A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ASFIXIA ENGASGAMENTO PARADA CARDÍACA E PARADA CARDIORESPIRATÓRIA AVC –ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL ATAQUE CARDÍACO.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ASFIXIA ENGASGAMENTO PARADA CARDÍACA E PARADA CARDIORESPIRATÓRIA AVC –ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL ATAQUE CARDÍACO."— Transcrição da apresentação:

1 ASFIXIA ENGASGAMENTO PARADA CARDÍACA E PARADA CARDIORESPIRATÓRIA AVC –ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL ATAQUE CARDÍACO

2

3 ASFIXIA Definição A asfixia (sufocação ou engasgo) é o espasmo da tosse e expectoração que se apresentam em conseqüência da penetração de líquidos ou sólidos nas vias aéreas (a isto se chama aspiração). O reflexo da tosse da criança expulsará o líquido aspirado da traquéia em 10 a 30 segundos.

4 ASFIXIA A obstrução completa se apresenta quando algum alimento sólido ou algum objeto estranho se aloja na laringe (também pode ocorrer em casos graves de difteria ou crupe). Nestas condições, a criança não pode respirar, chorar nem falar. O lactente estará em estado de pânico e, se a obstrução não for eliminada em 1 ou 2 minutos, a criança desmaiará.

5 PRIMEIROS SOCORROS 1- Chame a equipe de resgate IMEDIATAMENTE Chame a equipe de resgate imediatamente em todos os casos de asfixia por um objeto sólido. Em geral, o engasgo por líquidos é temporário e inofensivo. Chame a equipe de resgate se a criança se engasgar com um líquido e ficar azulado, com o corpo pálido ou perder os sentidos.

6 PRIMEIROS SOCORROS 2- Estimule a tosse Enquanto a criança estiver respirando e tossindo, não faça nada exceto estimulá-lo a expulsar por si só o material aspirado, por meio da tosse. O objetivo principal do reflexo de tosse da criança é limpar a traquéia. Não lhe ofereça nada para beber porque os líquidos poderiam ocupar o espaço necessário para a passagem do ar.

7 PRIMEIROS SOCORROS 3- Manobra de Heimlich se a respiração de uma criança de mais de 1 ano de idade parar Se a criança não consegue respirar, tossir nem emitir sons, aplique uma pressão intermitente na parte superior do abdome. Coloque-se atrás da criança e abrace-o enrolando seus braços em torno dele bem abaixo das costelas inferiores mais acima da cintura. Aplique um movimento brusco para cima em um ângulo de 45 graus para expulsar todo o ar do peito e fazer sair o objeto alojado na traquéia. Repita esta pressão abdominal brusca para cima de 6 a 10 vezes em sucessão rápida. Se a criança não consegue ficar de pé e é muito pesado para que você o carregue, deite-o de costas no chão. Ponha suas mãos em ambos os lados do abdome, imediatamente abaixo das costelas inferiores e aplique empurrões fortes, bruscos, para cima.

8 PRIMEIROS SOCORROS 4- Tapas nas costas e compressões no peito se uma criança de menos de 1 ano de idade para de respirar Se o bebê não pode respirar nem tossir, coloque-o de cabeça para baixo entre seus joelhos ou em seu antebraço (quer dizer, utilize a força da gravidade para ajudar a retirar o objeto). A seguir, dê 5 tapas fortes em rápida sucessão entre as omoplatas, com a parte inferior da palma da mão. (Isto não é útil em crianças maiores).

9 PRIMEIROS SOCORROS Ressuscitando a criança desmaiada por asfixia A unidade móvel de socorro (ambulância) deve estar a caminho. Abra rapidamente a boca e olhe se existe algum objeto que possa ser extraído com os dedos ou pinças (geralmente não há). Não enfie seus dedos na boca da criança a menos que esteja vendo o objeto. Fazer isto às cegas pode empurrar o objeto mais ainda através da laringe. Se sabe como fazê-lo, inicie a respiração boca a boca. Geralmente pode-se forçar o ar para além do objeto. Se a ressuscitação boca a boca não mover o peito, repita a pressão abdominal brusca (se ele for maior de 1 ano) ou as compressões no peito (se for menor de 1 ano).

10 PRIMEIROS SOCORROS Prevenção A asfixia pode ser potencialmente fatal; portanto, evite que torne a acontecer, não dando a criança alimentos ou objetos pequenos, que tenham mais probabilidade de causar asfixia. Os alimentos que apresentam maior risco de causar asfixia são: todo tipo de nozes e amendoins, sementes de girassol, sementes de laranja, caroços de cereja, sementes de melancia, chicletes, caramelos, pipocas de milho, cenouras cruas, torresmos, balas duras, carnes duras, etc. Não se deve servir alimentos crus a crianças com menos de 4 anos de idade, porque é preciso ter os dentes molares para mastigá-los bem e talvez não entendam que algumas sementes devem ser cuspidas e não engolidas. Nunca alimente a criança dentro de um veículo em movimento, por que as freadas bruscas podem fazê-lo sufocar subitamente.

11 PRIMEIROS SOCORROS Os alimentos macios que mais frequentemente causam asfixia mortal são as salsichas (cachorro-quente) e as uvas. Estes alimentos devem ser picados antes de servidos. Deve- se advertir à babá e aos irmãos maiores que não dividam estes alimentos com o bebê. A asfixia com balões de borracha é a principal causa de morte por asfixia com objetos. A maioria dos acidentes ocorrem quando as crianças engolem um balão vazio que estavam mastigando. Avise a criança para que ele jamais mastigue ou chupe pedaços de balões. Mesmo adolescentes já morreram por causa deste acidente inesperado. Morder um balão cheio também é perigoso porque o mesmo pode estourar.

12

13 PARADA CARDÍACA E RESPIRATÓRIA É a parada dos batimentos do coração e da respiração. Os sintomas são: - Ausência de movimento respiratório, de pulso e de batimentos cardíacos, - Inconsciência, - Lábios, unhas e língua azulados ou roxos, - Palidez excessiva, - Pupilas dilatadas. Atenção: Não dê nada à vítima para comer, beber ou cheirar, na intenção de reanimá-la.

14 PRIMEIROS SOCORROS Reanimação: Deve ser iniciada imediatamente, não ser interrompida mesmo na fase de transporte e deve ser mantida até o reinício da respiração e do batimento do coração ou até que a vítima receba atendimento médico.

15 PRIMEIROS SOCORROS Respiração Artificial: - Deite a vítima de costas e afrouxe suas roupas; - Retire qualquer objeto da boca ou garganta que dificultem a entrada de ar; - Se a vítima estiver sangrando, vire a cabeça de lado; - Feche as narinas da vítima com o polegar e o indicador, para o ar não sair, coloque sua boca na boca da vítima e, com firmeza, sopre até notar que seu peito está levantando; - Deixe o ar sair naturalmente; - Repita quantas vezes forem necessárias.

16 PRIMEIROS SOCORROS Massagem Cardíaca: - Coloque as palmas da mãos, uma sobre a outra, em cima do peito da vítima; - Pressione energeticamente o tórax da vítima; - Coloque o peso de seu corpo sobre as suas mãos. Utilizando o seu peso faça pressão para que o coração seja comprimido; - Retire a pressão para que o tórax volte à posição normal. - Repita a operação a cada 2 segundos.

17 PRIMEIROS SOCORROS Atenção: Em qualquer um dos procedimentos acima descritos, o paciente deve receber um atendimento médico, o mais rápido possível. Ligue para o serviço especializado de sua cidade!

18

19 AVC É muito comum as pessoas se confundirem imaginando que o derrame cerebral e o infarto sejam a mesma coisa. Você já sabe que o infarto do miocárdio é um evento do coração. O Acidente Vascular Cerebral (AVC) é uma doença que acontece no cérebro.

20 AVC O derrame cerebral (AVC) acontece quando o sangue deixa de chegar ao cérebro, quando os vasos ficam obstruídos ou, então, quando ocorre a ruptura de um deles. No caso de entupimento do vaso, o AVC é chamado de isquêmico. Na ruptura do vaso, é o AVC hemorrágico. Este último é sempre mais grave e com mais sequelas, levando também à maior incidência de morte.

21 PRIMEIROS SOCORROS Como reconhecer o paciente com derrame? Amortecimento com fraqueza da metade direita ou esqueda do corpo, inclusive metade do rosto. Alteração na fala, que se torna enrolada, até a incapacidade de falar. As alterações da fala são mais comuns quando a paralisia ou as alterações do movimento ocorrem na metade direita do corpo. Dor de cabeça repentina e forte, sem uma causa aparente. Alteração de visão, podendo chegar até mesmo à cegueira. Dificuldade de andar, com tontura e, muitas vezes, queda ao solo. Boca entortada para um dos lados e baba. Pupilas desiguais. Perda do controle sobre atividade da bexiga e do intestino.

22 PRIMEIROS SOCORROS Como proceder? Não hesite em chamar por ambulância ou socorro médico. Se a vítima estiver consciente, deite-a com a cabeça e os ombros ligeiramente erguidos e apoiados. Incline a cabeça para um dos lados. É importante para que possa dar saída a salivação e evitar vômito com aspiração. Se a vítima perder a consciência, fique atento para eventual parada cardíaca e/ou respiratória. Em caso de parada cardíaca e/ou respiratória, proceda à reanimação.

23

24 ATAQUE CARDÍACO Diferentemente da parada cardíaca ou cardiorrespiratória, um ataque cardíaco (ou apoplexia) não compromete totalmente a atividade do músculo cardíaco. Este por sua vez tem um déficit considerável em suas funções, que pode ser causado por um problema crônico da vítima ou em decorrência de fortes emoções, stress acumulado maus hábitos alimentares, tabagismo entre outros fatores.

25 ATAQUE CARDÍACO Os sintomas observados em uma pessoa que sofre um ataque cardíaco são: suor excessivo; palidez, náuseas, dor aguda e formigamento no peito e nos braços (especialmente no esquerdo).

26 ATAQUE CARDÍACO Atenção para os sinais e sintomas de um possível ataque cardíaco: 1) uma pressão desconfortável no peito ou nas costas que demora mais do que alguns minutos para ir embora. 2) a dor espalha-se para os ombros, pescoço ou braços. 3) A dor no peito vem acompanhada de tonturas, suor, náusea, respiração curta ou falta de ar e sensação de plenitude gástrica.

27 PRIMEIROS SOCORROS O que fazer nos casos de ataque cardíaco? Mantenha a pessoa deitada ou sentada de maneira confortável, com as roupas afrouxadas, cubra-a se esta alegar frio, e não tente realizar nenhum tipo de procedimento além desses, até que chegue um auxílio médico especializado, pois os casos de ataque cardíaco necessitam de exames minuciosos posteriores, para se avaliar a condição e um tratamento adequado que o indivíduo realizará

28 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ID=3290&ReturnCatID=1617 ID=3290&ReturnCatID=1617 udo.php?conteudo=118 udo.php?conteudo=118 rimeiros_socorros/emergencias.html rimeiros_socorros/emergencias.html socorros.info/mos/view/Ataque_Card%C3%ADaco/ socorros.info/mos/view/Ataque_Card%C3%ADaco/


Carregar ppt "ASFIXIA ENGASGAMENTO PARADA CARDÍACA E PARADA CARDIORESPIRATÓRIA AVC –ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL ATAQUE CARDÍACO."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google