A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

IX Seminário Nacional de APL´s de Base Mineral VI Encontro da Rede APL Mineral Salvador - BA 8 a 11 de outubro de 2012.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "IX Seminário Nacional de APL´s de Base Mineral VI Encontro da Rede APL Mineral Salvador - BA 8 a 11 de outubro de 2012."— Transcrição da apresentação:

1 IX Seminário Nacional de APL´s de Base Mineral VI Encontro da Rede APL Mineral Salvador - BA 8 a 11 de outubro de 2012

2 Sobre o IBGM Criado em 1977, possui sede em Brasília e sub-sede em São Paulo. Possui abrangência nacional e representa toda a cadeia produtiva do Setor de Gemas, Joias, Bijuterias, Folheados, Metais Preciosos e Afins; Associados: 47 empresas e 18 entidades de classe estaduais e nacionais, ligadas à indústria e ao comércio;

3 Áreas de atuação

4 Participação nos Principais Fóruns A Confederação Mundial da Cadeia Produtiva de Gemas e Joias – CIBJO, que reúne 81 instituições em 38 países, tem a finalidade de harmonizar e promover a cooperação internacional no setor, principalmente de questões relacionadas ao comércio mundial de gemas e joias. Ela funciona como um centro de difusão do conhecimento e um indutor de decisões. Tradução do Blue Book para o Português e credenciamento do Laboratório Gemológico do IBGM/Sindijoias. CIBJO

5 Participação nos Principais Fóruns International Colored Gemstone Association - ICA Atua na padronização de conceitos e práticas de negócios voltados à facilitação do comércio internacional de pedras preciosas coloridas, reunindo 47 países. Promove a ampliação do consumo de pedras coradas e a participação de seus associados nas principais feiras internacionais. Promoção do Congresso ICA 2011 – no Rio de Janeiro.

6 Assento nos Principais Fóruns Criado no âmbito das Nações Unidas para regulamentação das exportações de diamantes em bruto Em 2007 o Ministério de Minas e Energia criou o Fórum Brasileiro do Processo Kimberley (FBPK), composto por representantes da iniciativa privada e governo, para assessorá-lo nas questões referentes ao FBPK O IBGM assumiu a coordenação do Fórum Brasileiro do Processo Kimberley em 24 de novembro de 2011, ampliando seus objetivos que passou a abranger também o segmento de pedras coradas Temas relevantes: Projetos Diamantes do Brasil – CPRM, DNA dos Diamantes (DPF), Normas e Procedimentos do FBPK (CNPM) Comitê de Diamantes e Pedras Coradas

7 Sistema de Gestão

8 GT 3 – FORTALECER MPEs / APLs Coordenação: IBGM e SEBRAE + Objetivo 4 FORTALECER MPES E APLS E AMPLIAR A INTEGRAÇÃO INTRA E ENTRE CADEIAS PRODUTIVAS + Iniciativa 11 FORTALECER MPES ação 33 Incentivar a formalização de empresas - medida 15 Ampliar o rol de atividades no Simples (incluindo designer e estilistas) - medida 16 Desenvolver mecanismo que facilite ao registro da MPE no Simples Nacional, a exemplo do Empreendedor Individual. - medida 17 Equiparar o limite do teto do faturamento do simples nacional ao parâmetro do Mercosul Conselho Competitividade Couro/Calçados; Textil/Confecções e Gemas/Joias

9 - medida 18 Racionalizar e simplificar os registros e procedimentos trabalhistas obrigatórios do empregador (principalmente devido as especificidades das MPE) ação 34 Capacitar recursos humanos para gestão empresarial - medida 19 Estender o apoio de gestão empresarial para empresas de médio porte. - medida 20 Atualizar, customizar e direcionar a oferta de capacitação em gestão empresarial para as necessidades do mercado. - medida 21 Desenvolver e implantar indicadores de desempenho adequados ao Sistema Moda Conselho Competitividade Couro/Calçados; Textil/Confecções e Gemas/Joias

10 + Iniciativa 12 FORTALECER APLS ação 36Fortalecer a governança local e a gestão dos APLs - medida 29Realizar planejamento estratégico conjunto para os setores de moda - medida 30 Promover a articulação entre os principais atores do APLs, disseminando os benefícios da cooperação e associativismo - medida 31Profissionalizar a gestão do APL, criando a figura do gestor local - medida 32 Criar a coordenação nacional dos APL de Moda, para promover a articulação e troca de experiência entre eles - medida 33 Reforçar a presença das entidades de classe (nacional e regional) na governança local do APL ação 37 Diagnosticar os gargalos existentes na cadeia de fornecimento e propor melhorias - medida 34 Desenvolver o mapeamento nos APL identificando os gargalos e deficiências existentes. - medida 35Difundir junto aos APL os resultados do estudo Conselho Competitividade Couro/Calçados; Textil/Confecções e Gemas/Joias

11 Um Programa Estruturante para a Cadeia Produtiva... Proposta ao SEBRAE

12 Programa de Estímulo à Inovação, Competitividade e Desenvolvimento Integrado da Cadeia de Produção de Joias, Gemas e Bijuterias Alinhado com o Programa Brasil Maior Converge e integra as ações dos diversos setores do ramo de Gemas, Joias e Bijuterias Identifica novas necessidades e gargalos Fortalece os APLs de Gemas, Joias e Bijuterias Desenvolve de forma integrada os elos da cadeia produtiva Contempla todas as fases da produção, desde a inspiração, a concepção do produto até a sua comercialização, alavancando cada um dos elos da cadeia produtiva.

13 Projetos Desenvolvimento Integrado do Design de Gemas, Joias e Bijuterias Sistema de Informações Estratégicas para o Setor de Gemas, Joias e Bijuterias Brasil Criativo: Oportunidades de Negócios para Grandes Evento Capacitação: Atualização e formatação de novas ferramentas de ensino Ampliação de Acesso aos Mercados Fomento aos APLs de Gemas, Joias e Bijuteiras

14 Fomento aos APLs de Gemas Joias e Bijuterias Realizar diagnóstico nos APLs e elaboração de seus Planos Estratégico e Operacional Estabelecer a Coordenação Nacional de APLs Fortalecer a governança dos APLs Promover a Responsabilidade Social Corporativa, através de consultoria e realização de seminário internacional

15 Principais APLs de Gemas Joias e Bijuterias APL de Gemas e Joias do Rio Grande do Sul/RS APL de Gemas e Joias do Pará/PA APL de Gemas e Joias de Pedro II/PI APL de Artesanato Mineral de Cristalina/GO APL de Gemas e Joias do Vale do Jequitinhonha/MG

16 Principais APLs de Gemas Joias e Bijuterias APL de Jóias de Limeira/SP APL de Gemas e Jóias de Brasília/DF APL de Gemas e Jóias de Cuiabá/MT APL de Gemas e Jóias do Rio Grande do Sul/RS APL de Jóias de São José do Rio Preto/SP APL de Gemas e Jóias do Rio de Janeiro/RJ – Joia Carioca

17 Obrigada!


Carregar ppt "IX Seminário Nacional de APL´s de Base Mineral VI Encontro da Rede APL Mineral Salvador - BA 8 a 11 de outubro de 2012."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google