A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Atividades do dia 19 de março de 2011 A XIII Conferência Estadual Espírita, promovida pela Federação Espírita do Paraná, com o título Mediunidade com.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Atividades do dia 19 de março de 2011 A XIII Conferência Estadual Espírita, promovida pela Federação Espírita do Paraná, com o título Mediunidade com."— Transcrição da apresentação:

1

2 Atividades do dia 19 de março de 2011 A XIII Conferência Estadual Espírita, promovida pela Federação Espírita do Paraná, com o título Mediunidade com Jesus, foi realizada nos dias 18, 19 e 20 de março de 2011, nas dependências da Expotrade, localizada em Pinhais, região metropolitana de Curitiba/PR.

3 Seminário de Suely Caldas Schubert Obsessão, Terapêutica e Prevenção com Jesus foi o tema desenvolvido pela expositora de Juiz de Fora/MG. Suely, com seu verbo inspirado e profunda conhecedora da mediunidade e do tema que lhe foi proposto, trabalhou sua argumentação, inicialmente, com base em O Livro dos Médiuns e em A Gênese, Cap. XIV, ambos de Allan Kardec.

4 Suely Caldas Schubert alicerçou seu raciocínio a respeito das predisposições obsessivas no Cap. XXVIII, item 81, de O Evangelho Segundo o Espiritismo, no Cap. XIV, item 45 de A Gênese e em Dias Gloriosos de Joanna de Ângelis/Divaldo Franco.

5 Como acontece o processo obsessivo, os meios de combater, o controle mental, foram outros assuntos ricamente explanados com base em Marcos, Cap. 13, 33; em Reencontro com a Vida, de Manoel Philomeno de Miranda/Divaldo Franco; em O Livro dos Espíritos, questão 621; e nas informações de Eurípides Barsanulfo encontradas nas pág. 253 e 254 do livro Tormentos da Obsessão de autoria de Manoel Philomeno de Miranda/Divaldo Franco. Suely Cardas Schubert, eloquente como sempre, encerrou seu magnífico trabalho recitando o texto de Joanna de Ângelis intitulado Amorterapia. Aplaudida com grande intensidade, agradeceu a oportunidade de trabalho.

6 Conferência de Alberto Almeida Alberto Almeida, conferencista de Belém/PA, apresentou o tema Mediunidade nas Relações Interpessoais. O profitente espírita paraense explorou, com propriedade, a interação entre os dois mundos e a influência na vida das criaturas com base na questão 459 de O Livro dos Espíritos, de Allan Kardec.

7 Ressaltou que a mediunidade, de forma geral, se apresenta no cotidiano de cada criatura humana e que a influência dos Espíritos se faz presente diuturnamente na vida dos indivíduos. O fenômeno mediúnico é a ponte, a possibilidade de crescimento, de caridade, de serviço aos que são carentes de toda ordem. Frisou que é necessário estar muito vigilante, pois, entre os dois mundos, o material e o espiritual, está o médium, que precisa saber identificar a índole do Espírito que veicula, ou se afeiçoa. No cotidiano, o médium deve estar muito atento para não viabilizar a comunicabilidade dos Espíritos só porque tenham vontade.

8 Quando isso se estabelece, quase sempre surge o distúrbio na área da mediunidade, caminhando na direção das perturbações obsessivas e dos quadros psiquiátricos. Afirmou o notável expositor que Allan Kardec e Jesus são os dois termos que compõem a equação que dá a solução para uma mediunidade vitoriosa.

9 Alberto Almeida encerrou sua conferência narrando um poema, que a todos encantou. O público, agradecendo sua valiosa contribuição para o aclaramento das relações interpessoais através da mediunidade, aplaudiu-o de pé.

10 Conferência de Haroldo Dutra Dias O conferencista mineiro de Belo Horizonte, Haroldo Dutra Dias apresentou o tema Mediunidade nos Evangelhos. Iniciou sua explanação pela proibição contida em Deuteronômio. Este é o primeiro marco da imortalidade da alma. Enriqueceu o entendimento apresentando a justificativa a esta proibição por Emmanuel, na questão 274 de O Consolador, psicografado por Chico Xavier, ficando claro os motivos dessa proibição.

11 Ampliando um pouco mais, apoiou-se, também, em o livro Mediunidade e Sintonia, de Emmanuel/Chico Xavier. Dizendo, o lúcido orador, que cada estágio de evolução da Humanidade exige um missionário com características próprias. O Profeta Joel, no Cap. 2, 28 a 32, realiza a grande promessa de que nos tempos finais a luz da espiritualidade alcançaria os encarnados. Com relação à prudência de Jesus sobre a mediunidade, o orador buscou o esclarecimento em Mateus, Cap. 17, 9 e em Marcos, Cap. 9, 9, elucidando que Jesus pediu discrição, notadamente com relação à transfiguração do monte, onde Moisés e Elias se manifestaram.

12 Desse episódio destacou a lição importante legada a todos os médiuns, que mediunidade é algo sério, que exige seriedade, discrição e prudência. Cada um é instrumento das forças que sintoniza. Mediunidade sem Jesus é um grande risco. Cada um possui relações afetivas com o mundo espiritual. Estes foram, entre outros, tópicos muito bem abordados. Os aplausos irromperam fortes e demorados, oferecendo ao jovem conferencista os agradecimentos pelo muito que soube transmitir.

13 Conferência de Sandra Borba Pereira Natural do Rio Grande do Norte, Sandra Borba Pereira, oradora destacada, apresentou o tema Mediunidade na Perspectiva da Educação. Por que a mediunidade deve ser educada? As justificativas foram apresentadas com base nas informações contidas em o livro Ação e Reação, de André Luiz/Chico Xavier; em Estudos Espíritas, de Joanna de Ângelis/Divaldo Franco; e em O Livro dos Médiuns, Cap. XVIII e XX, de Allan Kardec.

14 Em que bases deve ser proposta a educação da mediunidade? Para esta questão, a expositora buscou o apoio no Cap. XX de O Livro dos Médiuns, em Seara dos Médiuns, Cap. 71, de Emmanuel/Chico Xavier; na questão 459 de O Livro dos Espíritos; e No Invisível, Cap. 5, de Léon Denis. Que caminhos e estratégias podem fornecer essa educação? Foi respondida com base em Sementeira da Fraternidade, Cap. 25, de Manoel Philomeno de Miranda/Divaldo Franco; na questão 919 de O Livro dos Espíritos; no Cap. 3 do livro Nos Domínios da Mediunidade, de André Luiz/Chico Xavier; na questão 387 de O Consolador, de Emmanuel/Chico Xavier.

15 Que resultados podem proporcionar uma educação da mediunidade? A brilhante expositora potiguar apresentou as respostas de acordo com as informações contidas nas obras, Desobsessão, Cap. 25, de André Luiz/Chico Xavier e Waldo Vieira; no Cap. XX de O Livro dos Médiuns; e em Emmanuel, de Emmanuel/Chico Xavier. O público, de pé, e vivamente atento, aplaudiu calorosamente a expositora potiguar.

16 Seminário com Divaldo Pereira Franco O arauto do Evangelho, Divaldo Pereira Franco, assomando novamente à tribuna, apresentou o tema Transtornos Mediúnicos. Expôs dados históricos, situando os assistentes, para a compreensão sobre a melancolia, ou transtorno maníaco-depressivo. Ilustrando, apresentou dados sobre algumas personalidades e o correspondente estudo do comportamento que apresentavam, sob a ótica dos estudiosos do comportamento humano.

17 Os episódios de mediunidade de proeminentes nomes da História Universal e da Bíblia foram expostos para ampliar o entendimento e compreensão sobre os Transtornos Mediúnicos. Em Jesus se dá o clímax da mediunidade, dos fenômenos mediúnicos, estabelecendo a necessidade de o indivíduo se vincular a Deus a fim de se tornar instrumento da Divindade na condução do mundo.

18 Chamou a atenção para o fato de que as obsessões possuem muitas sutilezas, se valendo de ciladas bem urdidas. Como antídoto, devem os médiuns buscar a harmonia com as entidades lúcidas, afastando-se das vilanias de que são portadores aquelas equivocadas, porém, sublinha o conferencista, o maior antídoto contra as obsessões é a prática no bem.

19 Desenvolver a ação da solidariedade, da fraternidade, da caridade, do bem, é a única alternativa que encaminha a criatura para a plenitude. Diante das dificuldades de toda ordem, ensina o Professor Divaldo que a criatura não deve se queixar, mas fazer um pacto com o amor, pedindo à Deus as bênçãos, anelando para ser melhor do que na atualidade. Encerrando sua participação, e o público tomado de emoção, dedicou-lhe uma vibrante salva de palmas.

20 Homenagem Musical à Divaldo Franco A homenagem à Divaldo Pereira Franco foi conduzida pelo Coordenador do Setor de Artes da Federação Espírita do Paraná, Maestro e Compositor Plínio Oliveira.

21 O espetáculo, intitulado Estrela Solitária, foi, por Plínio Oliveira e Orquestra da Paz, desenvolvido com a apresentação de belíssimas canções O espetáculo falou ao coração e fez com que as emoções e sentimentos aflorassem, transfundindo energias que a todos beneficiou, e, sobretudo, estimulou o afloramento do amor, ágape inigualável.

22 Conferência de José Raul Teixeira Espiritismo e Mediunidade foi o tema desenvolvido pelo conferencista de Niterói/RJ, Professor José Raul Teixeira. Apresentando estudos de antropólogos, o conferencista elucidou que em toda a parte existe a presença dos Espíritos, mesmo em grupos que não tem nada a ver com as crenças cristãs, que é crença em todos os povos, independente da conceituação filosófica/religiosa.

23 O expositor alinhou algumas ideias, tais como: São os médiuns que necessitam de Jesus Cristo; A reunião mediúnica é uma sala de aula onde os participantes aprendem com as experiências daqueles que se comunicam com os encarnados.

24 A faculdade mediúnica não depende da moralidade. O médium pode ser possuidor de excelente faculdade, mas dedicá-la ao mal. Há, porém, excelentes médiuns dedicados ao bem, auxiliares lídimos de Jesus Cristo. O Espiritismo faz compreender que o bom médium é, também, um bom indivíduo.

25 A mediunidade é uma escola de aprendizagem e aprimoramento no bem. Dar oportunidade aos Espíritos se comunicarem é um fato banal, porém, a mediunidade segundo o Espiritismo é de lucidez, de transformação moral ante as grandes informações que chegam pelos Espíritos incorpóreos.

26 A mediunidade com Jesus, com o Espiritismo, vai auxiliando o médium a vencer, passo a passo, as lutas do médium, a superar as suas dificuldades. Finalizada a conferência, José Raul Teixeira recebeu o carinho do público que o aplaudiu de pé e demoradamente.

27 Equipe do Livro Divaldo Franco, voluntários que acompanham Divaldo nos roteiros do RGS, SC e PR, custeando suas despesas com recursos próprios, tem como finalidade auxiliar na divulgação do Livro Espírita e no trabalho social da Mansão do Caminho - Salvador/Bahia, criada por Divaldo e Nilson de Souza Pereira. Texto: Paulo Salerno Música: A Origem, Plínio Oliveira


Carregar ppt "Atividades do dia 19 de março de 2011 A XIII Conferência Estadual Espírita, promovida pela Federação Espírita do Paraná, com o título Mediunidade com."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google