A apresentação está carregando. Por favor, espere

A apresentação está carregando. Por favor, espere

SISTEMAS DE CONTAS: ORÇAMENTÁRIO, FINANCEIRO, PATRIMONIAL E COMPENSAÇÃO Luiz Carlos Wisintainer.

Apresentações semelhantes


Apresentação em tema: "SISTEMAS DE CONTAS: ORÇAMENTÁRIO, FINANCEIRO, PATRIMONIAL E COMPENSAÇÃO Luiz Carlos Wisintainer."— Transcrição da apresentação:

1

2 SISTEMAS DE CONTAS: ORÇAMENTÁRIO, FINANCEIRO, PATRIMONIAL E COMPENSAÇÃO Luiz Carlos Wisintainer

3 Sistemas da Contabilidade Pública ORÇAMENTÁRIO FINANCEIROPATRIMONIAL COMPENSAÇÃO SISTEMAS AUTÔNOMOS Fonte: Flávio da Cruz

4 Sistemas Contábeis Registra a previsão da receita e a fixação da despesa e suas alterações posteriores, assim como a execução orçamentária (Lei n° 4320/64, arts. 90 e 91) ; Base Lei Orçamentária Anual e Créditos Adicionais, como também a limitação de empenho estabelecida na LDO e na LOA (LRF, art. 4°); Proporciona a comparação entre a receita e a despesa: Receita prevista X realizada; Despesa fixada X realizada; (Registra as demais fases da despesa: execução = empenho e liquidação). Sistema Orçamentário

5 Sistemas Contábeis Registra as entradas e saídas de numerário decorrentes da arrecadação da receita e realização da despesa – orçamentária e extraorçamentária. Também evidencia as disponibilidades e valores em poder de terceiros (Lei n° 4320/64, art. 93); No final do exercício, encerra-se com a elaboração do Balanço Financeiro que demonstra a receita e despesa decorrente do orçamento, assim como, os recebimentos e pagamentos de natureza extraorçamentária, em conjunto com os saldos em espécie, do exercício anterior e transferido ao exercício seguinte. Sistema Financeiro

6 Sistemas Contábeis Registra os bens permanentes (móveis e imóveis), os créditos, os valores, a dívida fundada, os serviços industriais e o saldo patrimonial (Lei n° 4320/64, arts. 94 e 95); Fornece também a possibilidade de análise das alterações patrimoniais, decorrentes ou não da execução orçamentária, apresentando, ao final do exercício, o resultado econômico da gestão. Evidencia a situação líquida patrimonial. Sistema Patrimonial

7 Sistemas Contábeis Registra e movimenta os direitos e as responsabilidades contingentes ou eventuais. Ex: avais, fianças, demandas judiciais, contratos onerosos a serem cumpridos, como também os demais direitos, obrigações e situações que ainda não façam parte do patrimônio mas que, imediata ou remotamente, possam vir afetar o patrimônio (positiva ou negativamente). No final do exercício os saldos dessas contas integrarão o Balanço do Sistema Patrimonial (Lei n°4320/64, art. 105). Sistema de Compensação

8 ESTRUTURA PELA LEI Nº 4.320/64 Artigo 105:... I – o Ativo Financeiro; II – o Ativo Permanente; III – o Passivo Financeiro; IV – o Passivo Permanente; V – o Saldo Patrimonial; VI – as Contas de Compensação.

9 ATIVO FINANCEIROPASSIVO FINANCEIRO ATIVO PERMANENTEPASSIVO PERMANENTE ATIVO COMPENSAÇÃOPASSIVO COMPENSAÇÃO SALDO PATRIMONIAL ATIVOPASSIVO TOTAL DO ATIVOTOTAL DO PASSIVO SF SP SF SP SC Contas Patrimoniais e de Resultado

10 ESTRUTURA DO PLANO DE CONTAS: 1 - ATIVO 2 - PASSIVO ATIVO CIRCULANTE2.1 - PASSIVO CIRCULANTE ATIVO REALIZÁVEL À LONGO PRAZO PASSIVO EXIGÍVEL A LONGO PRAZO ATIVO PERMANENTE RESULTADO DE EXERCÍCIOS FUTUROS ATIVO COMPENSADO PATRIMÔNIO LÍQUIDO PASSIVO COMPENSADO 3 - DESPESA 4 - RECEITA DESPESAS CORRENTES RECEITAS CORRENTES DESPESAS DE CAPITAL RECEITAS DE CAPITAL * DEDUÇÕES DA RECEITA 5 - RESULTADO DIMINUTIVO EXERCÍCIO 6 - RESULTADO AUMENTATIVO DO EXERCÍCIO RESULTADO ORÇAMENTÁRIO RESULTADO ORÇAMENTÁRIO RESULTADO EXTRA-ORÇAMENTÁRIO RESULTADO EXTRA-ORÇAMENTÁRIO RESULTADO APURADO

11 COMPOSIÇÃO DO ATIVO Circulante; Realizável a Longo Prazo; Permanente; Compensado. O Ativo Circulante compreende as disponibilidade de numerário, bem como outros bens e direitos pendentes ou em circulação, realizáveis até o término do exercício seguinte. O Ativo Realizável a Longo Prazo são os direitos realizáveis após o término do exercício seguinte.

12 O Ativo Compensado compreende contas com função precípua de controle, relacionadas a situações não compreendidas no patrimônio mas que, direta ou indiretamente, possam vir a afetá-lo, inclusive as que dizem respeito a atos e fatos ligados a Execução Orçamentária e Financeira. O Ativo Permanente representa os investimentos de caráter permanente, as imobilizações, bem como despesas diferidas que contribuirão para a formação do resultado de mais de um exercício. COMPOSIÇÃO DO ATIVO

13 COMPOSIÇÃO DO PASSIVO Circulante; Exigível a Longo Prazo; Resultados de Exercícios Futuros; Patrimônio Líquido; Compensado. O Passivo Circulante compreende as obrigações pendentes ou em circulação, exigíveis até o término do exercício seguinte. O Passivo Exigível a Longo Prazo são as obrigações exigíveis após o término do exercício seguinte.

14 O Resultado de Exercícios Futuros compreende as contas representativas de receitas de exercícios futuros, deduzidas dos custos e despesas correspondentes ou contrapostos a tais receitas. O Patrimônio Líquido representa o capital, as reservas e os resultados acumulados. O Passivo Compensado compreende contas com função precípua de controle, relacionadas a situações não compreendidas no patrimônio mas que, direta ou indiretamente, possam vir a afetá-lo, inclusive as que dizem respeito a atos e fatos ligados a Execução Orçamentária e Financeira. COMPOSIÇÃO DO PASSIVO

15 Resultado Diminutivo do Exercício: Registra as variações passivas, ou seja, aquelas variações que diminuem o patrimônio do Órgão. Resultado Orçamentário: Envolve registro de variações decorrentes da execução orçamentária e é representado pelas despesas orçamentárias, pelas interferências passivas e pelas mutações passivas. VARIAÇÕES PATRIMONIAIS

16 Resultado Extra-Orçamentário: Envolve registro de variações independentes da execução orçamentária e é representado pelas despesas extra-orçamentárias, pelas interferências passivas e pelos decréscimos patrimoniais. Despesa Extra-Orçamentário: Envolve o registro dos valores incorporados ao Balanço Geral da União correspondentes as despesas de órgãos da Administração Indireta não participantes do orçamento. Interferências Passivas: Representam as transferências financeiras concedidas para atender a restos a pagar(que pertencem ao orçamento do exercício anterior) e as transferências de bens e valores concedidos Descréscimos Patrimoniais: Representam as desincorporações de ativos (insubsistências ativas) e as incorporações de passivos (superveniências passivas), independentes da execução orçamentária. VARIAÇÕES PATRIMONIAIS

17 Resultado Aumentativo do Exercício: Registra as variações ativas, ou seja, as variações que aumentam o patrimônio do Órgão. Resultado Orçamentário: Envolve registro de variações decorrentes da execução orçamentária e é representado pelas receitas orçamentárias, pelas interferências ativas e pelas mutações ativas. VARIAÇÕES PATRIMONIAIS

18 Resultado Extra-Orçamentário: Envolve registro de variações ativas independentes da execução orçamentária e é representado pelas receitas extra-orçamentárias, pelas interferências ativas e pelos acréscimos patrimoniais. VARIAÇÕES PATRIMONIAIS Receita Extra-Orçamentário: Envolve o registro dos valores incorporados ao Balanço Geral da União correspondentes as receitas de órgãos da Administração Indireta não participantes do orçamento. Interferências Passivas: Representam as transferências financeiras recebidas para atender a restos a pagar(que pertencem ao orçamento do exercício anterior) e as transferências de bens e valores recebidos. Acréscimos Patrimoniais: Representam as incorporações de ativos (superveniências ativas) e as desincorporações de passivos (insubsistências passivas), independentes da execução orçamentária.

19 RESULTADO (VARIAÇÕES PATRIMONIAIS FINANCEIRAS) RECEITASDESPESAS INTERFERÊNCIAS ATIVAS INTERFERÊNCIAS PASSIVAS ACRÉSCIMOS PATRIMONIAIS FINANCEIRO DECRÉSCIMOS PATRIMONIAIS FINANCEIRO SISTEMA FINANCEIRO CONTAS PATRIMONIAIS FINANCEIRAS ORÇAMENTÁRIO EXTRA-ORÇAMENTÁRIO (+) (-) ESQUEMA RESUMIDO DO SISTEMA FINANCEIRO

20 PLANO DE CONTAS RESULTADO (VARIAÇÕES PATRIMONIAIS) MUTAÇÕES PATRIMONIAIS ATIVAS MUTAÇÕES PATRIMONIAIS PASSIVAS ACRÉSCIMOS PATRIMONIAIS DECRÉSCIMOS PATRIMONIAIS SISTEMA PATRIMONIAL CONTAS PATRIMONIAIS ORÇAMENTÁRIO EXTRA-ORÇAMENTÁRIO (-) (+) ESQUEMA RESUMIDO DO SISTEMA PATRIMONIAL

21 VARIAÇÕES PATRIMONIAIS FINANCEIRAS: RECEITAS DESPESAS INTERFERÊNCIAS ATIVAS INTERFERÊNCIAS PASSIVAS ACRÉSCIMOS PATRIMONIAIS DECRÉSCIMOS PATRIMONIAIS VARIAÇÕES PATRIMONIAIS: MUTAÇÕES ATIVAS MUTAÇÕES PASSIVAS ACRÉSCIMOS PATRIMONIAIS DECRÉSCIMOS PATRIMONIAIS RESULTADO AUMENTATIVO DO EXERCÍCIO RESULTADO DIMINUTIVO DO EXERCÍCIO ESQUEMA RESUMIDO DAS VARIAÇÕES PATRIMONIAIS

22 CLASSE = Passivo GRUPO = Circulante SUBGRUPO = Obrigações em circulação ELEMENTO = Obrigações a pagar SUB-ELEMENTO = Fornecedores ITEM = Exercício SUB-ITEM = ESTRUTURA - CODIFICAÇÃO

23 CLASSIFICAÇÃO DA DESPESA X.X.XX.XX. Onde : XCategoria Econômica da Despesa X – Categoria Econômica da Despesa – Corrente ou Capital XGrupo de Natureza da Despesa X – Grupo de Natureza da Despesa – Pessoal, Juros, Outras Desp. Correntes, Investimentos, Inversões e Amortização. XModalidade de Aplicação X – Modalidade de Aplicação – Transf. ou Aplicação Direta. XModalidade de Aplicação X - Modalidade de Aplicação – Transf. ou Aplicação Direta. XXElemento de Despesa XX – Elemento de Despesa – MC, STE, Obras Pela Portaria Interministerial 163/01, a despesa de material de consumo terá a seguinte classificação:

24 CLASSIFICAÇÃO CONTÁBIL DA DESPESA X.X.X.X.X.XX.XX Onde : X – CLASSE XGRUPO – CATEGORIA ECONÔMICA X – GRUPO – CATEGORIA ECONÔMICA XSUB-GRUPO – GRUPO NATUREZA DA DESPSA X – SUB-GRUPO – GRUPO NATUREZA DA DESPSA XELEMENTO – MODALIDADE DE APLICAÇÃO X – ELEMENTO – MODALIDADE DE APLICAÇÃO XSUBELEMENTO – MODALIDADE DE APLICAÇÃO X – SUBELEMENTO – MODALIDADE DE APLICAÇÃO XXITEM - ELEMENTO XX – ITEM - ELEMENTO X – SUB-ITEM contabilidade Portanto, a conta material de consumo será registrada na contabilidade sob o código , indicando que o primeiro dígito 3 é o código determinado pelo plano de contas.

25 CLASSIFICAÇÃO DA RECEITA X.X.X.X.XX.XX Onde : XCategoria Econômica da Receita X – Categoria Econômica da Receita – Corrente ou Capital XOrigem X – Origem – Art. 11 – 4320/64 XEspécie X – Espécie – Fontes (impostos) XRubrica X – Rubrica – Detalhamento XXAlínea XX – Alínea – XX - Subalínea Pela Portaria Conjunta 4 a Receita de IPTU é classificada como

26 CLASSIFICAÇÃO CONTÁBIL DA RECEITA X.X.X.X.X.XX.XX Onde : X – CLASSE XGRUPO – CATEGORIA ECONÔMICA X – GRUPO – CATEGORIA ECONÔMICA XSUB-GRUPO – ORIGEM X – SUB-GRUPO – ORIGEM XELEMENTO – ESPÉCIE X – ELEMENTO – ESPÉCIE XSUBELEMENTO – RUBRICA X – SUBELEMENTO – RUBRICA XXITEM - ALÍNEA XX – ITEM - ALÍNEA XX – SUB-ITEM - SUBALÍNEA Portanto, a conta IPTU será registrada na contabilidade sob o código , indicando que o primeiro dígito é o código determinado pelo plano de contas.

27 D Receita a Realizar C Previsão Inicial da receita PREVISÃO DA RECEITA ORÇAMENTÁRIA FIXAÇÃO DA DESPESA ORÇAMENTÁRIA D Crédito Inicial – Originário Orçamento C Crédito Disponível No Sistema Orçamentário: CONTABILIZAÇÃO DE EVENTOS

28 ARRECADAÇÃO DA RECEITA ORÇAMENTÁRIA No Sistema Orçamentário: D Receita Realizada C Receita a Realizar No Sistema Financeiro: D – xx Outras contas (BCOS) C - 4.x.x.x.x.xx.xx Receita CONTABILIZAÇÃO DE EVENTOS

29 EMPENHO DA DESPESA ORÇAMENTÁRIA D Crédito Disponível C Crédito Empenhado a Liquidar LIQUIDAÇÃO DA DESPESA ORÇAMENTÁRIA D Crédito Empenhado a Liquidar C Crédito Empenhado Liquidado No Sistema Orçamentário: CONTABILIZAÇÃO DE EVENTOS

30 LIQUIDAÇÃO DA DESPESA ORÇAMENTÁRIA No Sistema Financeiro: D - 3.x.x.x.x.xx.xx Despesa C – x.xx.xx Obrigações a Pagar PAGAMENTO DA DESPESA ORÇAMENTÁRIA No Sistema Financeiro: D x.xx.xx Obrigações a Pagar C xx Outras contas (BCOS) CONTABILIZAÇÃO DE EVENTOS

31 TRANSFERÊNCIAS DE RECURSOS FINANCEIROS PARA CÂMARA MUNICIPAL E/OU FUNDOS - CONCEDIDOS D x.xx.xx Interferências Passivas – Transferências Financeiras Concedidas C xx Outras contas (BCOS) TRANSFERÊNCIAS DE RECURSOS FINANCEIROS DA CÂMARA MUNICIPAL E/OU FUNDOS – RECEBIDOS/DEVOLVIDOS D xx Outras contas (BCOS) C x.xx.xx Interferências Ativas – Transferências Financeiras Recebidas CONTABILIZAÇÃO DE EVENTOS

32 No Sistema Orçamentário: D Receita Realizada C Receita a Realizar No Sistema Financeiro: D – xx Outras contas (BCOS) C - 4.x.x.x.x.xx.xx Receita RECEBIMENTO DA OPERAÇÃO DE CRÉDITO

33 D – – Operações de Crédito – Em Contratos (RDE) C – – Operações de Crédito Interna – Em Contratos (PELP) CONTABILIZAÇÃO DE EVENTOS No Sistema Patrimonial

34 D – – Operação de Crédito Interna – Em Contratos (PELP) C – Operação de Crédito Interna – Em Contratos (PC) CONTABILIZAÇÃO DE EVENTOS PELA TRANSFERÊNCIA DE LONGO PARA CURTO PRAZO (DIA 31/12) No Sistema Patrimonial

35 CONTABILIZAÇÃO DE EVENTOS EMPENHO DA DESPESA ORÇAMENTÁRIA D Crédito Disponível C Crédito Empenhado a Liquidar LIQUIDAÇÃO DA DESPESA ORÇAMENTÁRIA D Crédito Empenhado a Liquidar C Crédito Empenhado Liquidado No Sistema Orçamentário:

36 LIQUIDAÇÃO DA DESPESA ORÇAMENTÁRIA No Sistema Financeiro: D - 3.x.x.x.x.xx.xx Despesa C – – Contratos de Empréstimos – Exercícios Anteriores C – Juros de Contratos de Empréstimos – Exercícios Anteriores C – Encargos de Contratos de Empréstimos – Exercícios Anteriores CONTABILIZAÇÃO DE EVENTOS

37 D – – Operação de Crédito Interna – Em Contratos (PC) C – – Operação de Crédito – Em Contratos (RAE) CONTABILIZAÇÃO DE EVENTOS No Sistema Patrimonial

38 PAGAMENTO DA DESPESA ORÇAMENTÁRIA No Sistema Financeiro: D – – Contratos de Empréstimos – Exercícios Anteriores D – Juros de Contratos de Empréstimos – Exercícios Anteriores D – Encargos de Contratos de Empréstimos – Exercícios Anteriores C xx Outras contas (BCOS) CONTABILIZAÇÃO DE EVENTOS

39 D – – Outras Incorporações de Obrigações C – – Débitos Parcelados – Junto a Previdência PELA RENEGOCIAÇÃO DO DÉBITO JUNTO AO INSS No Sistema Patrimonial

40 D – – Débitos Parcelados – Junto a Previdência (PELP) C – – Dívidas Renegociadas (PC) PELA TRANSFERÊNCIA DE LONGO PARA CURTO PRAZO (DIA 31/12) CONTABILIZAÇÃO DE EVENTOS No Sistema Patrimonial

41 CONTABILIZAÇÃO DE EVENTOS EMPENHO DA DESPESA ORÇAMENTÁRIA D Crédito Disponível C Crédito Empenhado a Liquidar LIQUIDAÇÃO DA DESPESA ORÇAMENTÁRIA D Crédito Empenhado a Liquidar C Crédito Empenhado Liquidado No Sistema Orçamentário:

42 CONTABILIZAÇÃO DE EVENTOS LIQUIDAÇÃO DA DESPESA ORÇAMENTÁRIA No Sistema Financeiro: D - 3.x.x.x.x.xx.xx – Despesa (Elemento) C – – Encargos Previdenciários da UNIÃO – Exercícios Anteriores (PC) D – – Dívidas Renegociadas (PC) C – – Outras Desincorporações de Obrigações (RAE) No Sistema Patrimonial:

43 CONTABILIZAÇÃO DE EVENTOS D – – Encargos Previdenciários da UNIÃO – Exercícios Anteriores (PC) C – Outras Contas No Sistema Financeiro: PAGAMENTO DA DESPESA ORÇAMENTÁRIA

44 ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO No Sistema Orçamentário: D Previsão Inicial da receita C Receita a Realizar (pelo saldo) C – Receita Realizada (pelo saldo) Rotinas para a Receita Orçamentária

45 ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO Rotinas para a Despesa Orçamentária D Crédito Disponível C Crédito Inicial – Originário Orçamento Para as despesas que serão inscritas em Restos a Pagar Não Processados D Crédito Empenhado a Liquidar C Crédito Empenhado Liquidado No Sistema Orçamentário:

46 ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO Rotinas para a Despesa Orçamentária Para as despesas liquidadas: D Crédito Empenhado Liquidado C Crédito Inicial – Originário Orçamento No Sistema Orçamentário:

47 ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO Rotinas para a Receita Orçamentária No Sistema Financeiro: D – 4.x.x.x.x.xx.xx – Receita (Sistema Financeiro) C – x.xx.xx – Resultado Aumentativo do Exercício – Receita Corrente (Sistema Patrimonial) C – x.xx.xx – Resultado Aumentativo do Exercício – Receita Capital (Sistema Patrimonial) FINANCEIROPATRIMONIAL

48 ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO Rotinas para a Despesa Orçamentária No Sistema Financeiro: D – x.xx.xx – Resultado Diminutivo do Exercício – Despesa Corrente (Sistema Patrimonial) D x.xx.xx – Resultado Diminutivo do Exercício – Despesa Capital (Sistema Patrimonial) C - 3.x.x.x.x.xx.xx Despesa (Sistema Financeiro) FINANCEIROPATRIMONIAL

49 ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO Rotinas para os Resultados Aumentativos do Exercício No Sistema Patrimonial: D – x.xx.xx – Resultado Aumentativo do Exercício – Receita Corrente (Sistema Financeiro e Sistema Patrimonial) D – x.xx.xx – Resultado Aumentativo do Exercício – Receita Capital (Sistema Financeiro e Sistema Patrimonial) D – x.x.xx.xx – Interferências Ativas D – x.x.xx.xx – Mutações Ativas D – 6.2.x.x.x.xx.xx – Resultado Extra-Orçamentário (Sistema Financeiro e Sistema Patrimonial) C – – Resultado Apurado (Sistema Patrimonial)

50 ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO Rotinas para os Resultados Diminutivos do Exercício No Sistema Patrimonial: D – – Resultado Apurado (Sistema Patrimonial) C – x.xx.xx – Resultado Diminutivo do Exercício – Despesa Corrente (Sistema Financeiro e Sistema Patrimonial) C – x.xx.xx – Resultado Diminutivo do Exercício – Despesa Capital (Sistema Financeiro e Sistema Patrimonial) C – x.x.xx.xx – Interferências Passivas C – x.x.xx.xx – Mutações Passivas C – 5.2.x.x.x.xx.xx – Resultado Extra-Orçamentário (Sistema Financeiro e Sistema Patrimonial)

51 ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO Rotinas para apuração do Saldo Patrimonial No Sistema Patrimonial: RESULTADO APURADO O saldo da conta RESULTADO APURADO ( ), será transferido para o Patrimônio Líquido através do seguinte lançamento contábil: Quando o saldo da conta Resultado Apurado for CREDOR - ARL : D – – Resultado Apurado (Sistema Patrimonial) C – – Lucros ou Prejuízos Acumulados (Sistema Patrimonial)

52 ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO Rotinas para apuração do Saldo Patrimonial No Sistema Patrimonial: Quando o saldo da conta Resultado Apurado for DEVEDOR - PRD : D – – Lucros ou Prejuízos Acumulados (Sistema Patrimonial) C – – Resultado Apurado (Sistema Patrimonial)

53 BALANÇO ORÇAMENTÁRIO - ANEXO 12 RECEITADESPESA Receitas Correntes Receitas Capital Créditos Orç.e Suplementares Créditos Especiais PrevisãoExecuç.Dif. TÍTULOS FixaçãoExecuç.Dif. TÍTULOS Créditos Extraord. SOMA DÉFICIT TOTAL SUPERÁVIT SOMA TOTAL Interf. AtivasInterf. Passivas

54 BALANÇO FINANCEIRO - ANEXO 13, DA LEI 4.320/64 RECEITADESPESA TÍTULOS TOTAL ORÇAMENTÁRIA Receitas CorrentesFunções (Educação, Saúde, Transporte, Agricultura, etc) Receitas Capital EXTRA-ORÇAMENTÁRIA SALDO EX. ANTERIORSALDO EX. SEGUINTE Caixa BancosBancos Caixa Vinculado em Cta. Banc.Vinculado em Cta. Banc. Restos a Pagar Restos a Pagar D.D.O. INGRESSOS ORÇAMENTÁRIOS INGRESSOS EXTRAORÇAM. DISPÊNDIOS ORÇAMENTÁRIOS INGRESSOS EXTRAORÇAM. DISPONÍVEL EXERC. ANTERIOR DISPONÍVEL EXERC. SEGUINTE

55 BALANÇO FINANCEIRO - PLANO RECEITADESPESA TÍTULOS TOTAL RECEITA ORÇAMENTÁRIA DESPESA ORÇAMENTÁRIA EXTRA-ORÇAMENTÁRIA SALDO EX. ANTERIORSALDO EXERC. SEGUINTE TRANSF. RECEBIDASTRANSF. CONCEDIDAS Saldo Anterior dos Realizáveis Financeiros Saldo Atual dos Realizáveis Financeiros Saldo Atual dos Exigíveis Financeiros Saldo Anterior dos Exigíveis Financeiros

56 BALANÇO FINANCEIRO - PLANO RECEITADESPESA TÍTULOS TOTAL RECEITA ORÇAMENTÁRIA DESPESA ORÇAMENTÁRIA EXTRA-ORÇAMENTÁRIA SALDO EX. ANTERIORSALDO EXERC. SEGUINTE TRANSF. RECEBIDASTRANSF. CONCEDIDAS Saldo Anterior dos Realizáveis Financeiros Saldo Atual dos Realizáveis Financeiros Saldo Atual dos Exigíveis Financeiros Saldo Anterior dos Exigíveis Financeiros Acréscimos Patrimoniais Financeiros Decréscimos Patrimoniais Financeiros

57 BALANÇO PATRIMONIAL - ANEXO 14 ATIVOPASSIVO Financeiro Financeiro Permanente Permanente Saldo Patrimonial Caixa Bancos Restos a Pagar D.D.O. Serv. Dív. Pagar Bens Móveis Bens Imóveis Créditos Dív. Fundada Passivo Real a Desc.Ativo Real Líquido T O T A L

58 BALANÇO PATRIMONIAL - ANEXO 14 ATIVOPASSIVO Circulante Permanente Exigível a Longo Prazo Patrimônio Líquido T O T A L Circulante Realizável a Longo Prazo Resultado de Exercícios Futuros ATIVO E PASSIVO FINANCEIRO 1.1 e 2.1(parte financeira) ATIVO E PASSIVO NÃO FINANCEIRO 1.1(parte não financeira), 1.2, 1.4, 2.1 (parte não financeira), 2.2 e 2.3 SALDO PATRIMONIAL 2.4

59 DEMONSTRAÇÃO DAS VARIAÇÕES PATRIMONIAIS ANEXO 15 VARIAÇÕES ATIVASVARIAÇÕES PASSIVAS TÍTULOS TOTAL GERAL RESULTANTES EX. ORÇAM. - REO DESPESA ORÇAMENTÁRIA INDEPENDENTES EX.ORÇAM.- IEO RESULT. EX. ORÇAMENT.- REO RECEITA ORÇAMENTÁRIA MUTAÇÕES PATRIMONIAIS INDEPENDENTES EX.ORÇAM.- IEO MUTAÇÕES PATRIMONIAIS RESULTADO PATRIMONIAL DÉFICIT SUPERÁVIT Correntes Capital Correntes Capital

60 DEMONSTRAÇÃO DAS VARIAÇÕES PATRIMONIAIS PLANO RESULTADO AUMENTATIVO EXERCÍCIO TÍTULOS TOTAL GERAL ORÇAMENTÁRIAS EXTRAORÇAMENTÁRIAS ORÇAMENTÁRIAS Receita Orçamentária – EXTRAORÇAMENTÁRIAS RESULTADO PATRIMONIAL DÉFICIT SUPERÁVIT RESULTADO DIMINUTIVO EXERCÍCIO Interferências Ativas – Mutações Ativas – Despesa Orçamentária – Interferências Passivas – Mutações Passivas – Receita Interferências Ativas – Acréscimos Patrimoniais – Despesa – Interferências Passivas – Decréscimos Patrimoniais – 5.2.3


Carregar ppt "SISTEMAS DE CONTAS: ORÇAMENTÁRIO, FINANCEIRO, PATRIMONIAL E COMPENSAÇÃO Luiz Carlos Wisintainer."

Apresentações semelhantes


Anúncios Google