A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

MONITORIA DE BIOQUÍMICA E LABORATÓRIO CLÍNICO PROFESSOR NILO CÉSAR DO VALE BARACHO. MONITORES: LAÍS R. SOBREIRO E RAFAEL LOPES Albumina.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "MONITORIA DE BIOQUÍMICA E LABORATÓRIO CLÍNICO PROFESSOR NILO CÉSAR DO VALE BARACHO. MONITORES: LAÍS R. SOBREIRO E RAFAEL LOPES Albumina."— Transcrição da apresentação:

1 MONITORIA DE BIOQUÍMICA E LABORATÓRIO CLÍNICO PROFESSOR NILO CÉSAR DO VALE BARACHO. MONITORES: LAÍS R. SOBREIRO E RAFAEL LOPES Albumina

2 Três principais proteínas do plasma: albumina, globulina e fibrinogênio; Albumina: corresponde à 60% das proteínas. Sintetizada pelos hepatócitos. Velocidade de síntese dependente da ingestão protéica. VR: 3,2 a 4,5g/dL

3 Albumina Principais funções: Regulação osmótica; Reservatório móvel de aminoácidos do fígado; Transporte de: Fármacos; Cortisol; Bilirrubina; Estrogênios; Ácidos graxos livres; Cálcio e magnésio.

4 Hiperalbuminemia É rara, porém pode ser encontrada em: Desidratações agudas Carcinomas metastáticos Estresse Febre reumática Meningites Osteomielites Tuberculose

5 Hipoalbuminemia Causas de Hipoalbuminemia – podem ser divididas basicamente em quatro grupos: Síntese diminuída; Catabolismo aumentado; Aumento da perda; Distribuição alterada.

6 Hipoalbuminemia Por síntese diminuída (insuficiência hepática, desnutrição) ou aumento do catabolismo: - Período relativamente longo de semanas ou meses (albumina tem vida longa, média de 17 a 20 dias). Por perda: ocorre nas hemorragias, síndrome nefrótica, enteropatia perdedora de proteína e perdas exsudativas, tais como nas queimaduras e drenos cirúrgicos.

7 Hipoalbuminemia Por distribuição alterada: é provavelmente a causa mais freqüente de hipoalbuminemia no paciente crítico. A permeabilidade vascular aumentada leva a um aumento do fluxo de proteínas para o insterstício. Pode ocorrer por: Função linfática diminuída; Alteração da permeabilidade capilar; Mudanças na distribuição da albumina.

8 Hipoalbuminemia – Consequências A diminuição rápida da albumina sérica determina queda acentuada da pressão coloidosmótica do plasma e edema intersticial; O processo edematoso pode acometer o trato gastrintestinal, pulmões, rins, cérebro e outros órgãos. O acúmulo de líquidos na mucosa intestinal compromete a capacidade absortiva do trato digestivo, dificultando sua função.

9 Consequências da Hipoalbuminemia Edema facial com macroglossia Ascite e anasarca Bradicardia, hipotensão e hipotermia Cardio, espleno e hepatomegalia Encefalopatias Atrofia testicular Ginecomastia Icterícia

10 Proteinúria É a perda de proteínas na urina, principalmente de albumina; Pode ocorrer: - devido a uma alteração da permeabilidade da membrana do glomérulo; - um aumento de produção de proteínas de baixo peso molecular;

11 Diagnóstico É feito através do exame de urina (urina II), onde o valor de proteinúria só é detectável para valores superiores a 0,150 g/dia. Também há um teste feito com tiras que se mergulham na urina, e ao fim de 2 minutos vê-se o resultado, não em valores numéricos mas com cruzes (+++)

12 Tratamento Consiste em normalizar os valores de albumina; Descobrir se a causa da perda das proteínas e tratá-la se necessário.

13 Bibliografia 1. Guyton, Arthur C.: Tratado de Fisiologia Médica, 11ªedição, Ed. Guanabara/Koogan, Lehninger, Albert L.: Princípios de Bioquímica, Quinta edição, Ed. Sarvier, Henry, John Bernard: Diagnósticos clínicos e tratamento por dados laboratoriais, 19ª edição, Ed. Monole Ltda, Uhing, Michael R. A controvérsia da Albumina - Divisão de Neonatalogia - Unidade de Terapia Intensiva Neonatal. Clin Perinatol 2004; 31: _TOTAIS.pdf

14 Obrigada!


Carregar ppt "MONITORIA DE BIOQUÍMICA E LABORATÓRIO CLÍNICO PROFESSOR NILO CÉSAR DO VALE BARACHO. MONITORES: LAÍS R. SOBREIRO E RAFAEL LOPES Albumina."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google