A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

BULLYING Compreendendo o Fenômeno. O que essas cenas sugerem?

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "BULLYING Compreendendo o Fenômeno. O que essas cenas sugerem?"— Transcrição da apresentação:

1 BULLYING Compreendendo o Fenômeno

2

3 O que essas cenas sugerem?

4 Quais evidências nos direcionaram para essa conclusão?

5

6 Bullying Como agir quando nos deparamos com essa situação?

7 Compreendendo o Fenômeno Termo inglês utilizado para designar a prática de atos agressivos entre estudantes. Traduzido ao pé da letra: intimidação. Diz respeito às ações agressivas, intencionais e repetidas praticadas por um ou mais pessoas contra outra.

8 Os Personagens O agressor (autor de bullying) – atua de forma prepotente e tenta dominar a vontade do outro. São sarcásticos, geralmente, fisicamente mais bem dotados. A vítima (alvo de bullying) – geralmente é apática, tímida, ansiosa e fisicamente mais fragilizada. O espectador: assiste a cena.

9 Violência e Bullying A violência é escondida e se dá na relação entre pares. Infelizmente, não damos importância ao que não nos afeta.

10 Pesquisas recentes BULLYING É UM PROBLEMA MORAL QUE DEPENDE DE AUTORREGULAÇÃO... Se o problema é moral... O que a escola tem feito para combater o bullying?

11 Bullying Há o que fazer...

12

13

14 OS LIMITES DAS INTERVENÇÕES AO BULLYING ESCOLAR

15 Quando vemos acontecer – o princípio da intervenção é falar com quem é de direito – os envolvidos. Se há público, restringir-se ao público que assistiu depois da retomada com alvo e autor. Nem sempre sabemos o que se passa. Quando ficamos sabemos é preciso procurar cada um separadamente. Pode levar tempo para que o alvo se “disponha” a falar com quem é de direito. Esse limite de tempo deve ser respeitado

16 Pelo autor (agressor) de bullying...

17 Ele tem uma hierarquia de valores invertida. Carece de sensibilidade moral - não vê o outro como digno de respeito pois não se sensibiliza com sua dor. Não se vê com valor e por isso precisa mostrar a todos que é melhor (pouco adiantará se o punirmos, o menosprezarmos também).

18

19 Pelo alvo de bullying...

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29 Espaços para se autoconhecer e conhecer o outro, para expressar, nomear e representar o que se sente. ESPAÇOS PARA SE SENSIBILIZAR COM A DOR DO OUTRO REAL OU FICTÍCIO

30 Concluindo... O autor de bullying - aprender a se sensibilizar com o outro, diferente. Integrar valores morais a sua hierarquia de valores. O alvo de bullying – a resolução do problema pela superação dos medos, pelo enfrentamento; pelo fortalecimento de si – por aprender a expressar seus sentimentos e a se sentir valor. Os espectadores - aprenderem a se indignar...

31 O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons. Adaptado de Martin Luther King

32


Carregar ppt "BULLYING Compreendendo o Fenômeno. O que essas cenas sugerem?"

Apresentações semelhantes


Anúncios Google