A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A Trajetória do Profissional Técnico em Nutrição e Dietética Início do Ensino Técnico: Período Colonial Escravos aprendem carpintaria, tecelagem, sapataria,

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A Trajetória do Profissional Técnico em Nutrição e Dietética Início do Ensino Técnico: Período Colonial Escravos aprendem carpintaria, tecelagem, sapataria,"— Transcrição da apresentação:

1 A Trajetória do Profissional Técnico em Nutrição e Dietética Início do Ensino Técnico: Período Colonial Escravos aprendem carpintaria, tecelagem, sapataria, forjar ferro...) Necessidade de aprendizagem Os escravos são as mãos e pés do senhor Claudio Bojunga

2 A Trajetória do Profissional Técnico em Nutrição e Dietética Início da República Novas Idéias Nilo Peçanha institui as escolas técnicas no país de setembro 1910: Autorizada a instalação dos Institutos Profissionais em bairros operários de SP (Brás)

3 A Trajetória do Profissional Técnico em Nutrição e Dietética 1911: Início das atividades dos Institutos Profissionais: Para artes industriais: - mecânicos - ferreiros / ajustadores - tecelões Instituto Profissional Masculino (atual ETE Getúlio Vargas)

4 A Trajetória do Profissional Técnico em Nutrição e Dietética Para prendas manuais: - rendas e bordados - confecções / roupas brancas - flores e chapéus 1911: Início das atividades dos Institutos Profissionais: Instituto Profissional Feminino (atual ETE Carlos de Campos)

5 A Trajetória do Profissional Técnico em Nutrição e Dietética 1920: Mudanças na orientação da qualificação da mulher Nova concepção do papel da mulher trabalhadora: o de esposa e de mãe Por influência dos Estados Unidos, Argentina e Bélgica, a formação das mulheres deveria ter hábitos de economia para organizar um lar

6 A Trajetória do Profissional Técnico em Nutrição e Dietética 1933: Introdução do curso de Educação Doméstica (Puericultura e Arte Culinária - decreto nº 5.884/33)

7 A Trajetória do Profissional Técnico em Nutrição e Dietética de março Decreto : desmembramento do curso de Educação Doméstica em: Curso de Dietética para donas de casa Auxiliares em Alimentação: - auxiliares técnicas nos serviços de alimentação; - direção de lactários e cozinhas de distribuição de alimentos a adultos sadios; - professoras das Escolas Profissionais do Estado

8 A Trajetória do Profissional Técnico em Nutrição e Dietética Aula inaugural pelo Prof. Dr. Francisco Pompêo do Amaral no Instituto Profissional Feminino de maio

9 A Trajetória do Profissional Técnico em Nutrição e Dietética 1953: Desdobramento do curso de Auxiliares em Alimentação (Lei 2.318/53) Curso de Formação de Dietistas: - prescrição, promoção e controle da alimentação de pessoas sadias, individual ou coletivamente; - direção e fiscalização de serviços de distribuição de alimentos (lactários, refeitórios e outros) Curso de Formação de Profissionais de Economia Doméstica e Artes Manuais

10 A Trajetória do Profissional Técnico em Nutrição e Dietética de junho Criação dos Cursos Técnicos (decreto /61): - Cursos Técnicos Industriais: - Cursos Técnicos de Economia Doméstica e Artes Aplicadas: Eletrotécnica Eletrônica Industrialização de Alimentos Economia Doméstica e Artes Aplicadas Dietética (Técnico de Dietética)

11 A Trajetória do Profissional Técnico em Nutrição e Dietética 1971: Deliberação CEE nº10/71 - Institui no sistema de Ensino do Estado de São Paulo o Curso Técnico de Nutrição e Dietética; - Define as disciplinas específicas e obrigatórias. 1974: Parecer CFE nº4089/74 - Aprovação da formação do técnico em nível de 2º grau no setor de Nutrição; - Nomenclatura de habilitação: Técnico em Nutrição e Dietética; - Matérias Profissionalizantes; - Descrição da ocupação; - Campos de Aplicação.

12 A Trajetória do Profissional Técnico em Nutrição e Dietética 1985: Resolução CFN nº57/85 - Inscrição de técnicos de 2º grau na Área de Alimentação e Nutrição nos Conselhos Regionais de Nutricionistas. 1990: Resolução CFN nº99/90 - Não aceitação dos Técnicos em Nutrição e Dietética nos Conselhos Regionais de Nutricionistas. 1999: Dois fatos importantes: - Definição da Habilitação de Técnico em Nutrição e Dietética como sendo da Área Profissional da Saúde, e subárea de Nutrição e Dietética (Resolução CNE/CEB nº4/99); - Aceitação dos Técnicos em Nutrição e Dietética nos Conselhos Regionais de Nutricionistas (Resolução CFN nº227/99).

13 A Trajetória do Profissional Técnico em Nutrição e Dietética 2002: Efetivação do Dia Comemorativo dos Técnicos em Nutrição e Dietética !!! Nilo Peçanha institui as escolas técnicas no país 23 de setembro de de março de 1939 Criação do Curso de Auxiliares de Alimentação Aula inaugural pelo Prof. Dr. Francisco Pompêo do Amaral no Instituto Profissional Feminino 17 de maio de de junho de 1961 Criação dos Cursos Técnicos


Carregar ppt "A Trajetória do Profissional Técnico em Nutrição e Dietética Início do Ensino Técnico: Período Colonial Escravos aprendem carpintaria, tecelagem, sapataria,"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google