A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

PRÓ METROPOLE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO. CONCEITOS O Programa é uma construção coletiva que visa criar sinergias para o desenvolvimento da metrópole. Não.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "PRÓ METROPOLE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO. CONCEITOS O Programa é uma construção coletiva que visa criar sinergias para o desenvolvimento da metrópole. Não."— Transcrição da apresentação:

1 PRÓ METROPOLE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO

2 CONCEITOS O Programa é uma construção coletiva que visa criar sinergias para o desenvolvimento da metrópole. Não tem donos, tem coordenadores e facilitadores. É um processo de ativação e organização das forças sociais visando o exercício da iniciativa e da criatividade, melhorando ampliando a capacidade associativa e empreendedora na metrópole. Sem desconsiderar a gestão de competências e de recursos, próprias do poder público, o programa busca criar, na metrópole, uma gestão compartilhada entre os agentes públicos, privados e da sociedade civil. A gestão compartilhada, relacional ou estratégica é sustentada pela adesão dos agentes, organizados em torno de consensos, idéias e projetos para o desenvolvimento da metrópole. O Programa é uma construção coletiva que visa criar sinergias para o desenvolvimento da metrópole. Não tem donos, tem coordenadores e facilitadores. É um processo de ativação e organização das forças sociais visando o exercício da iniciativa e da criatividade, melhorando ampliando a capacidade associativa e empreendedora na metrópole. Sem desconsiderar a gestão de competências e de recursos, próprias do poder público, o programa busca criar, na metrópole, uma gestão compartilhada entre os agentes públicos, privados e da sociedade civil. A gestão compartilhada, relacional ou estratégica é sustentada pela adesão dos agentes, organizados em torno de consensos, idéias e projetos para o desenvolvimento da metrópole.

3 PRÓ METROPOLE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO Construção da Visão Compartilhada Organização do Conhecimento Análise Interna e Externa Diagnóstico e Cenários ETAPAS DO TRABALHO Ações, Programas e Projetos Estratégicos Gestão Compartilhada

4 FONTES A SEREM UTILIZADAS E ATUALIZADAS: Série Histórica da Pesquisa Origem e Destino, Plambel/FJP. IDH-RMBH- 80/91 e 91/2000, editado pela FJP. Estrutura, Dados e Bases Do Diagnóstico da GBH-IH – PEGBH – Cenários p/ discussão – IH – PEGBH – Diagnóstico e Propostas – IH – Estudos Básicos Para a RMBH – FJP – Programas e Projetos do Governo do Estado – GM Base de dados do censo do IBGE Estudos do IPEA sobre a rede urbana do Brasil FONTES A SEREM UTILIZADAS E ATUALIZADAS: Série Histórica da Pesquisa Origem e Destino, Plambel/FJP. IDH-RMBH- 80/91 e 91/2000, editado pela FJP. Estrutura, Dados e Bases Do Diagnóstico da GBH-IH – PEGBH – Cenários p/ discussão – IH – PEGBH – Diagnóstico e Propostas – IH – Estudos Básicos Para a RMBH – FJP – Programas e Projetos do Governo do Estado – GM Base de dados do censo do IBGE Estudos do IPEA sobre a rede urbana do Brasil Organização do Conhecimento (Dados e Informações) Organização do Conhecimento (Dados e Informações) 1 1 PRÓ METROPOLE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO PRODUTOS: Atualização da base Cartográfica Elaboração do Atlas Interativo da Metrópole Elaboração do Portal Interativo do Programa

5 Construção da Visão Compartilhada 2 2 -A Visão Compartilhada é obtida através dos processos participativos e da sinergia entre a Visão Técnica, dos Agentes e da Sociedade. - A partir da Visão Compartilhada (consensos), o trabalho visa fazer fluir as Ações, os Programas e os Projetos Estratégicos, visando o resultado desejado. -A Visão Compartilhada é obtida através dos processos participativos e da sinergia entre a Visão Técnica, dos Agentes e da Sociedade. - A partir da Visão Compartilhada (consensos), o trabalho visa fazer fluir as Ações, os Programas e os Projetos Estratégicos, visando o resultado desejado. PRÓ METROPOLE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO

6 2 2 Construção da Visão Compartilhada A Conferência de instalação do Programa marca o início dos processos participativos. O objetivo é divulgar o programa, discutir seu conteúdo, descrever a metodologia, caracterizar os principais atores e definir o cronograma dos Eventos. A Conferência de instalação do Programa marca o início dos processos participativos. O objetivo é divulgar o programa, discutir seu conteúdo, descrever a metodologia, caracterizar os principais atores e definir o cronograma dos Eventos. PRODUTO: Definição do Cronograma dos Trabalhos

7 A VISÃO TÉCNICA A VISÃO TÉCNICA Painéis Temáticos, reunindo profissionais, especialistas e acadêmicos, organizados em função dos temas: Painéis Temáticos, reunindo profissionais, especialistas e acadêmicos, organizados em função dos temas: Organização Territorial Estrutura Econômica Organização Social Meio Ambiente Gestão 1 1 Construção da Visão Compartilhada Construção da Visão Compartilhada PRÓ METROPOLE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO Documento consolidado contendo a transcrição das exposições e debates realizados. PRODUTO: 2.1

8 A VISÃO DOS AGENTES A VISÃO DOS AGENTES Vetor Norte Vetor Oeste Vetor Sul Vetor Noroeste Apresentação e discussão dos programas e projetos públicos, privados e da sociedade civil, de relevância metropolitana Apresentação e discussão dos programas e projetos públicos, privados e da sociedade civil, de relevância metropolitana Construção da Visão Compartilhada PRÓ METROPOLE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO PRODUTO: Documento com a transcrição dos debates sobre os Programas e Projetos de relevância metropolitana 2.2

9 A VISÃO DA SOCIEDADE A VISÃO DA SOCIEDADE SEMINÁRIOS REGI0NALIZADOS ORGANIZADOS SEGUNDO OS EIXOS DA METRÓPOLE SEMINÁRIOS REGI0NALIZADOS ORGANIZADOS SEGUNDO OS EIXOS DA METRÓPOLE Vetor Norte Vetor Oeste Vetor Sul Vetor Noroeste PRÓ METROPOLE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO Construção da Visão Compartilhada Construção da Visão Compartilhada 1 1 PRODUTO: Documento com a transcrição e conclusões dos seminários regionalizados 2.3

10 PRÓ METROPOLE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO Vetor Norte Belo Horizonte, Santa Luzia, Ribeirão das Neves Confins, Lagoa Santa, Pedro Leopoldo Vetor Oeste Belo Horizonte Contagem Ibirité, Betim Vetor Sul Belo Horizonte Nova Lima, Sabará Raposos, Rio Acima Brumadinho Vetor Noroeste Belo Horizonte, Contagem, Ribeirão Das Neves, Brumadinho SEMINÁRIOS REGIONALIZADOS

11 Análise Interna e Externa (Forças e fraquezas, Oportunidades e Ameaças) Análise Interna e Externa (Forças e fraquezas, Oportunidades e Ameaças) PRÓ METROPOLE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO 3 3 Desenvolvidas por Grupos de Trabalho formados com a participação dos setores público, privado e da sociedade civil. Desenvolvidas por Grupos de Trabalho formados com a participação dos setores público, privado e da sociedade civil. G1 ESTRUTURA URBANA PRODUTO: Documento Consolidado com as conclusões das análises interna e externa por GTs. (Dafo) ESTRUTURA ECONOMICA ESTRUTURA SOCIAL MEIO AMBIENTE GESTÃO G2 G3 G4 G5

12 Consolidação do Diagnóstico e Cenários PRÓ METROPOLE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO 4 4 Conferências públicas com a participação dos setores público, privado e da sociedade civil para consolidar o diagnóstico e discutir cenários alternativos para a Metrópole. Conferências públicas com a participação dos setores público, privado e da sociedade civil para consolidar o diagnóstico e discutir cenários alternativos para a Metrópole. Vetor Norte Vetor Sul Vetor Oeste Vetor Noroeste PRODUTOS: Documento com Diagnóstico Consolidado Documento com Cenários Alternativos

13 PRÓ METROPOLE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO Definição das Ações, Programas e Projetos Estratégicos 5 5 Seminários públicos para discutir Ações, Programas e Projetos que irão definir as linhas estratégicas do programa, organizados em função dos eixos estruturadores da Metrópole Seminários públicos para discutir Ações, Programas e Projetos que irão definir as linhas estratégicas do programa, organizados em função dos eixos estruturadores da Metrópole Vetor Norte Vetor Sul Vetor Oeste Vetor Noroeste Produto: Ações, Programas e Projetos

14 PRÓ METRPOLE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO Construção da Gestão Compartilhada (Formação dos Grupos de Impulsão) Construção da Gestão Compartilhada (Formação dos Grupos de Impulsão) 6 6 Conferencia pública de consolidação das conclusões e criação dos grupos de impulsão, acompanhamento e avaliação das ações, programas e projetos priorizados Conferencia pública de consolidação das conclusões e criação dos grupos de impulsão, acompanhamento e avaliação das ações, programas e projetos priorizados GI - Vetor Norte GI - Vetor Sul GI - Vetor Oeste GI - Vetor Noroeste PRODUTO: Documento Síntese do Programa

15 PRÓ METROPOLE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO


Carregar ppt "PRÓ METROPOLE DESENVOLVIMENTO E GESTÃO. CONCEITOS O Programa é uma construção coletiva que visa criar sinergias para o desenvolvimento da metrópole. Não."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google