A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Narra o Evangelho de Mateus que, quando os inimigos de Jesus O tentaram envolver em uma contradi ç ão, acerca da legalidade ou não do pagamento do tributo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Narra o Evangelho de Mateus que, quando os inimigos de Jesus O tentaram envolver em uma contradi ç ão, acerca da legalidade ou não do pagamento do tributo."— Transcrição da apresentação:

1

2 Narra o Evangelho de Mateus que, quando os inimigos de Jesus O tentaram envolver em uma contradi ç ão, acerca da legalidade ou não do pagamento do tributo ao Imperador de Roma, o Excelso Mestre assim concluiu o ensino: Dai, pois, a C é sar, o que é de C é sar e a Deus o que é de Deus.

3 A resposta nos conduz a profundas reflexões. C é sar e Deus podem significar o humano e o Divino, o material e o espiritual. Normalmente, por vivermos no mundo carnal, nos afadigamos pela conquista de coisas materiais. Isso porque este mundo muito nos exige para a sobrevivência e o desfrutar de algum conforto. Assim, aplicamos todas as horas, ou grande parte delas, aos compromissos materiais. Mesmo quando nos dispomos ao repouso, nosso objetivo é o de refazer as for ç as para a luta do dia seguinte que nos aguarda, com a mesma ou maior intensidade.

4 Envolvidos no cotidiano, programamos a nossa vida como se ela jamais viesse a se extinguir pela desencarna ç ão. Elegemos um culto exagerado ao corpo, imaginando que dele não mais nos haveremos de apartar. Nesse afã, gastamos horas in ú meras com a sele ç ão das mais aprimoradas dietas, os exerc í cios f í sicos apropriados, vitaminas, ervas, banhos etc. Naturalmente, ao sermos surpreendidos pela morte f í sica, pela falta de h á bito de eleva ç ão, poderemos prosseguir na fixa ç ão perturbadora e ilus ó ria de que a morte não nos ceifou o corpo, permanecendo ao seu lado.

5 Como homens, vivemos em sociedade e temos deveres para com ela. Necessitamos cumprir com nossa parte para o progresso de todos. E ningu é m pense que fugir do mundo, sob o pretexto de servir a Deus, se justifique. O Mestre Jesus nos deu os exemplos de como viver no mundo, servindo aos homens. Ele participou das bodas em Can á, santificando-as com Sua presen ç a. Foi à casa de um cobrador de impostos, honrando-lhe o lar. Mais de uma vez hospedou-se na ch á cara dos irmãos de Betânia. Ouviu a mulher equivocada, lecionando-lhe honradez. Foi ao templo e à sinagoga, sem preconceito de esp é cie alguma. Participou das festas habituais do povo, sem se permitir envolver em paixões. Tudo fez com naturalidade, discri ç ão e honorabilidade. * * *

6 Aprendamos com Jesus. Em nossos dias, dediquemos a Deus um momento de reflexão, uma hora de miseric ó rdia para com os Seus filhos. Encaminhemos a Deus nossa d á diva, ofertando-nos ao pr ó ximo. Vivamos no mundo, amando a vida e servindo ao mundo sem escravidão. E canalizemos para Deus os nossos recursos morais, trabalhando nossa intimidade espiritual, imperec í vel, imortal.

7 Você sabia?...que o nascimento de Jesus foi anunciado por cânticos celestes e informado aos pastores como uma not í cia de muita alegria? E sabia que Jesus encerrou o Seu messianato, entre os homens, em plena luz do dia, em glorioso encontro na natureza, desaparecendo aos olhos de quinhentos disc í pulos? Dessa forma nos ensinou que a vida é um poema de j ú bilos em nome do amor. Pensemos nisso.

8 Reda ç ão do Momento Esp í rita, com base no cap. 17, do livro Momentos de Esperan ç a, pelo Esp í rito Joanna de Ângelis, psicografia de Divaldo Pereira Franco, ed. LEAL. Em Editado por: Dido Imagens: Internet Música: Internet Venha para o Imagem Folheados e saiba como obter uma Renda Extra Acesse:


Carregar ppt "Narra o Evangelho de Mateus que, quando os inimigos de Jesus O tentaram envolver em uma contradi ç ão, acerca da legalidade ou não do pagamento do tributo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google