A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PROBLEMAS RELACIONADOS AO CLIMA.  Metabolismo: Quando as células do corpo trabalham e utilizam energia (metabolismo), produz-se calor. Por isso quando.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PROBLEMAS RELACIONADOS AO CLIMA.  Metabolismo: Quando as células do corpo trabalham e utilizam energia (metabolismo), produz-se calor. Por isso quando."— Transcrição da apresentação:

1 PROBLEMAS RELACIONADOS AO CLIMA

2  Metabolismo: Quando as células do corpo trabalham e utilizam energia (metabolismo), produz-se calor. Por isso quando os atletas estão ativos, a temperatura do corpo aumenta em razão de um aumento na frequência metabólica.

3  Convecção: Perde ou ganha calor por meio do ar (vento) que circula ao redor do corpo.  Condução: Contato com objetos mais frios ou quentes.  Radiação: Ocorre quando se ganha ou perde calor por meio do contato com ondas eletromagnéticas. Ex.: sol

4  Evaporação: O suor é o mecanismo interno do corpo para resfriar-se. Porém só funciona ao evaporar-se da pele.

5 DOENÇAS RELACIONDAS À EXAUSTÃO POR CALOR  (pag. 135) Prevenção:  Monitore condições climáticas e adapte os treinos de forma adequada;  Acostume os atletas a se exercitarem em temperaturas e umidades altas;  Mude para roupas leves e menos equipamentos

6  Atletas que anteriormente sofreram uma doença por calor são particularmente propensos.  Cuidados com atletas desidratados, acima do peso, muito musculosos, sem condicionamento, que tomam anti-histaminicos e descongestionantes.  Monitore atentamente estes atletas  Administre bastante liquido

7 Sinais e sintomas da desidratação:  Sede  Pele avermelhada  Fadiga,  Cãimbras musculares  Apatia  Lábios e boca seca  Urina de coloração escura  Sensação de cansaço.

8  Uma hidratação adequada, não condiz com sentir sede, pois quando se tem sede já é sinal de que o corpo está em inicio de desidratação.  Para uma adequada hidratação para atletas ou praticantes de esportes em geral, recomenda-se 500 ml de liquido duas horas antes dos treinos.

9

10  Durante a prática, 200 ml a 300 ml de água ou bebida esportiva gelada.  Após o exercício ou treinos, aproximadamente 700 ml de líquido esportivo ou água.

11  Água X Bebidas Esportivas?

12  Se for uma competição vigorosa, com mais de uma hora, por mais de uma vez por dia, recomenda-se os hidrolíticos, pois promovem retenção hídrica, ajudam a reduzir cãimbras, repõe carboidratos.  Proíba o uso de sweatboxes, roupas de vinil, diuréticos ou outros meios artificiais de redução rapida de peso.

13  Cãimbras por calor:  Espasmos musculares repentinos (comumente ocorrem no quadriceps, isquitibiais ou nas panturrilhas.  Causas: desidratação, perda de sódio e potássio, diminuição do fluxo sanguínio para os músculos, fadiga,.  Sintomas: dor, fadiga.

14  Primeiros socorros:  Descanse a pessoa (atleta)  Ajude-o a alongar o músculo afetado  Administre bebida contendo sódio  Se os espasmos persistirem ou outras lesões forem encontradas, encaminhe para um médico.

15  Exaustão por Calor:  Causa: desidratação que ocorre quando o suprimento de água e eletrolitos para o corpo se esgota por meio do suor  Sintomas: dor de cabeça, náuseas, tontura, calafrios, fadiga, sede  Sinais: pele pálida, pulso rápido e fraco, perda de coordenação, pupilas dilatadas, suor profuso.

16 Primeiros socorros:  Remover o atleta para uma área fresca, aplique toalhas frias ou gelo no pescoço, costas ou estômago,, administre liquido gelado, monitore respiração, e a circulação, monitore em caso de choque, chame assistência médica em caso de não melhora, em caso de melhora avise familiares.  O atleta não poderá em hipótese alguma retornar as atividades no mesmo dia em que sofreu exaustão por calor

17 Colapso por Calor:  Condição que apresenta risco de morte e na qual a temperatura do corpo atinge níveis perigosamente altos.  Causa: disfunção no centro de controle de temperatura do cérebro, causada por desidratação extrema, febre ou um equilibrio inadequado da regulação da temperatura do corpo.

18  Sintomas: sensação de muito calor, náuseas, irritabilidade, fadiga.  Sinais: pele vermelha ou avermelhada e quente, temperatura do corpo muito alta (retal 40º ou mais), pulso e respiração rapida, pupilas contraidas, vomito, diarreia, confusão, possiveis convulsões e inconsciencia, possiveis paradas respiratorias ou cardiacas.

19 Primeiros socorros:  Chame emergência  Remova roupas e equipamentos e mergulhe o atleta em água fria  Posicione em posição meio reclinada, no caso de inconsciência, vire-o de lado  Monitore respiração e circulação  Monitore em caso de choque  Administre bebidas geladas

20 Doenças relacionadas ao frio  Para contrapor a temperaturas baixas, nosso corpo tenta ganhar calor por meio de tremores e reduzindo o fluxo sanguineo para as extremidades e pele.

21 Prevenção de doenças relacionadas ao frio  Certifique-se que os atletas estão usando roupas de proteção adequadas  Mantenha os atletas ativos a fim de manter o calor do corpo  Monitore a sensação térmica e adapte a exposição ao frio de modo adequado  Monitore atletas que corram risco de doenças relacionadas ao frio  Enfatize a hidratação adequada.

22 Geladura  Estado no qual os tecidos congelam e os vasos sanguíneos se comprimem.  Nariz, orelhas, dedos  Causas: exposição de partes do corpo ao frio, causando congelamento de tecidos e compressão de vasos sanguíneos

23  Sintomas: dores, coceiras, queimação ou ardência.  Sinais:  Geladura de 1º : pele vermelha ou avemelhada que pode tornar-se branca ou cinza  Geladura de 2º : pele esbranquiçada, rigida ou palida; bolhas e uma coloração purpura pode aparecer na pele quando a região for reaquecida  Geladura de 3º: pele azulada, bolhas, area atingida pela galaduraapresenta rigidez e sensação de muito frio.

24 Primeiros Socorros:  Remova o atleta para uma área quente  Retire roupas frias e úmidas  Monitore respiração e circulação  Monitore e trate em caso de choque,se necessário e, se isso ocorrer, chame a emergência  Reaqueça a região (use água limpa e quente (37 ºa 40º).

25 Hipotermia Estado no qual a temperatura do corpo cai abaixo de 35º Causas:  Exposição prolongada a ambientes frios, úmidos e com vento  Fadiga extrema  dedidratação

26 Sintomas:  Irritabilidade, sonolência, letargia Sinais:  Perda de coordenação e perda de sensibilidade  Calafrios, pele dura e pálida  Dormêncai, irritabilidade  Leve confusão  Depressão, comportamento retraido  Pulso irregular e lento,  Movimentos lentos  Dificuldades de andar, de falar

27 No caso de hipotermia grave (30º a 32º)  Alucinações, pupilas dilatadas  Queda na frequência cardíaca e na frequência respiratória  Confusão, semi-consciência  Interrupção dos calafrios, rigidez muscular  Pele exposta azul e inchada.

28 Primeiros Socorros:  Remova o atleta para uma área quente  Chame a emergencia  Retire delicadamente roupas frias e úmidas  Envolva o atletas em cobertores  Monitore em caso de choque  Dê bebidas quentes  Monitore pulso e circulação  Lide de maneira cuidadosa com a pessoa, poios movimentos rápidos podem fazer com que o sangue frio circule novamente para o coração causando parada  Observação: o atleta só voltará as atividades após ser examinado e liberado por um médico.

29 Lesões causadas po relâmpagos  O relâmpago pode causas lesões, queimaduras, fraturas, parada cardíaca  Causas: impacto direto ou indireto de um relâmpago.

30 Sintomas:  Dor de cabeça  Tonturas Sinais:  Queimaduras no ponto de entrada e saìda do raio  Se incosnciente: desorientação  Inconsciência

31 Primeiros socorros:  Remover o atleta para uma área segura  Chame emergência  Monitore respiração e circulação  Monitore em caso de choque  Se o pulso estiver presente, e não há suspeita de fratura, posiciona o atleta de lado, permitindo que líquido e vômitos escorram pela boca.

32 Prevenção  O atleta não poderá retornar as atividades após ser avaliado e liberado pelo médico  Desenvolva um plano de prevenção de relâmpagos (pag 15)  Interromper as atividades ou usar a regra dos 30-30(se o trovão ocorrer em um intervalo de 30 seg após o clarão do raio, procure abrigo. Não deixe o abrigo até 30 min apos a última queda do raio ou luz do trovão.


Carregar ppt "PROBLEMAS RELACIONADOS AO CLIMA.  Metabolismo: Quando as células do corpo trabalham e utilizam energia (metabolismo), produz-se calor. Por isso quando."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google