A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Resíduos Estimativas Emissões GEE 1990-2012. Roteiro 1.Características do Setor 2.Escopo do levantamento 3.Limitações do método 4.Resultados 5.Destaques.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Resíduos Estimativas Emissões GEE 1990-2012. Roteiro 1.Características do Setor 2.Escopo do levantamento 3.Limitações do método 4.Resultados 5.Destaques."— Transcrição da apresentação:

1 Resíduos Estimativas Emissões GEE

2 Roteiro 1.Características do Setor 2.Escopo do levantamento 3.Limitações do método 4.Resultados 5.Destaques RESÍDUOS >> ROTEIRO 2

3 • O saneamento básico no Brasil ainda está distante da universalização, da eficiência e da qualidade necessárias para a garantia das condições ambientais e de saúde pública adequadas à população brasileira. • Em 2011 o índice de coleta de esgoto nas áreas urbanas era de 55,5% e apenas 37,5% do esgoto gerado era tratado (SNIS, 2013). • 42% dos resíduos possuem destinação inadequada (lixões ou aterros controlados), e aproximadamente 10% da população urbana não conta com serviços de coleta (ABRELPE, 2013) • A Política Nacional de Saneamento Básico (Lei /2007) e a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei /2010) constituem importantes marcos legais que estabelecem novos princípios e instrumentos e definem responsabilidades. RESÍDUOS >> CARACTERÍSTICAS DO SETOR 3

4 RESÍDUOS >> ESCOPO DAS ESTIMATIVAS DO SETOR 4 Subsetores e gases gerados 4. Esgoto Industrial - CH 4 (cerveja, leite cru e pasteurizado, algodão, papel, suínos, aves e bovinos) 3.Esgoto Doméstico - CH 4 e N 2 O (lançamento em corpos d'água, fossas, lagoas, reatores anaeróbios, etc) 2. Incineração de Resíduos - CO 2 e N 2 O (doméstico, industrial e saúde) 1. Disposição de Resíduos - CH 4 (aterro sanitário, aterro controlado e lixões)

5 Disposição de Resíduos e Esgoto Doméstico • O II Inventário não disponibiliza todas as informações necessárias para o uso da fórmula completa de cálculo das emissões • As bases de dados nacionais não possuem todas as informações para o cálculo das emissões Incineração de Resísuos • Impossibilidade do levantamento, em um curto período, da quantidade de resíduos incinerada RESÍDUOS >> LIMITAÇÕES DO MÉTODO 5

6 RESÍDUOS >> RESULTADOS 6 Emissões (por Setor) 2,1% 1,2% 1,7% 3,0% 3,2%

7 RESÍDUOS >> RESULTADOS 7 Fonte: OC/SEEG,2013 Emissões (por Subsetor) (milhões de toneladas CO2eq – GWP) %

8 RESÍDUOS >> RESULTADOS 8 Emissões (% por Subsetor) Fonte: OC/SEEG, 2013

9 RESÍDUOS >> RESULTADOS 9 Emissões (% por Subsetor) Fonte: OC/SEEG,

10 RESÍDUOS >> RESULTADOS 10 Fonte: OC/SEEG,2013 Emissões (% de Crescimento por Subsetor) (milhões de toneladas CO2eq – GWP) Incineração de Resíduos480% Esgoto Industrial198% Esgoto Doméstico48% Disposição de Resíduos57% Total Geral64%

11 RESÍDUOS >> RESULTADOS 11 Fonte: OC/SEEG,2013 Emissões (% de Crescimento por Subsetor) (milhões de toneladas CO2eq – GWP) Incineração de Resíduos29% Esgoto Industrial37% Esgoto Doméstico10% Disposição de Resíduos13% Total Geral14%

12 RESÍDUOS >> RESULTADOS 12 Emissões Esgoto Industrial (% por Atividade) Fonte: OC/SEEG, 2013

13 RESÍDUOS >> RESULTADOS 13 Fonte: OC/SEEG, 2013 Emissões (% por Gás - CO2 eq.)

14 Necessidade de integração entre: • Dados necessários para o cálculo das emissões do setor • Dados dos Sistemas Nacionais de Informação de Saneamento (SNIS) e de Gestão dos Resíduos Sólidos (SINIR) e do IBGE (PNAD e PNSB) RESÍDUOS >> DESTAQUES Avanços nas condições de Saneamento podem implicar em maior geração de GEEs se gases não forem coletados: • Potencial de Emissões: – Resíduos - Lixão (x), Aterro Controlado (2x), Aterro Sanitário (2,5x) – Esgoto - Cursos d'água (x), Lagoa ou Reator Anaeróbio (8x) • A coleta dos gases reduz as emissões a níveis inferiores aos resíduos e esgoto não tratado.

15 Elementos de um Cenário de Baixo Carbono • Redução de resíduos em aterros - redução da geração, reciclagem, compostagem, logística reversa, etc • Redução do volume de efluentes - redução do consumo, reuso de água, etc • Redução de 80% das emissões em 2030: coleta e queima de metano em aterros (75% de eficiência) e em estações de tratamento de esgoto (90% de eficiência) (ALVES, et al 2010) • Potencial para geração de 280 MW, energia suficiente para abastecer uma população de cerca de 1,5 milhão de pessoas (ABRELPE, 2013) RESÍDUOS >> DESTAQUES


Carregar ppt "Resíduos Estimativas Emissões GEE 1990-2012. Roteiro 1.Características do Setor 2.Escopo do levantamento 3.Limitações do método 4.Resultados 5.Destaques."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google