A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra Bioquímica I - 1º Ano Turma: 1 Seminário Orientado Adriana Sarmento Adriana Martins Adriano Grangeia Adriano.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra Bioquímica I - 1º Ano Turma: 1 Seminário Orientado Adriana Sarmento Adriana Martins Adriano Grangeia Adriano."— Transcrição da apresentação:

1 Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra Bioquímica I - 1º Ano Turma: 1 Seminário Orientado Adriana Sarmento Adriana Martins Adriano Grangeia Adriano Agostinho Alberto Marques Alexandra Dias Alexandre Afonso Alice Longras Adriana Sarmento Adriana Martins Adriano Grangeia Adriano Agostinho Alberto Marques Alexandra Dias Alexandre Afonso Alice Longras

2 Constituinteg/100ml plasmaOrigemSignificado e Função Água90Alimentos ; metabolismo celular. Solvente; envolvido nas reacções celulares. Proteínas7Fígado; linfócitos. Fibrinogénio Albumina Globulinas Coagulação sanguínea Transporte de substâncias Osmolaridade Anticorpos Glucose0.08Alimentos ; fígado.Nutrientes para as células. Aminoácidos0.03Alimentos, tecidos. Lípidos0.75Alimentos; fígado; tecido adiposo. Hormonas vestígiosGlândulas endócrinas. Transporte no sangue até aos tecidos-alvo. Ureia Ácido úrico Creatina 0.03Tecidos.Produtos do metabolismo a ser transportados para os rins. Iões inorgânicos0.9Alimentos e outras substâncias armazenadas. Manter a osmolaridade do sangue, dos líquidos intersticiais e das células ; manter constante a composição do ambiente interno; tampões ; transporte.

3 Uma porção de sangue é recolhida para um tubo com anticoagulante que posteriormente se centrifuga de modo a que as células sanguíneas se depositem e o sobrenadante seja o plasma.

4 Hipogammaglobulinemia => descida na concentração das imunoglobulinas => perda anormal de proteínas (síndroma nefrótico) ou quebra na produção de imunoglobulinas. Quebra primária =>falta de anticorpos Gammopatias monoclonais => aumento de uma única imunoglobulina => devido ao imunocitoma => clone das células produtoras => aumento de IgG (25% dos casos) e IgA (25%) Gammopatias policlonais => aumento das imunoglobulinas heterogéneas => estimulação antigénica múltipla em infecções generalizadas Quebra secundária: -leucemia -indução por drogas

5 Volume plasmáticoVolume globular Sobrecarga devido a transfusão. Normal Edema. Sobrecarga de líquido no decurso de uma reanimação. Normal ou Doença de Vaquez. Insuficiência respiratória crónica. Volume plasmáticoVolume globular Hemorragia recente. NormalDesidratação. Normal Hemorragia em via de compensação. Anemias diversas.

6 Entre as proteínas circulantes no plasma encontram-se enzimas que podem ser específicas do plasma sanguíneo ou que resultaram de algum órgão ou tecido e que passaram para o sangue => enzimologia clínica. Diagnóstico de diversos estados patológicos e seguir a sua evolução.

7 Líquido orgânico produzido no rim e excretado pelas vias urinárias Principal via de eliminação de electrólitos, de água, de hormonas, de produtos de metabolismo e de substâncias anómalas Forma de regulação da homeostase e do equilíbrio ácido-base do meio interno

8 Formação da urina Filtração Produção de um fluído semelhante ao plasma sanguíneo, isento de proteínas e lípidos, com células em quantidades limitadas; Reabsorção Retorno aos capilares de substâncias necessárias aos processos metabólicos (ex: glicose, sódio, fosfatos, bicarbonatos, corpos cetónicos e aminoácidos) Secreção Excreção de substâncias desnecessárias e/ou tóxicas para o organismo (iões de hidrogénio e de potássio, ureia, creatinina, medicamentos e seus metabolitos) Composição

9 Patologias associadas à análise da urina A análise da urina é uma forma muito comum de diagnóstico médico que é realizado em muitos laboratórios e hospitais. Esta pode revelar muitas doenças, mesmo na ausência de quaisquer sintomas. Exemplos de doenças detectadas através de análises à urina: - Pielonefrite -Glomerulonefrite -Diabetes -Insuficiencia Renal Aguda -Insuficiencia Adrenal -Acidose Tubular Renal -Sindrome Nefrítica -Necrose Tubular Aguda -Infecções -Gota

10 hematúria, proteinúria, piúria, cilindrúria Insuficiência Renal Aguda Algumas outras patologias também podem ser detectadas através de anomalias: Na cor No volume No pH No odor Na composição química Consequência da Insuficiência Renal

11 Fluído semelhante ao plasma e ao líquido intersticial que banha e circula no encéfalo (mais concretamente no espaço subaracnóide das meninges) e a medula espinal. Fluido inodoro e incolor Volume total de LCR : 150 ml no adulto ; 10 a 60 ml nos bebés Funções do líquido Nutrição e protecção mecânica do cérebro; Actua como lubrificante Elimina substâncias produzidas pelo metabolismo cerebral (resíduos)

12 Produção de LCR É produzido pelas células ependimárias que se encontram nos ventrículos laterais e por células semelhantes no terceiro e quarto ventrículo Ritmo de Produção 430 a 450 ml/dia Renovado a cada 6 horas (absorção)

13 O LCR é composto essencialmente por água, proteínas, glicose, ureia e sais.

14 Concentração normalAlterações Proteínas totais: Albumina e Globulina 0,4 g/L (Albumina) Hiperproteinorraquia: meningites, doenças neurológicas, hemorragias, tumores,… Glicose0,5 a 0,7 g/L Hipoglicorraquia: meningites bacterianas, tuberculosa e fúngica Hiperglicorraquia: não possui significado clínico Cloro690 a 780 mg/LHiperclorraquia: meningite, impermeabilidade renal Hipoclororraquia: meningite tuberculosa e bacteriana Patologias associadas à análise do LCR

15 STRASINGER, Susan K, Uroanálise e Fluidos Biológicos, São Paulo, SP: Editorial Médica Panamericana, 2a edição, 1991 HENRY, John B, (ed). Clinical Diagnosis & Management by Laboratory Methods. USA: Saunders, 20th Edition, 2001 TIETZ, Norbert W (ed), Clinical Guide to Laboratory Tests, USA: Saunders, Third Edition, 1995 BURTIS C.A., Ashwood E.R (ed). Tietz Textbook of Clinical Chemistry. USA: Saunders, 2nd Edition, 1994 ROZMAN, Farreras, Medicina Interna, Editorial Marlin, Espanha, 1985 FAUCI, BRAUNWALD, ISSELBACHER, WILSON, MARTIN, KASPER, HAUSER, LONGO; Harrison medicina Interna, 1998, McGraw-Hill


Carregar ppt "Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra Bioquímica I - 1º Ano Turma: 1 Seminário Orientado Adriana Sarmento Adriana Martins Adriano Grangeia Adriano."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google