A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

O QUE É VIOLÊNCIA? VIOLÊNCIA - Uma ação direta ou indireta, concentrada ou distribuída, destinada a prejudicar uma pessoa ou a destruí-la, seja em sua.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "O QUE É VIOLÊNCIA? VIOLÊNCIA - Uma ação direta ou indireta, concentrada ou distribuída, destinada a prejudicar uma pessoa ou a destruí-la, seja em sua."— Transcrição da apresentação:

1 O QUE É VIOLÊNCIA? VIOLÊNCIA - Uma ação direta ou indireta, concentrada ou distribuída, destinada a prejudicar uma pessoa ou a destruí-la, seja em sua integridade física ou psíquica, seja em suas posses, seja em suas participações simbólicas.

2 VIOLÊNCIA CONTRA A CRIANÇA OU ADOLESCENTE  Ato de um sujeito em condições superiores (idade, força, posição social ou econômica, inteligência ou autoridade) que comete dano físico, psicológico ou sexual, contrariamente à vontade da vítima ou por consentimento obtido a partir da indução ou sedução enganosa.

3 O QUE É EXPLORAÇÃO SEXUAL INFANTO-JUVENIL? Seu logotipo aqui “ Qualquer contato de natureza sexual entre uma criança ou adolescente e uma pessoa maior idade, ainda que seja com aparente consentimento, é inapropriado em razão da própria idade e do nível de maturidade emocional. Crianças e adolescentes carecem de desenvolvimento emocional, intelectual e físico, para que, de maneira consciente, possam permitir tal contato.”

4 PRINCIPAIS TIPOS DE VIOLÊNCIA E EXPLORAÇÃO SEXUAL INFANTO-JUVENIL  ABUSO SEXUAL INTRAFAMILIAR “Realizado por membro da família ou próximos a ela (pais, padrastos, tios, avós, primos).” Obs: Com ou sem violência física ou psicológica

5 PRINCIPAIS TIPOS DE VIOLÊNCIA E EXPLORAÇÃO SEXUAL INFANTO-JUVENIL  ABUSO SEXUAL POR PARTE DE DESCONHECIDOS “ Realizado na rua, em geral com violência, conhecido por estupro, sem troca de dinheiro” Obs: Não necessariamente na rua, mas em qualquer ambiente, desde que por desconhecidos.

6 PRINCIPAIS TIPOS DE VIOLÊNCIA E EXPLORAÇÃO SEXUAL INFANTO-JUVENIL  EXPLORAÇÃO SEXUAL COMERCIAL “ Agenciamento e prostituição de crianças e adolescentes, através da venda de favores sexuais.” Obs: Desmembra-se em dois, sendo a outra forma de exploração sexual, aquela em que a criança ou adolescente troca favores sexuais por dinheiro, sem intermediário, sendo o explorador a pessoa que usa os favores sexuais.

7 TIPOS DE VIOLÊNCIA  Existe diversos tipos de maus- tratos praticados contra criança ou adolescente, todos configuram crimes. Podem ser físicos, psicológicos, caracterizados pela negligência, abandono, abuso sexual, nesse compreendido também a exploração sexual comercial.

8 TIPOS DE VIOLÊNCIA  Física - uso de força física intencional, não acidental, com o objetivo de ferir, danificar ou destruir uma criança ou adolescente, deixando ou não marcas evidentes.  Sexual - ato ou jogo sexual, relação homossexual ou heterossexual cujo agressor está em estágio de desenvolvimento psicossexual mais adiantado que a cça/adte. Tem por intenção estimulá-la sexualmente ou usá-la para obter satisfação sexual.

9 TIPOS DE VIOLÊNCIA  Psicológica – rejeição, depreciação, discriminação, desrespeito, cobrança ou punição exagerada.  Negligência – omissão em prover as necessidades básicas para o desenvolvimento da criança.

10 Ciclo da Violência  É importante ressaltar que os casos graves de violência física começam de modo leve, e vão se agravando aos poucos, à medida que o agressor vai perdendo a noção do limite, deixando-se tomar pelo sentimento de raiva, colocando em risco a integridade da criança.

11 CONSEQÜÊNCIAS Sentimentos de raiva, medo em relação ao agressor Autoconceito negativo e baixa auto-estima Seqüelas provenientes das lesões Comportamento agressivo Dificuldade de relacionamento Infelicidade generalizada Baixo desenvolvimento intelectual e rendimento escolar Depressão Fobias, ansiedade, hiperatividade, distúrbio do sono Drogadição / Fuga de casa Distúrbios na sexualidade

12 IMPORTÂNCIA DA IDENTIFICAÇÃO DA VIOLÊNCIA Obrigação Legal  Artigo 13 - da Lei 8.069/90 - Os casos de suspeita ou confirmação de maus-tratos contra criança ou adolescente serão obrigatoriamente comunicados ao Conselho tutelar da respectiva localidade, sem prejuízo de outras providências legais.

13 Importância da identificação da violência  Necessidade de interromper o ciclo de violência.  Estatísticas demonstram que mais de 89% dos abusadores sofreram, quando criança, abuso.

14 INDICADORES COMPORTAMENTAIS A presença de um ou mais destes indicadores não significam, necessariamente, que exista violência sexual, porém configura-se em importante sinal de alerta.

15 Indicadores comportamentais - Sexuais -  Conhecimento sexual inapropriado à idade  Preocupação excessiva com questões sexuais e um conhecimento precoce de comportamento sexual adulto  Isolamento de seu grupo de colegas e atrai comportamento crítico ou sedutor por parte dos adultos.  Pedidos de informações sobre contracepção

16 Indicadores comportamentais - Gerais - Falta de confiança nos adultos Perturbações severas do sono Exibições inapropriadas de afeto entre os familiares Isolamento social Inversão de papéis Comportamento regressivo Súbita mudança de humor Mudança em comportamento alimentar Desobediência, tentativa de chamar atenção, comportamento sem objetivo ou de extrema agitação, concentração pobre.

17 Indicadores comportamentais Comportamento de crianças mais velhas Comportamento anti-social, delinqüência ou comportamento sexual precoce. Gazeta à escola ou fuga de casa Tentativas de suicídio e automutilação Abuso/dependência de álcool ou drogas. Ataques histéricos

18 Sinais de perigo no comportamento dos adultos  Trata a criança vítima diferente das demais  Pede segredo  Entra acidentalmente no quarto ou banheiro quando ela está despida  Olha de forma estranha ou sexualizada  Gosta de ficar sozinho com ela  Como que por acaso, toca suas partes íntimas.  Não respeita privacidade  Diz que ela é especial, diferente, a única que o compreende.

19 Sinais de perigo no comportamento dos adultos  Trata como adulto enquanto ele age como criança  Acidentalmente mostra o corpo nu  Faz coisas que envolvem contato físico  Dá-lhe privilégio especial, a fim de fazê-lo sentir-se obrigado.  Faz perguntas/acusações sobre sexo e paqueras  Entra no quarto à noite  Diz coisas de fundo sexual sobre seu corpo/vestuário

20 Sinais de perigo no comportamento dos adultos  Pede-lhe que faça coisas que envolvem contato físico  Diz-lhe coisas particulares sobre sua mãe/esposa  Não deixa que tenha amigos ou faça coisas que outros fazem  Olha ou toca seu corpo, inspeciona-o, vê como ele está se desenvolvendo.  Ensina educação sexual mostrando fotos pornográficas, tocando o corpo.  Trata de forma degradante

21 Por quê intervir ?  Padrão abusivo é construído historicamente  A família é espaço privado somente quando não estiver ameaçando a integridade psicofísica de seus membros  Situações de violência não se alteram sem um trabalho significativo  Para evitar as conseqüências da violência  Interromper o ciclo da violência e propor novas formas de convivência

22 MECANISMOS DE APOIO ÀS VÍTIMAS  Conselho Tutelar – órgão permanente e autônomo, não jurisdicional, encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente.  Programas de atenção à vítima e sua família, exemplo SENTINELA.

23  Cabe ao Conselho Tutelar, nesses casos proceder de acordo com suas atribuições a verificação da suspeita, utilizando-se dos recursos que o cargo lhe confere, podendo inclusive buscar auxílio da própria polícia para concluir o seu trabalho.

24 MECANISMOS DE APOIO ÀS VÍTIMAS  Comitê Nacional Permanente de Enfrentamento a Violência sexual contra Criança e Adolescente  Em Santa Catarina, desde 1998, há o Fórum Catarinense pelo Fim da Violência e Exploração Sexual Infanto-Juvenil, que está organizado em todos os municípios e faz um trabalho de conscientização e prevenção.


Carregar ppt "O QUE É VIOLÊNCIA? VIOLÊNCIA - Uma ação direta ou indireta, concentrada ou distribuída, destinada a prejudicar uma pessoa ou a destruí-la, seja em sua."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google