A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA. DISCENTES  Alaine Ferreira  Carla Sobral  Cirillo Sant’Anna  Rosangela Araujo.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA. DISCENTES  Alaine Ferreira  Carla Sobral  Cirillo Sant’Anna  Rosangela Araujo."— Transcrição da apresentação:

1 UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA

2 DISCENTES  Alaine Ferreira  Carla Sobral  Cirillo Sant’Anna  Rosangela Araujo

3 OS IMPACTOS DA TI

4

5

6

7

8 Aonde queremos chegar?

9 OS IMPACTOS DA TI

10 SUSTENTABILIDADE  LEGISLAÇÃO CONSTITUCIONAL  Art Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações.  A sustentabilidade ganha destaque a partir da década de 1980 com o RELATÓRIO DE BRUNDTLAND.  O relatório aponta a incompatibilidade entre desenvolvimento sustentável e os padrões de produção e consumo vigentes.  Sustentabilidade é “suprir as necessidades da geração presente sem afetar a habilidade das gerações futuras de suprir as suas” (Relatório de Brundtland).

11 SUSTENTABILIDADE  AGENDA 21  Instrumento de reconversão da sociedade industrial rumo a um novo paradigma.  Exige a reinterpretação do conceito de progresso, contemplando maior harmonia e equilíbrio holístico entre o todo e as partes.  Promover a qualidade, não apenas a quantidade do crescimento.  ÍNDICE DE SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL  Ferramenta de análise comparativa de empresas sob o aspecto da sustentabilidade corporativa com base na eficiência econômica, equilíbrio ambiental, justiça social e governança corporativa (fonte: BM & FBOVESPA, 2005).  Impulsiona a adoção das ações propostas como TI Verde.

12 TI VERDE  O termo “computação verde” foi cunhado provavelmente pouco depois do programa Energy Star começar, em  "TI verde é um conjunto de práticas para tornar mais sustentável e menos prejudicial o nosso uso da computação."(Pablo Hess)  Os objetivos da TI Verde:  reduzir o uso de materiais perigosos,  maximizar a eficiência energética durante a vida útil do produto, e  promover a reciclagem ou biodegradabilidade dos produtos e com uma política de zero resíduos.

13 TI VERDE E A SOCIEDADE  E-LIXO  O e-lixo (ou lixo eletrônico) é um termo designado para qualquer equipamento eletrônico que perdeu a sua vida útil e, consequentemente, foi descartado.  Práticas que podem ser realizadas para o tratamento correto do e-lixo:  o descarte correto em institutos e organizações  doá-lo quando em bom estado e com possibilidades de uso a quem precise dos mesmos, e  reduzir o consumismo supérfluo de tendências.

14 TI VERDE E A SOCIEDADE  Algumas entidades que utilizam os computadores usados ou comercializam sua sucata com empresas recicladoras:  Associação Brasileira de Redistribuição de Excedentes  Casas André Luiz  Comitê pela Democratização da Informática  Museu do Computador de São Paulo  Associação Brasileira de Redistribuição de Excedentes  Casas Hope  Comlurb  Centro de Recondicionamento e Reciclagem de Computadores do Distrito Federal (CRC/DF)  Hewlett-Packard (HP)  Canon  Kodak  Motorola  Nokia

15 TI VERDE E A SOCIEDADE  CAPACIDADE DE PROCESSAMENTO  O problema com as tecnologias existentes atualmente é que a fina camada de óxido de silício que reveste os transistores não impede que ocorram grandes vazamentos de eletricidade nos circuitos integrados, provocando superaquecimento e aumento do gasto de energia do equipamento.  O desafio da TI Verde está impresso também no projeto dos processadores:  O objetivo foi reduzir o tamanho e o consumo de energia do chip por meio da substituição do material utilizado na fabricação dos transistores, o qual a Intel alcançou com o lançamento de seu processador Core 2 Duo, utilizando-se o háfnio. (VASCONCELOS,2007).

16 TI VERDE E A SOCIEDADE  CONFIGURAÇÕES DE ENERGIA  Independente do sistema operacional utilizado (plataforma Linux, Windows®, MaC®, dentre outros), o usuário doméstico pode modificar as configurações de energia dos computadores.  A parametrização para um melhor desempenho energético com a redução de frequência e voltagem é uma medida simples. No Linux é possível efetuar este controle pelo recurso CPUFREQ do kernel (fonte: LESS WATTS).  Já na plataforma Windows, a central "Opções de Energia do Sistema Operacional" possibilita gerenciar os tempos de inatividade de alguns componentes e processos que consomem a maior parte da energia.  A ação mais simples a ser adotada pelo usuário é não configurar o protetor de tela e desligar o monitor nos momentos de não operação do mesmo

17 PRÁTICAS DA TI VERDE  TI VERDE TÁCITO:  Não modifica a infra-estrutura de TI nem as políticas internas, apenas incorpora medidas de contenção de gastos elétricos excessivos.  Não geram custos adicionais às empresas.

18 PRÁTICAS DA TI VERDE  TI VERDE ESTRATÉGICO  Exige a convocação de uma auditoria sobre a infra-estrutura de TI e seu uso relacionado ao meio-ambiente.  O marketing levado em consideração.  Exemplos efetivos: - Banco Real : Projeto Blade PC - Banco do Brasil : BladeCenter + Virtualização. Redução entre 30% e 35% do consumo de energia e 50% com resfriamento. - Banco Itaú :economia de $500mil com a redução energia elétrica - Sadia : 200 servidores em 90 máquinas e virtualizou 5 mil desktops em modelos thin clients. A empresa utiliza papel reciclado nos multifuncionais. - IBM :redução de 80% no consumo de energia com a consolidação de servidores em cerca de 30 mainframes System z. - Toyota : redução da emissão de CO2 - A empresa Chinesa BYD : O Carro elétrico

19 PRÁTICAS DA TI VERDE  DEEP IT  Incorpora o projeto e implementação estrutural de um parque tecnológico visando a maximização do desempenho com o mínimo gasto elétrico.  Exemplos efetivos: - Google: planejamento de datacenter, consumo de energia alternativa como a solar; - Yahoo: construção de datacenters, uso da virtualização de servidores, gestão do consumo elétrico.

20 Computação Ecologicamente Correta ou TI Verde

21 TI Verde e as Empresas  Redução do consumo de energia e das emissões de gases tóxicos;  Virtualização de Servidores (software);  As implantações de Sistemas de Gestão Empresarial (ERP);  Custos;  Fluxo de Informação.

22

23 Considerações

24 Referências  Texto: TI VERDE, Autora: Eliana Ferreira Cascaes Correia – Graduada em Engenheira da Computação e responsável pelo Departamento de Tecnologia da Informação da empresa ESTEIO Engenharia e Aerolevantamentos S.A.


Carregar ppt "UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA. DISCENTES  Alaine Ferreira  Carla Sobral  Cirillo Sant’Anna  Rosangela Araujo."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google