A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Bairros multiétnicos orientais Tokyo e São Paulo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Bairros multiétnicos orientais Tokyo e São Paulo."— Transcrição da apresentação:

1 Bairros multiétnicos orientais Tokyo e São Paulo

2 Bairros multiétnicos orientais • Estudo da imagem de dois bairros multiétnicos que se destacam dominantemente como um bairro coreano. • Como existem e vivem as imagens (saber o como das coisas) de um bairro multiétnico: como essas imagens nos convoca e provoca a pensar. • Estudar uma relação entre o que se mostra, o que dá a pensar e o que se recusa a revelar. • Bom Retiro (São Paulo) • Shin- Ôkubo (Tokyo)

3 • Deslocar (diáspora) • Agrupar (busca de identidades) • • Mostrar • Esconder • Conviver, Hibridizar • (o que e como)

4 Deslocar – Bom Retiro • ITALIANOS - a partir de 1880, que trabalham em em indústrias de tecelagem e fiação, de alimentos, oficinas de móveis, etc. • JUDEUS - a partir de imigração judaica da Rússia e Polônia instalam-se nas partes mais altas e trabalhavam como comerciantes ambulantes. – Na década de 30 e 40, os judeus conviviam com outras nacionalidades, sobretudo italianos, e ocupavam-se da fabricação e comércio de roupas. – Na década de 50, os judeus lojistas e fabricantes, já prósperos, começaram a procurar outro bairro residencial (Higienópolis e Santa Cecília).

5 Deslocar – Bom Retiro • GREGOS - década de 1950 a 1960 e instalam-se na parte alta ocupada por judeus. • COREANOS a partir dos meados da década de 70. No início, os próprios judeus empregavam os coreanos para costurar ou vender as roupas e esses, quando conseguiam experiência e capital, montavam o seu próprio negócio. • BOLIVIANOS a partir da década de 1990, onde se concentram a produção e a comercialização da indústria das • Confecções, empreendida atualmente não somente pelos coreanos, mas também, pelos judeus, libaneses, brasileiros, paraguaios e pelos próprios bolivianos.

6 Deslocar - Shin-Ôkubo • COREANOS – na década de • Em 1964, houve a construção de hotéis e a zona de prostituição. • Em 1980, aparecem os new comers, quando teve mais de 500 clubes em Kabukichô • Presença de outras nacionalidades: estudantes de escolas de língua japonesa. • INDIANOS, TAILANDESES, SRI LANKA – na década de 1990 (?)

7 Deslocar – Agrupar e Hibridizar • Deslocamento de pessoas que atravessam as fronteiras nacionais e que foram dispersadas de sua terra natal. • Estas pessoas retêm vínculos com lugares de origem e suas tradições, mas são obrigadas a negociar com as novas culturas em que vivem, sem simplesmente serem assimiladas por elas e sem perder completamente suas identidades. (Hall,1992,p.88) • Necessidade de agrupamento para conservar e fortalecer a sua identidade. • Eles são produtos de novas diásporas criadas pelas migrações pós-coloniais. Eles devem aprender a habitar, no mínimo duas identidades, a falar duas linguagens cultuais, a traduzir e negociar entre elas. (Hall, 1992, p.89)

8 Agrupar 1 – Bom Retiro • Causa do agrupamento coreano - atividade comercial (sistema capitalista/convergente/poder). • Surgem serviços para atender os próprios coreanos: mercearias, restaurantes, ótica, floricultura, padaria, salões de beleza, escolas, igrejas, consultórios médicos, hotel, local de treino de golfe, etc.

9

10

11

12 Agrupar 2 – Bom Retiro • Causa do agrupamento boliviano - atividade comercial - sobrevivência (sistema capitalista/convergente/poder). • Surgem alguns poucos serviços para atender os próprios bolivianos: lan house, bares, feira gastronômica no sábado à noite.

13

14

15

16 Agrupar 1 – Shin- Ôkubo - COREANOS • Causa do agrupamento: proximidade ao bairro Kabukichô (zona de entretenimento- sistema capitalista, convergente/poder) • Surgem hotéis e serviços para atender os coreanos: mercearias, escolas, igrejas. • A MUDANÇA • Em 2002, com a Copa do Mundo e 2003, com a novela coreana e posterior K-pop, surge o bairro coreano voltado para o público japonês. • Surgem: restaurantes, casas de artigos coreanos, supermercados, mercearias, casas de posteres e artigos de atores e cantores coreanos, etc.

17

18

19

20

21

22 Agrupar 2 – Shin- Ôkubo – OUTROS ASIÁTICOS • Causa do agrupamento: multietnicidade do bairro. • Surgem serviços para atender os imigrantes: mercearias (vende DVD, livro, cartão telefônico, etc) e mesquita. • Predominância de lojas de produtos para muçulmanos, indianos, tailandeses e filipinos •

23

24

25 Mostrar - Shin- Ôkubo • Uma grande necessidade de mostrar o que se vende: • Mostra-se a culinária coreana com uma visualidade intensa, chamativa e repetitiva bem como com a tática degustativa e com o convite e persuasão verbal. • Mostra-se a Coréia Pop.

26

27

28

29

30

31

32 Mostrar – Bom Retiro • Mostra-se o produto comercial e o mínimo necessário de identidade nacional. • Mostra-se a identidade coreana por meio dos caracteres hanguel nos serviços paralelos que surgiram ao comércio central.

33

34

35

36 Ocultar – Bom Retiro • Os bolivianos como figuras que se ocultam durante a semana e aparecem nos finais de semana quando o Bom Retiro perde a sua característica comercial. • O baixo Bom Retiro. • O decadente Teatro Taib – vestígio da imigração judaica.

37

38

39

40 Ocultar - Shin- Ôkubo • Os asiáticos (tailandeses, filipinos, malasianos, etc) como aqueles que estão indeterminados, ocultos, na beira do bairro multiétnico. • Muitos aspiram chegar ao outro lado (convergência) e tentam se mostrar com uma maquiagem semelhante. • O caso do museu como divergência.

41

42

43

44

45

46

47 Conviver- Bom Retiro • Convivência entre várias nacionalidades - imigração de épocas distintas. • Convivência, portanto, de estabelecimentos comerciais, institucionais e religiosos de várias nacionalidades, principalmente de judeus, gregos e coreanos. • Convivência de comércio, estabelecimentos institucionais, religiosos e residencias aparentemente harmoniosos. • Visualidades distintas: coreanos com vestimentas jovens e descartáveis e gregos com roupas clássicas.

48

49

50

51 Conviver Shin Okubo • Convivem: • • lojas de época diversas • estabelecimentos de serviços do cotidiano com os de turismo. • Parece existir pouca intencionalidade coletiva de convivência no Japão.

52 Conviver Shin- Ôkubo • RUA ICHIBAN (200 x 5m) • De instrumentos musicais e restaurantes multiétnicos orientais, hotel e sauna; o comércio para turistas e serviços para a comunidade local como correio, clínica dental, clínica dermatológica, centro de apoio a homeless e salão de go.

53

54

55

56

57 Conviver Shin- Ôkubo • RUA TAKESHITA (320 X 4m) • • lojas de artigos pop coreanos e hotéis de curta permanência • creche,asilo e os restaurantes coreanos • antigas construções nagaya e o gigante Dom Quixote. (não pacífica) • Comércio e residência (não pacífica)

58

59

60

61

62

63

64 Comparação entre os bairros multiétnicos SHIN ÔKUBO • Proximidade de estação de trem • Prostituição • Aluguéis baratos • Igrejas e Escolas dos e para os imigrantes • Comércio globalizado e turístico étnico (a etnicidade é o que se vende) • Comércio de serviços globalizado e não globalizado étnico e não étnico BOM RETIRO • Proximidade de estação de trem • Prostituição/Droga • Aluguéis baratos • Igrejas e Escolas dos e para os imigrantes • Comércio globalizado de confecções (não étnico) • Comércio de serviços não globalizado étnico e não étnico

65 SHIN ÔKUBO Atende um público turista/morador local Visualidade étnica e midiática As etnias lugarizam espaços: da globalidade coreana e multiétnico local Espaço multicultural – reflete a sociedade japonesa Dominantemente cidade imaginada, espaço estriado, da adequação mundo-mente. BOM RETIRO Atende um público comprador/vendedor e morador local Visualidade funcional e local Os setores comerciais lugarizam espaços: etnicas se misturam no espaço de acordo com o comércio Espaço intercultural – reflete a sociedade brasileira Dominantemente cidade imaginária, espaço liso, da causação mente-mundo.

66 • Existe nos bairros multiétnicos a construção da imagem que se mostra bem como daquela que se oculta, edificada à borda do território central. Nota-se, porém, uma intencionalidade coletiva de sair da borda e ocupar a posição da centralidade que se conecta à sua identidade enquanto imigrante.


Carregar ppt "Bairros multiétnicos orientais Tokyo e São Paulo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google