A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

Oficina de Trabalho Indicadores de Monitoramento do Projeto Vida no Trânsito Brasília, 24 e 25 de outubro de 2013 Rosane Monteiro Otaliba Libânio de Morais.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "Oficina de Trabalho Indicadores de Monitoramento do Projeto Vida no Trânsito Brasília, 24 e 25 de outubro de 2013 Rosane Monteiro Otaliba Libânio de Morais."— Transcrição da apresentação:

1 Oficina de Trabalho Indicadores de Monitoramento do Projeto Vida no Trânsito Brasília, 24 e 25 de outubro de 2013 Rosane Monteiro Otaliba Libânio de Morais Neto

2 Indicadores de Monitoramento dos Feridos Graves Sistema de Informações Hospitalares SIH-SUS

3 METODOLOGIA DE REDISTRIBUIÇÃO DOS CÓDIGOS DA CID10 INTERNAÇÕES HOSPITALARES COM LESÕES/TRAUMAS DECORRENTES DE CAUSAS EXTERNAS Autorização de Internações Hospitalares (AIH), Tipo Normal Período de processamento: 2009 a 2012 Local de Residência: Belo Horizonte, Campo Grande, Curitiba, Palmas e Teresina Fonte: Ministério da Saúde - Sistema de Informações Hospitalares do SUS (SIH/SUS)

4 Etapas 1ª etapa – Distribuição proporcional do numero de internações de pacientes com lesões/trauma decorrentes dos acidentes de transporte não especificados  para o percentual de Acidentes de Transporte (Terrestre ou não Terrestre). 2ª etapa – Distribuição proporcional do numero de internações de pacientes com lesões/trauma decorrentes das Causas externas não específicas  para os Agrupamentos de Causas externas Especificadas.

5 CID10 ACIDENTE DE TRANSPORTE TERRESTRE (ATT)V01-V89 AGRESSAO P/MEIO DE IMPACTO VEIC A MOTORY03 TOTAL ATTV01-V89, Y03 % OUTROS ACIDENTES TRANSPORTEV90-V97% TOTAL ACIDENTE TRANSPORTE (ESPECIFICADOS)V01-V97,Y03100 % TIPO ACIDENTE TRANSPORTE NÃO ESPECIFICADOV98-V99n TOTALV01-V99, Y03N 1ª – ETAPA - Códigos da CID10 – ACIDENTES DE TRANSPORTE redistribuir Foi calculado a proporção de internações para Acidentes de Transporte (Terrestre e não Terrestre especifico), baseado no total de internações dos mesmos e depois redistribuído proporcionalmente os Acid Transporte não específicos.

6 2 – ETAPA - AGRUPAMENTOS (CID10) CAUSAS EXTERNAS ESPECIFICAS Foi calculado um percentual dos grupos de CID, baseado no total de internações dos mesmos, levando em consideração os casos de ATT e outros Acid Transporte CORRIGIDAS. AGRUPAMENTOS CAPÍTULO XXCID-10 ATT - CORRIGIDAS(V01-V89,Y03)% OUTROS ACIDENTES TRANSP CORRIGIDAS(V90-V97)% OUTRAS CAUSAS ACIDENTAIS(W00-X57)% LESAO AUTOPROVOCADA(X60-X84)% AGRESSOES+INTERV LEGAIS(X85-Y02;Y04-Y09)% EVENTOS CUJA INTENCAO É INDETERM*(Y10-Y33)% COMPLICACOES ASSIST MED. CIR(Y40-Y84)% OUTRAS SEQUELAS(Y87-Y89)% FATORES SUPLEMENTARES(Y90-Y98)% TOTAL100 % 2 – ETAPA - Códigos da CID10 para redistribuição nos agrupamentos CAUSAS EXTERNAS NÃO ESPECIFICADACID10 ACIDENTE SOEX58-X59 FATOS OU EVENTOS NE E INT NÃO DETERMY34 SEQUELAS DE ACIDENT TRANSPY85 SEQUELAS DE OUTROS ACIDENTY86 Esses códigos sugerem inconsistência no registro de causas externas redistribuir

7 SELEÇÃO DE INTERNAÇÕES CID10 - NÃO ESPECIFICAS PALMAS -TO ACIDENTE SOE FATOS OU EVENTOS NE E INT NÃO DETERM 8021 SEQUELAS DE ACIDENT TRANSP 2101 SEQUELAS DE OUTROS ACIDENT % para corrigir (2ª etapa) 1,229,957,475,7 BELO HORIZONTE - MG ACIDENTE SOE FATOS OU EVENTOS NE E INT NÃO DETERM SEQUELAS DE ACIDENT TRANSP 2033 SEQUELAS DE OUTROS ACIDENT % para corrigir (2ª etapa) 21,323,117,010,1 TERESINA - PI ACIDENTE SOE 2542 FATOS OU EVENTOS NE E INT NÃO DETERM SEQUELAS DE ACIDENT TRANSP 1302 SEQUELAS DE OUTROS ACIDENT 0060 % para corrigir (2ª etapa) 0,60,90,80,3 CURITIBA - PR ACIDENTE SOE 1714 FATOS OU EVENTOS NE E INT NÃO DETERM SEQUELAS DE ACIDENT TRANSP 0000 SEQUELAS DE OUTROS ACIDENT 0010 % para corrigir (2ª etapa) 0,1 0,20,6 CAMPO GRANDE - MS ACIDENTE SOE FATOS OU EVENTOS NE E INT NÃO DETERM SEQUELAS DE ACIDENT TRANSP 0000 SEQUELAS DE OUTROS ACIDENT 0111 % para corrigir (2ª etapa) 84,683,375,581,1 PALMAS -TO **NÃO ESPECIFICADOS ACIDENTES TRANSP ( V98-V99) % para corrigir ATT (1ª etapa) 9,972,395,986,0 BELO HORIZONTE - MG **NÃO ESPECIFICADOS ACIDENTES TRANSP ( V98-V99) % para corrigir ATT (1ª etapa) 12,01,61,20,4 TERESINA - PI **NÃO ESPECIFICADOS ACIDENTES TRANSP ( V98-V99) % para corrigir ATT (1ª etapa) 62,528,336,432,8 CURITIBA - PR **NÃO ESPECIFICADOS ACIDENTES TRANSP ( V98-V99) 0017 % para corrigir ATT (1ª etapa) 0,0 0,21,1 CAMPO GRANDE - MS **NÃO ESPECIFICADOS ACIDENTES TRANSP ( V98-V99) 2120 % para corrigir ATT (1ª etapa) 8,02,00,70,0

8 PALMAS - TO INTERNAÇÕES ATT Taxa de inter. ATT 5,80,95,18,7 População BELO HORIZONTE - MG INTERNAÇÕES ATT Taxa de inter. ATT 71,588,3110,0126,1 População TERESINA - PI INTERNAÇÕES ATT Taxa de inter. ATT 49,1117,0113,794,6 População CURITIBA - PR INTERNAÇÕES ATT Taxa de inter. ATT 30,735,134,435,6 População CAMPO GRANDE - MS INTERNAÇÕES ATT Taxa de inter. ATT 35,83636,3 População ANTES DA CORREÇÃO PALMAS - TO INTERNAÇÕES ATT Taxa de inter. ATT 129,9250,5294,9254,9 População DEPOIS DA CORREÇÃO BELO HORIZONTE - MG INTERNAÇÕES ATT Taxa de inter. ATT 103,6117,1134,4141,1 População TERESINA - PI INTERNAÇÕES ATT Taxa de inter. ATT 131,8164,8180,1141,1 População CURITIBA - PR INTERNAÇÕES ATT Taxa de inter. ATT 30,735,134,536,0 População CAMPO GRANDE - MS INTERNAÇÕES ATT Taxa de inter. ATT 21,537,3148,7192,1 População Taxa de internação por 100 mil hab. Resultados para Acidente de Transporte Terrestre (ATT)

9 A distribuição feita nas internações de pacientes com lesões/trauma decorrentes das causas externas precisa ser validada com novos estudos. O ajuste é baseado na proporção dos casos específicos # Uma das possiblidades seria estudar a proporção de internações inespecíficas e que foram registradas como óbitos hospitalares comparando com a proporção corrigida da base de dados de verificação de óbitos corrigida (SIM/SVS).


Carregar ppt "Oficina de Trabalho Indicadores de Monitoramento do Projeto Vida no Trânsito Brasília, 24 e 25 de outubro de 2013 Rosane Monteiro Otaliba Libânio de Morais."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google