A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Microdestilaria de álcool Henry Ford – 1925 entrevista ao jornal The New York Times “O álcool é o combustível do futuro” Universidade Estadual de Campinas.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Microdestilaria de álcool Henry Ford – 1925 entrevista ao jornal The New York Times “O álcool é o combustível do futuro” Universidade Estadual de Campinas."— Transcrição da apresentação:

1 Microdestilaria de álcool Henry Ford – 1925 entrevista ao jornal The New York Times “O álcool é o combustível do futuro” Universidade Estadual de Campinas Faculdade de Engenharia de Alimentos Lab. de Engenharia Ecológica e Informática Aplicada John F. Storfer Engº Mecânico Prof. Dr. Enrique Ortega Rodriguez (orientador)

2 Definições Sustentabilidade ecológica: baseada no princípio da solidariedade com o planeta, suas riquezas e com a biosfera que o envolve. Sustentabilidade social: é baseada no princípio da igualdade de distribuição de renda e de bens, no princípio da igualdade de direitos a dignidade humana e no princípio de solidariedade dos laços sociais. Sustentabilidade econômica: avaliada a partir da sustentabilidade social propiciada pela organização da vida material.

3 Locais dos Estudos Fazenda Jardim em Mateus Leme - MG Microdestilaria de Angatuba - SP

4 Visão geral Produção de etanol em micro escala, auto sustentável, gerando oportunidades de emprego, fixação do homem na lavoura, gerando bons alimentos e contribuindo com um sistema auto-sustentável. Para haver uma produção economicamente viável é preciso aliar a cultura pecuária.

5 Dados do 1º estudo Fazenda Jardim – Mateus Leme - MG A fazenda possui cerca de 50 hectares na área central de estudo Sendo que há uma reserva de mata nativa (não cultivada) de pelo menos 20 hectares. Segundo o Código Florestal do pais é mais do que 20% da área da propriedade. E pode compensar o CO 2 produzido na queima do álcool.

6 Duas possibilidades de consumo: 1 litro de álcool hidratado = 0,7 litros de gasolina ou 1 litro de gasolina contém 0,25 litros álcool anidro 85% dos carros flex utilizam álcool hidratado Alguns dados sobre álcool etílico: 1 tonelada de cana-de-açúcar produz 70 litros de etanol = 980 litros de vinhaça 1 hectare de cana produz litros de etanol

7 Diagrama Sistêmico da Fazenda Jardim – Mateus Leme/MG

8 1. Infra-estrutura 50 hectares de terra, das quais 2 a 4 hectares para cana-de-açúcar. O custo sem a terra: R$ 8.845,40 Galpão com telhado, postes de luz, instalação elétrica e hidráulica, material para manutenção, cercas, desníveis de solo.

9 Moenda, tanque de diluição, dornas de fermentação, caldeira, coluna de destilação, alambique e tambores de armazenagem. Produção de 50 l/dia 2. Equipamentos Investimento em equipamentos R$ ,00.

10 Esquema da instalação

11 Tacho aquecido para rapadura Coluna de destilação e alambique Tanques de Fermentação

12 3. Insumos Bezerros, eletricidade, uréia, taxas e impostos. Custo anual estimado R$ ,40. Lenha e água sem custo

13 4. Despesas Anuais Infra estrutura R$ 325,30 Preparação R$ 100,00 Equipamentos R$ 2.841,72 Insumos R$ ,40 Serviços R$ ,00 R$ ,42

14 5. Produtos Adubo orgânico R$ ,00 Carne de gado em pé.....R$ ,00 Etanol R$ 9.030,33 Melaço R$ 74,88 Rapadura R$ 37,44 Eucalipto em pé R$ 5.780,00 Receita total anual estimada R$ ,65 Custos R$ ,42

15 6. Materiais Reciclados Bagaço Palha Vinhaça Volumoso Cinzas de Caldeira Poupança total anual (estimada): R$ 4.879,00

16 7. Balanço Econômico Produção de 50 litros/dia Vendas R$ ,65 Custos R$ 48,410,42 Saldo R$ 7.935,23 Relação Benefício / Custo = 0,164 (16,4%)

17

18 Diagrama Sistêmico Angatuba - SP

19 Região da microdestilaria de Angatuba - SP

20 Vantagens atuais ÁÁlcool etílico para combustível hidratado (94%) CCinzas do bagaço (adubo potássico - fosfatado) VVinhoto para alimentação do gado e refertilização EEsterco fermentado RRapadura BBagaço para alimentação de caldeiras AAguardente VVinhoto para fertilização da plantação BBagaço para papel-cartão AAçúcar mascavo Vantagens futuras

21 Integrar políticas governamentais com pequeno produtor, Disponibilizar recursos financeiros, Isenções tributárias, Acesso às tecnologias para melhoria da produção, Qualificar os produtores e Criação de um órgão de regulação da atividade. I Seminário de Tecnologia para Pequena Produção de Álcool 21 e 22 de maio de Brasília Como viabilizar?

22 Legenda dos Índices Emergéticos Tr  Transformidade (seJ / J) % R  Renovabilidade EYR  Razão de Rendimento Emergético ELR  Taxa da Carga Ambiental EIR  Razão de Investimento de Emergia SI  Índice de Sustentabilidade EER  Razão de Intercâmbio de Emergia

23 Dados Comparativos entre as microdestilarias de Mateus Leme e Angatuba com uma Usina Padrão ÍNDICEFAZENDAANGATUBAUSINA JARDIMPADRÃO Tr 1,93E+043,26E+054,87E+04 % R 93,1790,8430,90% EYR 14,6710,921,57 ELR 0,070,12,23 EIR 0,070,11,74 SI 209,57109,20,71 EER 0,883,360,68

24 Quanto maiores os valores, menor sua eficiência

25 Quanto maior for o índice, maior a possibilidade dele ser sustentável

26 Quanto maior for esse índice, maior será a eficiência em sua utilização de recursos investidos na economia. Índice = 1  Valor investido = Energia disponibilizada

27 Quanto maior o índice, maior a pressão causada ao eco-sistema pelos processos produtivos. < 2  baixo impacto 2 > X > 10  impacto moderado > 10  grande impacto ambiental

28 Quanto menor o índice, mais eficiência no sistema produtivo, utilizando recursos naturais, contra recursos financeiros

29 Quanto maior for o índice, menor será o impacto ambiental SI < 1  economias altamente desenvolvidas 1 < SI < 10  economias em desenvolvimento SI > 10  economias pouco desenvolvidas

30 É o Índice do Comércio Justo, quanto mais perto estiver de 1

31 Conclusões O desempenho do sistema agro-combustível frente à sustentabilidade de seu processo e a baixa agressão ao meio ambiente, representa um grande fator se comparado às grandes usinas de cana-de-açúcar, que utilizam fertilizantes e agrotóxicos em larga escala que infiltram no subsolo levando ácidos, CO 2, metais pesados e metano.

32 A cultura de cana-de-açúcar tem baixo uso de defensivos agrícolas e insumos químicos, pois se utiliza da fertirrigação com a vinhaça, palha e cinzas da caldeira, insumos naturais. A análise emergética foi utilizada para poder analisar a importância dos fatores que cercam a produção de etanol, podendo ajudar a melhorar o desempenho de seu processo, com vistas à sustentabilidade com responsabilidade.

33 Cálculo do tamanho em hectares da plantação de cana-de-açúcar em função do uso do etanol em veículos – Pegada Ecológica – Quantidade de km percorridos300km/semana Consumo do veículo15km/L Consumo médio por semana20L / semana Consumo médio por mês90L/ mês Consumo médio por ano1.080,0L/ ano Produção anual de etanol na lavoura6.000L/ha Área necessária de plantio de cana0,18hectares Produção de vinhaça proporcional15.120,0L/ ano

34 Se a alternativa da micro-destilaria é boa o que é necessário para promovê-la? Políticas públicas ao pequeno produtor, acesso às tecnologias, criação de um órgão regulador da atividade, dentre outras. Quais seriam os grupos e movimentos sociais interessados? Assentamentos agrícolas e pequenos grupos agro-familiares ou não. Quais as ressalvas para um programa de produção de etanol, alimentos e serviços ambientais? Que se baseiem em baixa produtividade do etanol aliado a outras culturas silvo-pastoris, sob a óptica da sustentabilidade ecológica.

35 Laboratório de Engenharia Ecológica - FEA fones: (19) / CONTATOS John Storfer Enrique Ortega


Carregar ppt "Microdestilaria de álcool Henry Ford – 1925 entrevista ao jornal The New York Times “O álcool é o combustível do futuro” Universidade Estadual de Campinas."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google