A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

VIII Encontro Nacional de Gerentes de Risco Florianópolis, 30 de novembro de 2006. Visitas Técnicas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "VIII Encontro Nacional de Gerentes de Risco Florianópolis, 30 de novembro de 2006. Visitas Técnicas."— Transcrição da apresentação:

1 VIII Encontro Nacional de Gerentes de Risco Florianópolis, 30 de novembro de Visitas Técnicas

2 Introdução As visitas técnicas conjuntas surgem com o propósito de promover a interação das áreas componentes do NUVIG com a Rede Sentinela, de forma harmonizada.

3 Objetivos Específicos o GVISS: Verificar in loco as ações do PHS e apoiar os hospitais na condução de seus Planos de Melhoria Verificar in loco as ações do PHS e apoiar os hospitais na condução de seus Planos de Melhoria o UFARM: Estabelecer um diagnóstico das ações de farmacovigilância nos Hospitais Sentinela Estabelecer um diagnóstico das ações de farmacovigilância nos Hospitais Sentinela o UTVIG: Estabelecer diagnóstico situacional e identificar experiências em tecnovigilância passíveis de replicação Estabelecer diagnóstico situacional e identificar experiências em tecnovigilância passíveis de replicação

4 Seleção dos Hospitais GVISS: 21 hospitais 21 hospitaisUFARM: 36 hospitais 36 hospitaisUTVIG: 37 hospitais 37 hospitais 65 hospitais

5 Percentual de Hospitais Sentinela Selecionados Hospitais não-selecionados Hospitais não-selecionados Hospitais selecionados

6 Percentual de Hospitais Sentinela Visitados Hospitais visitados Hospitais não-visitados

7 Visitas Técnicas Realizadas/Previstas para 2006 o 21/29 Cidades o 16/22 Estados (UF) o 05/05 Regiões Geográficas o 41/65 Hospitais

8 VisitasTécnicasRealizadas em 2006 DF

9 Previstas para 2006, porém não-realizadas Minas Gerais (Uberaba Minas Gerais (Uberaba e Uberlândia) Paraná Paraná São Paulo (Campinas, São Paulo (Campinas, São Paulo e Catanduva) São Paulo e Catanduva) Pará Pará Roraima Roraima Maranhão Maranhão Rio Grande do Norte Rio Grande do Norte Rondônia Rondônia

10 Visitas Técnicas oHospitais visitados/UF: Campina Grande/PB (experiência piloto): Hospital Alcides Carneiro, Fundação Assistencial da Paraíba Campina Grande/PB (experiência piloto): Hospital Alcides Carneiro, Fundação Assistencial da Paraíba Belo Horizonte: Hospital João XXIII, Hospital Felício Rocho, Hospital das Clínicas da UFMG Belo Horizonte: Hospital João XXIII, Hospital Felício Rocho, Hospital das Clínicas da UFMG Porto Alegre/RS: Hospital Moinhos de Vento, Hospital São Lucas Porto Alegre/RS: Hospital Moinhos de Vento, Hospital São Lucas Santa Maria/RS: Hospital Universitário de Santa Maria Santa Maria/RS: Hospital Universitário de Santa Maria

11 Visitas Técnicas oHospitais visitados/UF: Salvador/BA: Hospital Universitário Prof. Edgard Santos, Obras Sociais Irmã Dulce, Hospital São Rafael Salvador/BA: Hospital Universitário Prof. Edgard Santos, Obras Sociais Irmã Dulce, Hospital São Rafael Marília/SP: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina Marília/SP: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina Recife/PE: Hospital das Clínicas da UFPE, Hospital da Restauração, Hospital Amaury Medeiros, Hospital Oswaldo Cruz, CISAM Recife/PE: Hospital das Clínicas da UFPE, Hospital da Restauração, Hospital Amaury Medeiros, Hospital Oswaldo Cruz, CISAM

12 Visitas Técnicas oHospitais visitados/UF: Fortaleza/CE: Hospital Universitário Walter Cantídio, Hospital Albert Sabin, Hospital Dr. César Cals de Oliveira, Hospital de Messejana, Hospital Dr. José Frota Fortaleza/CE: Hospital Universitário Walter Cantídio, Hospital Albert Sabin, Hospital Dr. César Cals de Oliveira, Hospital de Messejana, Hospital Dr. José Frota Rio de Janeiro/RJ: Hospital Antônio Pedro, Hospital Clementino Fraga Filho, Hospital São Vicente de Paulo, Instituto de Cardiologia de Laranjeiras Rio de Janeiro/RJ: Hospital Antônio Pedro, Hospital Clementino Fraga Filho, Hospital São Vicente de Paulo, Instituto de Cardiologia de Laranjeiras Maceió/AL: Hospital Alberto Antunes Maceió/AL: Hospital Alberto Antunes Rio Branco/AC: Hospital da FUNDHACRE Rio Branco/AC: Hospital da FUNDHACRE

13 Visitas Técnicas oHospitais visitados/UF: Brasília/DF: Hospital Universitário de Brasília Brasília/DF: Hospital Universitário de Brasília Pelotas/RS: Hospital da UF de Pelotas, Hospital Universitário São Francisco de Paula Pelotas/RS: Hospital da UF de Pelotas, Hospital Universitário São Francisco de Paula Macapá/AP: Hospital de Clínicas Dr. Alberto Lima Macapá/AP: Hospital de Clínicas Dr. Alberto Lima Goiânia/GO: Hospital das Clínicas da UFG, Santa Casa de Misericórdia de Goiás Goiânia/GO: Hospital das Clínicas da UFG, Santa Casa de Misericórdia de Goiás

14 Dinâmica da visita 1º Dia: 1º Dia: Reunião com VISA e parceiros do SNVS (VE, LACEN), apresentando a proposta do NUVIG Reunião com VISA e parceiros do SNVS (VE, LACEN), apresentando a proposta do NUVIG No hospital: No hospital: Reunião com a Direção e parceiros da GR Reunião com a Direção e parceiros da GR Divisão de trabalho dos técnicos do NUVIG para as áreas afins (GR, farmácia, engenharia clínica e manutenção, unidade transfusional* etc) Divisão de trabalho dos técnicos do NUVIG para as áreas afins (GR, farmácia, engenharia clínica e manutenção, unidade transfusional* etc) * Hemovigilância, quando presente Retroalimentação da situação observada com as recomendações à GR Retroalimentação da situação observada com as recomendações à GR

15 Visitas Técnicas Estados onde a VISA de Estado e Município estiveram presentes no primeiro dia de apresentação: RS, BA, PE, CE, AL, AC, AM, RJ, MG, MT, DF, ES, GO, AP; Estados onde a VISA de Estado e Município estiveram presentes no primeiro dia de apresentação: RS, BA, PE, CE, AL, AC, AM, RJ, MG, MT, DF, ES, GO, AP; Em todos esses, estiveram presentes representantes da VE do Estado e em alguns, também da VE municipal; Em todos esses, estiveram presentes representantes da VE do Estado e em alguns, também da VE municipal; No RJ, MG, RS, ES, MT, DF, AP e GO também esteve presente um representante do LACEN-RJ, LACEN-MG, LACEN-RS, LACEN-ES, LACEN-MT, LACEN-DF, LACEN-AP e LACEN- GO, respectivamente; No RJ, MG, RS, ES, MT, DF, AP e GO também esteve presente um representante do LACEN-RJ, LACEN-MG, LACEN-RS, LACEN-ES, LACEN-MT, LACEN-DF, LACEN-AP e LACEN- GO, respectivamente; A PAF do Estado também é convidada a participar no primeiro dia de apresentação: participaram no MT e AP A PAF do Estado também é convidada a participar no primeiro dia de apresentação: participaram no MT e AP A receptividade dos Estados, em sua maioria, foi boa, estando as VISAs interessadas na articulação entre as diferentes esferas. A receptividade dos Estados, em sua maioria, foi boa, estando as VISAs interessadas na articulação entre as diferentes esferas.

16 Situação observada De acordo com as informações contidas em relatórios de técnicos do NUVIG referentes a 30 hospitais, em que se pretende apenas descrever a observação do técnicos do NUVIG durante as visitas técnicas, destacamos algumas variáveis, segundo a freqüência com que as citações se repetiam:

17 Situação observada Apoio da diretoria do hospital às ações do PHS: Apoio da diretoria do hospital às ações do PHS: 11 citações afirmativas e 1 negativa 11 citações afirmativas e 1 negativa Busca ativa: Busca ativa: 11 citações afirmativas, porém nem sempre especifica se RAM, QT ou apenas CCIH 11 citações afirmativas, porém nem sempre especifica se RAM, QT ou apenas CCIH Espaço físico destinado à GR: Espaço físico destinado à GR: 7 citações de que o espaço é adequado, de acordo com a percepção dos técnicos do NUVIG 7 citações de que o espaço é adequado, de acordo com a percepção dos técnicos do NUVIG 5 citações: a GR funciona nas dependências de outra área do hospital (farmácia hospitalar etc) ou não possui acesso à internet 5 citações: a GR funciona nas dependências de outra área do hospital (farmácia hospitalar etc) ou não possui acesso à internet

18 Equipe multiprofissional: Equipe multiprofissional: 6 citações afirmativas 6 citações afirmativas Sistema de informação: Sistema de informação: 5 citações negativas: dificuldades com o SINEPS 5 citações negativas: dificuldades com o SINEPS 3 citações: sem evidenciar queixa durante o uso 3 citações: sem evidenciar queixa durante o uso 4 citações: evidenciando instituição com SI próprio 4 citações: evidenciando instituição com SI próprio Comissão de Padronização de Medicamentos, Produtos ou Equipamentos atuante: Comissão de Padronização de Medicamentos, Produtos ou Equipamentos atuante: 3 citações positivas 3 citações positivas Inventário de equipamentos concluídos ou em processo Inventário de equipamentos concluídos ou em processo 2 citações positivas 2 citações positivas Situação observada

19 Conclusões OPORTUNIDADES: Conhecimento in loco das atividades da Rede Sentinela Conhecimento in loco das atividades da Rede Sentinela Integração com VISA local Integração com VISA local

20 Conclusões SOBRE OS HOSPITAIS: O gerenciamento de risco no ambiente hospitalar envolve um número cada vez maior de profissionais, em que se incluem além de farmaco, tecno, hemovigilância e CCIH, NHE e estagiários-acadêmicos ampliação da cultura de gerenciamento de risco O gerenciamento de risco no ambiente hospitalar envolve um número cada vez maior de profissionais, em que se incluem além de farmaco, tecno, hemovigilância e CCIH, NHE e estagiários-acadêmicos ampliação da cultura de gerenciamento de risco Apoio da direção e reconhecimento pelo trabalho é de fundamental importância para a realização das atividades Apoio da direção e reconhecimento pelo trabalho é de fundamental importância para a realização das atividades

21 Considerações Finais Planejamento 2007: Planejamento 2007: Diagnóstico da UFARM e UTVIG: em consolidação Diagnóstico da UFARM e UTVIG: em consolidação Novo direcionamento para as visitas técnicas Novo direcionamento para as visitas técnicas

22 MENSAGEM FINAL

23 Em uma faculdade de medicina, certo professor propôs à classe a seguinte situação: - Baseados nas circunstâncias que vou enumerar, que conselho vocês dariam a esta senhora grávida do quinto filho? O marido sofre de sífilis e ela de tuberculose. Seu primeiro filho nasceu cego e o segundo morreu. O terceiro nasceu surdo. O quarto é tuberculoso e ela está pensando seriamente em abortar a quinta gravidez. Que caminho a aconselhariam tomar? Com bases nesses fatos, a maioria dos alunos concordou que o aborto seria a melhor saída para ela. O professor, então, disse aos alunos:

24 -Os que disseram sim à idéia do aborto, saibam que acabaram de matar o grande compositor Ludwig van Beethoven. Ludwig van Beethoven. Fonte: O Que Podemos Aprender com os Gansos - Alexandre Rangel CUIDADO PARA NÃO ABORTAR GRANDES IDÉIAS!!!

25 Contatos Gerência de Vigilância em Serviços Sentinela - GVISS Gerência de Vigilância em Serviços Sentinela - GVISS 61 – /3033 (telefone); (fax) 61 – /3033 (telefone); (fax) Unidade de Tecnovigilância - UTVIG Unidade de Tecnovigilância - UTVIG 61 – (telefone); (fax) 61 – (telefone); (fax) Unidade de Farmacovigilância - UFARM Unidade de Farmacovigilância - UFARM 61 – (telefone); (fax) 61 – (telefone); (fax)

26 MUITO OBRIGADA!!!


Carregar ppt "VIII Encontro Nacional de Gerentes de Risco Florianópolis, 30 de novembro de 2006. Visitas Técnicas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google