A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

R EVISÃO DE ARTE 6 º ANO. O ESTILO BARROCO É CARACTERIZADO POR CONSTRUÇÕES EXUBERANTES, MUITO DECORADAS, PINTURA DE COLORIDO FORTE E CONTRASTANTE, COM.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "R EVISÃO DE ARTE 6 º ANO. O ESTILO BARROCO É CARACTERIZADO POR CONSTRUÇÕES EXUBERANTES, MUITO DECORADAS, PINTURA DE COLORIDO FORTE E CONTRASTANTE, COM."— Transcrição da apresentação:

1 R EVISÃO DE ARTE 6 º ANO

2 O ESTILO BARROCO É CARACTERIZADO POR CONSTRUÇÕES EXUBERANTES, MUITO DECORADAS, PINTURA DE COLORIDO FORTE E CONTRASTANTE, COM FIGURAS SEMPRE PARECENDO ESTAR EM MOVIMENTO. N O B RASIL O MAIOR EXPOENTE DA ARTE BARROCA É A ARQUITETURA RELIGIOSA. A S IGREJAS BARROCAS ERAM DECORADAS COM ENTALHES DE MADEIRA COBERTOS COM OURO, TETO PINTADO COM CENAS BÍBLICAS, ESCULTURAS DE SANTOS, ALTARES COM ANJOS, COLUNAS, FLORES, ETC. O Barroco no Brasil

3 A RIQUEZA INTERIOR DAS IGREJAS BARROCAS CONTRASTA COM A SIMPLICIDADE DAS FACHADAS EXTERNAS. A RTISTAS QUE CONTRIBUÍRAM PARA O BARROCO NO B RASIL : M ESTRE A TAÍDE E A LEIJADINHO. M ESTRE A TAÍDE (M ANUEL DA C OSTA A TAÍDE ) – EM SUAS OBRAS APARECEM ANJOS, MADONAS E SANTOS MULATOS. O Barroco no Brasil

4 A LEIJADINHO (A NTÔNIO F RANCISCO L ISBOA ) – TRABALHAVA NOS PROJETOS ARQUITETÔNICOS E NA DECORAÇÃO DAS IGREJAS BARROCAS. U SAVA COMO MATÉRIA - PRIMA A MADEIRA E A PEDRA - SABÃO. O S NEGROS TRAZIDOS DA Á FRICA DOMINAVAM A METALÚRGICA ( FUNDIÇÃO DE METAIS ), A FABRICAÇÃO DE CERÂMICAS E A ESCULTURA EM MADEIRA. O Barroco no Brasil

5 N OSSO FOLCLORE E TODA ARTE POPULAR RECEBEU HÁBITOS ALIMENTARES, COSTUMES RELIGIOSOS, DANÇAS, INSTRUMENTOS MUSICAIS, OBJETOS ARTESANAIS DA CULTURA NEGRA. O Barroco no Brasil

6 A PRIMEIRA GRÁFICA BRASILEIRA FOI A G AZETA DO R IO DE J ANEIRO. C OM A FUNDAÇÃO DA A CADEMIA DE B ELAS -A RTES OS ALUNOS PODERIAM APRENDER AS ARTES E OS OFÍCIOS ARTÍSTICOS. O S ARTISTAS DA M ISSÃO A RTÍSTICA F RANCESA PINTAVAM, DESENHAVAM, ESCULPIAM E CONSTRUÍAM A MODA EUROPÉIA. O ESTILO ERA O NEOCLÁSSICO. A Missão Artística Francesa

7 C ARACTERÍSTICAS DE CONSTRUÇÕES NEOCLÁSSICAS : COLUNAS GREGAS, ARCOS ROMANOS E FRONTÕES. A S COLUNAS GREGAS COMPÕEM - SE DE TRÊS PARTES : BASE, FUSTE E CAPITEL. E LAS PODERIAM SER EM TRÊS ESTILOS : DÓRICA, JÔNICA E CORÍNTIA. O S ARCOS ROMANOS ERAM CONSTRUÇÕES DE FORMATO CURVO EXISTENTE NAS PORTAS E PASSAGENS. A Missão Artística Francesa

8 O S FRONTÕES ERAM TRIANGULARES ACIMA DE PORTAS E COLUNAS E ABAIXO DO TELHADO. R ECEBIAM VARIADOS TIPOS DE DECORAÇÃO. O S ARTISTAS NEOCLÁSSICOS SEGUIAM REGRAS RÍGIDAS DE COMO DESENHAR E PINTAR, ENSINADAS NAS ACADEMIAS DE ARTE. A RTISTAS DA M ISSÃO A RTÍSTICA F RANCESA : N ICOLAS -A NTOINE T AUNAY, J EAN -B APTISTE D EBRET, G RANDJEAN DE M ONTIGNY, J OHANN -M ORITZ R UGENDAS E T HOMAS E NDER. A Missão Artística Francesa

9 N ICOLAS -A NTOINE T AUNAY – CONSIDERADO UM DOS MAIS IMPORTANTES DA M ISSÃO F RANCESA, RETRATOU VARIAS PAISAGENS DO R IO DE J ANEIRO. J EAN -B APTISTE D EBRET – FOI CHAMADO A “ ALMA DA M ISSÃO F RANCESA ”, ORGANIZOU A PRIMEIRA EXPOSIÇÃO DE ARTE NO B RASIL. N A OBRA V IAGEM P ITORESCA E H ISTÓRICA AO B RASIL RETRATA E DESCREVE A SOCIEDADE BRASILEIRA COM CENAS DO NOSSO COTIDIANO. A Missão Artística Francesa

10 G RANDJEAN DE M ONTIGNY – PROJETOU O PRÉDIO DA A CADEMIA DE B ELAS -A RTES, FOI O PRIMEIRO PROFESSOR DE ARQUITETURA DO B RASIL. J OHANN -M ORITZ R UGENDAS – RETRATOU A PAISAGEM E OS COSTUMES DO POVO BRASILEIRO. T HOMAS E NDER – DEIXOU CERCA DE SEISCENTOS DESENHOS MOSTRANDO ASPECTOS DO R IO DE J ANEIRO E S ÃO P AULO. A Missão Artística Francesa

11 A RTISTAS BRASILEIROS DO SÉCULO XIX: P EDRO A MÉRICO, V ITOR M EIRELES E A RSÊNIO C INTRA DA S ILVA. P EDRO A MÉRICO – PINTAVA TEMAS BÍBLICOS, QUADROS HISTÓRICOS E RETRATOS. V ITOR M EIRELES – PINTAVAM CENAS HISTÓRICAS, BÍBLICAS E MITOLÓGICAS. L ECIONOU PINTURA HISTÓRICA, PINTURA DE PAISAGENS E DESENHOS. A Missão Artística Francesa

12 A RSÊNIO C INTRA DA S ILVA – PINTAVA PAISAGENS AO AR LIVRE E FOI O PRIMEIRO INSTRUTOR DA PINTURA A GUACHE NO B RASIL. P OUCO NOS RESTOU DE SUA OBRA. A Missão Artística Francesa

13 . O BRA - PRIMA DA B ELA É POCA FOI O T EATRO A MAZONAS. O S ARTISTAS DA B ELA É POCA RETRATAVAM FIGURAS HUMANAS, PRINCIPALMENTE FEMININAS E CENAS DO COTIDIANO. A RTISTAS DA B ELA É POCA : A LMEIDA J UNIOR, H ENRIQUE B ERNADELLI, R ODOLFO B ERNADELLI E E LISEU D’A NGELO V ISCONTI. Arte na Mudança dos Séculos XIX-XX

14 A LMEIDA J UNIOR – CONSIDERADO O MAIS BRASILEIRO DOS PINTORES NACIONAIS, PINTAVA A REALIDADE DAS PESSOAS COM QUE CONVIVIA. H ENRIQUE B ERNADELLI – ESTUDOU NA A CADEMIA DE B ELAS -A RTES E LECIONOU PINTURA NA E SCOLA N ACIONAL DE B ELAS - A RTES. R ODOLFO B ERNADELLI – ESTUDOU NA A CADEMIA DE B ELAS -A RTES, FOI PROFESSOR E DIRETOR DA E SCOLA N ACIONAL DE B ELAS -A RTES. Arte na Mudança dos Séculos XIX-XX

15 . O BRAS DE R ODOLFO B ERNADELLI : O BUSTO DE B ENJAMIM C ONSTANT, A ESTÁTUA DE D. P EDRO I E O MONUMENTO A C ARLOS G OMES. E LISEU D’A NGELO V ISCONTI – PROCUROU RENOVAR AS CARACTERÍSTICAS DA PINTURA E ROMPER COM O ESTILO ENSINADO NA ACADEMIA. F OI ARTISTA GRÁFICO, DECORADOR DE TEATROS E CERAMISTA, FOI AINDA O PRIMEIRO DESIGNER BRASILEIRO. Arte na Mudança dos Séculos XIX-XX


Carregar ppt "R EVISÃO DE ARTE 6 º ANO. O ESTILO BARROCO É CARACTERIZADO POR CONSTRUÇÕES EXUBERANTES, MUITO DECORADAS, PINTURA DE COLORIDO FORTE E CONTRASTANTE, COM."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google