteiro Correia

2 J.A.S; masculino; 73anos Internação: 3/3/09 HAS+ DM+ Dç isquêmica descompensada. Apresentando isquemia em membro inferior direito. Ao exame, apresentando seqüela de AVE, com diminuição da força do lado (E), desvio da comissura labial (D), disfonia e ptose palpebral (D). Lesão em 2ª pododáctilo (D) com área de necrose, refere dor não há edema. Pé (D) discretamente mais frio que esquerdo.

3 Paciente LOTE; BEG, aguardando avaliação da cirurgia vascular. Avaliação vascular: Paciente diabético com lesão necrótica em 2ª pododáctilo (D); solicitado exames: hemograma+ arteriografia+ ECG Cirurgia 30/3/09 : Realizada amputação em base do 2 pododáctilo (D). Incisão em cunha, com presença de secreção purulenta.

4 D8 pós operatório: Paciente apresenta progressão necrótica para 3 pododáctilo e dorso do pé (D). Aguardando cirurgia para nova amputação. Cirurgia 24/4/09 : Realizada amputação patelar perna (D). D3 pós operatório: Paciente recebeu alta pela cirurgia vascular com orientações médicas. D4 pós operatório : Paciente encontrava-se LOTE; BEG, queixando-se de querer ir para casa.

5 Ao exame físico sem qualquer alteração. Ferida cirúrgica limpa, sem secreção, ausência de sinais flogisticos. Aguardando avaliação da clinica médica para alta hospitalar.

6 PÉ DIABÉTICO

7 Complicação crônica Complicação crônica Amputação não traumática Amputação não traumática Internação de diabéticos Internação de diabéticos

8 BRASIL BRASIL 11% amputação DM 180/ % úlceras podais 50 – 60% amputação contralateral em 3-5anos

9 MECANISMOS PATOGÊNICOS Glicosilação não enzimática irreversível de fatores protéicos plasmáticos e teciduais – PFGA. Glicosilação não enzimática irreversível de fatores protéicos plasmáticos e teciduais – PFGA. Aldose redutase. Aldose redutase.

10 PFGA PFGA Colágeno Colágeno Lesão endotelial Lesão endotelial Trombo Trombo Obstrução Obstrução

11 Aldose redutase Aldose redutase Glicose Sorbitol Axonios

12 Sintomas Pé seco Pé seco Amortecido Amortecido Pontadas Piora à noite Pontadas Piora à noite Agulhadas Agulhadas Formigamento Formigamento queimação queimação

13 Avaliação Sensibilidades: - tátil - térmica - térmica - dolorosa - dolorosa - vibratória - vibratória Pulsos: - pedioso - tibial posterior - tibial posterior Reflexo tendão aquiles

14 Monofilamento 10 g (Semmes-Weinstein) Monofilamento 10 g (Semmes-Weinstein) 10 pontos : 9 plantares 1 dorsal 1 dorsal Incapacidade de sentir o filamento 4 ou + pontos Neuropatia sensitiva 4 ou + pontos Neuropatia sensitiva

15 MONOFILAMENTO

16

17 Sinais de infecção (úlceras) Odor forte Odor forte Secreção purulenta Secreção purulenta Celulite nos bordos Celulite nos bordos

18 Gangrena diabética Multifatorial MultifatorialNeuropatiaVasculopatia Disfunção leucocitária

19 Classificação Wagner – 5 graus 0 - neuropatia e/ou isquemia s/ ulceração. 0 - neuropatia e/ou isquemia s/ ulceração. 1 - úlcera superficial. 1 - úlcera superficial. 2 - úlcera profunda s/abscesso/osteomielite. 2 - úlcera profunda s/abscesso/osteomielite. 3 - úlcera profunda c/abscesso,osteomielite e gangrena subcutânea. 3 - úlcera profunda c/abscesso,osteomielite e gangrena subcutânea. 4 - gangrena úmida pododáctilo. 4 - gangrena úmida pododáctilo. 5 - gangrena úmida todo pé. 5 - gangrena úmida todo pé.

20 Agentes causadores Gram + estafilococos e estreptococos Gram + estafilococos e estreptococos Gram – E.coli, Klebsiella e Enterobacter Gram – E.coli, Klebsiella e Enterobacter Anaeróbios Peptostreptococos Anaeróbios Peptostreptococos Bacterióides Bacterióides

21 GANGRENA

22 Tratamento (infecção) ATB empírico: Leve - cefalosporina 1ª e 2ª - Amoxacilina/clavulanato - Amoxacilina/clavulanato - Clindamicina - Clindamicina Grave - Ampicilina/sulbactan - Ceftriaxone + Clindamicina - Ceftriaxone + Clindamicina - Ciprofloxacino + Clindamicina - Ciprofloxacino + Clindamicina

23 Desbridamento Desbridamento Osteomielite ATB / 3 semanas Osteomielite ATB / 3 semanas Prevenção: Prevenção: -controle glicemico, HAS, dislipidemia e vasculopatias -controle glicemico, HAS, dislipidemia e vasculopatias - interromper tabagismo e etilismo - interromper tabagismo e etilismo - inspeção pés - inspeção pés - evitar pés descalços, solo e água quentes - evitar pés descalços, solo e água quentes - calçados adequados - calçados adequados


Carregar ppt "Tema : Pé Diabético Prof. Mauro Monteiro Correia."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google