A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

TIC TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO AULA 4 Produção Acadêmica da Pós-Graduação Lato Sensu.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "TIC TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO AULA 4 Produção Acadêmica da Pós-Graduação Lato Sensu."— Transcrição da apresentação:

1 TIC TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO AULA 4 Produção Acadêmica da Pós-Graduação Lato Sensu

2 Plano de Aula Aula (CH)ConteúdoLeitura Indicada 4ª aula 3hs Unidade – Conceitos de redes 6.2 – Redes locais e remotas 6.3 – Os serviços na rede 6.4 – Organizações integradas e em rede 6.5 – Negócios eletrônicos •TIGRE, Paulo. “Comércio Eletrônico e Globalização: desafios para o Brasil” In: LASTRES, Helena; ALBAGLI, Sarita. (org.) Informação e Globalização na Era do Conhecimento. Rio de Janeiro: Campus, 2003, p •LAUDON, K, C. e LAUDON, J.P`. Sistemas de Informação Gerenciais. São Paulo, Pearson, •O´BRIAN, J. Sistemas de Informação e as decisões gerenciais na internet. Rio de Janeiro, Saraiva, •Stair, Ralph. Princípios de sistemas de informação. Rio de Janeiro. LTC. 2004

3 I- Conceitos de Redes II- Negócios Eletrônicos: Organizações integradas em rede

4 Conceito de Rede de Computador •São sistemas de computação (computadores) interligados por sistemas de comunicação. •Recursos de rede: • Sistemas de Computação. • Sistemas de Comunicação: • Meios de transmissão (meio físico) •Protocolos de comunicação (software); Ex: TCP-IP,HTTP).

5 Tipos de Rede •LAN (Local Area Network): –Redes Locais : ex. Laboratório de informática; –Recursos de comunicação próprios; •WAN (Wide Area Network): –Redes Remotas; –Recursos de comunicação de terceiros (provedores) para a efetivação da comunicação; ex: Embratel,Oi-Velox, Vivo,Globo.com, etc...

6 Visão Geral das Redes •Objetivo principal das redes: –Compartilhamento de recursos

7 Tipos de Serviços Compartilhados: Exemplos: • Arquivos; • Bancos de Dados; • Impressão; • Gerenciamento/Logon. • Backup; • Firewall; • WEB-WWW. Visão Geral das Redes

8 Processamento (conhecimento) DadosInformação Recursos Humanos: Usuários Finais e Especialistas em SI Recursos de Dados: Bases de Dados e Bancos de dados Controle do Desempenho do Sistema Armazenamento de Recursos de Dados Recursos de Hardware: Sistemas de Computação Recursos de Rede Recursos de Software Organização baseada na Tecnologia da Informação

9 Negócios Eletrônicos Organizações integradas em rede

10 “Se não houvesse o livro não haveria sociedade industrial. Se não houvesse a Internet, não haveria a sociedade da informação.” Jack London, criador da BookNet

11 Wal-Mart vai entrar no setor de comércio eletrônico do Brasil. O Wal-Mart afirmou que irá ingressar no setor de comércio eletrônico no Brasil ainda este ano, onde planeja investir R$ 1,2 bilhões para nutrir a crescente demanda no setor. Nós estamos... entrando em novos canais, sendo mais importante o comércio eletrônico que irá ser lançado na segunda metade deste ano", Hector Nunez, presidente- executivo do Wal-Mart no Brasil.

12 Responda rápido: Qual a semelhança entre Ecologia e Tecnologia da Informação?

13 Associado o termo “Ecologia” à natureza, geologia, fauna e flora; e “Tecnologias da Informação”, naturalmente, a softwares, hardwares, bancos de dados etc.... E aí?

14 Mundo atual - novos tempos da Sociedade da Informação e do Conhecimento: –a informação é verdadeiro patrimônio, assim como o conhecimento tácito – e intangível – residente na cabeça de seus funcionários. –Esse “patrimônio” muitas vezes pode superar o valor contábil das empresas.

15 •Tratar a informação de forma racional e adequada às necessidades do negócio e às necessidades do cliente é o verdadeiro desafio dos gestores, diretores e gerentes; •Erro: deve ser “educada” no departamento de TI, conseqüência do abismo entre os gestores da informação com as outras células departamentais da empresa.

16 •Necessidade de uma abordagem “ecológica” da informação. •Nova forma de “educação” e tratamento da informação na empresa remete ao contexto de Ecossistema: O Ecossistema da Informação, ou melhor dizendo, todo o ciclo de vida da informação dentro da empresa, os lugares que percorre, seus canais, consumidores, gestores, enfim, metaforizando, a “cadeia alimentar” da informação.

17

18 Evolução Histórica do Comércio na Web •Primeira Fase (1994/1997) –Pontos de presença : Assegurar-se de possuir um site na Web, atendendo à exigência de que toda a empresa fosse conhecida ou tivesse ao menos alguma coisa na internet.

19 •Segunda Fase (1997/2000) –Introdução do conceito de transação: comprar e vender digitalmente, focando-se no fluxo de pedidos e aumento da receita; – Trata-se de realizar transações que teriam sido feitas através de formulários de papel de pedidos de compra e dizer que a transação tinha sido feita na web. Evolução Histórica do Comércio na Web

20 •Terceira Fase (2000/ ?) –Foco em como a internet pode influenciar a lucratividade; –Fase do e-business, incluindo todas as aplicações e processos que permitem que as empresas possam realizar transações de negócio, incluindo processos e sistemas de retaguarda integrados; –É uma estratégia global de redefinição de modelos de negócios com auxílio da TI, para maximizar o valor do cliente e da organização. Evolução Histórica do Comércio na Web

21 Internet, Intranet e Extranet

22 A Organização Conectada em Rede Fabricação e Produção Engenharia e Pesquisa (P&D) Contabilidade, Finanças e Administração Parceiros da Empresa (B2B) Extranet s Logística Integrada (Supply Chain) Marketing ( Propaganda Vendas Atendimento ao Cliente) Clientes da Organização (B2C) Extranets Fronteira da Empresa Intranets A Internet

23 E-Business: Tipologia Governo EmpresaConsumidor EmpresaConsumidor G2G B2GG2C B2BC2C B2C

24 •Business-to-business (B2B): ocorre quando as empresas compram e vendem bens e serviços para e entre elas; se refere ao espectro das diversas operações do negócio eletrônico que pode ocorrer entre duas organizações, notadamente aplicações de Cadeia de Suprimento (fornecedor-empresa). E-Business: Tipologia

25 •Business to consumer (B2C) – Neste caso, os vendedores são organizações e os compradores são pessoas físicas. •Governo-para-cidadãos (G2C / e- Government) e para outros – Neste caso, o governo presta serviços a seus cidadãos por intermédio de tecnologias de Comércio Eletrônico. Exemplo: o imposto de renda. E-Business: Tipologia

26 •Governo-para-Governo (G2G): Aplicações que permitam integrações entre governo e governo. Poderíamos ter aplicações que governos e municípios acessassem informações sobre a liberação de verbas junto ao governo federal. E-Business: Tipologia

27 •Consumidor a Consumidor (C2C): Permite que consumidores pessoas físicas interajam entre si. Como exemplo, podemos dar os sites de leilões eletrônicos: e-bay, mercado livre. •Business to Employees (B2E): Permite a interatividade e relacionamento do funcionário com a empresa. E-Business: Tipologia

28 E-Auctioning •Leilão via Internet. Pode ser ao vivo, seguindo o modelo tradicional, com todos conectados a uma página Web, onde se ganha tempo e se reduz custo. Também pode fechar o lance quando atingir o valor previsto ou um limite de tempo transcorrido. E-Business: Tipologia

29 E-Directories •Catálogos diversos (telefones, páginas amarelas, endereços etc.) •Possível a partir da integração Internet x Banco de Dados •Evolução do serviço telefônico, na Internet sempre acessível sem a intervenção de pessoas •Mecanismos de busca da própria Internet (Google, Altavista, Yahoo!, Cadê...) E-Business: Aplicações

30 E-Procurement – (B2E) •Utilização da Internet para gerenciar os recursos operacionais, criando um canal direto de comunicação entre compradores e fornecedores. • Custos menores e agilidade. Ex.: • Materiais de escritório, computadores, viagens, produtos MRO (Manutenção, Reposição e Operação) etc. E-Business: Aplicações

31 E-Engeneering •A Internet permite a colaboração eletrônica entre engenheiros e técnicos na elaboração de projetos de engenharia. •Engenharia simultânea, permite interação de profissionais da área em todo o mundo. •Segmento forte no desenvolvimento de softwares. •Na GM, até poucos anos atrás, lançar um carro poderia ser idealizado 48 meses antes; atualmente, o recorde é de um ano. E-Business: Aplicações

32 E-Learning •A Internet permite a criação de ambientes de aprendizagem de acordo com as modernas técnicas didático-pedagógicas existentes, adaptadas ao Ensino à Distância. •Cursos oferecidos por instituições de ensino formais, universidades corporativas, cursos de idiomas (universidades virtuais e portais do conhecimento). E-Business: Aplicações

33 E-Payment •Dinheiro eletrônico •Cartão de Crédito •Cartão de Débito •Os novos instrumentos de pagamento precisam ser seguros, ter baixo custo de processamento e ter aceitação como moeda corrente global. E-Business: Aplicações

34 E-Trading / E-Brokering •Compra e venda de ações na Web. •Os preços das ações são oferecidos em tempo real para todas as mesas em todas as partes do mundo. •As pessoas podem reagir às mudanças do mercado de ações em tempo real. E-Business: Aplicações

35 E-Library •Organizações que disponibilizam conteúdos - acadêmicos ou não – em forma de artigos, que podem ser de acesso full, restritos, gratuitos ou pagos. •Alguns sites deste segmento: •http://www.prossiga.br •www.ibict.br •http://www.educacional.com.br •http://www.ea.ufrgs.br/professores E-Business: Aplicações

36 E-Medicine • São as possibilidades de suporte usando as novas tecnologias na área biomédica: monitoramentos on-line, laudos eletrônicos, cirurgias, entre outros. E-Business: Aplicações

37 E-Banking •O uso da Internet banking vem aumentando consideravelmente no Brasil. • O electronic banking (e- banking), também conhecido como cyberbanking, virtual banking, home banking e on line banking, é uma organização bancária que oferece serviços bancários sem a necessidade da presença física do cliente na agência. E-Business: Aplicações

38 Negócios na era digital Gerenciamento da informação Comunidades virtuais Clientes Fornecedores Parceiros BI e KM SCM CE BI e KM CRM Efficient Consumer Response Supply Chain ManagementCustomer Relationship Management

39 Conectando a aula passada – Redes e Cadeia de Valor

40 A Cadeia de Valor de Porter Coordenação Administrativa e Serviços de Apoio Administração de Recursos Humanos Desenvolvimento Tecnológico Obtenção de Recursos Logística Interna Logística Interna Operações Logística Externa Logística Externa Marketing e Vendas Marketing e Vendas Atendimento ao Cliente Atendimento ao Cliente Competitiva Vantagem

41 A Cadeia de Valor de Porter e Internet •Coordenação Administrativa e Serviços de Apoio –Sistemas financeiros e de planejamento (ERP) via web –Relacionamento on-line com investidores e acionistas •Gerenciamento de Recursos Humanos –Auto-serviço na administração de serviços de RH e de benefícios –Treinamento on-line –Divulgação de informações internas via Intranet –Sistemas eletrônicos de agendamento de compromissos e de justificativa de despesas •Desenvolvimento Tecnológico –Desenho de produtos de forma compartilhada através de diferentes localidades da empresa e com participantes de diversas áreas e sistemas de valores diferentes –Base de conhecimentos (patentes, normas, serviços etc.) acessíveis por toda a organização –Acesso em tempo-real às informações sobre vendas e mercado por parte do setor de P&D •Obtenção de Recursos –Planejamento da demanda, de fullfilment e de estoques on-line –Ligações com os sistemas de transações, estoques e previsões de venda de fornecedores –Cobrança e recebimento automáticos –Busca, direta e indireta, de fornecedores e produtos via mercados, leilões e trocas virtuais

42 •Logística Interna –Integração em tempo real do agendamento, envio, administração de armazéns e estoques, planejamento de demanda e gerência avançada entre diversas áreas da companhia e de seus fornecedores –Divulgação, através de toda a companhia, de informações sobre entregas de materiais e materiais em estoque •Operações –Troca de informações e tomada de decisões integrada com diversas plantas operacionais, montadores, terceirizados e fornecedores –Informações em tempo real sobre níveis de estoque e de produção para a força de vendas e canais •Logística Externa –Processamento de pedidos em tempo real tanto para a força de vendas quanto para o cliente final ou o canal parceiro –Automatização de contratos e acordos personalizados para clientes –Acesso ao desenvolvimento de produtos e status de entrega para clientes finais e canais –Integração colaborativa com os sistemas de previsão de vendas –Gerenciamento de canal integrado, incluindo informação sobre trocas, recall de produtos, garantias e administração de contratos (controle de versões, controle de processo) A Cadeia de Valor de Porter e Internet

43 •Marketing e Vendas –Canais de venda on-line, incluindo web sites e mercados virtuais –Acesso em tempo real, interno e externo, a informações sobre clientes, catálogos de produtos, precificação dinâmica, disponibilidade de estoques, cotações eletrônicas e entrada de pedidos –Gerenciamento de produtos on-line –Marketing personalizado para o cliente através de perfis de clientes (on-line profiling) –Propaganda direcionada (push advertising) –Acesso on-line personalizado –Retorno de respostas on-line para clientes, através de pesquisas on-line, marketing de permissão e controle de resposta de promoções (promotion response tracking) •Serviços de Pós-Venda –Suporte on-line para representantes de serviço para clientes através de auto- resposta de , gerenciamento de respostas a pedidos, integração com sistema de pagamento, navegação conjunta (co-browse), atendimento on-line em tempo real (chat), voz sobre IP e outros usos de video-conferência na Internet –Auto-serviço para clientes através de sites e processamento de pedidos de serviço inteligente, incluindo atualizações de cobranças e perfis para envio. –Acesso a serviço de campo em tempo-real para verificação de contas de clientes, revisões periódicas automatizadas, gerenciamento de pedidos e disponibilidades de partes e acessórios, atualização de ordens de serviço e gerenciamento de serviços acessórios. A Cadeia de Valor de Porter e Internet

44 Próxima Aula Aula (CH)ConteúdoLeitura Indicada 5ª aula 3hs Unidade 7 - O surgimento e a evolução da Internet. 7.1 – O acesso e arquiteturas da Internet 7.2 – Serviços na Internet – , webmail, redes de relacionamento 7.3 – Internet no Brasil 7.4 – O futuro da Internet. Unidade 8 - A pesquisa na Internet Pesquisa através de URLs A pesquisa acadêmica na Internet Portais Científicos Bibliotecas Digitais de Teses e Dissertações. •COOPER, Brian. Como pesquisar na Internet. São Paulo: Publifolha •CASTELLS, Manuel. A Sociedade em Rede: Volume 1. São Paulo: Paz e Terra, 2003.(capitulo 1)


Carregar ppt "TIC TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO AULA 4 Produção Acadêmica da Pós-Graduação Lato Sensu."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google