A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

“A percepção do desconhecido é a mais fascinante das experiências. O homem que não tem os olhos abertos para o misterioso passará pela vida sem ver nada”.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "“A percepção do desconhecido é a mais fascinante das experiências. O homem que não tem os olhos abertos para o misterioso passará pela vida sem ver nada”."— Transcrição da apresentação:

1

2 “A percepção do desconhecido é a mais fascinante das experiências. O homem que não tem os olhos abertos para o misterioso passará pela vida sem ver nada”.

3 POR QUE OS ESPÍRITOS NÃO DISPENSAM OS MÉDIUNS?  O ponto principal esta no fato de nossa animalidade orgânica ainda requer fluidos animalizados e grosseiros.  “O que é nascido da carne é carne e o que é nascido do Espírito é Espírito”. (Jesus). Ou seja somos excessivamente dependentes de fluidos materiais, que é encontrado em nossos iguais encarnados.

4 ALGUMAS VISÕES DA NOSSA EVOLUÇÃO E DAS RELIGIÕES

5

6 Criação do Espírito Nascimento Vida de Relação na Terra Morte do Corpo Físico Análise da Vida Terrestre (Julgamento) Foi uma “pessoa boa”? Sim C É U !!! Não Pouco “ruim” ou muito “ruim”? Pouco Muito INFERNO Purga- tório

7 Evolução do Princípio Inteligente Criação do Espírito por Deus Vida de Relação na Terra Morte do Corpo Físico Volta ao Plano Espiritual Necessita novo Ciclo de Aprendizado na Matéria? Não Continua Evolução no Plano Espiritual Construção Eterna do Conhecimento e da Felicidade auxiliando a Deus Sim Reencarnação Ciclo de Aprendizado

8

9

10 E rogava-lhe muito, dizendo: Minha filha está moribunda; rogo-te que venhas e lhe imponhas as mãos para que sare, e viva. Marcos 5: 23. Jesus impunha as mãos nos enfermos e transmitia-lhes os bens da saúde. Seu amoroso poder conhecia os menores desequilíbrios da Natureza e os recursos para restaurar a harmonia indispensável. Nenhum ato do Divino Mestre é destituído de significação. Reconhecendo essa verdade os apóstolos passaram a impor as mãos fraternas em nome do Senhor e tornavam- se instrumentos da Divina Misericórdia. Atualmente, no Cristianismo redivivo, temos, de novo, o movimento socorrista do Plano Invisível, através da imposição das mãos. Os passes, como transfusões de forças psíquicas, em que preciosas energias espirituais fluem dos mensageiros do Cristo para os doadores e beneficiários, representam a continuidade do esforço do Mestre para atenuar os sofrimentos do mundo.

11 Seria audácia por parte dos discípulos novos a expectativa de resultados tão sublimes quanto os obtidos por Jesus junto aos paralíticos, perturbados e agonizantes. O Mestre sabe, enquanto nós outros estamos aprendendo a conhecer. É necessário, contudo, não lhe desprezar a lição, continuando, por nossa vez, a obra de amor, através das mãos fraternas. Onde exista sincera atitude mental do bem, pode estender-se o serviço providencial de Jesus. Não importa a fórmula exterior. Cumpre-nos reconhecer que o bem pode e deve ser ministrado em seu nome. Emmanuel (Caminho, Verdade e Vida, cap. 153).

12 O Passe Através dos Tempos O passe não é novidade para ninguém, pois vem dos tempos mais remotos da nossa História e já era muito usado, mesmo antes da vinda de Jesus. Tornou-se mais conhecido após a sua presença entre nós.

13 No antigo Egito, o passe era largamente usado pelos sacerdotes os quais passaram a ser considerados detentores de poderes especiais. Eram assim dizer, os “privilegiados” de Deus pelo seu poder de cura. É o que entendia o povo da época. Na china, na Pérsia, no Egito, na Grécia, na Indía e no Tibet, as curas se realizavam pelo toque das mãos. Com essas pequenas informações fica patente que o passe não é exclusiva do Espiritismo!

14  Pode-se dizer que o passe foi trazido ao Brasil pelos escravos, embora os indígenas aqui existentes já tivessem em seus rituais de magia (pelos Pajés, que, segundo eles eram detentores de poderes), o costume de fazer grandes movimentos com as mãos, caracterizando o passe.

15 O Passe no Brasil foi oficializado no ano de 1840 como passe-padrão, com a simples imposição das mãos por dois grandes médicos homeopatas: Bento Mure (Francês) e João Martins (Português), que os ministravam associados a remédios homeopáticos.

16 Foram muitos os pesquisadores sobre o asssunto. Há, porém, os que se destacaram como verdadeiros missionários nesse campo através de suas pesquisas em relação ao fenômeno da cura pelas mãos do homem. Entre eles destacaram-se Paracelsus, Gronícius, Burfrave, Van Helmont, Robert Fludd, Kircher, Maxwel, Dupotet, Deleuse, Bue, Gauyther, Fere e Mesmer. Todos esses pesquisadores tiveram sua época entre o fim do século XV até o século XVII, exceto Mesmer que viveu no século XVIII.

17 Como o assunto é Passe, não se fala nele sem falar em magnetismo e não se fala em magnetismo sem falar em Franz Anton Mesmer. Mesmer nasceu na Áustria em 23 de maio de 1734, era advogado, teólogo, doutor em filosofia e em medicina, sendo emérito pesquisador dos poderes ocultos do homem. Aos trinta e dois anos resolveu deixar tudo que havia estudado para ingressar naquilo que sempre sonhou desde criança: estudar o campo oculto do poder do homem em relação ao Universo, ou seja, a CURA. (Livro o Passe de Geraldo Panetto – Pág. 32)

18 Magnetismo segundo a ciência são propriedades de atração que tem o imã ou certos sistemas, ou a faculdade de se orientar em certas direções. Na Física, trata das propriedades do imã. Em linguagem espírita, é o poder de alguém, através da sua vontade, incorporara em outros, certas energias a ele atribuída, para que essas altere parte ou total de uma deficiência física.

19

20 “O Passe é um dos veículos de que se utilizam os Bons Espíritos para atender os necessitados, de acordo com a vontade de Deus, e não para atender aos homens, segundo nossos, quase sempre, pueris caprichos e mesquinhas imposições”.

21 Allan Kardec “É muito comum a faculdade de curar pela influência fluídica e pode desenvolver-se por meio do exercício; mas, a de curar instantaneamente, pela imposição das mãos, essa é mais rara e o seu grau máximo se deve considerar excepcional”. “A mediunidade curadora (...) é, por si só, toda uma ciência, porque se liga ao magnetismo, e não só abarca as doenças propriamente ditas, mas todas as variedades (...) de obsessões”. E ainda acrescenta: “(...) Aí nada queremos introduzir de pessoal e de hipotético por via de experiência e de observação.” “Pela prece sincera, que é uma magnetização espiritual, provoca-se a desagregação mais rápida do fluído perispiritual”. Diz ainda Kardec: “O médium curador transmite o fluido salutar dos bons Espíritos (...).

22 " O Passe, como gênero de auxílio invariavelmente aplicável sem qualquer contra indicação é valioso no tratamento devido aos enfermos de toda Classe”.André Luiz. " O Passe é uma transfusão de energias psíquicas”.Emmanuel " O Passe é uma transfusão de energias, alterando o campo celular”.André Luiz.

23 "Passe - Movimentos com as mãos feitos pelos médiuns passistas nos indivíduos com desequilíbrios psicossomáticos ou apenas desejos de uma ação fluídica benéfica”.Paula, João Teixeira “Dicionário Enciclopédico Espiritismo Metapsíquica Parapsicologia” Ed. Bels S.A. "Ato de passar as mãos repetidamente entre os olhos de uma pessoa para magnetizá-la, ou sobre uma parte doente de uma pessoa para curá-la”. Novo Dicionário da Língua Portuguesa. Ed. Nova Fronteira.

24 Dividimos em três Grupos Em relação ao Paciente Em relação ao Médium Em relação à Casa Espírita

25 Se fazer é uma obrigação, saber fazer é um dever; e fazê-lo correto, no tempo, momento e lugar certo, é buscar a perfeição.

26 O passe espírita objetiva o reequilíbrio orgânico (Físico), psíquico, perispiritual e espiritual do paciente. Como médium, devemos estar conscientes de que temos no passe uma oportunidade sagrada de praticar a caridade sem mesclas, desde que imbuídos do verdadeiro espírito cristão, sem falar na benção de podermos estar em companhia de bons Espíritos que, com carinho, diligência, amor, compreensão e humildade se utilizam nossas limitadas potencialidades energéticas em benefício do próximo e de nós mesmos.

27 É necessário fraternidade, respeito ao semelhante, desinteresse, utilitarista, trabalho idealista da vivência do amai-vos uns aos outros, tolerância e simplicidade de coração, humildade de Espírito. Numa palavra, a prática das virtudes evangélicas, eis o que distingue o trabalho espírita e caracteriza a instituição fundada e sustentada sob a inspiração do Espiritismo.

28 A Organização Mundial da Saúde considera que a saúde é o completo bem estar físico, mental e social. Nós, espíritas, anuímos a essa definição; só que admitimos que toda doença de alguma gravidade tem uma origem espiritual. A ação moral desequilibrada do Espírito afeta o perispírito; e estando o perispírito intimamente ligado ao corpo físico, seu desajuste vibratório afeta-o, e ele adoece.

29 Em sua essência profunda, o passe é a mobilização ativa de nosso amor em favor do bem do semelhante. Jesus, o Divino Modelo, ensinou-nos a fazê-lo em diversas e bem conhecidas passagens de sua vida. Na página que fizemos figurar como introdução destes apontamentos, por exemplo, Emmanuel comenta o caso de Jairo, que procurou Jesus, movido por ardente fé, implorando pela filha, em estado de morte aparente. Atendendo-lhe ao pedido, Jesus vai até sua casa e, convocando-a a vida, restaura-lhe prontamente a saúde.

30 O QUE FAZER PARA RECEBÊ-LOS ? QUANTO MAIS A PESSOA CRÊ E DESEJA RECEBER, MAIS ELA RECEBE SE A PESSOA NÃO ACREDITA E NÃO QUER RECEBER, ELA SE FECHA E AS ENERGIAS BOAS NÃO CONSEGUEM NELA PENETRAR

31 O homem mais feliz é aquele que extrai de si o melhor e o mais nobre. Deus é o que há de melhor e mais nobre em nós, pois o reino de Deus está dentro de cada um de nós.

32 Um pensamento de ódio ou ressentimento é um veneno mental. Não pense no mal para outra pessoa, pois assim fazer é pensar o mal para você mesmo. Você é o único ser pensante em seu universo e todos os seus pensamentos são criadores.

33 O bem que você faz, a bondade que demonstra, o amor e a boa vontade que irradia virão de volta multiplicados várias vezes, por inúmeros caminhos.

34

35 Evoluir, no sentido espiritual, dentro do lema espírita “...evoluir sempre...”, significa que o indivíduo deve constantemente melhorar seus sentimentos, melhorar seu padrão vibratório, melhorar seus conhecimentos, melhorar atitudes e comportamentos, enfim, se tornar cada vez mais consciente e participativo da Lei Natural; Deus nos criou para aprendermos a alcançar o “estado de felicidade”, o que só é possível com o aprendizado, com a aquisição dos valores espirituais do amor verdadeiro, com a internalização das Leis Morais. Isso só pode ser obtido com a experiência, com a vivência, com a aplicação prática, sendo esta a razão primordial da reencarnação e da existência;

36 APRENDIZADOPRÁTICA Matérias Primas do Processo Evolutivo “Manufatura” da Etapa Evolutiva (evolução efetiva) EVOLUÇÃO Representação Esquemática do Processo Evolutivo PARAMOS AQUI...

37 Apenas o conhecimento intelectual não basta para o crescimento espiritual do indivíduo, pois conhecimento desprovido da disciplina, lógica e ética, torna-se apenas presunção, motivo de arrogância, o que os avanços científicos da humanidade já demonstraram sobejamente;

38 Assim Kardec define: “Reconhece-se o verdadeiro Espírita pela sua transformação moral e pelos esforços que emprega para domar suas inclinações más”.

39 EXPERIÊNCIAS VIVÊNCIAS CONHECIMENTOS INTELECTUALIZAÇÃO COM EDUCAÇÃO SEM EDUCAÇÃO APRENDIZADO E EVOLUÇÃO Não seria esse o grande problema da sociedade hoje ???

40 EXPERIÊNCIAS VIVÊNCIAS CONHECIMENTOS INTELECTUALIZAÇÃO AUTO EDUCAÇÃO E EVOLUÇÃO SEM VIGILÂNCIA E ORAÇÃO EVOLUÇÃO ESTACIONADA COM VIGILÂNCIA E ORAÇÃO EVOLUÇÃO ACELERADA

41 A grande Cura proposta pelo Espiritismo deve ser o cumprimento de um sério e amplo programa de iluminações interiores, apoiadas na prática do bem, na vivência cristã constante.

42 No versículo 9 do décimo capítulo de seu Evangelho, Lucas registra importante recomendação de Jesus aos discípulos: “E curai os enfermos que nela houver e dizei-lhes: É chegado a vós o Reino de Deus”.Entendemos que o Mestre se reportava aqui a dois tipos de cura: Os recursos fluídicos benéficos, restauradores do corpo: o passe. Os recursos do esclarecimento, que propiciam a cura integral e definitiva do homem, sobrepondo-se a todas as terapias que se têm criado no mundo. A começar por Allan Kardec, praticamente todos os grandes autores espíritas dedicaram muita atenção ao passe e à questão da saúde integral do ser humano.

43 Eis algumas passagens significativas a esse respeito: O passe não é unicamente transfusão de energias anímicas. É o equilibrante ideal da mente, apoio eficaz de todos os tratamentos. (André Luiz, Opinião Espírita, cap. 55, p. 180.). Para evitar essas recidivas, é necessário que o remédio espiritual ataque o mal em sua base [...], é preciso tratar, ao mesmo tempo, o corpo e a alma. (Abade Príncipe de Hohenlohe, Revue Spirite, outubro de 1867.). O maior milagre que Jesus operou, o que verdadeiramente testa a sua superioridade, foi à revolução que os seus ensinos produziram no mundo, mau grado à exigüidade dos seus meios de ação. (Kardec, A Gênese, cap. 15, § 63.).

44 É dever do Centro Espírita, por meio do seu corpo de trabalhadores, esclarecer os que o procuram acerca dos objetivos maiores do Espiritismo, que gravitam em torno da libertação de todas as criaturas das amarras da ignorância das leis divinas, alçando-a a perfeição.

45 Bem orientado, o Centro Espírita é um foco de luz na Terra, que ilumina o saber e o amor, a razão e o sentimento. Daí ele ser a um só tempo:

46 Escola - Que possibilita ao ser humano,pelo estudo constante disciplinado, inteirar-se das sábias leis divinas que regula o seu destino.

47 Hospital - Onde são socorridos os acidentados da alma pelos recursos fluídicos e espirituais, como o passe, a água fluidificada, a prece, a desobsessão, a palavra de esperança e encorajamento, o estudo evangélico e doutrinário.

48 Oficina de Trabalho no bem onde, ajudando o próximo carente, o ser ajuda-se a si próprio, aprendendo e vivenciando os valores cristãos, a verdadeira caridade, tal qual definida na resposta à questão 886 de O Livro dos Espíritos: “Benevolência para com todos, indulgência para as imperfeições dos outros, perdão das ofensas”.

49 André Luiz, Leon Denis, Yvonne Pereira, Philomeno de Miranda, etc. Para entendermos os mecanismos do passe, é importante estudarmos os fluidos e suas leis, o que inclui a análise do perispírito, suas funções, suas propriedades. Tudo isso se encontra exposto nas obras básicas de Allan Kardec, notadamente no capítulo 14 de A Gênese, bem como em outras obras sérias, como as de André Luiz, Leon Denis, Yvonne Pereira, Philomeno de Miranda, etc.

50 Do ponto de vista “técnico”, o passe é a ação dirigida de certos fluidos. Sua aplicação processa-se de perispírito a perispírito. E por estar o perispírito ligado ao corpo físico célula a célula, exerce sobre ele preponderante influência. Daí se compreende, por exemplo, o bem estar físico que decorre da ação do passe. A energia salutar transmitida ao perispírito repercute no corpo, nos órgãos enfermos, por um processo de ressonância. É por isso que o passista não necessita tocar o corpo do paciente enfermo.

51 No referido capítulo 14 A Gênese, § 31, há uma explicação clara de como ocorre essa transmissão fluídica medicamentosa. Vejamos este trecho: Como se há visto, o fluido universal é o elemento primitivo do corpo carnal e do perispírito, os quais são simples transformações dele. Pela identidade da sua natureza, esse fluido, condensado no perispírito, pode fornecer princípios reparadores ao corpo; o Espírito, encarnado ou desencarnado, é o agente propulsor que infiltra num corpo deteriorado uma parte da substância de seu envoltório fluídico. Notemos a referência à ação do perispírito no passe: “parte da substância do seu envoltório fluídico”, que é o perispírito. E continua o texto:

52 A cura se opera mediante a substituição de uma molécula malsã por uma molécula sã. O poder curativo estará, pois, na razão direta da pureza da substância inoculada; mas depende também da energia da vontade que, quanto maior for, tanto mais abundante emissão fluídica provocará e tanto maior força de penetração dará ao fluido. Depende ainda das intenções daquele que deseje realizar a cura, seja homem ou Espírito. Os fluidos que emanam de uma fonte impura são quais substâncias medicamentosas alteradas.

53 PERISPÍRITO CORPOFÍSICO ENERGIAVITAL ESPÍRITO

54 METABOLIZAÇÃO ENERGIAS FLUIDOS VIBRAÇÕES E PENSAMENTOS As energias e fluidos constituintes do perispírito são oriundos da metabolização das energias e fluidos do local onde está o Espírito, ou seja, o perispírito está sempre “ajustado” ao meio onde se encontra o espírito.

55 MECANISMO GERAL DA IRRADIAÇÃO E DO PASSE Absorção Acelerada de Fluidos e Energias Concentração, “Focagem” Vontade, Pensamento Transferência Energética Metabolização Acelerada no Perispírito “A força magnética pertence ao homem, mas é aumentada pela ajuda dos Espíritos. Se magnetizas para curar e evocas um bom Espírito que se interessa por ti e pelo doente, ele (o Espírito) aumenta a tua força e a tua vontade, dirige os teus fluidos e lhes dá as qualidades necessária”. A concentração do pensamento pelo passista no ato que está praticando é de fundamental importância no processo de cura. Sabendo como sabemos que o pensamento cria, através de sua interferência sobre a energia cósmica universal, fica mais fácil entendermos porque o passista deve ter à atenção, mais do que tudo, voltada para o ato. O passista dispersivo mentalmente será sempre um estorvo, alguém que atrapalha ao invés de ajudar. Ele não conseguirá bons resultados, através dele dificilmente as pessoas conseguirão um atendimento à altura de suas necessidades.

56  A ENERGIA DOS NOSSOS PENSAMENTOS É COMO SE FOSSE UM ÍMÃ QUE ATRAI PENSAMENTOS SEMELHANTES AOS NOSSOS.  CRIAMOS PENSAMENTOS E ATRAÍMOS PENSAMENTOS.  O NOSSO PENSAMENTO NUNCA ANDA SOZINHO.  PENSAMENTO GERA SENTIMENTO.  PENSAMOS SENTIMOS.  O NOSSO PENSAMENTO ESTÁ SEMPRE ACOMPANHADO DE UM SENTIMENTO IGUAL.

57 SÃO ENERGIAS QUE NÓS CRIAMOS QUANDO PENSAMOS, QUE LANÇAMOS NO AR E QUE VÃO NOS ENVOLVER, ENVOLVER O NOSSO AMBIENTE E ALCANÇAR AS PESSOAS EM QUEM PENSAMOS.

58 Kardec enumera as diversas maneiras em que a ação fluídica pode produzir-se: Pelo próprio fluido do magnetizador; é o magnetismo propriamente dito, ou magnetismo humano, cuja ação se acha adstrita à força (entenda-se “força fluídica”e não física) e, sobretudo, à qualidade do fluido. Trata-se, pois, do passe que provém somente do passista encarnado (“magnetizador”). Era o recurso utilizado por Jesus para restabelecer as saúde dos enfermos. As forças fluídicas abundante, penetrantes, puras no mais alto grau que se pode ajuizar, saíam dele próprio. No livro Pão Nosso, Emmanuel legou-nos página intitulada “Magnetismo de Jesus”, que muito elucida a grandeza de seu magnetismo balsâmico.

59 A mente é uma fornalha de temperaturas variáveis, de conformidade com a evolução da alma, onde se purificam todos os sentimentos provindos dos mais secretos escaninhos do espírito.

60 Pelo fluido dos Espíritos, atuando diretamente e sem intermediário sobre um encarnado, seja para o curar ou acalmar um sofrimento, seja para provocar o sono sonambúlico espontâneo, seja para exercer sobre o indivíduo uma influência física ou moral qualquer. É o magnetismo espiritual, cuja qualidade está na razão direta das qualidades do Espírito.

61 É o passe que provém unicamente dos Espíritos desencarnados. Ninguém fica ao abandono quanto aos medicamentos do “Céu”. Pelos eflúvios dos missionários do Mundo Maior quantas curas, quantas melhoras ocorrem, quantas esperanças se espalham! Mesmo aqueles que ainda não aprenderam a buscar os recursos do passe estão sempre sendo socorridos pelo Alto, nos lares, no tumulto das ruas, no silêncio dos hospitais, nas guerras, em todo lugar.

62 Para complementar o estudo, é importante que estudemos os itens 1 a 6 do parágrafo 176 de O Livro dos Médiuns, em que Kardec trata dos médiuns curadores, que veremos mais a frente.

63 DÚVIDAS ?

64 Não Havendo Dúvidas Continuemos... Lençóis Maranhense!... Minhas Pegadas Ola Cosme! Tudo Bem por Aí!...

65 METABOLIZAÇÃO FLUIDOSENERGIAS VIBRAÇÕES E PENSAMENTOS No encarnado, a absorção das energias, fluidos, vibrações e pensamentos ocorre automaticamente, sendo que o perispírito, através dos Centros de Força, processa esse “material” absorvido, distribuindo nos seus componentes e irradiando parte dele ao derredor do corpo físico, o que constitui nosso “hálito mental”, “aura”, ou “esteira psíquica, em suma, uma emissão energética automática. Item – A Aura – Livro O Passe – Jacob Melo – Pág: 77, 78 e 79.

66 O ser encarnado assimila energias das mais diversas, de acordo com seu estado de maior ou menor equilíbrio, físico e espiritual. O Perispírito então metaboliza essas energias nos centros de força e as distribui em nosso organismo. Essas energias se manifestam em nossa aura.

67 Sempre que pensamos em alguém, “sintonizamos” com essa pessoa, emitimos automaticamente para elas uma parte de nossas energias e fluidos. A outra pessoa absorverá ou não nossas energias, fluidos, vibrações e pensamentos, de acordo com a afinidade e sintonia que tenha conosco, podendo ou não perceber impressões dessas energias, de acordo com sua sensibilidade, com a intensidade da emissão, sua “qualidade”, etc. Emanações Energéticas características de cada pessoa Transferência Energética PENSAMENTO “(...) A quantidade de fluido vital não é absoluta em todos os seres orgânicos. (...) Alguns há, que se acham, por assim dizer, saturados desse fluido, enquanto outros o possuem em quantidade apenas suficiente. A quantidade de fluido vital se esgota. Pode tornar-se insuficiente para a conservação da vida, se não for renovada pela absorção e assimilação das substâncias que o contêm. “O fluido vital se transmite de um indivíduo a outro”. Livro a Vida e a Morte – F.C.Xavier – LE 1 Parte – Cap. 4 Questão 70 ”.

68 Além do processo que ocorre automaticamente, as energias, fluidos e vibrações de cada um podem ser intencionalmente dirigidas para outra pessoa, pela ação da vontade, do pensamento. PARAMOS AQUI...

69 Basta “focar” seu pensamento na outra pessoa, concentrar-se em que “tipo” de emissão pretendemos fazer, e desejar (querer) que nossas energias cheguem até o “alvo” que escolhemos. É o “comando” sobre um processo natural.

70 A alma que consegue circular a energia física e espiritual em todo o seu corpo, sem nenhum desvio de força, alcançou algo de feliz, de saúde, de paz interior, de que milhares de criaturas são privadas, por lhes faltar a presença da sabedoria do amor.

71 AS ENERGIAS BOAS OU MÁS IRRADIADAS PELOS NOSSOS PENSAMENTOS ENVOLVEM OS ALIMENTOS QUE PREPARAMOS AO PREPARARMOS OS ALIMENTOS DEVEMOS ESTAR COM BONS PENSAMENTOS. A HORA DE COMER DEVE SER DE PAZ, CALMA E HARMONIA. PODEMOS ORAR NA HORA DAS REFEIÇÕES.

72 O Perispírito, contém o “mapeamento” do corpo físico e a organização energética do “corpo espiritual”, tendo ainda, a função e capacidade do registro energético do processo evolutivo o que, em conjunto com a consciência, estabelece o “resgate” a que seremos submetidos, nesta ou em outra vida. Essa capacidade do Perispírito determina seu nível vibratório, demonstrando isso claramente em nosso “Hálito Mental” ou “Aura”. Perispírito

73 Outro aspecto a comentar é em relação à energia mental, esta é o substrato do pensamento, entendido como força viva e “agente essencial de todas a realizações nos planos físico e extrafísico”, no dizer de André Luiz. A energia mental é a energia da vida mental, enquanto que a energia vital (fluido vital) é a energia da vida orgânica. A mente só pode exercer sua ação e controle sobre o corpo, através do sistema nervoso, enquanto o organismo físico estiver animado pela energia vital que lhe sustenta a vida. A energia vital expressa-se, portanto, no organismo vivo, como energia orgânica.

74 Quimicamente, o corpo é inigualável na sua complexidade; cada uma de suas trinta bilhões de células é uma mini fábrica que realiza cerca de funções químicas. E cada célula tem 1012 (um trilhão) bits de dados - tantos quantos as letras de 10 milhões de livros! Cada uma também é substituída a cada sete anos. Cada uma é independente das outras, embora coopere com muitos milhões de outras células.

75 Nosso corpo é controlado e coordenado por mais de 16 bilhões de neurônios e 120 trilhões de "caixas de conexão", reunidas em um complexo insondável de ligações. E um sistema parecido com um país moderno interligado por bilhões de fios telefônicos. Tudo isto em um cérebro e uma coluna vertebral que pesa um pouco mais de 1,4 kg! Em comparação, uma abelha tem apenas cerca de 900 células nervosas, e uma formiga tem apenas 250. Nas fibras maiores, os impulsos nervosos passam com rapidez de mais de 483 km/h. Em resumo, o cérebro humano e o seu sistema nervoso é o conjunto mais complexo de matéria que existe no universo.

76 A fim de dar informações acerca da temperatura e outras condições físicas ao cérebro, só a pele tem cerca de 4 milhões de estruturas que são sensíveis à dor. Além disso, tem cerca de meio milhão de nervos sensíveis ao toque e 200 mil à temperatura. Esses "postos de comunicação" mantêm o cérebro informado de todas as condições que reinam por todo o corpo. E uma complicada rede central de "espionagem" sem paralelos no mundo organizado pelos homens.

77 Há pessoas que dizem que tudo isto “Simplesmente Aconteceu“ por causa de erros na reprodução (mutações) e que os poucos erros benéficos foram acumulados através da "seleção natural" e ao acaso.

78 MUITOS SORRISOS COMEÇAM POR CAUSA DE UM OUTRO SORRISO...

79 DESESPERO: para quê? para quê?

80

81 Vejam meus Amigos eu cuido bem deles...

82 ONDE ESTÁ A DIFERENÇA? COMO SER DIFERENTE ENTRE TANTOS IGUAIS?

83 NA QUALIDADE DE VIDA... Jú fala para Mariana... Olha eu aqui quando pequena... Mariana Fala... Eu estava ao seu lado e não sabia.. EM VOCÊ MESMO... Será que eu faço parte da turma...

84 Correr Caminhar Dançar ATIVIDADES DE LAZER Nadar JogarFutebol Pedalar

85 OUTRAS ATIVIDADES Dormindo Freqüentando a Escola ou Faculdade Fazendo Pesquisas Escolares Namorando Brincando

86

87

88 DÚVIDAS ? Fortaleza Que vida ruim Cosme!...

89 O Perispírito, ao registrar exatamente as cargas energéticas advindas de nossa atuação na senda evolutiva, se constitui em instrumento da justiça Divina, pois estabelece o mecanismo de causa e efeito, onde cada um estabelece o seu caminho, suas conquistas e expiações. O plantio é livre, mas a colheita é obrigatória, visto que “plantamos” em nós mesmos, por decisão própria e inviolável.

90 A cura se opera mediante a substituição de uma molécula malsã por uma molécula sã. O poder curativo estará, pois, na razão direta da pureza da substância inoculada; mas depende também da energia da vontade que, quanto maior for, tanto mais abundante emissão fluídica provocará e tanto maior força de penetração dará ao fluido.

91 ESPÍRITO PERISPÍRITO PLANO MATERIAL PLANO ESPIRITUAL  O perispírito serve de intermediário entre a matéria e o espírito, sendo o veículo que conduz as ações e percepções dos espíritos entre os dois planos;  O perispírito tem íntima ligação com o corpo físico, sendo que no processo reencarnatório serve de molde organi- zacional para o corpo físico, o que explica os efeitos de vidas anteriores no corpo físico (ex: deformidades);  O perispírito permite a assimilação de fluídos e energias, sendo assim que recebemos as sensações agradáveis ou desagradáveis de outros espíritos (encarnados ou desen- carnados), ou boas e más influências, conforme vibramos e sintonizamos na faixa mais inferior ou mais elevada;  O perispírito é plástico, ou seja, moldável, quer pela ação inconsciente do pensamento do espírito, quer pela vontade deste, podendo ser alterado e moldado pelo espírito; Ver observações Pág.: 88 – Livro O Passe – Jacob Melo

92 “Toda forma é um conglomerado de coisas”. Os pensamentos são formas emblemáticas que transmitimos em muitas dimensões para as mentes da mesma sintonia, e os sentimentos que plasmamos neles são parte de nós, que ficam nos outros, sob a nossa responsabilidade.

93 Podem considerar-se as pessoas dotadas de força magnética como formando uma variedade de médiuns? R. Não há que duvidar. Entretanto, o médium é um intermediário entre os Espíritos e o homem; ora o magnetizador, haurindo em si mesmo a força de que se utiliza, não parece que seja intermediário de nenhuma potência estranha? R. É um erro: A força magnética reside, sem dúvida, no homem, mas é aumentada pela ação dos Espíritos que ele chama em seu auxilio. Se magnetizares com o propósito de curar, por exemplo, e invocas um bom Espírito que se interessa por ti e por teu doente, ele aumenta a tua força e a tua vontade, dirige o teu fluido e lhe dá as qualidades necessárias.

94 Há, entretanto, bons magnetizadores que não crêem nos Espíritos. R. Pensas então que os Espíritos só atuam nos que crêem neles? Os que magnetizam para o bem são auxiliados por bons espíritos. Todo homem que nutre o desejo do bem os chama, sem se dar por isso, do mesmo modo que, pelo desejo do mal e pelas más intenções, chama os maus. Agiria com maior eficácia aquele que, tendo a força magnética, acreditasse na intervenção dos Espíritos? R. Faria coisas que consideraríeis milagre.

95 Há pessoas que verdadeiramente possuem o dom de curar pelo simples contato, sem o emprego dos passes magnéticos? R. Certamente; não tens disso múltiplo exemplos?. Nesse caso, há também ação magnética, ou apenas influência dos Espíritos? R. Uma e outra coisa. Essas pessoas são verdadeiros médiuns, pois que atuam sob a influência dos Espíritos; isso, porém, não quer dizer que sejam quais médiuns escreventes, conforme o entendes.

96 Ao doarmos as nossas próprias energias somos “magnetizadores”, mas podemos ao mesmo tempo ser médiuns, quando nossos recursos são aumentados e enriquecidos pelos Espíritos. Indivíduos não espíritas, não cristãos, não filiados a qualquer credo religioso, mas que laboram no bem em outros campos do amor, podem também ceder fluidos curadores para quem necessite, inclusive com o auxílio de Espíritos, sem se darem conta disso. O que importa é ser bom é amar o próximo como ensinou Jesus.

97 • A palavra chakras é de origem sânscrita, e se traduz pelo termo roda. Também são chamados de Centros de Força, por André Luiz. • Efetivamente, o formato de um chakra é circular, lembrando uma roda e se localiza no perispírito. • O Sistema dos centros de força é interativo e é um captador e metabolizador / repassador das energias existentes no universo para equilibrar a interação existente entre os corpos espiritual e físico. “Os chakras, ou centros de força, são pontos de conexão ou enlace pelos quais flui a energia de um a outro veículo ou corpo do homem”. Leadbeter – Livro Centros de Força – Item “O Chakras”.

98 A Integração mente-corpo. Processa-se mediante a interação (ação recíproca) entre a energia mental e a energia orgânica. O centro coronário é o principal ponto de interação entre a energia mental e a energia orgânica, sendo, portanto, o principal ponto de integração mente-corpo, conforme explica André Luiz, no Capitulo II do Livro “Evolução em Dois Mundos”, como segue: “Temos particularmente no centro coronário o ponto de interação entre as forças determinantes do espírito e as forças fisiopsicossomáticas organizadas.” As forças determinantes do espírito são as relacionadas com a energia mental propriamente dita, que é a energia do espírito (mente); e as forças fisiopsicossomáticas organizadas são as que relacionam simultaneamente as energias da organização psíquica (corpo espiritual) e da organização física (corpo físico). Livro: A Dinâmica da Mente na Visão Espírita.

99 Chacra Coronário Localização: Topo da cabeça Correlação física: Ligado à Glândula Pineal (Epífise) Cor: Branco fosforescente, Violeta ou Dourado. É o chacra mais importante, pois é o responsável pela irrigação energética do cérebro. Bem desenvolvido, facilita a lembrança e a conscientização das projeções da consciência. É muito importante na telepatia e na mediunidade. É o chacra por onde penetra a energia cósmica. Ver Pág.: 98 e 99 – Livro O Passe – Jacob Melo A mente através do centro coronário, controla os demais centros vitais e exerce o governo sobre o corpo, utilizando-se do centro cerebral como intermediário. André Luiz, capítulo XIII do Livro “Evolução em Dois Mundos”. Ver. Pág do Livro A Dinâmica da Mente na Visão Espírita.

100 Chacra Frontal Localização: Fronte Correlação física:Ligada à Glândula Hipófise (Pituitária) Cor: Branco-anil fosforescente, Amarelo ou Esverdeado. É o responsável pela irrigação energética dos olhos. Bem desenvolvido, facilita a clarividência e a intuição. Por vezes, a sua atividade cria uma palpitação na testa ou sensação de calor (parece um coração batendo na testa).

101 Chacra Laríngeo Localização: Garganta Correlação física: Ligado à Glândula Tireóide e Paratireóide Cor: Azul celeste, Lilás, Branco-prateado ou Rosa. É o responsável pela irrigação da boca, garganta e órgãos respiratórios. Bem desenvolvido, facilita a psicofonia e a clariaudiência. É considerado também como um filtro energético que bloqueia as energias emocionais, para que elas não cheguem até os chacras da cabeça.

102 Chacra Cardíaco Localização: Coração Correlação física: Ligado à Glândula Timo Cor: Amarelo-ouro É o chacra responsável pela irrigação do coração. É considerado o canal de movimentação dos sentimentos. É o chacra mais afetado pelo desequilíbrio emocional. Bem desenvolvido, torna-se um canal de amor para o trabalho de assistência espiritual. Quando existe um bloqueio nesse chacra, a pessoa sente depressão, angústia, irritação ou pontadas no peito.

103 Chacra Esplênico Localização: Plexo Solar Correlação física: Ligado ao Pâncreas Cor: Verde-forte É o responsável pela irrigação do sistema digestório. É considerado o chacra das emoções inferiores. Quando está bloqueado, causa enjôo, medo ou irritação. Bem desenvolvido, facilita a percepção das energias ambientais.

104 Chacra Básico Localização: Baixo-Ventre Correlação física: Ligado aos Testículos (homem) ou Ovários (mulher) Cor: Laranja, Roxo ou Vermelho (dependendo das circunstâncias). É o responsável pela irrigação dos órgãos sexuais. Quando está bloqueado, causa impotência sexual ou desânimo. Quando superexcitado causa intenso desejo sexual. Bem desenvolvido, estimula o melhor funcionamento dos outros chacras.

105 Chacra Esplênico Localização: Base da coluna Correlação física:Ligado às Glândulas Supra-renais Cor: Vermelhão É o responsável pela absorção da kundalini (energia telúrica) e pelo estímulo direto da energia no corpo e na circulação do sangue.

106 QUEREMOS ATIVAS CHAKRAS? BUSQUEMOS O EVANGELHO... QUEREMOS RENOVAR ENERGIAS? CUMPRAMOS O EVANGELHO... QUEREMOS SUBLIMAR ENERGIAS? VIVAMOS O EVANGELHO... TUDO O MAIS NOS VIRÁ POR ACRÉSCIMO DA BONDADE DE DEUS!

107 Retenção de Sentimentos Dependente Químico Infecção Intestinal Equilibrio Energético Médium antes Da Incorporação Médium Incorporada

108 Depressão Profunda Extremo Cansaço Físico

109 Petála de Flor Pessoa Equilibrada

110 Pessoa com Problemas Pessoa com Problemas

111 Os chakras são reatores espirituais que transformam o éter cósmico em fluidos compatíveis com a natureza humana. O seu retraio cientifico só será conhecido com a liberação do tempo e o crescimento da evolução coletiva. Os espíritos superiores regulam os conhecimentos que descem para a Terra, de acordo com o padrão moral e espiritual das criaturas.

112 VOCÊS ESTÃO CANSADOS?

113 ENTÃO VAMOS EM FRENTE... PORQUE TEM MUITA MATÉRIA AINDA...

114 O QUE VOCÊ FAZ QUANDO TEM UMA DIFICULDADE DIFICULDADE ? CHORA...

115 FICA COM MEDO... SE ESCONDE...

116 FICA COM RAIVA... BRAVO... NERVOSO...

117 FICA MUITO TRISTE...

118 FICA IMAGINANDO UM MONTE DE COISAS...

119 EM QUALQUER DIFICULDADE... NÃO FIQUE SOZINHO...

120 A MELHOR ATITUDE É ?? SEMPRE BUSCAR AJUDA...

121 DIFICULDADES AS DIFICULDADES FAZEM PARTE DA NOSSA VIDA ! ELAS ELAS APARECEM QUANDO TEMOS QUE APRENDER COISAS NOVAS...

122 DIFICULDADE... DIANTE DE UMA DIFICULDADE... O IMPORTANTE É...

123 BUSCAR UMA SOLUÇÃO... PENSAR... E...

124 TENTAR... QUEM TENTA... TEM 2 OPÇÕES...

125 ACERTAR...

126 ERRAR...

127 MAS... QUEM NÃO TENTA... NÃO TEM NENHUMA OPÇÃO... FICA SEMPRE NO MESMO LUGAR !

128 NÃO SABEMOS TUDO AQUILO QUE NÃO SABEMOS PRECISAMOS... APRENDER ! NÃO NÃO SABER APRENDER SABER LEMBRE-SE SEMPRE DISTO...

129 VOCÊ QUER SER UMA PESSOA VENCEDORA ?

130 DESENHE UM MUNDO CHEIO DE COR E ALEGRIA PARA SUA VIDA ! PROCURE SEMPRE CUIDARBEM CUIDAR BEM DE SI MESMO...

131 BRINQUE COM OS AMIGOS...

132 DANCE... LEIA MUITO...

133 ALIMENTE-SE BEM... BEBA MUITA ÁGUA !

134 DURMA CEDO... O SONO TE FAZ BEM... SONHAR SONHAR VALE À PENA !

135 ESTUDE SEMPRE NUM LUGAR ADEQUADO, BEM ILUMINADO... CONCENTRADO ! VOCÊ FICARÁ MAIS CONCENTRADO !

136 É COM AS DÚVIDAS... QUE SURGEM AS IDÉIAS !!!

137 PONHA SEU BRILHO PARA FORA...

138 ACREDITE ! VOCÊ É DEMAIS !!!

139 QUAL É O SEU MAIOR DESAFIO HOJE ? HOJE ?

140 TER UMA FAMÍLIA FELIZ E SAUDÁVEL !!!

141 CAMINHE ! LUTE POR ESTE SONHO!

142 GRANDE AMIGOQUE ESTÁ SEMPRE TE PROTEGENDO QUERENDO A SUA VITÓRIA... VOCÊ TEM UM GRANDE AMIGO QUE ESTÁ SEMPRE TE PROTEGENDO, QUERENDO A SUA VITÓRIA... DEUS !!! PARAMOS AQUI...

143 ACREDITE EM VOCÊ !

144 Vá até o fim

145 Estamos na época do autoconhecimento e dos indivíduos, principalmente daqueles que se dispuseram a procurar a verdade. O campo interior é muito maior. As leis que nele vigoram são mais próximas da alma, e o céu a ser construído será mais participante de cada vida. Compete a nós por mãos à obra; trabalhar para conhecermos a nós mesmos por todos os métodos que Deus nos confiou...

146 Uma das condições para que o homem obtenha sucesso na luta que deverá enfrentar para domar suas más inclinações é, sem dúvida, conhecê-las, visto que para poder domar suas más inclinações é necessário antes de tudo identificá-las, através da analise das próprias reações em que essas inclinações se manifestam. Esta é uma prática que levará o homem ao conhecimento de si mesmo, com grande benefício para o seu progresso moral. Trata-se de uma luta consciente, que exige determinação e permanente esforço. Quanto à posição que o espírita deve assumir com relação a isso, tendo em vista que a Doutrina Espírita tem por objetivo o aperfeiçoamento moral do homem, nunca é demais lembrar que Kardec, no capítulo XVII de “O Evangelho Segundo o Espiritismo”, assim se refere ao comportamento que define o verdadeiro espírita: “Reconhece-se o verdadeiro espírita pela sua transformação moral e pelos esforços que faz para domar suas más inclinações.”

147 As energias fluídicas vitais transmitidas pelo passista dependem do equilíbrio físico, moral e espiritual deste. Assim sendo, o passista necessita estar com saúde orgânica e espiritual. “Não se toca, não se fala, não se faz ruído, os movimentos são discretos, tudo ocorre pela ação da vontade” ESQUEMA DO PASSE Com os mesmos ingredientes um químico pode produzir o antídoto e o veneno. Tudo depende da combinação dos elementos. Do veneno da cobra se produz o soro que o combate. O mesmo ocorre com os fluidos; conforme o pensamento que sobre eles age, tornam-se o remédio ou o mal. Ver Pág.: 88 – item e Pág. 89 do Livro O Passe – Jacob Melo – Livro A Vontade dos Fluidos – Léon Denis – Depois da Morte, Missionários da Luz e Nos Dominios da Mediunidade de Francisco C. Xavier pelo Espirito – André Luiz.

148 Preparo Para lograr bom resultado, todo trabalho espiritual necessita de preparo. No caso do passe, deve haver preparo tanto do passista como do enfermo. Da parte do primeiro, porém, esse preparo deve ser constante, em vista das emergências que ocorrem no centro espírita e fora dele.

149 Preparo O ideal seria que toda aplicação de passe fosse precedida de esclarecimento doutrinário sobre os fluidos, a fé, a oração, etc. Com o estudo e as reflexões evangélicas o ambiente se tranqüiliza e os fluidos atuam de forma mais adequada.

150 Perguntado sobre qual seria a melhor técnica para a transmissão do passe (O Consolador, n o 99), Emmanuel respondeu: O Passe deverá obedecer à fórmula que forneça maior percentagem de confiança, não só a quem o dá, como a quem o recebe. Devemos esclarecer, todavia, que o passe é transmissão de uma força psíquica e espiritual, dispensando qualquer contato físico na sua aplicação.

151 Comentando o assunto em seu livro Conduta Espírita (cap. 28), André Luiz, adverte: Lembrar-se de que na aplicação de passes não se faz precisa a gesticulação violenta, a respiração ofegante ou o bocejo contínuo [...]. A transmissão do passe dispensa qualquer recurso espetacular.

152 Não há técnicas únicas para aplicação do passe. O passe deve ser simples. Em qualquer caso, dispensam-se quaisquer gestos estranhos, fórmulas místicas e outros recursos espetaculares. É falta de estudo da Doutrina Espírita que tem levado a adoção de práticas estranhas nos trabalhos de passe em muitas casas espíritas.

153 Tomar Passe após aplicá-lo. É uma pratica dispensável. Muitos passistas empregam-na por desconhecimento dos mecanismos fluídicos; alegam que é para “eliminar as más influências” e se “reabastecer”. O passe adequadamente desenvolvido não exaure quem o transmite, muito pelo contrário. No livro Conduta Espírita, André Luiz recomenda-nos “Jamais temer a exaustão das forças magnéticas” (cap. 28). O médium passista é canal pelo qual circulam abundantemente as forças radiantes que emanam do “Céu”. Em sua obra Nos Domínios da Mediunidade (cap. 17), esse mesmo autor relata um diálogo de seu amigo Hilário Silva com o Instrutor Áulus. Perguntando Hilário se os trabalhadores encarnados que examinavam ministrando o passe não precisaria recear a exaustão, obtém esclarecedora resposta:

154 Tanto quanto nós, não comparecem aqui com a pretensão de serem os senhores do beneficio recebem, mas sim na condição de beneficiários que para dar. A oração, com o reconhecimento de nossa desvalia coloca-nos na posição de simples elos de uma cadeia de socorro, cuja orientação reside no Alto. Somos nós aqui, neste recinto consagrado à missão evangélica, sob a inspiração de Jesus, algo semelhante à tomada elétrica, dando passagem à força que não nos pertence e que servirá na produção de energia e luz. Ver pág.: 48 – Livro O Passe – Jacob Melo

155 Quem pode aplicar o passe? Essa é uma das primeiras perguntas que surgem quando pensamos na programação das atividades de passe nas casas espíritas. O conhecimento da natureza e dos mecanismos do passe nos possibilita inferir que todas as pessoas sadias poderiam, em princípio, aplicar o passe. Todos possuem fluidos, em várias gradações, naturalmente, que podem ser mobilizados pelo amor na direção do semelhante que sofre.

156 O Pensamento é a base de todo o nosso viver. Ele é a força dinâmica, capaz de descobrir maravilhas, levando-nos a felicidade... pensamento O homem ganhou o prêmio da consciência do seu estado pelo que já alcançou na escala evolutiva. As suas emoções são liberadas através dessa força incomparável que se chama pensamento, motor divino estruturado na alma. E nada no mundo, nem nos outros mundos existentes, fá-lo parar. Ele é vibrante, permanentemente...

157 Quando o medo bater na porta da sua mente, tenha fé em Deus assim tudo se modificará e todas as portas irão se abrir para você. Enfrente os seus temores, traga-os à luz da razão. Aprenda a sorrir dos seus temores. Esse é o melhor remédio.

158 No capítulo 19 do livro Missionários da Luz, de André Luiz, encontramos estas significativas palavras do Instrutor Alexandre: O missionário do auxilio magnético, na Crosta ou aqui em nossa esfera, necessita ter grande domínio sobre si mesmo, espontâneo equilíbrio de sentimentos, acendrado amor aos semelhantes, alta compreensão da vida, fé vigorosa e profunda confiança no Poder Divino. Vemos aqui a imensa gama de conquistas requeridas de todo àquele que se propõe doar fluidos balsamizantes aos necessitados.

159 E os médiuns [Clara e Henrique]? São invariavelmente os mesmos? Sim; contudo, em casos de impedimento justo, podem ser substituídos, embora nessas circunstâncias se verifiquem, inevitavelmente, pequenos prejuízos resultante de natural desajuste. E um pouco mais adiante: Preparam-se, os nossos amigos [Clara e Henrique], à frente do trabalho, com o auxilio da prece? Sem dúvida. A oração é prodigioso banho de forças, tal a vigorosa corrente mental que atrai. Por ela, Clara e Henrique expulsam do próprio mundo interior, os sombrios remanescentes da atividade comum que trazem do círculo diário de luta e sorvem do nosso plano, as substâncias renovadoras de que se repletam, a fim de conseguirem operar com eficácia a favor do próximo. Desse modo ajudam e acabam por ser firmemente ajudado.

160 O passe é um trabalho de equipe. É comum que os colaboradores encarnados mostrem maior soma de deficiências que os desencarnados, em geral mais conscientes de seus deveres e da delicadeza da tarefa. Não podendo os serviços ser prejudicado, já que é o bem do próximo que está em jogo, tais deficiências podem ser supridas pelos Espíritos, quando de nossa parte houver boa vontade e desejo sincero de ajudar. Meditando nisso, vemos como precisamos lutar por nossa melhoria integral!

161 No livro Missíonarios da Luz: Áulus afirma que o serviço de passe deve ser exercido com a mesma responsabilidade dos médicos que socorrem nos hospitais da Terra. Cada hospital possui a sua equipe de médicos, encarregados cada um de sua área, obedecendo à disciplina que o hospital estipula. Achamos importante a referência ao fichamento dos colaboradores no “hospital” do centro espírita. Como são graves as conseqüências da ausência do passista escalado no dia e hora do passe! Tudo estava programado para que os seus fluidos fossem utilizados, os Espíritos contavam com ele, mas.. Nas substituições apressadas é inevitável o dano geral. Ciente disso é importante que o passista só falte em situações excepcionais.

162 Na introdução de O Livro dos Espíritos, na primeira parte de O Livro dos Médiuns e em outras de suas obras, Allan Kardec ressalta a importância do estudo contínuo do Espiritismo, apresentando diversas sugestões de como ele deve ser empreendido. Há muita diferença entre ler um texto e estudá-lo, meditando sobre o seu conteúdo. No caso do passe, é importante ter conhecimento especializado de sua natureza, seus mecanismos, seus efeitos. No capítulo 14 de O Livro dos Médiuns Kardec indaga se o poder de curar pode ser transmitido (§ 176, no 7). E os Espíritos esclarecem: - “O poder, não; mas o conhecimento de que necessita para exercê-lo, quem o possua”. Ver pág.: 355 – Livro O Passe – Jacob Melo.

163 No já citado capítulo 19 de Missionários da Luz encontramos ainda a exposição de conceitos notáveis sobre o valor do conhecimento para o bom desempenho das tarefas espíritas. Ausência de estudo significa estagnação, em qualquer setor de trabalho.

164 A paciência, a bondade, o amor, a boa vontade, a alegria, a felicidade, a sabedoria e a compreensão são qualidades que nunca envelhecem. Cultive-as e professe-as e permaneça jovem de espírito e de corpo.

165 A necessidade de aplicar passe em alguém pode surgir a qualquer momento. Daí a importância de o passista estar sempre preparado, mesmo durante o seu trabalho profissional ou nos momentos de lazer. Os bons Espíritos precisam contar conosco para as tarefas de emergência, às vezes fora da casa espírita. Podem mobilizar nossos recursos para atender nossos irmãos mais carentes sem mesmo tomarmos consciência disso, na via pública, no ônibus, no local de trabalho, numa visita fraterna, etc. Devemos abster-nos de dar passe quando em desequilíbrio espiritual, pois os fluidos ficam como que “poluídos”.

166

167 MECÂNICA GERAL Ocorrem trocas e percepções fluídicas, decorrentes das “qualidades” das energias do espírito.

168 A presença dos fluidos é percebida pelo médium, que pode a eles se associar ou não; Existindo associação, estabelece-se a sintonia vibratória.

169 Se a percepção indicar ao médium que a aceitação desses fluidos e energias não deve ser feita, ele passa a rechaçar esses fluídos, e não se estabelece a sintonia vibratória

170 ENERGIAS BOAS ATRAI BONS ESPÍRITOS TRAZ SAÚDE E EQUILÍBRIO ABRE AS PORTAS DO BEM E DO AMOR ENERGIAS RUINS ATRAI MAUS ESPÍRITOS TRAZ DOENÇA E DESEQUILÍBRIO ABRE AS PORTAS DO MAL E DO ÓDIO

171 TODOS NÓS PODEMOS IRRADIAR AS ENERGIAS DOS NOSSOS PENSAMENTOS E SENTIMENTOS DEPENDENDO DO TIPO DE PENSAMENTO E SENTIMENTO QUE AS CRIOU SAÚDE FORÇAS EQUILÍBRIO BEM-ESTAR DOENÇAS ENFRAQUECIMENTO DESEQUILÍBRIO MAL-ESTAR   GERAM

172 Implicam em registros energéticos a nível do perispírito, com influências decisivas nesta e em outras encarnações. Esses registros são energéticos e constituídos de cargas negativas ligadas a determina dos Centros de Força. Estão relacionados com a Lei de Causa e Efeito, sendo conseqüência do uso do Livre Arbítrio. INFRAÇÕES ÀS LEIS NATURAIS

173 COMO RESGATAR ESSAS “CARGAS” COMO RESGATAR ESSAS “CARGAS” Energias Negativas só são anuladas com energias positivas, ou seja, o mal só é “apagado” pelo bem. Energias Negativas só são anuladas com energias positivas, ou seja, o mal só é “apagado” pelo bem. As energias registradas trazem tendências reencarnatórias, e muitas vezes danos físicos, que não são resolvíveis na encarnação em que ocorrem. As energias registradas trazem tendências reencarnatórias, e muitas vezes danos físicos permanentes, que não são resolvíveis na encarnação em que ocorrem. De qualquer maneira, só é possível reequilibrar os Centros de Força pela prática do bem, do amor e da caridade, ou seja, pela evolução pessoal. De qualquer maneira, só é possível reequilibrar os Centros de Força pela prática do bem, do amor e da caridade, ou seja, pela evolução pessoal.

174

175 ESTAMOS EMITINDO ENERGIAS BOAS, DA MELHOR QUALIDADE CRIADAS PELOS NOSSOS BONS PENSAMENTOS E SENTIMENTOS E TAMBÉM ESTAMOS ATRAINDO BOAS ENERGIAS, QUE SÓ NOS FAZEM BEM, QUE SÃO AS ENERGIAS ESPIRITUAIS SUPERIORES DE DEUS NOSSO PAI

176  A prece ou oração é uma forma de comunicação com Deus, com seus prepostos, com a espiritualidade superior.  A prece nada tem de mística ou de ritualística, sendo um recurso valioso a disposição das pessoas como forma de ligação direta com os planos superiores da Criação.  A prece é na verdade um chamamento àquele a quem oramos, para uma conversa íntima, onde se abre a mente e o coração, onde a verdade do que somos, do que sentimos e do que pensamos deve aflorar, num processo de confiança, de fé, de certeza e de verdade.  A prece verdadeira, é aquela que vem do fundo do coração, do interior do espírito, repleta de verdade e sinceridade, sentida e vivida em cada uma de suas palavras.

177  Prece é, sem sombra de dúvida, comunicação, da mais sublime, da mais elevada.  Por isso, necessita ser entendida em suas características, para que possa propiciar o máximo efeito.  Num processo de comunicação normal, de nosso dia- a-dia, temos sempre três elementos:  O emissor da mensagem (emitente)  O receptor da mensagem (destinatário)  A mensagem em si (conteúdo da comunicação)

178 No processo de comunicação normal, o emissor ou remetente manda um conteúdo (mensagem) para um destinatário (receptor). Para que a mensagem chegue ao destinatário ou receptor, é necessário que a mensagem tenha o endereço ou sintonia correta: Fulano de Tal R. do Touro Ctba - Pr

179 Na comunicação normal, é necessário que a mensagem tenha “força” ou “potência” necessária para chegar a seu destino: Mr. Beltrano Roncador St. Neew Treck, 123 New Jersey - USA

180 Finalmente, na comunicação normal, a mensagem enviada tem de ser inteligível por quem a recebe: Alo, aqui é o COSME e eu quero falar com o responsável do DIJ aí !!!! Cidinha? What is this? Where is DIJ????

181 A prece, enquanto comunicação, deve atender a essas mesmas condições da comunicação normal para que a mensagem enviada pelo emissor (nós) chegue ao receptor (aquela a quem oramos): –a) Endereçamento ou sintonia correta:  Tem-se que “sintonizar” para quem oramos, “endereçar” corretamente a nossa prece;  Para tal, temos que mentalizar a quem oramos. Se oramos a Deus, o mentalizaremos através de seus atributos, e não através de uma imagem ou figura;  Temos que ter claro o “alvo”, o “endereço” de nossa mensagem;  Não basta “orar por orar”.

182 b b) F orça ou potência para atingir aquele a quem oramos  N o caso da prece, sua força está diretamente ligada a alguns fatores determinantes:  O mérito de quem ora;  A fé de quem ora;  A sinceridade de sentimentos e propósitos de quem ora;  A veracidade do que se coloca na prece. c) S er inteligível, compreensível  Simples, direta, objetiva  Sem palavras vazias, sem prolixidade  C onteúdo, e não forma  R epetição de nada adianta

183 A velhice não é vôo dos anos – é a madrugada da sabedoria na mente do homem.

184 Dê boas-vindas aos anos avançados. Significam que você caminha mais adiante na senda da vida que não tem fim. A velhice pode ser considerada como a contemplação das verdades de Deus do mais alto ponto de vista. As alegrias da velhice são maiores que as da juventude. Sua mente está empenhada em exercício mentais e espirituais. A natureza diminui o ímpeto do seu corpo, de maneira a que você tenha a oportunidade de meditar sobre as coisas divinas. CUIDE DELE

185 O passe pode ser aplicado também nos lares, hospitais, creches, trabalho, ruas, etc., com a devida discrição. Se não houver um ambiente reservado, no qual só estejam presentes pessoas que entenderão e contribuirão positivamente com a tarefa, devemos abster-nos de qualquer prática ostensiva. Neste caso, recorreremos à oração silenciosa, pedindo aos Bons Espíritos que aproveitem, se possível, o nosso recurso fluídicos no auxílio ao próximo. Assim, podemos transmitir o passe com um abraço, um aperto de mão ou com um simples olhar de amor. O passe é dado sem ser percebido por curiosos. Sempre, porém, que o enfermo puder se locomover até o centro espírita deveremos pedir que o faça, para receber o passe. Dessa forma, também aproveitará as preleções evangélicas e doutrinárias, que devem sempre anteceder a transmissão dos passes, despertando para os valores nobres da vida, meditando sobre suas ações, corrigindo rumos.

186 Quando Receber o Passe Não abuses, sobretudo, daqueles que te auxiliam. Não tomes o lugar do verdadeiramente necessitado, tão só porque os teus caprichos e melindres pessoais estejam feridos. Emmanuel Segue-me, p A ninguém imponhas precipitadamente as mãos. Paulo, I Timóteo 5: 22. Dessas sábias advertências de Emmanuel e do Apóstolo dos Gentios concluímos que as pessoas só devem buscar os recursos do passe quando têm realmente necessidade. Passe é remédio. E todo remédio só se toma quando necessário, na dose certa e até que se recupere a saúde. Se estivermos bem, o passe é dispensável.

187 Quando Receber o Passe No capítulo 28 de Conduta Espírita, André Luiz recomenda-nos “esclarecer os companheiros quanto à inconveniência da petição de passe todos os dias, sem necessidade real, para que esse gênero de auxílio não se transforme em mania”. Se a pessoa não precisa de passe, devemos esclarecê-la a esse respeito, orientando-a para o estudo doutrinário e o serviço ao próximo. Devemos lembrar-nos que os problemas do nosso dia podem ser resolvidos com bom senso, honestidade, equilíbrio e muita disciplina. Em seu livro Segue-me, Emmanuel assim se expressa sobre a questão de quem necessita do passe: “O passe exprime também gastos de forças, e não deves provocar o dispêndio de energias do Alto, com infantilidades e ninharias” (p. 134).

188 Quando Receber o Passe Muitas pessoas que buscam o passe deveriam igualmente buscar a ajuda da medicina humana. Allan Kardec advertiu diversas vezes que diante de qualquer distúrbio, deve-se antes de tudo pesquisar suas possíveis causas orgânicas. Não a função do passe e do Espiritismo substituir os métodos da ciência no tratamento das enfermidades. O Espiritismo visa, em primeiro lugar, a esclarecer a criatura, para que corrija o seu proceder moral, forrando-se assim às necessidades de expiar e de sofrer. Depois, objetiva a suplementar o tratamento médico, renovando os fluidos vitais do enfermo pela aplicação do passe e da água fluidificada.

189 Quando Receber o Passe Nos casos de obsessão o passe pode contribuir para desligar o obsessor do psiquismo do obsediado. Mas esse desligamento não constitui terapêutica de base. Obtida assim uma “trégua”, é necessário que o hospedeiro das influências maléficas seja orientado a buscar os recursos do Evangelho e da Doutrina Espírita para as suas libertações definitivas, transformando seu padrão mental e moral. O passe é também usado como tratamento abençoado para os Espíritos sofredores do mundo espiritual. Isso pode ocorrer quando a pessoa encarnada que recebe o passe está intimamente vinculada a um Espírito, que então se beneficia igualmente dos recursos fluídicos. O passe pode também ser ministrado por um Espírito sobre outro, no Mundo Espiritual, como se relata, por exemplo, nos capítulos 22 a 25 do livro Os Mensageiros, de André Luiz.

190 O passista não deve aplicar-se em demasia no exame dos resultados do passe. Empenhe-se em cumprir os requisitos que se exigem de sua posição, e confie na Providência Divina, que saberá, melhor do que ele, quais as reais condições de cada enfermo, quais os seus méritos e suas necessidades provacionais e expiatórias. Nunca se envaideça de eventuais resultados positivos, lembrando sempre de que a fonte última de todo o bem é Deus.

191 A ÁGUA FLUIDIFICADA É assim que as mais insignificantes substâncias, como a água, por exemplo, podem adquirir qualidades poderosas e efetivas, sob a ação do fluido espirituais ou magnéticos, ao qual elas servem de veículo, ou se quiserem, de reservatório. Kardec, A Gênese, cap. 15, § 25. A água é dos corpos mais simples e receptivos da Terra. É como que a base pura, em que a medicação do Céu pode ser impressa, através de recursos substanciais de assistência ao corpo e à alma, embora em processo invisível aos olhos mortais. Emmanuel Segue-me, p. 131.

192 A ÁGUA FLUIDIFICADA Por essas assertivas, aprendemos que água é passível de adquirir qualidades diversas, de natureza sutil ou “fluídica”, ao influxo da vontade de um agente. No meio espírita, a água modificada pela ação de Espíritos desencarnados ou encarnada no sentido de tornar-se medicamentosa ficou conhecida como “água fluidificada” ou “magnetizada”. Trata-se de expressões impróprias, mas que o uso já consagrou. (Do ponto de vista da física, a água pura que bebemos já é um fluido, e não é suscetível de magnetizar-se por um ímã, por exemplo.). A água dita “fluidificada” é, na verdade, um veículo de recursos medicamentosos que atuam no perispírito. Indiretamente, contribui para o restabelecimento do corpo carnal. Em seu livro Fluidos e Passes Therezinha Oliveira assim se refere à ação da água fluidificada (p. 89):

193 A ÁGUA FLUIDIFICADA Ao ser ingerida, [...] é metabolizada pelo organismo, que absorve as quintenssências que vão atuar no perispírito, à semelhança de medicamento homeopático. A água fluidificada é indicada nos casos de carência fluídica, comuns quando há desequilíbrio emocional, debilitação orgânica por enfermidade, nos desgaste por processo obsessivo, nas lesões de órgãos, etc. Sendo uma espécie de medicamento, não devemos abusar de sua utilização, tornando sua ingestão um hábito indiscriminado. Água em excesso faz mal.

194

195 Qual o tipo mais perfeito que Deus tem oferecido ao homem, para lhe servir de guia e modelo?

196 Referências Bibliográficas ANDRÉ LUIZ. Os Mensageiros. (F.C. Xavier.) 13 a ed., Rio, FEB. Missionários da Luz. (F.C. Xavier.) 14 a ed., Rio, FEB. Conduta Espírita. (Waldo Vieira.) 8 a ed., Rio, FEB. Nos Domínios da Mediunidade. (F.C. Xavier.) 13 a ed., Rio, FEB. “O passe”. In: Opinião Espírita. Emmanuel e André Luiz. (F.C. Xavier e Waldo Vieira). 5 a ed., Uberaba, CEC, EMMANUEL. O Consolador. (F.C. Xavier.) 8 a ed., Rio, FEB. Caminho, Verdade e Vida. (F.C. Xavier.) 9 a ed., Rio, FEB. Segue-me. (F.C. Xavier.) 5 a ed., Matão, O Clarim, Pão Nosso. (F.C. Xavier.) 1 a ed., Rio, FEB, KARDEC, A. O Livro dos Espíritos. (Trad. Guillon Ribeiro.) 76 a ed., Rio, FEB. O Evangelho Segundo o Espiritismo. (Trad. Guillon Ribeiro.) 113 a ed., Rio, FEB. A Gênese. (Trad. Guillon Ribeiro.) 19 ed., Rio, FEB. OLIVEIRA, T. (org.) Fluidos e Passes. 1 a ed., Capivari, EME, 1995 Obsessão – O Passe – J. Herculano Pires O Passe – Jacob de Melo

197 “Quem não se educa para o bem e para a verdade e não contribui para que seu semelhante tenha condições de se educar, inclusive pelo seu exemplo pessoal, ainda não entendeu sua missão aqui na terra”.

198 Eu o Cosme e a Cidinha queremos ser para vocês Balões e não Âncoras

199 A vida não é uma vela breve para mim. É uma espécie de tocha esplêndida que preciso segurar no momento, e quero que queime com o maior brilho possível antes de passá-la para as gerações futuras.

200 “Se não houver frutos, Valeu a beleza das flores... Se não houver flores, Valeu a sombra das folhas... Se não houver folhas, Valeu a intenção da semente.” (Heinfil)

201 Fim...  Fim, não... Até o próximo Domingo! Boa Sorte e Sucesso! Nelson Mendes

202 Não deixem de ler os livros da CODIFICAÇÃO

203


Carregar ppt "“A percepção do desconhecido é a mais fascinante das experiências. O homem que não tem os olhos abertos para o misterioso passará pela vida sem ver nada”."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google