A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Uma preocupação do Grupo Amigos da Cidade de São José do Rio Pardo A redoma da Cabana de Euclides.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Uma preocupação do Grupo Amigos da Cidade de São José do Rio Pardo A redoma da Cabana de Euclides."— Transcrição da apresentação:

1 Uma preocupação do Grupo Amigos da Cidade de São José do Rio Pardo A redoma da Cabana de Euclides

2 A redoma da Cabana de Euclides: uma preocupação do Grupo Amigos da Cidade de São José do Rio Pardo O Grupo Amigos da Cidade, entidade constituída com o propósito de zelar pelo patrimônio da cidade de São José do Rio Pardo, está preocupada com a freqüência com que os vidros da redoma da Cabana histórica, nosso patrimônio nacional, estão sendo quebrados. Além de fenômenos naturais, há vândalos que, do alto da movimentada avenida, atiram pedras e objetos, danificando os vidros protetores do relicário.

3 O tenente e engenheiro Euclides da Cunha abandonou definitivamente a carreira militar, em 1886, indo trabalhar na Superintendência de Obras Públicas do Estado de São Paulo como engenheiro- ajudante de 1ª classe, ano que esteve em São José por duas vezes, para fiscalizar obras. A travessia do rio Pardo era, até então, feita por balsas, que transportavam tropas e mercadorias entre o sudoeste de Minas Gerais e o centro-oeste do Estado. O governo do Estado decidiu que uma ponte deveria ser construída. A ponte metálica alemã foi construída pelo engenheiro francês Arthur Pio Deschamps de Montmorency ( ), porém, por causa de um recalque numa de suas pilastras desabou, emborcou, na madrugada de 23 de janeiro de A Cabana, um breve histórico.

4 Euclides ofereceu-se para reconstruí-la e foi indicado. No pátio de obras (hoje Recanto Euclidiano), construiu uma pequena cabana de sarrafos e zinco sob uma frondosa paineira. Era seu escritório de engenharia e, nas horas de folga, o recanto de paz para terminar seu Os Sertões, baseado nas anotações e experiência vivida como repórter do jornal O Estado de São Paulo, Durante a guerra de Canudos, na Bahia. A ponte, reconstruída, foi inaugurada em 18 de maio de A Cabana, um breve histórico.

5 Não se explica como o zeloso Euclides, ao despachar o material que sobrara da reconstrução (7.454 kg), tenha deixado intacta a cabana com suas folhas de zinco... Teria sido por um sentimento de afeto, ou premonição de que o tosco barraco entraria como um símbolo de paz na sua biografia? As autoridades da cidade e seu povo sempre se preocuparam com sua história e com a proteção do patrimônio. Em 1918, naquele recanto, inaugurou-se o primeiro monumento do Brasil em homenagem a Euclides: a Herma. O poeta Vicente de Carvalho cognominou nossa cidade como a Meca do Euclidianismo. A Cabana, um breve histórico.

6 Em 15 de agosto de 1928, inaugurou-se a redoma de vidro, protetora da cabana, pelo prefeito Dr. João Gabriel Ribeiro. Era, então, feita de caixilhos de ferro com quadrículas pequenas de vidro. Em 1939, a cabana foi elevada a Monumento Nacional pelo Patrimônio Artístico e Histórico Nacional. Nos anos 70, o vitral quadriculado foi substituído por painéis com caixilhos de alumínio. A Cabana, um breve histórico.

7 O Recanto Euclidiano, no roteiro do Turismo Cultural, é visitado durante todo o ano, com grande ocorrência em agosto, nas Semanas Euclidianas, desde Milhares de pessoas vêm ao Recanto, reverenciando a sagrada Cabana e a memória do escritor, fato único na cultura brasileira. A solicitação do Grupo Amigos da Cidade A proposta do grupo Amigos da Cidade é a de remover os frágeis painéis existentes, e, em seu lugar, instalar painéis de vidro laminado anti-reflexivo com grande capacidade de absorver impactos, evitando sua quebra e melhorando a visibilidade da cabana no seu interior.

8 O Grupo está à procura de uma empresa que se interesse pela reforma da proteção da cabana de zinco, na qual Euclides da Cunha desenhou, fez plantas, estudos da ponte e aproveitou seus momentos de folga para, naquele sacrário, terminar seu Os Sertões, que projetou nossa São José do Rio Pardo. Só a redoma, com vidros especiais, a protegerá. A solicitação do Grupo Amigos da Cidade

9 A redoma, construída em 1928, é um edifício-vitrine, feito de alvenaria, coberto por uma cúpula de concreto, com quatro colunas nos cantos. Os vãos são de 3,70m. de largura por 2,80m. de altura. Em um dos quatro lados existe uma porta de acesso com 1,20m. de largura. A proposta é a de se retirar a caixilharia existente, diminuindo assim a interferência visual entre o visitante e a cabana no interior da vitrine, criando um aspecto contínuo no painel. Se não for possível a instalação de um único painel, devido às dimensões, sugerimos a divisão em três painéis de 1,23m. de largura por 2,80m. de altura. A especificação do material empregado deverá ser feita pelo fornecedor, levando-se em conta os aspectos de transparência, resistência a choques e anti-reflexibilidade, já que o monumento é muito fotografado pelos visitantes e, em dias claros pouco se consegue ver claramente a cabana nas fotografias. O objeto da solicitação

10 Várias formas de retorno institucional podem ser oferecidas ao patrocinador pelo investimento neste monumento histórico. Além da exposição da Marca no local, o Grupo Amigos da Cidade está autorizado a estudar sugestões e alternativas para estender a projeção do patrocinador em outras formas de divulgação. Retorno Institucional ao Patrocinador


Carregar ppt "Uma preocupação do Grupo Amigos da Cidade de São José do Rio Pardo A redoma da Cabana de Euclides."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google