A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

ESCREVENDO A MONOGRAFIA Centro de Ensino Superior do Amapá – CEAP Curso de Direito Disciplina: MONOGRAFIA II Profa. Mestre Helisia Costa Góes 2012.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "ESCREVENDO A MONOGRAFIA Centro de Ensino Superior do Amapá – CEAP Curso de Direito Disciplina: MONOGRAFIA II Profa. Mestre Helisia Costa Góes 2012."— Transcrição da apresentação:

1 ESCREVENDO A MONOGRAFIA Centro de Ensino Superior do Amapá – CEAP Curso de Direito Disciplina: MONOGRAFIA II Profa. Mestre Helisia Costa Góes 2012

2 Elaboração da Monografia Uma monografia é a exposição, por escrito, de ideias encadeadas sobre temas atribuídos em disciplinas de cursos de graduação (ou de pós-graduação) nos diversos níveis. A monografia com aspecto de revisão da literatura deve conter: I - PRÉ-TEXTO 1.Capa 2.Folha de Rosto 3.Página de Aprovação (Banca Examinadora) 4.Dedicatória 5. Agradecimentos 6. Epígrafe 7. Resumo 8. Sumário 9. Lista de figuras 10. Lista de tabelas 11. Lista de Siglas e Abreviaturas

3 Elaboração da Monografia (cont.) II. TEXTO Introdução Desenvolvimento (Revisão de Literatura) Conclusão ou Considerações Finais III. PÓS-TEXTO Referências bibliográficas Anexos

4 Elaboração da Monografia (cont.) 1. O TEXTO – FASE DE DESENVOLVIMENTO 1.1. Introdução Deve: estabelecer o assunto, definindo-o claramente, não deixando dúvidas quanto ao campo que abrange; indicar a finalidade e os objetivos do trabalho (geral e específicos), esclarecendo sob que ponto de vista é tratado o assunto; referir-se aos tópicos principais do texto dando o roteiro ou a organização da monografia (ordem dos capítulos). Deve conter de forma esquemática: Objeto de estudo (tema); justificativa da escolha do tema; objetivos gerais e específicos do trabalho; problematização; hipótese; metodologia adotada; estrutura do trabalho (sua organização).

5 1.2. DESENVOLVIMENTO DO TEXTO (REVISÃO DA LITERATURA) Também chamado de corpo do texto, é a própria essência do trabalho. Este é o momento em que o aluno fará uma exposição pormenorizada do tema e sua importância, realçando conceitos, pesquisas doutrinárias, legais e jurisprudenciais. Compreende os capítulos e sub-itens de cada capítulo, tendo como base os objetivos específicos do projeto de pesquisa da monografia. Com base no levantamento de dados serão possíveis as discussões das diversas correntes encontradas acerca do assunto. Elaboração da Monografia (cont.)

6 1.2. DESENVOLVIMENTO DO TEXTO (FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA) Consiste no detalhamento dos conceitos extraídos da bibliografia e os estudos já realizados por outros autores sobre o tema ou especificamente sobre o problema e que serão utilizados no trabalho de monografia. Este deverá ser o capítulo mais desenvolvido. É importante mencionar os autores reconhecidamente importantes em relação ao tema escolhido. Elaboração da Monografia (cont.)

7 Sugestão de um Roteiro para desenvolvimento do texto TEMA já escolhido pelo aluno. 1) Conceito; 2) Histórico; 3) Apresentação de textos legais; 4) Apresentação de correntes doutrinárias; 5) Apresentação de julgados e jurisprudência consolidada; 6) Confronto das diversas opiniões e decisões acerca do tema; 7) Apresentação de doutrina e legislação comparada; 8) Hipóteses para solução dos problemas com base em provas e argumentos apresentados. Elaboração da Monografia (cont.)

8 Características Formais da Linguagem do texto A linguagem do texto deve ser científica, informativa e técnica, com a finalidade de garantir a impessoalidade e objetividade. Ressalta-se que o desenvolvimento do texto somente será satisfatório se os conhecimentos sobre o tema forem profundos e consubstanciados em larga pesquisa. No desenvolvimento do texto o aluno deverá provar e comprovar tudo aquilo que está sendo exposto, e na hipótese do trabalho, deverá ensejar tomada de decisão própria e convencer aquele que examina acerca da consistência e validade da tese defendida. Elaboração da Monografia (cont.)

9 Características Formais da Linguagem do texto (cont.) Segundo o Prof. Othon M. Garcia, as seguintes características formais devem ser consideradas: “a) apresentar os fatos de maneira objetiva, com exatidão nas definições e descrições; b) ordenar o texto de maneira clara, lógica e coerente; c) demarcar os estágios de apuração dos fatos em ordem cronológica e crescente; d) documentar o que está sendo dito através das normas vigentes, fontes bibliográficas, tomando o cuidado para não apresentar como suas ideias alheias.” Elaboração da Monografia (cont.)

10 1.2.3 Análise Crítica Nesta seção o autor manifesta sua maturidade intelectual, sua capacidade de análise, seu conhecimento sobre o assunto estudado, apresentando a sua contribuição analítica a respeito da pesquisa bibliográfica realizada. Caso tenham sido coletados dados, os resultados obtidos devem ser apresentados e relacionados com os principais aspectos relativos ao tema, dando subsídios para a conclusão. Elaboração da Monografia (cont.)

11 1.3. Conclusão ou Considerações Finais A conclusão inicia-se com a tomada de posição do aluno diante dos problemas encontrados sobre o tema. O espírito crítico e argumentativo do aluno deverá estar presente na conclusão, que é o fechamento do trabalho. A conclusão deve ser fundamentada na análise crítica ou nos resultados obtidos. Deve ser apresentada de forma clara e concisa revelando a síntese do estudo realizado. Elaboração da Monografia (cont.)

12 2. Elementos pós-textuais 2.1. REREFÊNCIAS Neste item consta a relação das fontes utilizadas pelo autor. Todas as obras citadas no texto devem obrigatoriamente figurar nas referências bibliográficas. As obras bibliográficas serão colocadas em ordem alfabética pelo sobrenome dos Autores. Elaboração da Monografia (cont.)

13 2.1. REFERÊNCIAS (Cont.) Conjunto de elementos que permitem a identificação, no todo ou em parte, de documentos impressos ou registrados. Elementos indispensáveis:  autor (quem?);  título (o que?);  edição;  local de publicação (onde?);  editora;  data de publicação da obra (quando?). Elaboração da Monografia (cont.)

14 2.2. Anexos e Apêndices APÊNDICE Documentos complementares e/ou comprobatórios do texto, com informações esclarecedoras, tabelas ou dados colocados à parte, para não "quebrar" a seqüência lógica da exposição. Apêndice, segundo a ABNT (NBR14724:2001), consiste em um texto ou documento elaborado pelo próprio autor, a fim de complementar sua argumentação, sem prejuízo da unidade nuclear do trabalho. Os apêndices são identificados por letras maiúsculas consecutivas, travessão e pelos respectivos títulos. As páginas devem ser numeradas consecutivamente ao texto. No apêndice, poderão ser colocados na íntegra textos legais, acórdãos, formulários de pesquisa, reportagens, etc. Ex.: APÊNDICE A – QUESTIONÁRIO; APÊNDICE B – TABELAS DE CORRELAÇÃO. Elaboração da Monografia (cont.)

15 ANEXO Anexo, segundo a ABNT (NBR14724:2001), consiste em um texto ou documento, não elaborado pelo autor, que serve de fundamentação, comprovação e ilustração. Os anexos são identificados por letras maiúsculas consecutivas, travessão e pelos respectivos títulos. Ex.: ANEXO A – LEI Nr 4352, de 19 de setembro de 1998; ANEXO B – PARECER DO CONSELHO CONSULTIVO Glossário Consiste em uma lista de palavras ou expressões técnicas que precisam ser definidas para o entendimento do texto. É um item opcional. Elaboração da Monografia (cont.)

16 Obrigada!


Carregar ppt "ESCREVENDO A MONOGRAFIA Centro de Ensino Superior do Amapá – CEAP Curso de Direito Disciplina: MONOGRAFIA II Profa. Mestre Helisia Costa Góes 2012."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google