A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UMA INTRODUÇÃO ÀS RELAÇÕES INTERNACIONAIS: AS ORIGENS E A MUDANÇA NA AGENDA DA DISCIPLINA RICHARD DEVETAK INTRODUÇÃO ÀS RELAÇÕES INTERNACIONAIS – UFPE.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UMA INTRODUÇÃO ÀS RELAÇÕES INTERNACIONAIS: AS ORIGENS E A MUDANÇA NA AGENDA DA DISCIPLINA RICHARD DEVETAK INTRODUÇÃO ÀS RELAÇÕES INTERNACIONAIS – UFPE."— Transcrição da apresentação:

1 UMA INTRODUÇÃO ÀS RELAÇÕES INTERNACIONAIS: AS ORIGENS E A MUDANÇA NA AGENDA DA DISCIPLINA RICHARD DEVETAK INTRODUÇÃO ÀS RELAÇÕES INTERNACIONAIS – UFPE

2 INTRODUÇÃO  Explicar o que são relações internacionais.  Mostrar como e por que surgiram os estudos das relações internacionais.  Delinear as mudanças de agenda das relações internacionais.

3 O QUE SÃO RELAÇÕES INTERNACIONAIS? O QUE NÃO ÉO QUE É Não se reduz à notícias na mídia, pois estas, geralmente, não apresentam qualquer esforço em traçar conexões entre os fatos. Reflexão sobre os eventos, atores, estruturas e processos que formam uma história no intuito de fornecer explicações, interpretações e análise normativa sobre um caso ou evento internacional. Não se reduz ao que acontece em países específicos. Ex. EUA. Interesse nos eventos de um país são determinados por seus impactos no cenário internacional. Não se reduz à análise de política externa Análise de política externa é apenas um de seus instrumentos.

4  Relações internacionais: relações exteriores entre nações, Estados e povos.  “Grande Divisão” (Ian Clarke, 1999): distinção entre relações internacionais e política doméstica.  Kenneth Waltz (1979): a distinção entre política nacional e internacional está no modo como se organizam.  Hierarquia: envolvem linhas objetivas de autoridade e obediência.  Anarquia: sem traços de autoridade e obediência. O QUE SÃO RELAÇÕES INTERNACIONAIS?

5  Grande Divisão O QUE SÃO RELAÇÕES INTERNACIONAIS? DOMÉSTICOINTERNACIONAL InteriorExterior HierarquiaAnarquia Monopólio sobre instrumentos de violência/força Descentralização dos instrumentos de violência/força Autoridade legal, legítima“Cada um por si” SegurançaInsegurança/Dilema da segurança JustiçaPoder ComunidadeAmigos e inimigos Paz e ordemGuerra Tabela 0.1: A Grande Divisão, p. 4

6 RI: TRADIÇÕES, ORIGENS E EVOLUÇÃO  Relações internacionais como disciplina  Uma disciplina deve direcionar o conhecimento a um assunto relativamente distinto, englobando questões e temas próprios. Escopo da disciplina.  Disciplinas nascem de instituições e delas nascem suas próprias instituições. As universidades são os locais mais comuns de institucionalização dos estudos em RI: ensino e pesquisa. Jornais e revistas acadêmicos, associações profissionais, think tanks.  Uma disciplina trata das tradições de pensamento desenvolvidas sobre um tema. Departamentos de estudos cognatos.

7  Tradições de pensamento que influenciaram o estudo das relações internacionais  Realismo x Idealismo RI: TRADIÇÕES, ORIGENS E EVOLUÇÃO REALISMOIDEALISMO Principal ator EstadosIndivíduos Foco contextual AnarquiaInstituições Valor fundamental SegurançaLiberdade Comportamento elementar ConflitoCooperação Perspectiva PessimismoOtimismo Visão histórica Reincidência e repetiçãoMudança progressiva Tabela 0.2: Realismo e liberalismo comparados, p. 7

8  Tradições de pensamento que influenciaram o estudo das relações internacionais  Realismo x Liberalismo x Marxismo Ênfase deixa de ser o Estado e passa a ser desenvolvimento histórico do sistema capitalista e os conflitos de classe que ele gerou.  Realismo x Racionalismo x Revolucionismo Revolucionismo: paz perpétua do internacionalismo liberal + internacionalismo revolucionário do Marxismo. Racionalismo: ponto de equilíbrio entre Realismo e Revolucionismo. Evita seus extremos. Escola Inglesa. RI: TRADIÇÕES, ORIGENS E EVOLUÇÃO

9  Origens e evolução da disciplina  Primeira Guerra Mundial ( ) Surge na Europa um sentimento antiguerra. Como instrumento de política externa, a guerra era ineficaz e contraproducente.  Enquanto a guerra parece ser tão antiga quanto o homem, a paz é uma invenção moderna (Sir Henry Maine)  Liga das Nações – Genebra, 1920  Corte Permanente de Justiça Internacional – Haia, 1922 RI: TRADIÇÕES, ORIGENS E EVOLUÇÃO

10  Origens e evolução da disciplina  Estudo das RI movido pelo desejo de prevenir futuras guerras.  Balança de poder e diplomacia secreta x Segurança coletiva e diplomacia aberta.  Primeiro grande debate: realismo x liberalismo.  Segundo grande debate: behaviorismo x tradicionalismo.  Terceiro grande debate: positivismo x pós-positivismo. RI: TRADIÇÕES, ORIGENS E EVOLUÇÃO

11 MUDANÇAS NA AGENDA: TEORIA E PRÁTICA  A nova agenda não substitui a antiga.  Agenda tradicional: high politics – questões diplomáticas e estratégicas no centro das discussões e estudos.  Nova agenda: low politics – questões domésticas e atores não-estatais.  Globalização e governança global  Governança global ≠ governo global  Reformulação da Grande Divisão

12 OBRIGADA! RAISSA CASTELO BRANCO VIANA


Carregar ppt "UMA INTRODUÇÃO ÀS RELAÇÕES INTERNACIONAIS: AS ORIGENS E A MUDANÇA NA AGENDA DA DISCIPLINA RICHARD DEVETAK INTRODUÇÃO ÀS RELAÇÕES INTERNACIONAIS – UFPE."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google