A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

COR DIGITAL | Web Design | Design Gráfico |. Objetivos: Apresentar conceitos, ferramentas básicas e exemplos visando a aplicação em projetos de design.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "COR DIGITAL | Web Design | Design Gráfico |. Objetivos: Apresentar conceitos, ferramentas básicas e exemplos visando a aplicação em projetos de design."— Transcrição da apresentação:

1 COR DIGITAL | Web Design | Design Gráfico |

2 Objetivos: Apresentar conceitos, ferramentas básicas e exemplos visando a aplicação em projetos de design digital.

3 Temática: - Conceitos de Cor e Terminologia - Classificação das Cores - Possíveis Usos da Cor | aplicação das cores no design digital e gráfico | outros usos das cores | | efeitos das cores: físico, fisiológico e psicológico | sobre as cores | - Contrastes Cromáticos | contrastes de valor, matiz, complementar, de luminosidade, quente/frio | - Harmonia das Cores | como trabalhar com as cores de forma harmônica, através da similaridade, equilíbrio, ordem, familiaridade| - Cores na Tela e na Web | diferenças entre as mídias | possibilidades, problemas e limitações das cores| | paletas | arquivos | tipografia | legibilidade | - Exemplos e Aplicação das cores em projetos

4 Conceitos de Cor A cor não tem existência material: é apenas uma sensação produzida por certas organizações nervosas sob a ação da luz. Seu aparecimento está condicionado à existência dos elementos: 1 luz e iluminação 2 modificação da luz pelos objetos 3 percepção da cor

5 Os estímulos que causam as sensações cromáticas estão divididas em dois grupos: o das cores-luz e o das cores pigmentos. Cor-Luz ou luz colorida, é a radiação luminosa visível que tem como síntese aditiva a luz branca. Sua melhor expressão é a luz solar, por reunir de forma equilibrada todos os matizes existentes na natureza. As faixas coloridas que compõem o espectro solar, quando separadas uma a uma, denominam-se monocromáticas, matiz ou tom cromático. Cor-Pigmento é a substância material que absorve, refrata e reflete os raios luminosos componentes da luz que se difunde sobre ela. A mistura das cores-pigmento produz o cinza escuro. Chamamos cores-pigmento as substâncias corantes que fazem parte das cores químicas.

6 CÍRCULO CROMÁTICO OU CÍRCULO DAS CORES É um círculo onde as cores são posicionadas de modo a facilitar o entendimento de suas possíveis combinações e resultados. Ao centro do círculo estão as cores PRIMÁRIAS: Depois as SECUNDÁRIAS:

7 E, por último, as TERCIÁRIAS, com exceção dos ton de marrom, pois no círculo só podemos organizar as cores duas a duas e o marron seria a mistura de três delas em proporções diferentes. :

8 1 23 Cores Primárias São as 3 cores indecomponíveis que, misturadas em proporções variadas, produzem todas as cores do espectro. Nas artes gráficas e para aqueles que trabalham com cores-pigmento transparentes, as cores primárias são: ciano, magenta e o amarelo - CMY Para os que trabalham com a cor-luz, as cores primárias são: azul-violeta, o vermelho e o verde – RGB (Red, Green, Blue) Para os que trabalham com a cor-pigmento opaca (químicos, artistas, etc..), as cores primárias são: azul, o vermelho e o amarelo.

9 Quando combinamos as cores elas formam o branco - se forem aditivas (cor-luz RGB) ou formam o preto - se forem subtrativas. Isto se dá porque as cores diretamente opostas têm proporções inversas das 3 cores primárias. São escalas atraentes e brilhantes. São rapidamente absorvidas e descartadas pelo observador.

10 Escalas de Cores Cores Quentes As cores vermelha, magenta, laranja, amarelo e amarelo-verde são denominadas cores quentes. Provoca uma experiência sinestésica de calor na maioria dos observadores. As cores chamam a atenção com mais facilidade, tornam os ambientes mais quentes e aconchegantes. São escalas convidativas e harmoniosas (característica inerente à escala).

11 Escalas de Cores Cores Frias As cores azul, azul claro, ciano e verde mar são denominadas cores frias. Tendem a provocar a sensação de frio. As composições com essa escala tendem a parecer elegantes e profissionais, mas são muito desmotivadoras. São associadas a tristeza e depressão. São muito harmônicas. O roxo e o verde puro não se encaixam nessa classificação quente/frio - usar com cuidado!

12 parte 2: Possíveis usos da COR | aplicação das cores no design digital e gráfico | | outros usos das cores | | efeitos das cores: físico, fisiológico e psicológico | | sobre as cores |

13 A cor direciona o olhar do observador ao longo da página. Nosso cérebro tende a ligar áreas coloridas de uma maneira previsível; ao selecionar a posicionar cuidadosamente as cores em um site, você pode guiar o observador por páginas na ordem que desejar. isto pode ser extremamente útil quando se precisa direcionar o observador para recursos especiais, novidades, e até mesmo para áreas da página que podem ter sido pouco percebidas anteriormente. Golding, M e White, Dave - Guia de cores para designers.

14

15 Integra áreas de um projeto gráfico. Tipicamente o cérebro identifica áreas de mesma cor como de importância semelhante; ao integrar delta forma áreas de um projeto, pode-se agrupar com êxito informações cujas relações não sejam imediatamente perceptíveis. Golding, M e White, Dave - Guia de cores para designers.

16

17

18 A cor pode ser usada para atrair a atenção de um observador. Em geral, o olhar é atraído para cores chamativas ou incomuns. O uso cuidadoso da cor no design do seu site pode não apenas atrair visitantes, mas os mantêm por mais tempo no site. Sites com um design de cores pobre na verdade repelem os visitantes a os enviam rapidamente para outros sites com melhor design. Golding, M e White, Dave - Guia de cores para designers.

19

20

21

22 As cores destacam as áreas de um design umas das outras. Do mesmo modo como integram áreas de mesma cor, também separam áreas de cores diferentes. Você pode usar isto para diferenciar áreas de um design que podem ser fisicamente parecidas, mas cujo conteúdo é totalmente distinto. Golding, M e White, Dave - Guia de cores para designers.

23

24

25 Cria uma disposição de ânimo geral a provoca uma resposta emocional do observador. Além de integrar certas cores, a mente também associa certas cores e combinações de cores com certos estados emocionais a de espírito. Golding, M e White, Dave - Guia de cores para designers.

26

27

28 A cor organiza a informação textual. Você pode usar a cor para ajudar a separar várias partes de texto, como títulos a rodapés. Podemos também fazer com que tipos individuais de texto se destaquem (o texto de advertência pode ser vermelho, enquanto informações opcionais podem ser cinza). Golding, M e White, Dave - Guia de cores para designers.

29

30

31 Possíveis Usos da Cor Aplicações e usos da cor como fenômeno de diferenciação. Unificar pela cor Diferenças formais são compensadas pela cor. A cor unifica os componentes pertencentes a um grupo. (ex: sistema de produtos de uma empresa com determinada imagem visual, unificar informações semelhantes em um texto gráfico/web) Distinguir pela cor Figuras e formas idênticas são diferenciadas pela aplicação de cores. (ex: a bandeira da Itália e da França são idênticas em sua estrutura formal, porém se diferenciam pelas cores)

32 Chamar atenção pela cor Sinalizar/enfatizar uma forma/figura pelo contraste com seu contexto. (ex: cor vermelha do extintor de incêndio) Camuflar pela cor Assimilar uma figura/forma a um contexto (fundo). Este efeito é o contrário do contraste. Baseia-se na minimização, diminuição ou até a eliminação de contrastes. (ex: texturas cromáticas aplicadas sobre chapas de revestimento em móveis de cozinha para absorver arranhados)

33 Estruturar pela cor Enfatizar a estrutura diferenciada de formas/figuras e textos num contexto. Codificar pela cor Através de convenções e regras, associa-se determinada cor com um significado específico. (ex: dutos para líquidos e gases)

34 Simbolizar através da cor Uso sócio-cultural da cor para simbolizar determinados atributos. (ex: cor preta das câmeras fotográficas significa profissionalismo) Estilizar através da cor Exagerar ou quebrar o uso convencional de cores. (ex: cor verde dos cabelos de um punk) Indicar através da cor Fenômenos físicos representados pela cor utilizada como signo sintocromático. (ex: papel para testes de pH)

35 Efeito Físico da Cor Uso da capacidade de reflexão e absorção de superfícies coloridas. Ex: - o branco para refletir o calor em pinturas de telhados - o preto para captação de energia solar

36 Efeito Fisiológico da Cor Há uma importante área das cores ainda a ser discutida: como o olho e a mente percebem a cor? Esta é uma área extremamente importante em geral ignorada pelos teóricos das cores; entretanto é vital para a compreensão das cores. Em particular há dois fenômenos cujo impacto sobre a percepção é grande: a persistência da visão e o efeito Bezold.

37 Persistência da Visão A persistência da visão é um efeito interessante, primeiramente descrito vivamente por Goethe em sua Teoria das Cores. pela observação do mundo à sua volta. Percebeu que após ficar olhando fixamente um objeto excepcionalmente brilhante por um longo período do tempo, ele podia ver uma leve sombra em sua mente por um breve período que se seguia. Se você olhar para o sol verá um pequeno ponto brilhante de cor flutuando nos olhos por vários minutos. Não se trata apenas de um ponto brilhante é um ponto brilhante azul. Se der uma rápida olhada no disco do cores aditivas, vai descobrir que o azul é o complementar do amarelo. Golding, M e White, Dave - Guia de cores para designers.

38 Persistência da Visão A persistência da visão é puramente resultado do processo da visão. Toda a parte posterior do olho consiste da retina, que é um tipo de tela de cinema em que a imagem é projetada e decodificada em sinais que o cérebro pode entender. Para facilitar a impressão da imagem, a superfície da retina é dotada de cerca de 130 milhões de bastonetes, minúsculos órgãos responsáveis por detectar a luz. Os bastonetes são auxiliados em sua tarefa por sete milhões do cones, os órgãos responsáveis pela percepção da luz. Golding, M e White, Dave - Guia de cores para designers.

39 Persistência da Visão O uso da cor verde-turquesa em salas de cirurgia objetiva neutralizar as pós imagens provocadas pela concentração do aparato visual sobre um campo vermelho (sangue).

40 cinza + cianocinza + roxocinza + amarelo Persistência da Visão Esse efeito da visão tende a destruir também as percepções das cores, em especial das cores neutras. Veja os quadrados abaixo. Os quadrados centrais têm o mesmo tom de cinza, porém temos a impressão de que têm:

41 O Efeito BEZOLD Em meados do séc. XIX, o fabricante de tecidos Willian von Bezold descobriu que podia alterar a aparência geral de uma cor de fio simplesmente adicionando um filamento de cor diferente. Algumas cores se tornavam claras, outras escuras e outras mais cinzas. O que ele decobriu foi o fenômeno da mistura ótica. Quando áreas de cores estão próximas, os olhos tendem a misturá-las e percebê-las como uma única cor. Este efeito é empregado nas TVs e monitores de hoje para misturas as cores - vermelho+verde+azul, agrupadas em um único pixel. Golding, M e White, Dave - Guia de cores para designers.

42 O Efeito BEZOLD As cores tendem a se misturar, no primeiro agrupamento a composição tende ao laranja e no central ao verde. Como evitar o efeito Bezold? Tingir uma das cores em direção ao preto ou branco. Deve-se alterar a cor que não seja a dominante da composição. Golding, M e White, Dave - Guia de cores para designers.

43 Efeito Sinestésico da Cor Correlação entre a percepção pertencente a um sentido e a percepção de outro sentido. A cor em si não causa sensações acústicas, táteis, etc; porém as cores são consideradas como cores quentes, frias, tranqüilas, excitantes, etc. Efeito Psicológico da Cor Associação entre uma percepção cromática com outras experiências e/ou significados. Contexto cultural.

44 | sobre as cores | VERMELHO AMARELO VERDE AZUL VIOLETA MARROM BRANCO PRETO

45 O vermelho é ardente, a cor do coração e das chamas, nos atrai a atenção, e de fato acelera o metabolismo do corpo. O rosa é associado ao romance (amor) e à mulher. O vermelho profundo - vinho = aristocrático. Vermelho arroxeado=verdade. Tons claros = paixão intensa, força e coragem. Tem o poder de penetrar mais profundamente na neblina e escuridão do que as outras cores, é usado como luz de alarme, em torres, faróis para navegação e cume de edifícios. Passional, impetuoso e ódio. Mentira e orgulho. Rubor, vergonha e timidez. Sangue, guerra e violência. VERMELHO

46 A cor mais brilhante e intensa Riqueza e nobreza=ouro Sol=calor, generosidade O amarelo é cheio de vida e alegre, a cor do sol e dos narcisos. Por ser excessivamente alegre, tendemos a cansar dele rapidamente. Um apartamento pintado de amarelo brilhante seria opressivo, porém um amarelo pálido e suave, o tornaria arejado e agradável. Amarelo pardo= inveja, má fé Urina, icterícia=doença, decadência e degeneração Amarelo esverdeado= enfermidade (bandeira de hospitais durante guerras). Deve-se evitar. AMARELO

47 Vida, natureza, juventude e vigor. Verde= esperança, disposição e abundância. Um verde brilhante/ vivo nos lembra a primavera e a fertilidade, mas também é a cor do mofo, veneno e inveja. Verde escuro é uma cor eloqüente, e nos traz a mente a tranqüilidade profunda de uma floresta. O verde não acompanha nem a alegria, nem a tristeza e nem a paixão. Não solicita nada, não lança nenhum apelo. Esta imobilidade é uma característica preciosa para quem busca o repouso. VERDE

48 Assim como o verde, é uma cor forte da natureza. O azul é a cor do céu e do mar. Como o verde, possui efeito calmante, mas é também forte - a cor mais forte entre as cores familiares, depois do vermelho. Azul claro parece jovem e esportivo, mas o azul real ou marinho possuem um ar digno e de nobreza (sangue azul). É uma cor profunda, cor do infinito e dos mistérios da alma É a cor mais fria, e quando mesclada com verde torna-se gelada. Além do frio, está associada à depressão, melancolia e tristeza. Não prende o olhar. AZUL

49 O violeta é uma cor sofisticada, associada com realeza e luxo. Não a vemos freqüentemente na natureza, por isso pensamos nela como uma cor artificial, e dificuldade em acostumar com ela. Simboliza a lucidez, o equilíbrio entre o céu e a terra, os sentidos e o espírito, a paixão e a inteligência, e o amor e a sabedoria. Simboliza a morte VIOLETA

50 O marrom é rico e fértil; e também triste e melancólico como as folhas do outono. Marrom claro, a cor morena e o bege dão a aparência rústica, natural aos tecidos e artigos domésticos. O marrom escuro sugere madeiras maciças opulentas e o couro. Significa penitência, sofrimento, traição e humildade. MARROM

51 O branco é a cor da pureza, virgindade, inocência e paz. Significa também verdade e felicidade. Amizade, sinceridade e amor (romanos). Está associada à hospitais, esterilidade e inverno. Nos países asiáticos: morte e pesar. Esta dicotomia é encontrada também em artigos domésticos de cor branca: ele tanto parecem valiosos (como a porcelana) como descartáveis (como os pratos e copos de plástico). BRANCO

52 O preto é a cor da noite e da morte, e freqüentemente associada com o mal, crime. Sua aparência não ortodoxa o tornou popular entre os artistas. Está também associada à riqueza e elegância (artigos domésticos negros tendem a parecer caros e sofisticados). Significa também prudência, sabedoria, tristeza e adversidade. Quando misturado com o branco= humildade, resolução, sigilo. PRETO


Carregar ppt "COR DIGITAL | Web Design | Design Gráfico |. Objetivos: Apresentar conceitos, ferramentas básicas e exemplos visando a aplicação em projetos de design."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google