A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Introduçãotarefasprocessorecursosavaliaçãoconclusão WEBQUEST HISTÓRIA A – 10º ano Profª Elisabete Cristóvão.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Introduçãotarefasprocessorecursosavaliaçãoconclusão WEBQUEST HISTÓRIA A – 10º ano Profª Elisabete Cristóvão."— Transcrição da apresentação:

1 introduçãotarefasprocessorecursosavaliaçãoconclusão WEBQUEST HISTÓRIA A – 10º ano Profª Elisabete Cristóvão

2 introduçãotarefasprocessorecursosavaliaçãoconclusão Nos séculos XV e XVI, a Europa abre-se ao mundo e ultrapassa as crises da Idade Média, iniciando uma época de um dinamismo civilizacional notável - a Época Moderna. É o tempo do Renascimento, movimento cultural iniciado na Itália que, baseado na Antiguidade Clássica, faz do homem o centro do conhecimento, da cultura e da beleza artística, contagiando toda a Europa. É o tempo em que os países ibéricos aportam conhecimento, de experiência feito, de novas terras e novos mares, contribuindo para a vivência universalista da cultura do Renascimento. A proposta de trabalho que vos faço, também é a de partir em viagem… à descoberta deste período da História. Na bagagem devem levar curiosidade, empenho e responsabilidade, pois vão tomar rumos diferentes e a turma conta aprender com a exposição de cada grupo. Cliquem abaixo em tarefas e embarquem! Atenção que devem estar de regresso ao fim de seis aulas! HISTÓRIA A – 10º ano / Profª Elisabete Cristóvão

3 O que fazer? • • Juntar-se a um colega; • • Escolher um tema ao lado; • • Realizar uma pesquisa atentamente; • • Organizar a informação e as atividades realizadas num Portefólio; • • Ter presente as indicações complementares do Guião de Estudo que lhe foi entregue; • • Preparar uma apresentação à turma, oralmente, apoiada em powerpoint ou outro suporte com imagens/multimédia. Como começar? • • Clicar no menu processo em baixo e lançar “mãos à obra”! O ALARGAMENTO DO CONHECIMENTO DO MUNDO A GEOGRAFIA CULTURAL EUROPEIA DE QUATROCENTOS E QUINHENTOS A GEOGRAFIA CULTURAL EUROPEIA DE QUATROCENTOS E QUINHENTOS OS CAMINHOS ABERTOS PELOS HUMANISTAS AS ELITES CORTESÃS E BURGUESAS A REINVENÇÃO DAS FORMAS ARTÍSTICAS O RENASCIMENTO PORTUGUÊS introduçãotarefasprocessorecursosavaliaçãoconclusão HISTÓRIA A – 10º ano / Profª Elisabete Cristóvão

4 Como fazer? Como fazer? • Devem clicar sobre o vosso tema e seguir as indicações associadas. O ALARGAMENTO DO CONHECIMENTO DO MUNDO O ALARGAMENTO DO CONHECIMENTO DO MUNDO A GEOGRAFIA CULTURAL EUROPEIA DE QUATROCENTOS E QUINHENTOS A GEOGRAFIA CULTURAL EUROPEIA DE QUATROCENTOS E QUINHENTOSA GEOGRAFIA CULTURAL EUROPEIA DE QUATROCENTOS E QUINHENTOSA GEOGRAFIA CULTURAL EUROPEIA DE QUATROCENTOS E QUINHENTOS OS CAMINHOS ABERTOS PELOS HUMANISTAS OS CAMINHOS ABERTOS PELOS HUMANISTAS AS ELITES CORTESÃS E BURGUESAS AS ELITES CORTESÃS E BURGUESAS A REINVENÇÃO DAS FORMAS ARTÍSTICAS A REINVENÇÃO DAS FORMAS ARTÍSTICAS O RENASCIMENTO PORTUGUÊS O RENASCIMENTO PORTUGUÊS introduçãotarefasprocessorecursosavaliaçãoconclusão HISTÓRIA A – 10º ano / Profª Elisabete Cristóvão

5 O ALARGAMENTO DO CONHECIMENTO DO MUNDO Para fazer é preciso saber: • Quais os progressos náuticos e cartográficos da época; • Qual foi o contributo dos portugueses na renovação do saber; acerca da natureza e do mundo; • O que foi a revolução coperniciana; • Conceitos: EXPERIENCIALISMO; MENTALIDADE QUANTITATIVA; HELIOCENTRISMO… Como fazer? • Clicar em recursos e consultar as fontes indicadas; • Redigir um texto e ilustrá-lo com mapas e imagens; • Construir um quadro de acordo com o modelo: •Elaborar uma biografia de uma personalidade marcante; •Incluir tudo num Portefólio organizado. introduçãotarefasprocessorecursosavaliaçãoconclusão PROGRESSOS NO CONHECIMENTO – SÉCS. XV-XVI Área do conhecimentoDescobertasPersonalidade HISTÓRIA A – 10º ano / Profª Elisabete Cristóvão

6 A GEOGRAFIA CULTURAL EUROPEIA DE QUATROCENTOS E QUINHENTOS Para fazer é preciso saber: •Por que é que o Renascimento surgiu na Itália; •Quais as cidades mais brilhantes no Quattrocento e no Cinquecento e por que razões; •Como é que este movimento se difundiu na Europa; •Quais os principais centros culturais europeus; •Conceitos: ÉPOCA MODERNA; RENASCIMENTO ; MECENATO. Como fazer? •Clicar em recursos e consultar as fontes indicadas; •Redigir um texto esclarecedor das questões anteriores e ilustrá-lo com mapas / imagens; •Fazer uma biografia de um grande mecenas; •Incluir tudo num Portefólio organizado. introduçãotarefasprocessorecursosavaliaçãoconclusão HISTÓRIA A – 10º ano / Profª Elisabete Cristóvão

7 OS CAMINHOS ABERTOS PELOS HUMANISTAS Para fazer é preciso saber: • Quem são e o que fazem os humanistas; • Comparar teocentrismo com antropocentrismo; • Evidenciar o espírito crítico dos humanistas; • Explicar em que consistem as utopias; • Conceitos: HUMANISMO; ANTROPOCENTRISMO. Como fazer? • Clicar em recursos e consultar as fontes indicadas; • Redigir um texto com a informação recolhida; • Construir um quadro de acordo com o modelo: • Redigir uma biografia de um humanista e ilustrá-la; • Incluir tudo num Portefólio organizado. introduçãotarefasprocessorecursosavaliaçãoconclusão Humanistas / Escritores NacionalidadePrincipais Obras HISTÓRIA A – 10º ano / Profª Elisabete Cristóvão

8 AS ELITES CORTESÃS E BURGUESAS Para fazer é preciso saber: • Quem são as elites cortesãs e quais os seus luxos; • Quais as qualidades do cortesão ideal; • Quem são os grandes mecenas e por que praticam o mecenato; • Destacar o crescente papel cultural da mulher na sociedade cortesã; • Conceitos: CIVILIDADE; MECENATO. Como fazer? • Clicar em recursos e consultar as fontes indicadas; • Redigir um texto com a informação recolhida; • Elaborar uma biografia de um humanista e ilustrá-la; • Incluir tudo num Portefólio organizado. introduçãotarefasprocessorecursosavaliaçãoconclusão HISTÓRIA A – 10º ano / Profª Elisabete Cristóvão

9 A REINVENÇÃO DAS FORMAS ARTÍSTICAS Para fazer é preciso saber: • Quais as fontes de inspiração dos artistas da Renascença; • Demonstrar que conseguiram superar os seus modelos; • O que é a perspectiva linear e a perspectiva aérea; • Identificar o espírito racionalista da época nas intervenções urbanísticas dos vários arquitetos; •Conceitos: CLASSICISMO; NATURALISMO; PERSPECTIVA. Como fazer? • Clicar em recursos e consultar as fontes indicadas; • Redigir um texto e ilustrá-lo com imagens que o reforcem; • Elaborar uma biografia de um artista e ilustrá-la; • Construir um quadro de acordo com o modelo: • Incluir tudo num Portefólio organizado. introduçãotarefasprocessorecursosavaliaçãoconclusão ARTE DA RENASCENÇAPinturaEsculturaArquitectura Influências clássicas Inovações renascentistas Principais obras / Artistas HISTÓRIA A – 10º ano / Profª Elisabete Cristóvão

10 O RENASCIMENTO PORTUGUÊS Para fazer é preciso saber: • Quem foram os reis portugueses que se notabilizaram como mecenas e como se manifestou a sua acção nesse campo; • Quais os vultos mais destacados nas artes e letras entre nós; • Por que tardou em aqui a afirmação da arquitectura renas- centista; • Conceito: MANUELINO. Como fazer? • Clicar em recursos e consultar as fontes indicadas; • Redigir um texto e ilustrá-lo com imagens de obras emble- máticas da pintura e arquitectura da renascença portuguesa; • Elaborar uma biografia de um humanista, escritor ou artista português da época e ilustrá-la; • Construir um quadro de acordo com o modelo: • Incluir tudo num Portfólio organizado. introduçãotarefasprocessorecursosavaliaçãoconclusão ESTILO MANUELINO: era assim chamado porque… Estrutura dos edifícios Elementos decorativos Monumentos emblemáticos HISTÓRIA A – 10º ano / Profª Elisabete Cristóvão

11 Para saber é preciso ver: Pijoan, José – História do Mundo, vol.7, Publicações Europa-América, 1973 (assunto: Renascimento, Humanismo italiano) Pinto, Ana Lídia e outros – HISTÓRIA DA ARTE Ocidental e Portuguesa, Das Origens ao Final do Século XX, Porto Editora, Porto, 2001 (assunto: arte) Reis, António (dir.) – Sabatina, Guia de Formação Escolar, vol. História, Marina Editores, Setúbal, 1999 (assunto: Renascimento, progressos científicos) Rodrigues, Fernando C. – Didacta - Enciclopédia Temática ilustrada, vol. Arte e História, Beta-Projectos Edit., Lisboa, 1988 (assunto: arte) Manuais de História A de 10º ano (Módulo 3: unidades 3.1, 3.2, 3.3) Manuais de História de 8º ano (Tema E: unidade E2) Enciclopédias (procurar entradas relativas aos conceitos e personalidades pretendidas) (para o Renascimento, em geral) a/historia_trab/alargcopreensnatur.htm (para o alargamento da compreensão da natureza) (para a revolução cosmológica) (para os conceitos, a arte e os vultos do Renascimento – pesquisar entradas desejadas seguir links associados) (para a arte) (para esclarecer dúvidas várias sobre esta época pode seguir os links associados) E outros sites que descubram… mas sejam criteriosos – o rigor científico é muito importante! Na dúvida, cruzem com as informações da bibliografia impressa e/ou perguntem à vossa professora de História! introduçãotarefasprocessorecursosavaliaçãoconclusão HISTÓRIA A – 10º ano / Profª Elisabete Cristóvão

12 Itens de avaliaçãoCritérios a observarPontuaçãoTotal Desempenho individual Autonomia Pontos =20 valores Cumprimento das tarefas / responsabilidade 10 Desempenho em par Interactividade Respeito pelo colega 10 Produto Final Portefólio Pertinência e organização da informação seleccionada Abordagem de todos os itens do processo 50 Correcção ortográfica e gramatical 10 Apresentação gráfica 10 Apresentação oral Encadeamento do discurso e clareza da linguagem Recursos utilizados 15 Capacidade de esclarecer dúvidas colocadas 10 introduçãotarefasprocessorecursosavaliaçãoconclusão HISTÓRIA A – 10º ano / Profª Elisabete Cristóvão

13 introduçãotarefasprocessorecursosavaliaçãoconclusão No final desta viagem terão pesquisado, ouvido os colegas… aprendido como o Homem renascentista se inspirou nos clássicos e foi capaz de inovar e revolucionar na literatura, nas artes, no conhecimento, superando-os. Terão constatado como valorizou os prazeres terrenos, demonstrou talentos vários, perseguiu o êxito, criticou as injustiças do seu tempo… Thomas More e Damião de Góis, dois humanistas amigos de Erasmo, pagaram com a vida a firmeza de convicções e a independência de espírito nos difíceis tempos da Reforma e Contra- Reforma que estudaremos a seguir. Para reflexão e descontração, deixo-vos um desafio: Por que não ver o filme “Um homem para a eternidade”, de Fred Zinnemann?“Um homem para a eternidade” Ou ler o livro “A Sala das Perguntas” de Fernando Campos?“A Sala das Perguntas” Para autoavaliação, a proposta da realização de um teste de escolha múltipla ou dasteste de escolha múltipla atividades lúdicas dos “Passatempos de História”, online no site da nossa escola.“Passatempos de História” HISTÓRIA A – 10º ano / Profª Elisabete Cristóvão

14 Se quiser valorizar o seu desempenho na disciplina de História A, realizando um trabalho extra para avaliação, pode entregar uma ficha de observação do filme. Peça um modelo à sua professora! (voltar) “A Man for All Seasons” (Um Homem para a Eternidade – 1966: 115m) VENCEDOR DE 6 OSCARES 1967, INCLUINDO O DE MELHOR FILME Sinopse: Para se divorciar da sua esposa e poder contrair matrimónio com Ana Bolena, Henrique VIII procura obter o apoio da aristocracia. Mas Sir Thomas More, um ferveroso católico e homem de confiança do monarca, depara-se com uma encruzilhada: deverá actuar de acordo com as suas ideias, arriscando-se a sofrer a ira de um rei corrupto e habituado a mandar executar quem considere traidor? Ou deve ceder perante Henrique VIII que não tem qualquer pudor em adaptar a lei às suas próprias necessidades? Realizado por Fred Zinnemann e com um elenco excepcional (Robert Shaw, Orson Welles, Susannah York e Vanessa Redgrave), Um Homem para a Eternidade é um dos grandes filmes da história do cinema. HISTÓRIA A – 10º ano / Profª Elisabete Cristóvão

15 •Neste romance Damião de Góis viaja pela Europa do segundo quartel do séc. XVI e dá-nos a conhecer o Portugal contraditório da glória dos descobrimentos, dos primeiros sinais da decadência e dos começos da Inquisição. •Vai a Antuérpia, à feitoria portuguesa, ver junto ao Escalda a faina do embarque e desembarque das mercadorias. •Dá um salto a Londres para conversar com Henrique VIII e com Tomás Moore e passa em Vitemberga para almoçar e merendar com Lutero e Melâncton. •Em Gdansky conhece os mercadores da Hansa, assiste, no porto, ao carregamento de mastros das florestas do norte para as naus portuguesas… •Regressa à Flandres, e matricula-se na universidade de Lovaina e, ao defendê-la de um cerco de tropas francesas, é feito refém só resgatável a peso de ouro... regressa à pátria para ser perseguido por ter amor à verdade e para ser finalmente acusado ao Santo Ofício, preso nos cárceres da Inquisição, inquirido sobre a sua consciência na sala das perguntas dos Estaus... •Pelo caminho, os amores de Magda e Lena, o casamento com Joana… Medite com os grandes pensadores da época nos essenciais problemas da fé e do destino do homem... E, já que tem o privilégio de estar no início do século XXI, faça o balanço e verifique se a humanidade tem, de então até hoje, feito progressos ou não... A SALA DAS PERGUNTAS de Fernando Campos Edição: DIFEL Colecção: Literatura Portuguesa Se quiser valorizar o seu desempenho na disciplina de História A, realizando um trabalho extra para avaliação, pode entregar uma ficha de leitura do livro. Peça um modelo à sua professora! (voltar) HISTÓRIA A – 10º ano / Profª Elisabete Cristóvão


Carregar ppt "Introduçãotarefasprocessorecursosavaliaçãoconclusão WEBQUEST HISTÓRIA A – 10º ano Profª Elisabete Cristóvão."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google