A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Vida pública de Jesus 13 LANFRANCO, Giovanni O milagre dos pães e dos peixes 1620-23 National Gallery da Irlanda, Dublin.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Vida pública de Jesus 13 LANFRANCO, Giovanni O milagre dos pães e dos peixes 1620-23 National Gallery da Irlanda, Dublin."— Transcrição da apresentação:

1 Vida pública de Jesus 13 LANFRANCO, Giovanni O milagre dos pães e dos peixes National Gallery da Irlanda, Dublin

2 Compêndio do Catecismo  108. Porque é que Jesus anuncia o Reino com sinais e milagres?   Jesus acompanha a sua palavra com sinais e milagres para atestar que o Reino está presente n’Ele, o Messias. Embora Ele cure algumas pessoas, não veio para eliminar todos os males aqui na terra, mas, antes de mais, para nos libertar da escravidão do pecado. A expulsão dos demónios anuncia que a sua cruz será vitoriosa sobre o «príncipe deste mundo» (Jo 12,31).

3 Introdução  “É necessário que conheçamos bem a vida de Jesus, que a tenhamos inteira na mente e no coração, de modo que, em qualquer momento, sem necessidade de nenhum livro, cerrando os olhos, possamos contemplá-la como um filme (...). Se fizermos assim, se não criarmos obstáculos, as palavras de Cristo penetrarão até ao fundo da nossa alma e transformar-nos- -ão." (São Josemaria Escrivá de Balaguer, Cristo que passa, n. 107). GIORDANO, Luca A ressurreição de Lázaro c Colecção privada

4 Ideias principais

5 1. Os mistérios da vida pública de Jesus  Dos muitos acontecimentos dos três anos de vida pública de Jesus podem destacar-se:  o baptismo no Jordão,  as tentações no deserto,  a pregação sobre o Reino de Deus,  a transfiguração no monte Tabor,  a subida a Jerusalém,  a sua entrada messiânica na Cidade Santa  e os mistérios finais da Paixão e morte para redimir os homens. CRANACH, Lucas the Elder Cristo e a mulher adúltera 1532 Museum of Fine Arts, Budapeste

6 2. O baptismo de Jesus no Jordão  Com o baptismo começa a vida pública do Senhor.  Foi o momento da manifestação de Jesus diante do povo de Israel como o Messias prometido do Antigo Testamento e como o Filho de Deus igual ao Pai.  O baptismo de Cristo recorda-nos o nosso baptismo. CARRACCI, Annibale O Baptismo de Cristo 1584 S. Gregório, Bolonha

7 3. As tentações de Jesus no deserto  Depois de ser baptizado por João, Jesus retirou-se para o deserto para rezar, permitindo ser tentado pelo diabo.  As respostas ao tentador põem em evidência a identificação filial com o desígnio de salvação querido por Deus, seu Pai.  A Igreja celebra, todos os anos, a quarentena de Jesus no deserto, vencendo, com a sua penitência, as tentações do diabo, para nos dar exemplo. DUCCIO di Buoninsegna Tentação no monte Frick Collection, New York

8 4. A pregação sobre o Reino de Deus  Jesus veio ao mundo pregar o Reino de Deus e fundar a Igreja.  Desta pregação são especialmente significativos o Sermão da Montanha e as parábolas, confirmando a sua missão com a santidade de vida e os milagres.  Desde o começo da vida pública, Jesus elegeu doze apóstolos para estar com Ele e associá-los à sua missão. DOMENICO DI MICHELINO Dante e os três reinos 1465 Museu da Ópera do Duomo, Florença

9 5. A transfiguração de Cristo no Tabor  Jesus transfigurou-se na presença dos seus discípulos predilectos: Pedro, Tiago e João, para fortalecer a fé dos Apóstolos ante a proximidade da Paixão.  Segundo a tradição, sucedeu no monte Tabor. ANGELICO, Fra A transfiguração Convento de São Marcos, Florença

10 6. A entrada triunfal de Jesus em Jerusalém  Jesus sobe a Jerusalém voluntariamente, disposto a morrer.  A entrada messiânica em Jerusalém, que celebramos no Domingo de Ramos, manifesta a vinda do Reino que o Rei- -Messias - recebido na sua cidade pelos meninos e pelos humildes de coração - vai levar a cabo com a sua morte e ressurreição. GIOTTO di Bondone N. 26 Cenas da vida de Cristo: 10. Entrada em Jerusalém Capela Scrovegni (Arena Chapel), Pádua

11 7. Do Cenáculo à Cruz  “Antes da festa da Páscoa, sabendo Jesus que tinha chegado a Sua hora de passar deste mundo ao Pai, tendo amado os Seus que estavam no mundo, amou-os até ao extremo" (João 13,1).  Então desafogou o seu coração num longo discurso, que serve de marco:  ao lava-pés, dando-lhes exemplo de humildade e de serviço;  ao mandamento novo do amor, que lhes confia;  à instituição da Eucaristia e do sacerdócio ("Fazei isto em memória de Mim" (Lucas 22,19);  à promessa do Espírito Santo;  à oração sacerdotal, que abre a perspectiva da glória da Cruz, BASSANO, Jacopo A última ceia 1542

12 8. Conhecer a vida de Jesus  Cada cristão deve conhecer e reproduzir em si mesmo a vida de Jesus Cristo.  Muito lhe ajudará ler e meditar a Sagrada Escritura, de onde tirará contínuas lições para seguir Jesus, que nos marca o caminho da santidade na vida ordinária da família e do trabalho. BOSCH, Hieronymus Cristo com a cruz às costas Palácio Real, Madrid

13 Propósitos de vida cristã

14 Um propósito para avançar  Lê todos os dias alguma passagem do Evangelho sobre a vida de Jesus, meditando-o.  Jesus é nosso modelo em tudo; imita a vida de Cristo nas tuas relações com os outros homens.


Carregar ppt "Vida pública de Jesus 13 LANFRANCO, Giovanni O milagre dos pães e dos peixes 1620-23 National Gallery da Irlanda, Dublin."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google