A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

A INVENÇÃO DA INFÂNCIA E O PAPEL DA EDUCAÇÃO Profa. Ms. Rita de Cassia Fernandes Academia de Ensino Superior Sorocaba.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "A INVENÇÃO DA INFÂNCIA E O PAPEL DA EDUCAÇÃO Profa. Ms. Rita de Cassia Fernandes Academia de Ensino Superior Sorocaba."— Transcrição da apresentação:

1 A INVENÇÃO DA INFÂNCIA E O PAPEL DA EDUCAÇÃO Profa. Ms. Rita de Cassia Fernandes Academia de Ensino Superior Sorocaba

2 A INVENÇÃO DA INFÂNCIA E O PAPEL DA EDUCAÇÃO ARIÈS (1973) aponta para a construção do sentimento de infância. Categoria de idade desconhecida/ transitória. “Pistas” (diários de médicos, trajes, pinturas, brincadeiras etc). Até os séculos X e XII: as crianças eram representadas nas pinturas como adultos em “miniatura”.

3 Fig. 1 Pieter Bruegel, Children's Games (detail) Fig. 2 Pieter Bruegel, Children's Games (detail)

4 Fig. 3 Pieter Bruegel, Children's Games (detail) Fig. 4 Pieter Bruegel, Children's Games (detail)

5 A INVENÇÃO DA INFÂNCIA E O PAPEL DA EDUCAÇÃO As crianças estavam misturadas no mundo do adulto/imprecisão das idades. Na Idade Média: as crianças participavam de tudo: do trabalho, das festas, dos jogos. A partir dos séculos XIII e XIV: representação da infância religiosa (menino Jesus).

6 A INVENÇÃO DA INFÂNCIA E O PAPEL DA EDUCAÇÃO Alto índice de mortalidade infantil: condições de higiene e saneamento da época. A partir dos séculos XV e XVI: a criança começa a ser retratada com maior freqüência. PORTINARI (sec. XX)

7 Pedro Américo Retrato de D. João VI, infante, duque de Bragança, Óleo sobre tela - Coleção MNBA, Rio de Janeiro.

8 A INVENÇÃO DA INFÂNCIA E O PAPEL DA EDUCAÇÃO Jogos e brincadeiras: não havia separação, eram comuns à todos. Séc. XVII-XVIII: A criança começa a ser vista como “engraçadinha”. A educação infantil estava restrita ao âmbito familiar.

9 A INVENÇÃO DA INFÂNCIA E O PAPEL DA EDUCAÇÃO Segundo Gallardo (2003): a partir do séc. XVIII na Europa o processo de urbanização. As mulheres vão para as fábricas: locais “seguros” para guardar seus filhos. 1as. pré-escolas: com caráter assistencialista.

10 A INVENÇÃO DA INFÂNCIA E O PAPEL DA EDUCAÇÃO Separação da criança: a escola passa a ser responsável pela educação. A criança é vista como dependente do adulto. Concepção de família nuclear (mudanças após a 2a. Guerra Mundial). Fig. 5 CANDIDO PORTINARI, Ronda Infantil, 1932

11 EDUCAÇÃO INFANTIL: 0-5 anos CRECHES Crianças de 0-3 anos. Crianças de mães trabalhadoras. Paternalista e assistencial. PRÉ-ESCOLAS Crianças de 3-6 anos. Preparar as crianças para a escola. Importância dos conteúdos e da alfabetização. O que mudou??????????????

12 NO CENÁRIO DA LEGISLAÇÃO BRASILEIRA Constituição Federal de Estatuto da Criança e do Adolescente de LDB 9394/96: Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. –A Educação Infantil passa a ser um direito da criança. –Integração das creches e pré-escolas em único sistema de ensino. –Questão da formação profissional: nível superior. –Reconhecimento das especificidades do trabalho infantil. –Obrigatoriedade da Educação Física como componente curricular da Educação Básica.

13 LEI DE DIRETRIZES E BASES DA EDUCAÇÃO NACIONAL “A Educação Infantil, primeira etapa da educação básica, tem como finalidade o desenvolvimento integral da criança até seis anos de idade, em seus aspectos físico, psicológico, intelectual e social, complementando a ação da família e da comunidade” (Lei 9394/96, artigo 29).

14 EDUCAÇÃO INFANTIL Conhecer o mundo envolve o prazer, a fantasia, o brinquedo, o movimento etc. Para a criança a vida se experimenta por inteiro. A pré-escola não pode ser preparatória para o Ensino Fundamental.


Carregar ppt "A INVENÇÃO DA INFÂNCIA E O PAPEL DA EDUCAÇÃO Profa. Ms. Rita de Cassia Fernandes Academia de Ensino Superior Sorocaba."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google