A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Síntese Aditiva Cor / Luz Falar de cor é também falar de luz. A cor é fortemente influenciada pela luz. SEM LUZ NÃO HÁ COR!

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Síntese Aditiva Cor / Luz Falar de cor é também falar de luz. A cor é fortemente influenciada pela luz. SEM LUZ NÃO HÁ COR!"— Transcrição da apresentação:

1

2 Síntese Aditiva Cor / Luz Falar de cor é também falar de luz. A cor é fortemente influenciada pela luz. SEM LUZ NÃO HÁ COR!

3 Imagina que é de noite, estás no teu quarto com as luzes apagadas, totalmente às escuras. Consegues ver o teu armário, a porta, a cama ou alguma outra coisa? NÃO! E não consegues ver nada porque... NÃO HÁ LUZ.

4 Desde sempre, o homem reconheceu que a luz era muito importante para perceber tudo o que o rodeava: O azul do céu, o verde das plantas, o vermelho das flores ou o pôr do sol...

5 Mas só em 1665, quando Sir Isaac Newton descreveu que a luz do sol podia ser decomposta em várias cores, fazendo-a passar por um prisma de três faces, se deu o ponto de partida para vários estudos sobre a teoria da cor. Mas esta só foi verdadeiramente compreendida no século XIX...

6 O arco-íris resulta da decomposição da luz branca (tal como acontece com o prisma triangular). Quando a luz atravessa as gotas da chuva surgem as sete cores do arco-íris: VERMELHO, LARANJA, AMARELO, VERDE, AZUL, ANIL e VIOLETA.

7 Então porque vemos que determinado objeto é vermelho? Ou azul? Quando a luz (composta pelas sete cores) incide sobre o objeto, as suas propriedades fazem com que das sete cores, seja refletido apenas o vermelho, ou o azul. Todas as outras cores são absorvidas.

8 O Olho humano só é sensível a alguns comprimentos de onda visível. Como mostra a imagem. Cada cor corresponde a um determinado comprimento de onda de luz visível. Logo, sem luz não existe cor.

9 A Visão de Cães e Gatos Cães e gatos são animais de hábitos noturnos, tradicionalmente bons caçadores. Eles foram domesticados há apenas anos e o processo evolutivo ainda não teve tempo de adaptá-los a uma visão diurna. Com os olhos adaptados à visão noturna, eles conseguem ver com baixa intensidade de luz, mas em compensação não distinguem tão bem as cores.

10 Isso ocorre porque no fundo dos olhos (na retina) dos mamíferos existem dois tipos diferentes de células especialmente adaptadas para distinguir diferentes intensidades de luz (os bastonetes) e diferentes comprimentos de onda (os cones).

11 Enquanto, porém, existe apenas um único tipo de bastonetes, existem três tipos diferentes de cones. Um tipo para cada cor fundamental: verde, vermelho e azul.

12 O ser humano possui os três tipos de cones e por isso a sua visão apresenta um amplo espectro de cores e tonalidades e é chamada de tricromática. Cães e gatos apresentam apenas dois tipos de cones, com a ausência do cone que percebe a cor verde. Entretanto, como animais de hábitos noturnos, os cães e os gatos possuem uma visão plenamente adaptada para a noite.

13 Cães e gatos possuem um maior número de bastonetes, o que lhes possibilita ver melhor com baixa intensidade de luz. Por causa deste maior número de bastonetes, eles conseguem distinguir, com maior rapidez que os seres humanos, pequenas variações numa cena, ou seja, apresentam um menor tempo de retenção visual na retina.

14 Isso faz com que os cães e os gatos possam perceber movimentos muito rápidos, daí terem reflexos visuais bastante apurados para o movimento.

15 Por outro lado, contudo, isso faz com que eles não sejam iludidos, como nós, pela exposição de figuras semelhantes em rápida sucessão, o que produz em nós a sensação de movimento (como no cinema e na TV). Com um tempo de retenção visual menor, eles devem perceber a nossa TV e o nosso cinema como uma sucessão de quadros independentes.

16 De qualquer forma, no que diz respeito à percepção das cores, os cães e os gatos não se limitam a ver a preto e branco, como se diz habitualmente, mas sim numa escala mais simples de cores e de tonalidades intermédias.

17 Assim, quando falamos de Síntese ADITIVA falamos de Luz, pois a soma das cores do espectro cromático dá MAIS luminosidade - a LUZ BRANCA. Na Síntese Aditiva existem 3 CORES PRIMÁRIAS, as quais já podemos calcular quais sejam: Verde, Vermelho e Azul violeta

18 Repara nas cores que resultam destas misturas Se misturarmos dois focos de luz diferentes conseguimos obter misturas. O resultado dessas misturas são as cores secundárias. As cores secundárias da Síntese Aditiva são: Amarelo, Magenta e Azul Ciano

19 E o que acontece com o branco e o preto? Quando a luz incide num objeto branco, todas as sete cores que compõem cada raio de luz, são refletidas. É por isso que em zonas quentes, como na região do Alentejo, as casas são maioritariamente pintadas de branco: Tornam-se mais frescas no verão porque refletem os raios solares.

20 Quando a luz incide num objeto preto, todas as sete cores que compõem cada raio de luz, são absorvidas. É por isso que no verão não se deve usar roupa preta. Torna-se muito quente porque absorve todos os raios solares.

21 Síntese Subtrativa Cor / Pigmento Desde sempre, o homem procurou representar a cor nas suas criações. Utilizava tintas que extraía de plantas, minerais e animais. Pintava e decorava os espaços onde vivia, os objetos que usava, as suas roupas, etc.

22 As cores utilizadas provinham da terra. Por exemplo, com carvão fazia-se preto e os vários tipos de terras argilosas davam origem ao vermelho, ao castanho ou ao amarelo. Estas cores eram misturadas com gorduras e aplicadas com pincéis feitos com pelos de animais ou até sopradas através de ossos ocos.

23 Nos nossos dias, encontramos uma grande variedade de tintas obtidas a partir de produtos naturais e químicos à base de óleos e água.

24 As cores primárias da Síntese Subtrativa são cores que parecem ter luz própria e que não se obtêm por mistura de outras. As cores primárias da Síntese Subtrativa são: Repara nas cores que resultam destas misturas Amarelo, Magenta e Azul Ciano

25 As cores secundárias são cores que se obtêm através da mistura de duas cores primárias. As cores secundárias da Síntese Subtrativa são: Vermelho, Verde e Azul violeta

26 Se reparares, as Cores Primárias da Síntese Aditiva são as Cores Secundárias da Síntese Subtrativa e vice-versa. Na Síntese Aditiva a soma das cores dá branco (+ luz) Na Síntese Subtrativa a soma das cores dá Preto (- luz)

27 Assim, utilizam-se sistemas de cor diferentes para situações diferentes. Se falarmos de um espetáculo de luz ou de um monitor de TV, temos que utilizar as regras da Síntese Aditiva, se pretendermos fazer uma pintura, precisamos de conhecer as regras da Síntese Subtrativa. Síntese Aditiva Síntese Subtrativa


Carregar ppt "Síntese Aditiva Cor / Luz Falar de cor é também falar de luz. A cor é fortemente influenciada pela luz. SEM LUZ NÃO HÁ COR!"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google