A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PRODUÇÃO DE ETANOL E ALIMENTOS EM PEQUENAS PROPRIEDADES RURAIS NO MODELO FAMILIAR OPORTUNIDADE PARA A AUTONOMIA ENERGÉTICA COM SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PRODUÇÃO DE ETANOL E ALIMENTOS EM PEQUENAS PROPRIEDADES RURAIS NO MODELO FAMILIAR OPORTUNIDADE PARA A AUTONOMIA ENERGÉTICA COM SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL."— Transcrição da apresentação:

1 PRODUÇÃO DE ETANOL E ALIMENTOS EM PEQUENAS PROPRIEDADES RURAIS NO MODELO FAMILIAR OPORTUNIDADE PARA A AUTONOMIA ENERGÉTICA COM SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL E SOCIAL

2 CENÁRIO ATUAL Escassez do petróleo – valor acima U$ 120,00 – extração superior a descoberta há 20 anos; Escassez do petróleo – valor acima U$ 120,00 – extração superior a descoberta há 20 anos; Economia mundial em crescimento; Economia mundial em crescimento; Aumento de demanda por energia e alimento; Aumento de demanda por energia e alimento; Aumento constante da emissão de gases provocadores do efeito estufa, boa parte em função do aumento do consumo de combustíveis fósseis (petróleo e carvão mineral); Aumento constante da emissão de gases provocadores do efeito estufa, boa parte em função do aumento do consumo de combustíveis fósseis (petróleo e carvão mineral); Subsídios crescentes dos países ricos aos seus produtores rurais; Subsídios crescentes dos países ricos aos seus produtores rurais; População rural decrescente e empobrecida, sem alternativas. População rural decrescente e empobrecida, sem alternativas.

3 IMAGEM DE FÁBRICA MOVIDA A CARVÃO MINERAL - CHINA

4 PROGNÓSTICO Elevação dos preços dos alimentos e do petróleo; Elevação dos preços dos alimentos e do petróleo; Aquecimento global acelerado; Aquecimento global acelerado; Conflitos por terra e energia. Conflitos por terra e energia.

5 COMPARATIVO DE EMISSÃO DE CO 2 ENTRE OS CICLOS DO ETANOL E DA GASOLINA

6 EMISSÃO DE CO 2 NO CICLO DO ETANOL EM RELAÇÃO AO DOS COMBUSTÍVEIS FÓSSEIS

7

8 PRODUÇÃO DE BIOCOMBUSTÍVEIS X AUMENTO DO PREÇO DOS ALIMENTOS

9 AUMENTO DOS PREÇOS DOS PRINCIPAIS ALIMENTOS

10 RAZÕES PARA FALTA DE ALIMENTOS

11 ÁREA DISPONÍVEL PARA UTILIZAÇÃO AGRÍCOLA NO BRASIL

12 CONDIÇÃO DOS ESTADOS UNIDOS

13 VANTAGENS DO BRASIL PARA TOMAR A LIDERANÇA DESTE PROCESSO. ÚNICO PAÍS COM DIMENSÕES CONTINENTAIS DE CLIMA TROPICAL, ALTA INSOLAÇÃO PELOS PRÓXIMOS 11.OOO.OOO.OOO DE ANOS; ÚNICO PAÍS COM DIMENSÕES CONTINENTAIS DE CLIMA TROPICAL, ALTA INSOLAÇÃO PELOS PRÓXIMOS 11.OOO.OOO.OOO DE ANOS; MAIOR EXTENSÃO DE ÁREAS E PESSOAS DISPONÍVEIS PARA DESENVOLVER O PROCESSO; MAIOR EXTENSÃO DE ÁREAS E PESSOAS DISPONÍVEIS PARA DESENVOLVER O PROCESSO; LÍDER MUNDIAL NA TECNOLOGIA DE PRODUÇÃO DO ETANOL E OUTROS BIOCOMBUSTÍVEIS; LÍDER MUNDIAL NA TECNOLOGIA DE PRODUÇÃO DO ETANOL E OUTROS BIOCOMBUSTÍVEIS; PIONEIRO NA UTILIZAÇÃO DE MOTORES FLEX. PIONEIRO NA UTILIZAÇÃO DE MOTORES FLEX.

14 PROPOSTA PRODUÇÃO DE ETANOL E ALIMENTOS ATRAVÉS DO PEQUENO PRODUTOR.

15 EXTRATO DA LEI FEDERAL Nº /2006 QUE DEFINE AGRICULTOR FAMILIAR Art. 3o Para os efeitos desta Lei, considera-se agricultor familiar e empreendedor familiar rural aquele que pratica atividades no meio rural, atendendo, simultaneamente, aos seguintes requisitos: I - não detenha, a qualquer título, área maior do que 4 (quatro) módulos fiscais; II - utilize predominantemente mão-de-obra da própria família nas atividades econômicas do seu estabelecimento ou empreendimento; III - tenha renda familiar predominantemente originada de atividades econômicas vinculadas ao próprio estabelecimento ou empreendimento; IV - dirija seu estabelecimento ou empreendimento com sua família. § 1o O disposto no inciso I do caput deste artigo não se aplica quando se tratar de condomínio rural ou outras formas coletivas de propriedade, desde que a fração ideal por proprietário não ultrapasse 4 (quatro) módulos fiscais.

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27 MATÉRIA PRIMA : CANA-DE-AÇÚCAR DISTINÇÃO ENTRE A PRODUÇÃO FAMILIAR E DE GRANDE ESCALA: DescriçãoFAMILIAR GRANDE ESCALA OBSERVAÇÃO Produtividade média (ton/ha) No modelo familiar os primeiros 3 cortes apresentam média de 75 ton/ha. Durabilidade média canaviais (safras). 103 Devido ao não uso do fogo e práticas culturais de forma manual, é viável a renovação após 10 anos. Colheita.manual Manual/mec ânica A colheita manual promove menor compactação do solo. Uso do fogo. nãoSim O não uso do fogo e a renovação a cada 10 anos torna a cultura uma das mais protetoras do solo e viabiliza a utilização de áreas de maior declividade. Aplicação de adubo químico (ton/ha). 0,61,2 Menor utilização de derivados de petróleo no modelo familiar. Plantio e práticas culturais Manual/mec anizado mecanizado Menor consumo de combustível fóssil no modelo familiar.

28 VANTAGENS AMBIENTAIS DA PRODUÇÃO DE ETANOL ATRAVÉS DA AGRICULTURA FAMILIAR Emissão de gases provocadores do efeito estufa 90% menor em relação aos combustíveis fósseis; Emissão de gases provocadores do efeito estufa 90% menor em relação aos combustíveis fósseis; No modelo familiar sem o uso do fogo, cultura protege o solo, diminui a erosão; No modelo familiar sem o uso do fogo, cultura protege o solo, diminui a erosão; A rusticidade da cana, associada a capacidade de proteção do solo, viabilizam a utilização de áreas menos nobres da propriedade não competindo com as culturas anuais. A rusticidade da cana, associada a capacidade de proteção do solo, viabilizam a utilização de áreas menos nobres da propriedade não competindo com as culturas anuais. VANTAGENS CULTURAIS PARA IMPLANTAÇÃO DA ATIVIDADE O período de utilização entre maio e novembro permite disponibilidade para as culturas tradicionais de verão; O período de utilização entre maio e novembro permite disponibilidade para as culturas tradicionais de verão; O fator cultural favorece de forma definitiva a adesão ao programa – a maioria dos produtores sabem historicamente trabalhar com cana na produção de cachaça, muito similar ao álcool. O fator cultural favorece de forma definitiva a adesão ao programa – a maioria dos produtores sabem historicamente trabalhar com cana na produção de cachaça, muito similar ao álcool.

29 RELAÇÃO DA PRODUÇÃO DE ETANOL COM A PRODUÇÃO DE ALIMENTOS NO MODELO PROPOSTO. A produção de etanol no modelo proposto, irá aumentar a produção de alimentos pelos motivos que seguem: As áreas utilizadas não irão competir com a produção de lavouras anuais de milho, feijão, etc.; As áreas utilizadas não irão competir com a produção de lavouras anuais de milho, feijão, etc.; Produtores de frutas, hortaliças e demais culturas intensivas possuem, normalmente, rendimentos por área muito superiores aos observados em outras culturas, inclusive a cana - que necessitam maiores áreas e não tendem a abandonar a atividade; Produtores de frutas, hortaliças e demais culturas intensivas possuem, normalmente, rendimentos por área muito superiores aos observados em outras culturas, inclusive a cana - que necessitam maiores áreas e não tendem a abandonar a atividade; O bagaço e o vinhoto serão totalmente revertidos em carne e leite, compensando a área ocupada pela cana, na maioria dos casos ocorrerá aumento na produção de carne e leite; O bagaço e o vinhoto serão totalmente revertidos em carne e leite, compensando a área ocupada pela cana, na maioria dos casos ocorrerá aumento na produção de carne e leite;

30 Modelo proposto para produção através da Agricultura Familiar Implantação de minidestilarias para atendimento de até 10 grupos familiares; Implantação de minidestilarias para atendimento de até 10 grupos familiares; Plantio de cana com áreas de 3 a 5 ha. por propriedade - exclui possibilidade de monocultura; Plantio de cana com áreas de 3 a 5 ha. por propriedade - exclui possibilidade de monocultura; Implantação de cultivos adensados de eucalipto (1,0x1,0m) para fornecimento de lenha para as unidades de produção; Implantação de cultivos adensados de eucalipto (1,0x1,0m) para fornecimento de lenha para as unidades de produção; Utilização de todo o bagaço e vinhoto para alimentação bovina, promovendo aumento da produção de carne e leite; Utilização de todo o bagaço e vinhoto para alimentação bovina, promovendo aumento da produção de carne e leite; Inserção definitiva do agricultor familiar na produção de energia, renda e qualidade de vida; Inserção definitiva do agricultor familiar na produção de energia, renda e qualidade de vida; Real fixação do homem no campo. Real fixação do homem no campo.

31 IMAGEM DE UMA PROPRIEDADE TÍPICA FAMILIAR

32 ANÁLISE ECONÔMICA SIMPLIFICADA DA ATIVIDADE NO MODELO PROPOSTO ÍNDICES: 1 TON. CANA >> 55 LITROS DE ÁLCOOL. 1 HA. DE CANA >> 60 TON./ANO CUSTO DE IMPLANTAÇÃO DE 1HA. DE CANAVIAL >> R$ 1.500,00 CUSTO DE MANUTENÇÃO >> R$ 800,00/ANO CUSTO COLHEITA/CARREGAMENTO/TRANSPORTE ATÉ A UNIDADE DE PRODUÇÃO >> R$ 10,00/TONELADA. CUSTO PROCESSAMENTO NA UNIDADE DE PRODUÇÃO >> R$ 0,15/LITRO CUSTO/LITRO MAT. PRIMA (R$): 0,50 PROCESSAMENTO (R$): 0,15 TOTAL (R$): 0,65 VENDA (R$): 1,00 LUCRO LÍQUIDO: 0,35 5ha*60ton*55litros= litros de álcool*0,35=5.775,00/ANO=R$ 481,25/mês. - 6 meses de trabalho >> maio a novembro. PRODUZ ALIMENTO PARA 20 VACAS COM PRODUÇÃO ANUAL DE LITROS DE LEITE AGREGANDO R$ ,00/ANO DE LUCRO LÍQUIDO= 1.250,00/MÊS – PRODUTOR RURAL INSERIDO NA CLASSE MÉDIA

33 RELAÇÃO VALOR PETRÓLEO X VIABILIDADE OUTRAS FONTES

34 REAL SITUAÇÃO DO PETRÓLEO NO BRASIL

35 DESAFIOS CRIAR SETOR FEDERAL ESPECÍFICO RESPONSÁVEL PELA CADEIA DE BIOCOMBUSTÍVEIS; CRIAR SETOR FEDERAL ESPECÍFICO RESPONSÁVEL PELA CADEIA DE BIOCOMBUSTÍVEIS; ALTERAR A LEGISLAÇÃO; ALTERAR A LEGISLAÇÃO; INVESTIR EM TECNOLOGIA. INVESTIR EM TECNOLOGIA.

36

37 LOCAL DE IMPLANTAÇÃO DA MINI DESTILARIA DE MARIANA

38 PROJETO MINI DESTLARIA MARIANA

39

40 Muito obrigado pela atenção.... Leonardo Brumano Kalil Sérgio Pataro


Carregar ppt "PRODUÇÃO DE ETANOL E ALIMENTOS EM PEQUENAS PROPRIEDADES RURAIS NO MODELO FAMILIAR OPORTUNIDADE PARA A AUTONOMIA ENERGÉTICA COM SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google