A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

NOVAS CONFIGURAÇÕES e FILOSOFIAS ORGANIZACIONAIS.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "NOVAS CONFIGURAÇÕES e FILOSOFIAS ORGANIZACIONAIS."— Transcrição da apresentação:

1 NOVAS CONFIGURAÇÕES e FILOSOFIAS ORGANIZACIONAIS

2 NOVAS CONFIGURAÇÕES ORGANIZACIONAIS • Posicionamento da Ciência da Administração na Era da Informação; • Melhoria Contínua; • Qualidade Total; • Reengenharia;

3 Kaizen Conceito da administração japonesa que significa aprimoramento contínuo, envolvendo todos os funcionários de uma organização. É um processo de melhorias contínuas, com bom senso e baixos investimentos.

4 KAIZEN

5 Método Tradicional Meses Análise Projeto Implantação Decisão Mudança

6 KAIZEN GRUPO KAIZEN Dias Análise Teste Mudança Implantação

7 Exemplo de KAIZEN 1 TORNO CNC TORNO CONVENCIONAL PARA

8 Exemplo de KAIZEN 2 Centro de Usinagem 03 eixos Centro de Usinagem 05 eixos PARA

9 Gestão da Qualidade

10 Qualidade Total • O processo que conduz a empresa a um enfoque na qualidade, não só como conformidade do produto, mas buscando também a satisfação do cliente e de seus anseios.

11 QUALIDADE E SUAS DEFINIÇÕES. A qualidade de uma organização é definida a partir dos seguintes fatores: • Expectativas dos clientes; • Exigências do mercado ou ambiente competitivo; • Objetivos organizacionais ; • Requisitos legais (normas, padrões, regulamento, leis, etc)

12 SIGNIFICADOS DO TERMO QUALIDADE • Um grau de excelência; • Conformidade com requerimentos; • A totalidade de características de uma entidade que garantem sua habilidade em satisfazer necessidades implícitas ou não; • Adequação ao uso; • Adequação ao propósito; • Inexistência de defeitos, imperfeições, ou contaminação; • Consumidores satisfeitos.

13 DEFINIÇÕES DE QUALIDADE • um estado dinâmico associado a produtos, serviços, pessoas, processos e ambientes que atendem ou excedem expectativas” (Goetsch, 2000, p. 50). • “um objetivo estratégico que é estabelecido para contemplar as necessidades e expectativas de todas as partes interessadas, e portanto equivale aos objetivos corporativos” (Hoyle, 2001, p.xi)

14 QUALIDADE SEGUNDO A ISO 9000:2000 Grau no qual um conjunto de características inerentes atende requisitos. (NBR ISO 9000, 2000, item 3.1.1).

15 GESTÃO DA QUALIDADE Os pilares da gestão da qualidade são a orientação por objetivos e a orientação ao cliente. Isto significa que a gestão da qualidade dos produtos deve se preocupar em realizar visão e a missão organizacional, alcançar os objetivos e atingir as metas. Tudo isso tentando satisfazer o interesse dos stakeholders

16 SISTEMA DE GESTÃO • Em uma organização com qualidade, seu sistema de gestão é único e é um sistema de gestão da qualidade. • Estas organizações se referem ao sistema de gestão da qualidade apenas como sistema de gestão organizacional. • Os objetivos organizacionais são equivalentes aos objetivos da qualidade. • A filosofia da série ISO 9000:2000 diz que as organizações devem ser geridas para atingir a qualidade, ou seja, adequar-se aos requisitos das partes interessadas.

17 EVOLUÇÃO HISTÓRICA DA QUALIDADE • Qualidade total é uma abordagem de gestão da qualidade que procura maximizar a competitividade da organização por meio da melhoria contínua da qualidade de seus produtos, serviços, pessoas, processos e ambientes, em toda a organização. Seus expoente são: • Edwards Deming, • Joseph M Juran, • Philip B Crosby

18 Edwards Deming • Planejar a partir de pesquisas sobre o consumidor (plan); • Produzir (do); • Verificar se o produto foi desenvolvido de acordo com o planejado (check); • Disponibilizar o produto (act) • Analisar como o produto foi recebido pelo mercado em termos de qualidade, custo e outros critérios

19 Edwards Deming • Criar consistência de propósito na direção da melhoria contínua de produtos e serviços para tornar-se competitivo, manter-se no mercado e gerar empregos; • Parar de depender da inspeção para atingir a qualidade. Construir qualidade desde o começo; • Melhorar continuamente e eternamente o sistema de produção para melhorar a qualidade e a produtividade, assim reduzindo constantemente os custos;

20 Edwards Deming • Eliminar o medo, de modo que todos possam trabalhar eficientemente; • Eliminar barreiras entre departamentos, de modo que todos possam trabalhar como equipes; • Eliminar barreiras e metas para a força de trabalho. Elas criam relações de adversários competitivos; • Eliminar cotas e gerenciamento por metas;

21 Joseph M Juran • Determinar quem são os clientes. • Identificar as necessidades dos clientes. • Desenvolver produtos com características que atendem às necessidades dos clientes. • Transpor os planos para o nível operacional

22 Joseph M Juran A melhoria contínua da qualidade é necessária para a manutenção dos padrões de desempenho adequados às necessidades do cliente e ao desempenho ótimo da organização. Para isto Juran propôs quatro passos

23 Joseph M Juran 1.Desenvolver a infra-estrutura necessária para realizar melhorias anuais na qualidade dos produtos e serviços. 2.Identificar as áreas que necessitam de melhoria implementar projetos para este fim.

24 Joseph M Juran 3.Estabelecer uma equipe de projeto com a responsabilidade de completar cada projeto de melhoria. 4.Fornecer às equipes os recursos necessários para diagnosticar problemas e suas causas, desenvolver soluções e estabelecer controles para manter os ganhos alcançados

25 Philip B Crosby • Deixar claro que a direção da organização está comprometida, no longo prazo, com a qualidade. • Formar equipes inter departamentais de qualidade. • Identificar onde os atuais e potenciais problemas existem. • Determinar o custo da qualidade e explicar como ela é usada como uma ferramenta de gerenciamento.

26 Philip B Crosby • Aumentar a consciência da qualidade e o comprometimento pessoal de todos os empregados. • Tomar ação imediata para corrigir os problemas identificados. • Estabelecer um programa de defeito zero. • Treinar supervisores para cumprir seus papeis no programa de qualidade

27 ISO 9000:2000 A SÉRIE ISO 9000:2000 é um conjunto de normas criadas pela ISO – International Organization for Standartization – e homologada pela ABNT. É composta das seguintes normas: • NBR ISO 9000:2000 – Sistema de gestão da qualidade – fundamentos e vocabulário. • NBR ISO 9001:2000 – Sistema de gestão da qualidade – requisitos. • NBR ISO 9004:2000 – Sistema de gestão da qualidade – Diretrizes para melhorias de desempenho. (CFR Bureau Veritas, 2002, p.2)

28 ISO 9000:2000 • É uma série de padrões que estabelecem requisitos mínimos para um sistema de gestão que garanta a qualidade dos produtos ou serviços da organização. • A NBR ISO 9001:2000 especifica os requisitos para que uma organização demonstre sua capacidade de fornecer produtos e serviços de acordo com a qualidade exigida pelo cliente e por normas legais. • A NBR ISO 9004:2000 descreve orientações de como implementar um sistema de gestão compatível com os requisitos da NBR ISO 9001:2000

29 ISO 9000:2000 • A ISO 9000:2000 baseia-se não em requerimentos mas em oito princípios que devem ser seguidos pelo sistema de gestão.

30 PRINCÍPIOS DA ISO 9000: Foco no cliente. 2.Liderança. 3.Envolvimento de pessoas. 4.Abordagem de processo. 5.Abordagem sistêmica de gestão. 6.Melhoria contínua. 7.Abordagem factual para a tomada de decisão. 8.Benefícios mútuos nas relações com os fornecedores.

31 PRINCÍPIOS DA ISO 9000:2000 • Para se adequar a NBR ISO 9001:2000, a organização deve implementar um sistema de gestão da qualidade que siga estes princípios e todas as clausulas da norma com as exceções permitidas. • Um sistema de gestão compatível com a série ISO 9000:2000 procura atingir os objetivos derivados da missão da organização que decorrem das expectativas das partes interessadas, ou stakeholders.

32 Intenções da série ISO 9000:2000 • Que as organizações projetem e administrem seus processos eficazmente para atingir objetivos organizacionais e não criem silos funcionais que competem por recursos. • Que as organizações escolham o que fazer baseada em análises objetivas do ambiente em que operam, e não sigam, servilmente, procedimentos sem propósito prático. • Que a administração crie um ambiente em que as pessoas serão motivadas, não crie sistemas burocráticos de documentação que engesse a criatividade e a iniciativa.

33 A organização que atende a ISO 9001 : 2000 deve: 1.Avaliar as necessidades e expectativas dos consumidores e outras partes interessadas; 2.Estabelecer políticas, objetivos e um ambiente de trabalho capaz de motivar a organização e satisfazer suas necessidades; 3.Projetar e administrar um sistema de gestão com processos interconectados necessários para implementar as políticas e atingir os objetivos;

34 A organização que atende a ISO 9001 : 2000 deve: 4.Medir e analisar a adequação, eficiência e eficácia em atingir os objetivos e atender os propósitos de cada processo e; 5.Perseguir a melhoria contínua do sistema através da avaliação objetiva de sua performance.

35 uma organização certificada ISSO 9001:2000 tem : 1.Um processo de planejamento bem definido e que produz um plano de negócios robusto. 2.Um plano de negócios com objetivos, indicadores que meçam a eficácia da organização, e ações direcionadas a atingir os objetivos com a definição das fontes de recursos e habilidades necessárias para executar estas ações. 3.Uma cultura de melhoria e um programa de investimento para dar suporte aos objetivos de melhoria contínua.

36 uma organização certificada ISSO 9001:2000 tem: 4.Processos eficientes de pesquisa de marketing e de satisfação do cliente relacionados com o planejamento de melhoria 5.Prática de benchmark. 6.Consciência de sua posição em relação aos concorrentes com conhecimento de suas forças e fraquezas. 7.Gerenciamento eficaz de processos, de forma que estes satisfaçam todas as partes interessadas.


Carregar ppt "NOVAS CONFIGURAÇÕES e FILOSOFIAS ORGANIZACIONAIS."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google